Origem do mundo e da humanidade a criaçÃo gênesis 1 a humanidade, ponto alto da criaçÃO



Baixar 5.7 Mb.
Página121/197
Encontro29.07.2016
Tamanho5.7 Mb.
1   ...   117   118   119   120   121   122   123   124   ...   197

17. Assim diz Javé dos exércitos: Estou mandando contra eles a espada, a fome e a peste, e estou fazendo com eles o que se faz com figos podres que de tão ruins não servem para comer.
18. Perseguirei essa gente com a espada, a fome e a peste; farei deles uma coisa horripilante para todos os reinos da terra, maldição e espanto, objeto de vaia e de vergonha entre todos os povos para onde os expulsei.
19. Isso tudo porque não me obedeceram - oráculo de Javé. Porque eu lhes enviei constantemente meus servos, os profetas, mas aqueles não fizeram caso - oráculo de Javé.
20. Quanto a vocês, que foram exilados de Jerusalém para a Babilônia, ouçam a palavra de Javé.
21. Assim diz Javé dos exércitos, o Deus de Israel, contra Acab, filho de Colias, e contra Sedecias, filho de Maasias, que profetizam mentiras em meu nome: Vou entregar os dois na mão de Nabucodonosor da Babilônia. Ele vai matar os dois na presença de vocês.
22. Depois surgirá uma nova espécie de maldição entre os exilados de Judá na Babilônia. Aí se dirá: "Que Javé faça com você como fez com Acab e com Sedecias, que o rei da Babilônia assou no fogo!"
23. Pois eles fizeram coisas horríveis em Israel: praticaram adultério com as mulheres de seus amigos e falaram mentiras usando o meu nome, quando eu não mandei ninguém falar. Eu sei e sou testemunha disso - oráculo de Javé.
24. Mensagem que você deverá pronunciar contra Semeías de Naalam:
25. Assim diz Javé dos exércitos, o Deus de Israel: Você mandou cartas por sua conta, especialmente ao sacerdote Sofonias, filho de Maasias, e a todos os sacerdotes, dizendo:
26. "Javé o colocou como sacerdote no lugar de Joiada, para você se responsabilizar pelo Templo de Javé e para mandar que seja amarrado e preso todo indivíduo fanático que queira passar por profeta.
27. Então por que você não repreendeu esse Jeremias de Anatot, que se meteu a profetizar?
28. Ele nos mandou uma carta aqui para a Babilônia, dizendo: 'A coisa vai demorar. Construam casas para morar e plantem pomares para comer frutas' ".
29. O sacerdote Sofonias leu essa carta na presença de Jeremias.
30. Então a palavra de Javé foi dirigida a Jeremias:
31. Mande a todos os exilados a seguinte mensagem: Assim diz Javé a respeito de Semeías de Naalam: Já que Semeías está se fazendo de profeta para vocês - e não fui eu quem o enviou - e está fazendo vocês acreditarem na mentira,
32. então assim diz Javé: Castigarei Semeías e seus filhos. Nenhum deles ficará morando no meio desse povo, nem verá a felicidade que estou preparando para o meu povo - oráculo de Javé - porque ele pregou rebeldia contra Javé.
3. LIVRO DA CONSOLAÇÃO

Jeremias 30

A VOLTA DA ESPERANÇA
1. Palavra que Javé dirigiu a Jeremias:
2. Assim diz Javé, o Deus de Israel: Escreva num livro tudo o que eu vou lhe dizer,
3. pois virão dias - oráculo de Javé - em que mudarei a sorte do meu povo, Israel e Judá, diz Javé. Farei com que voltem ao país que eu dei a seus antepassados e que tomem posse dele.
4. São estas as palavras que Javé pronunciou para Israel e Judá:
5. Ouvimos um grito de pavor, de terror, sem paz.
6. Informem-se e observem: é possível um homem dar à luz? Como é, então, que eu estou vendo esses homens todos de mãos nos quadris, como se fossem mulheres em trabalho de parto? Por que ficaram todos com o rosto tão pálido?
7. Ah! Esse dia é muito importante, e outro igual não existe. É uma hora de aflição para Jacó, mas ele se salvará.
8. Nesse dia - oráculo de Javé dos exércitos - eu quebrarei a canga que está no pescoço de vocês e arrebentarei as correntes que os prendem, e vocês não serão mais escravos de estrangeiros.
9. Servirão a Javé, o seu Deus, e também a Davi, o rei que farei surgir para eles.
10. Não tenha medo, meu servo Jacó - oráculo de Javé - não se apavore, Israel, pois aqui estou eu, libertando você do país distante, libertando a sua descendência do país do seu exílio. Jacó voltará e viverá tranqüilo e em paz, sem que o perturbem.
11. Porque eu estou com você para salvá-lo - oráculo de Javé. Eu destruirei todas as nações por onde havia espalhado você, mas não o destruirei: eu o corrigirei com justiça, mas não deixarei você sem castigo.
12. Assim diz Javé: Sua ferida é incurável, sua chaga é muito grave.
13. Não há remédio para sua chaga, nem emplastro para fechar sua ferida.
14. Todos os seus amantes se esqueceram de você e não o procuram mais. Pois eu feri você como se eu fosse inimigo seu, e dei-lhe um castigo terrível, porque eram muitos os seus erros e seus pecados pesavam muito.
15. Por que você grita por causa da sua ferida? A sua chaga é incurável. Foi porque seus erros eram muitos e seus pecados pesavam demais que eu tratei você assim.
16. Mas todos os que devoram você, serão devorados; todos os seus inimigos serão levados para o exílio; os que saqueiam você, serão saqueados; os que despojam você, serão despojados.
17. Eu cicatrizarei a sua ferida e curarei as suas chagas - oráculo de Javé. Porque chamam você de "Rejeitada", "A Sião de quem ninguém pergunta".
18. Mas assim diz Javé: Agora vou mudar a sorte das tendas de Jacó, terei compaixão de suas moradas. A cidade será reconstruída sobre suas ruínas, e o palácio se erguerá de novo no seu lugar.
19. Daí sairão ação de graças e gritos de alegria. Eu vou multiplicá-los, e eles nunca mais diminuirão; vou devolver-lhes a honra, e eles nunca mais serão humilhados.
20. Seus filhos serão como antigamente e a sua assembléia continuará firme diante dos meus olhos; mas castigarei todos os seus opressores.
21. Dela surgirá o seu chefe, e do seu meio sairá o seu governante. Eu farei que ele se aproxime e chegue até junto a mim. Pois quem iria arriscar a vida, chegando perto de mim? - oráculo de Javé.
22. Vocês serão o meu povo e eu serei o Deus de vocês.
23. Eis a tempestade de Javé, seu furor se desencadeia, um furacão gira sobre a cabeça dos ímpios.
24. A ira ardente de Javé não recuará enquanto não realizar, enquanto não executar os projetos do seu coração. Nos últimos dias, vocês compreenderão tudo.

[Jeremias 31]Jeremias 31



1. Nesse tempo - oráculo de Javé - eu serei o Deus de todas as tribos de Israel, e elas serão o meu povo.
2. Assim diz Javé: O povo que escapa da espada encontra graça no deserto! Israel caminha para o seu repouso.
3. De longe, Javé lhe apareceu: Eu amei você com amor eterno; por isso, conservei o meu amor por você.
4. Eu vou reconstruí-la, e você ficará construída, ó capital de Israel. Você há de sair novamente enfeitada e com pandeiros entre os grupos que dançam.
5. De novo plantará vinhedos sobre as colinas da Samaria: e os que plantarem, eles mesmos colherão.
6. Chegará o dia em que os guardas gritarão na montanha de Efraim: "De pé! Vamos a Sião visitar Javé, o nosso Deus".
7. Porque assim diz Javé: Dêem vivas por Jacó, aclamem a primeira das nações! Gritem, louvem e digam: "Javé salvou o seu povo, o resto de Israel!"
8. Eu vou trazê-los de volta lá do país do Norte, vou ajuntá-los das extremidades da terra. No meio deles estarão o cego e o aleijado, a mulher grávida junto com aquela que deu à luz, todos juntos: é uma grande assembléia de retorno!
9. Eles partiram chorando, eu os trarei de volta entre consolos. Eu os levarei para os córregos de água, por um caminho plano, onde não tropeçarão. Serei um pai para Israel, e Efraim será o meu primogênito.
10. Nações, escutem a palavra de Javé. Anunciem às ilhas distantes: "Aquele que espalhou Israel, vai ajuntá-lo de novo e vai guardá-lo como um pastor guarda o seu rebanho".
11. Porque Javé resgatou Jacó, e o redimiu das mãos de um outro mais forte.
12. Eles virão festejar na altura de Sião, afluirão para os bens de Javé: trigo, vinho, azeite e crias de ovelhas e de gado. Serão uma horta bem irrigada: não tornarão a desfalecer.
13. Então a jovem dançará com alegria, os velhos junto com os jovens. Mudarei o luto deles em alegria, vou consolá-los e torná-los felizes, sem aflições.
14. Vou alimentar seus sacerdotes com gordura, e o meu povo se fartará com meus bens - oráculo de Javé.
15. Assim diz Javé: Escutem! Ouvem-se gemidos e pranto amargo em Ramá: é Raquel que chora inconsolável por seus filhos que já não existem mais.
16. Pois assim diz Javé: Segure os soluços e enxugue as lágrimas, porque há uma recompensa para a sua dor - oráculo de Javé: eles voltarão do país inimigo;
17. existe esperança de um futuro - oráculo de Javé: seus filhos voltarão para a pátria.
18. Eu escuto Efraim que se lamenta: "Tu me corrigiste e eu fui corrigido, como um garrote ainda não amansado. Faze-me voltar, e eu voltarei, porque tu és Javé, meu Deus.
19. Afastei-me, mas depois me arrependi; e, ao entender, bati no peito. Fracassei, fiquei confuso, pois carrego a vergonha da minha juventude".
20. Será que Efraim não é o meu filho predileto? Será que não é um filho querido? Quanto mais o repreendo, mais me lembro dele. Por isso, minhas entranhas se comovem, e eu cedo à compaixão - oráculo de Javé.
21. Coloque marcos na estrada, finque estacas para sua orientação, preste atenção na estrada, no caminho que você percorreu. Volte, ó virgem de Israel, volte para as cidades que são suas.
22. Até quando você vai ficar indecisa, filha rebelde? Porque Javé está criando uma coisa nova no país: a mulher seduz o homem!

UMA ALIANÇA NOVA
23. Assim diz Javé dos exércitos, o Deus de Israel: No país de Judá e nas suas cidades, quando eu trouxer de volta os exilados, todos voltarão a dizer: "Javé a abençoe, morada da justiça, monte santo!"
24. Em Judá e em suas cidades habitarão juntos os lavradores e os que pastoreiam rebanhos,
25. pois eu saciarei as gargantas sedentas e satisfarei os famintos.
26. Então, eu acordei, e vi que o meu sonho era agradável.
27. Eis que chegarão dias - oráculo de Javé - em que eu semearei em Israel e Judá semente de homens e semente de animais.
28. Assim como os vigiei para arrancar e arrasar, para demolir, desfazer e maltratar, agora vou vigiar para construir e plantar - oráculo de Javé.
29. Nesses dias, ninguém mais dirá: "Os pais comeram uva verde e a boca dos filhos ficou amarrada".
30. Ao contrário, cada um morrerá por causa do seu próprio pecado; quem comeu uva verde sente a boca amarrar.
31. Eis que chegarão dias - oráculo de Javé - em que eu farei uma aliança nova com Israel e Judá:
32. Não será como a aliança que fiz com seus antepassados, quando os peguei pela mão para tirá-los da terra do Egito; aliança que eles quebraram, embora fosse eu o Senhor deles - oráculo de Javé.
33. A aliança que eu farei com Israel depois desses dias é a seguinte - oráculo de Javé: Colocarei minha lei em seu peito e a escreverei em seu coração; eu serei o Deus deles, e eles serão o meu povo.
34. Ninguém mais precisará ensinar seu próximo ou seu irmão, dizendo: "Procure conhecer a Javé". Porque todos, grandes e pequenos, me conhecerão - oráculo de Javé. Pois eu perdôo suas culpas e esqueço seus erros.
35. Assim diz Javé, aquele que estabelece o sol para iluminar o dia e ordena à lua e às estrelas para iluminarem a noite, aquele que agita o mar e as ondas rugem, aquele cujo nome é Javé dos exércitos:
36. Quando essas leis falharem diante de mim - oráculo de Javé - então o povo de Israel também deixará de ser diante de mim uma nação para sempre.
37. Assim diz Javé: Quando alguém puder medir o tamanho do céu nas alturas ou examinar com cuidado os profundos alicerces da terra, só então eu rejeitarei o povo inteiro de Israel, por causa de tudo o que ele fez - oráculo de Javé.
38. Eis que chegarão dias - oráculo de Javé - em que Jerusalém será reconstruída para Javé, desde a torre de Hananeel até a porta do Ângulo.
39. A corda de medir será estendida até a colina do Gareb e, de lá, até Goa.
40. Todo o vale dos Cadáveres e das Cinzas, até o vale do riacho do Cedron, até o ângulo da porta dos Cavalos, no lado do oriente, toda essa área estará consagrada a Javé e nunca será arrasada ou destruída.

[Jeremias 32]Jeremias 32



A FÉ NA PROMESSA DE DEUS
1. Palavra que Javé dirigiu a Jeremias no décimo ano de Sedecias, rei de Judá, que corresponde ao décimo oitavo ano de Nabucodonosor.
2. Nessa ocasião, o exército do rei da Babilônia estava cercando a cidade de Jerusalém e o profeta Jeremias estava preso no pátio da prisão que existia no palácio do rei de Judá.
3. Sedecias, rei de Judá, o tinha lançado na prisão, acusando-o: "Você profetizou: 'Assim diz Javé: Eu entregarei esta cidade nas mãos do rei da Babilônia e ele vai tomá-la;
4. Sedecias, rei de Judá, não escapará das mãos dos caldeus, mas será entregue ao rei da Babilônia e terá de falar pessoalmente com ele, olhando um nos olhos do outro;
5. Sedecias será levado para Babilônia e aí ficará até que eu olhe para ele - oráculo de Javé. Se vocês lutarem contra os caldeus, não vencerão'. Por que você profetizou isso?"
6. Jeremias respondeu: "Eu recebi de Javé a seguinte palavra:
7. Hanameel, filho do seu tio Selum, está vindo dizer a você: 'Compre o terreno que eu tenho em Anatot, porque, por direito, você tem a preferência para comprá-lo'.
8. De acordo com a palavra de Javé, Hanameel, filho do meu tio Selum, foi me procurar onde eu estava, no pátio da prisão, e me disse: 'Vamos! Compre o meu terreno em Anatot, no território de Benjamim, pois o direito é seu por herança; você é que deve ficar com ele. Compre-o, então'. Eu entendi que isso era uma palavra de Javé.
9. Comprei o terreno que meu primo Hanameel tinha em Anatot. Paguei por ele duzentos gramas de prata.
10. Escrevi o contrato, selei, chamei as testemunhas, depois pesei a prata numa balança.
11. Em seguida, peguei o contrato de compra fechado, conforme as normas legais, e também a cópia aberta.
12. Entreguei o contrato a Baruc, filho de Nerias, neto de Maasias, na presença do meu primo Hanameel, das testemunhas que assinaram o documento e de todos os judeus que estavam no pátio da prisão.
13. Diante de todos eles, dei a seguinte ordem a Baruc:
14. 'Assim diz Javé dos exércitos, o Deus de Israel: Pegue esses dois contratos, o contrato de compra que está fechado e também a cópia aberta, e coloque-os dentro de um vaso de cerâmica, para que se conservem por muito tempo.
15. Pois assim diz Javé dos exércitos, o Deus de Israel: Nesta terra ainda se comprarão casas, campos e vinhedos'.
16. Depois de entregar o contrato a Baruc, filho de Nerias, rezei a Javé:
17. 'Senhor Javé! Tu fizeste o céu e a terra com teu grande poder e com teu braço estendido. Para ti nada é impossível.
18. Tu praticas o amor para com milhares, mas também castigas a maldade dos pais nas costas dos filhos que vêm depois deles. Deus grande e poderoso, teu nome é Javé dos exércitos.
19. Grande em projetos e poderoso em ações, teus olhos estão abertos sobre a conduta dos homens, para dar a cada um conforme a conduta deles e conforme o que merecem suas ações.
20. Tu fizeste sinais e prodígios no país do Egito, e até hoje ainda os fazes em Israel e entre os homens. Foi assim que ganhaste a fama que tens até hoje.
21. Tu tiraste Israel, o teu povo, do país do Egito com sinais e prodígios, com mão forte e braço estendido, espalhando grande terror.
22. Deste a eles esta terra, que tinhas prometido com juramento aos seus antepassados, terra onde corre leite e mel.
23. Eles chegaram aqui e tomaram posse da terra, mas não te obedeceram, não se comportaram conforme a tua lei, não fizeram nada daquilo que tu lhes tinhas mandado fazer. Por isso, chamaste todas essas desgraças contra eles.
24. As trincheiras dos inimigos já estão chegando até a cidade, para a tomarem. Ela cairá nas mãos dos caldeus, que a atacam com espada, fome e peste. O que disseste, está acontecendo, e tu o vês.
25. Tu me disseste, Senhor Javé, para comprar um terreno a peso de prata e chamar testemunhas, enquanto a cidade cai nas mãos dos caldeus'.
26. A palavra de Javé foi dirigida a Jeremias:
27. Eu sou Javé, Deus de todas as criaturas. Existe algo impossível para mim?
28. Por isso, assim diz Javé: Estou para entregar esta cidade nas mãos dos caldeus, nas mãos de Nabucodonosor, rei da Babilônia, e ele vai tomá-la.
29. Os caldeus que estão guerreando contra ela entrarão nesta cidade, atearão fogo nela e queimarão as casas onde nos terraços se queimava incenso a Baal e onde se derramava vinho aos deuses estrangeiros, para me irritar.
30. Pois, desde a juventude, israelitas e judeus só praticaram o que eu considero errado, só me irritaram com as obras de suas mãos - oráculo de Javé.
31. Esta cidade sempre foi para mim motivo de ira e de cólera, desde que a construíram até o dia de hoje. Terei que afastá-la da minha presença
32. por todo o mal que os israelitas e judeus fazem para me irritar; todos eles: seus reis e autoridades, sacerdotes e profetas, cidadãos de Judá e habitantes de Jerusalém.
33. Eles voltavam para mim as costas, e não o rosto. Eu os ensinava continuamente, e ninguém ouvia para aprender a lição.
34. Eles colocavam abominações na Casa que levava o meu nome, profanando-a;
35. construíram lugares altos a Baal no vale de Ben-Enom, para aí queimar seus filhos e filhas em honra de Moloc: coisa que eu nunca mandei, nem jamais passou pelo meu pensamento. Eles fizeram abominações semelhantes, ensinando Judá a pecar.
36. Agora, assim diz Javé, o Deus de Israel, sobre Jerusalém, cidade que foi entregue, conforme eu disse, nas mãos do rei da Babilônia, pela força da espada, da fome e da peste:
37. Vejam! Eu os reunirei de todos os países por onde os espalhei na minha ira, na minha cólera e no meu grande furor. Vou trazê-los de volta para este lugar, e os farei morar tranqüilos.
38. Então eles serão o meu povo e eu serei o Deus deles.
39. Vou dar-lhes um só coração e um só modo de se comportar, para que me temam a vida inteira, para felicidade deles e dos filhos que vierem depois.
40. Farei com eles uma aliança eterna e nunca deixarei de fazer-lhes o bem. Colocarei no coração deles o meu temor, para que não se afastem de mim.
41. O meu prazer será fazer que eles sejam felizes. Vou plantá-los de maneira estável nesta terra, com todo o meu coração e com toda a minha alma.
42. Pois assim diz Javé: Da mesma forma que eu fiz cair sobre este povo essa grande desgraça, eu também lhes enviarei toda a felicidade que estou prometendo.
43. Comprarão campos neste país, que vocês dizem estar deserto, sem gente e sem criações, e entregue nas mãos dos caldeus.
44. Comprarão campos a peso de prata, fazendo contratos, selando e chamando testemunhas. Tudo isso, no território de Benjamim e nos arredores de Jerusalém, nas cidades de Judá e nas cidades da Montanha, nas cidades da Planície e nas cidades do Negueb, porque eu vou mudar a sorte deles - oráculo de Javé".

[Jeremias 33]Jeremias 33



O AMOR DE JAVÉ É PARA SEMPRE
1. Quando ainda estava detido na prisão, Jeremias recebeu novamente a palavra de Javé:
2. Assim diz Javé, que fez a terra e lhe deu forma, fazendo dela uma coisa firme; o seu nome é Javé:
3. Chame por mim que eu lhe responderei, anunciando coisas grandiosas e sublimes, que você não conhece.
4. Pois assim diz Javé, o Deus de Israel, sobre as casas desta cidade e os palácios dos reis de Judá, agora arrasados pelas trincheiras e pela espada:
5. Agora os caldeus vêm para batalhar contra a cidade e para cobri-la de cadáveres, porque eu a feri com ira e cólera, e para esta cidade escondi o meu rosto, por causa de todas as suas maldades.
6. Vejam! Eu mesmo vou trazer para ela restabelecimento e cura, e lhe mostrarei uma abundância de paz e fidelidade.
7. Mudarei a sorte de Judá e Israel, e farei que eles cresçam como antigamente.
8. Eu vou purificá-los de toda injustiça com que pecaram contra mim, e vou perdoar todas as injustiças que cometeram contra mim.
9. Jerusalém será para mim nome de alegria, louvor e honra, por entre todas as nações da terra que ouvirem falar de todo o bem que eu lhe fiz. Elas serão tomadas de temor e respeito diante de todo o bem e de toda a felicidade que eu vou dar a Jerusalém.
10. Assim diz Javé: Vocês dizem que as cidades de Judá e as ruas desertas de Jerusalém são um lugar arrasado, sem gente, sem morador e sem criações. Pois bem, neste mesmo lugar se ouvirão novamente
11. o som da música, os gritos de alegria, a voz do noivo e da noiva, a voz dos que cantam ao entrar com ação de graças no Templo de Javé: "Agradeçam a Javé dos exércitos, porque ele é bom, porque o seu amor é para sempre". Pois eu mudarei a sorte deste país, farei voltar ao que era antes, diz Javé.
12. Assim diz Javé dos exércitos: Neste lugar agora arruinado, sem gente e sem criações, e também em todas as suas cidades haverá pastagens, onde os pastores farão suas ovelhas repousar.
13. Nas cidades da Montanha e nas cidades da Planície, nas cidades do Negueb e no território de Benjamim, nos arredores de Jerusalém e nas cidades de Judá, as ovelhas ainda vão desfilar ao alcance da mão de quem as conta, diz Javé.

NÃO PERCAM A ESPERANÇA
14. Eis que chegarão dias - oráculo de Javé - em que eu cumprirei as promessas que fiz à casa de Israel e à casa de Judá.
15. Nesses dias e nesse tempo, farei brotar para Davi um broto justo, que exercerá o direito e a justiça no país.
16. Nesses dias, Judá será salvo e Jerusalém viverá tranqüila e será chamada "Javé, nossa justiça".
17. Porque assim diz Javé: Não faltará um descendente de Davi para se assentar no trono da casa de Israel.
18. Também não faltará um descendente dos sacerdotes e levitas para oferecer em minha presença holocaustos, incensar as ofertas e oferecer sacrifícios todos os dias.
19. Javé dirigiu a palavra a Jeremias:
20. Assim diz Javé: Se vocês puderem romper a minha aliança com o dia e com a noite, de modo que já não haja mais dia e noite no tempo certo,
21. também será rompida a minha aliança com o meu servo Davi, de modo que lhe falte um descendente no trono, e a aliança com os levitas sacerdotes que me servem.
22. Multiplicarei a descendência do meu servo Davi e dos levitas que me servem, como as estrelas do céu que não dá para contar, como a areia da praia que ninguém pode calcular.
23. Javé dirigiu a palavra a Jeremias:
24. Você não ouve o que essa gente diz? Eles dizem: "Javé rejeitou as duas famílias que havia escolhido". Assim desprezam o meu povo e não o consideram como nação.
25. Assim diz Javé: Como é certo que eu criei o dia e a noite e estabeleci as leis do céu e da terra,
26. também é certo que não rejeitarei a descendência de Javé e de meu servo Davi, deixando de escolher entre seus descendentes os chefes da descendência de Abraão, Isaac e Jacó. Porque eu mudarei a sorte deles, e deles terei compaixão.

[Jeremias 34]4. TEXTOS DIVERSOS





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   117   118   119   120   121   122   123   124   ...   197


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal