Origem do mundo e da humanidade a criaçÃo gênesis 1 a humanidade, ponto alto da criaçÃO


Farei com que você escape e não caia sob a espada. Você terá a sua vida como despojo, porque confiou em mim - oráculo de Javé". [Jeremias 40]Jeremias 40



Baixar 5.7 Mb.
Página123/197
Encontro29.07.2016
Tamanho5.7 Mb.
1   ...   119   120   121   122   123   124   125   126   ...   197

18. Farei com que você escape e não caia sob a espada. Você terá a sua vida como despojo, porque confiou em mim - oráculo de Javé".

[Jeremias 40]Jeremias 40



O PROFETA NÃO É OPORTUNISTA
1. Palavra que Javé dirigiu a Jeremias, depois que Nabuzardã, chefe da guarda, o enviou de volta de Ramá, onde ele estava amarrado na corrente junto com os presos de Judá e Jerusalém, que estavam sendo levados para o exílio na Babilônia.
2. Ao tirá-lo do meio dos prisioneiros, o chefe da guarda lhe disse: "Javé, o seu Deus, predisse esta desgraça para este lugar,
3. e a realizou. Javé fez conforme havia falado, pois vocês pecaram contra ele e não lhe obedeceram. Foi por esse motivo que aconteceu tudo isso a vocês.
4. Eu soltei as algemas do seu pulso. Se você acha bom ir para a Babilônia comigo, vamos, que eu olharei por você. Mas se você não acha bom ir comigo para a Babilônia, pode ficar: o país inteiro está aí à sua frente, pode ir para onde você achar melhor e mais correto".
5. Antes de Jeremias tomar um rumo, o chefe da guarda continuou: "Você pode ir para a casa de Godolias, filho de Aicam, neto de Safã, que o rei da Babilônia colocou como governador das cidades de Judá. Pode ficar com ele, no meio do povo. Ou então, pode ir para onde achar preferível". O chefe da guarda deu-lhe provisões e presentes, e o deixou livre.
6. Jeremias foi para a casa de Godolias, filho de Aicam, em Masfa, e ficou com ele, vivendo no meio do povo que ficara no país.

ESPERANÇA DE RENOVAÇÃO
7. Os comandantes das guarnições que estavam fora da cidade, juntamente com todos os seus homens, ficaram sabendo que o rei da Babilônia tinha colocado Godolias, filho de Aicam, como governador, e que tinha confiado a ele os homens, mulheres e crianças, e os pobres do país que não tinham sido levados para o exílio na Babilônia.
8. Ismael, filho de Natanias; Joanã e Jônatas, filhos de Carea; Saraías, filho de Taneumet; os filhos de Ofi de Netofa; e Jezonias, filho de Maacati, foram procurar Godolias em Masfa. Foram eles e seus comandados.
9. Godolias, filho de Aicam, neto de Safã, jurou para eles e seus comandados: "Não tenham medo de servir aos caldeus. Permaneçam na terra e sirvam ao rei da Babilônia, e tudo irá bem para vocês.
10. Quanto a mim, fiquei aqui em Masfa como responsável diante dos caldeus que vêm até nós. E vocês, vão fazer a colheita do vinho, das frutas e do azeite; encham suas vasilhas e fiquem nas cidades que vocês estão ocupando".
11. Também os judeus que estavam em Moab, entre os amonitas, em Edom e outras regiões, ouviram falar que o rei da Babilônia tinha deixado um resto em Judá e que havia colocado Godolias, filho de Aicam, neto de Safã, como governador deles.
12. Então começaram a voltar judeus de todos os lugares por onde haviam se espalhado; entraram em Judá, junto a Godolias, em Masfa, e fizeram uma colheita muito abundante de vinho e frutas.

FANATISMO IRRESPONSÁVEL
13. Joanã, filho de Carea, e os comandantes do exército que estavam no interior, foram procurar Godolias em Masfa.
14. Disseram-lhe: "Você sabe que Baalis, rei dos amonitas, mandou Ismael, filho de Natanias, matar você?" Mas Godolias, filho de Aicam, não acreditou neles.
15. Mesmo assim, Joanã, filho de Carea, falou em particular a Godolias, em Masfa: "Eu vou matar Ismael, filho de Natanias, e ninguém ficará sabendo. Por que ele haveria de matar você? Por que todos esses judeus que se reuniram em torno de você teriam de se espalhar? Por que seria destruído o resto de Judá?"
16. Mas Godolias, filho de Aicam, respondeu a Joanã, filho de Carea: "Não faça isso, pois o que você está falando de Ismael é falso".

[Jeremias 41]Jeremias 41



1. No sétimo mês, Ismael, filho de Natanias, neto de Elisama, de estirpe real, foi com dez homens à procura de Godolias, filho de Aicam, em Masfa. E enquanto comiam juntos em Masfa,
2. Ismael, filho de Natanias, e os dez homens que estavam com ele atacaram de espada a Godolias, filho de Aicam, neto de Safã. Foi assim que mataram aquele que o rei da Babilônia tinha colocado como governador no país.
3. Ismael matou também todos os judeus que estavam com Godolias em Masfa, bem como os soldados caldeus que aí se encontravam.
4. No dia seguinte ao assassinato de Godolias, ninguém ainda sabia.
5. Foram, então, uns oitenta homens de Siquém, de Silo e de Samaria, com a barba raspada, roupas rasgadas e ferimentos no corpo; levavam ofertas e incenso para o Templo de Javé.
6. Ismael, filho de Natanias, saiu de Masfa ao encontro deles, fora da cidade, andando e chorando. Ao encontrá-los, disse: "Venham até onde está Godolias, filho de Aicam".
7. Logo, porém, que eles chegaram ao centro da cidade, Ismael, filho de Natanias, junto com seus homens, estrangulou-os e mandou jogar os corpos dentro de uma cisterna.
8. Houve, porém, dez desses homens que disseram a Ismael: "Não nos mate! Nós temos trigo, cevada, azeite e mel escondidos no mato". Então Ismael parou e não matou esses dez junto com seus irmãos.
9. A cisterna onde Ismael jogou os corpos dos homens que ele matou é aquela grande que o rei Asa fizera por medo de Baasa, rei de Israel. Foi essa cisterna que Ismael, filho de Natanias, encheu com os cadáveres dos homens que matou.
10. Depois Ismael aprisionou todo o resto do povo que estava em Masfa: desde as filhas do rei até o povo que ficou em Masfa e que Nabuzardã, chefe da guarda, tinha confiado a Godolias, filho de Aicam. Ismael, filho de Natanias, levou-os como prisioneiros e partiu para o país dos amonitas.
11. Joanã, filho de Carea, e os outros comandantes das guarnições, seus companheiros, ouviram falar de todos os crimes que Ismael, filho de Natanias, havia praticado.
12. Convocaram, então, todos os seus soldados e partiram para atacar Ismael, filho de Natanias. E o alcançaram perto da represa grande de Gabaon.
13. Todo o pessoal que estava com Ismael, quando viu Joanã, filho de Carea, e todos os comandantes das guarnições que estavam com ele, ficou muito contente.
14. Então todo esse pessoal que Ismael levava cativo desde Masfa, deu meia volta e passou para o lado de Joanã, filho de Carea.
15. Ismael, filho de Natanias, ainda conseguiu escapar de Joanã, junto com oito homens, e foi para o país dos amonitas.
16. Então Joanã, filho de Carea, e todos os comandantes de guarnições que estavam com ele, reuniram todo o resto do povo que Ismael, filho de Natanias, tinha levado como prisioneiro desde Masfa, depois de ter assassinado Godolias, filho de Aicam. Eram homens guerreiros, mulheres, crianças e eunucos, que foram libertados em Gabaon.
17. Partiram e fizeram uma parada no refúgio de Camaã, perto de Belém, para depois seguirem a caminho do Egito,
18. pois estavam com medo dos caldeus, porque Ismael, filho de Natanias, tinha matado Godolias, filho de Aicam, que o rei da Babilônia colocara como governador do país.

[Jeremias 42]Jeremias 42



O ANTIÊXODO
1. Os comandantes, junto com Joanã, filho de Carea, e Azarias, filho de Osaías, com todo o povo, grandes e pequenos, foram procurar Jeremias
2. e lhe disseram: "Nós lhe suplicamos, por favor: interceda junto a Javé, o seu Deus, por nós e por este resto, pois de muitos sobramos poucos, como você mesmo pode ver.
3. Que Javé, o seu Deus, nos mostre o caminho que devemos seguir e o que devemos fazer".
4. O profeta Jeremias respondeu: "De acordo. Vou interceder junto a Javé, Deus de vocês, conforme vocês estão pedindo. Então tudo o que Javé mandar responder a vocês, eu falarei, sem esconder coisa alguma".
5. Eles disseram a Jeremias: "Que o próprio Javé seja testemunha verdadeira e correta contra nós, se não agirmos conforme a palavra que Javé, o seu Deus, mandar você nos dizer.
6. Seja coisa boa, seja coisa ruim, obedeceremos a Javé, o nosso Deus, a quem enviamos você, para que tudo nos corra bem, se obedecermos a Javé, o nosso Deus".
7. Depois de dez dias, a palavra de Javé foi dirigida a Jeremias.
8. Então ele chamou Joaná, filho de Carea, os comandantes de guarnições que o acompanhavam e também todo o povo, pequenos e grandes,
9. e disse-lhes: Assim disse Javé, o Deus de Israel, a quem vocês me mandaram implorar em seu favor:
10. Se vocês permanecerem neste país, eu os construirei e não os destruirei, eu os plantarei e não os arrancarei, pois estou arrependido do mal que fiz a vocês.
11. Não tenham medo do rei da Babilônia, diante de quem agora vocês têm medo. Não tenham medo - oráculo de Javé - pois eu estou com vocês para salvá-los e livrá-los das mãos deles.
12. Eu os tratarei com piedade e ele terá compaixão de vocês e os fará voltar à terra que lhes pertence.
13. Mas se vocês desobedecerem à palavra de Javé, o Deus de vocês, dizendo: "Não vamos ficar neste país;
14. ao contrário, vamos para o Egito, onde não se vê guerra nem se vive escutando o som da trombeta e ninguém passa fome; é lá que nós queremos ficar";
15. nesse caso, resto de Judá, ouça a palavra de Javé: Assim disse Javé dos exércitos, o Deus de Israel: Se vocês decidirem ir para o Egito e se entrarem para lá ficar,
16. a espada que amedronta vocês aqui, irá alcançá-los na terra do Egito; a fome que os assusta aqui, seguirá seus passos no Egito: lá vocês morrerão.
17. Todos os homens que decidirem partir para o Egito e lá permanecer, morrerão pela espada, pela fome e pela peste, sem que seja possível escapar ou fugir da desgraça que eu atrairei sobre eles.
18. Javé dos exércitos, o Deus de Israel, disse ainda: Da mesma forma como derramei a minha ira e o meu furor sobre os habitantes de Jerusalém, assim também derramarei o meu furor sobre vocês, quando entrarem no Egito. Vocês serão objeto de maldição e espanto, desprezo e zombaria, e não voltarão a ver este lugar.
19. É assim que Javé falou para vocês, resto de Judá. Não vão para o Egito; saibam bem que hoje eu os adverti solenemente.
20. Vocês se enganaram quando mandaram que eu procurasse Javé, Deus de vocês, dizendo: "Interceda junto a Javé, nosso Deus, por nós, e tudo o que Javé, nosso Deus, lhe disser, anuncie a nós para que possamos fazê-lo".
21. Pois eu acabo de lhes anunciar hoje, mas vocês não obedecerão a Javé, Deus de vocês, em nada do que ele ordenou a vocês através de mim.
22. E agora saibam bem: vocês morrerão pela espada, pela fome e pela peste no lugar onde quiseram entrar e se estabelecer.

[Jeremias 43]Jeremias 43



1. Quando Jeremias terminou de comunicar a todo o povo as palavras que Javé, o seu Deus, lhe mandara falar,
2. então Azarias, filho de Osaías, Joanã, filho de Carea, e todos aqueles homens, cheios de petulância, disseram a Jeremias: "É mentira o que você está falando! Javé, o nosso Deus, não enviou você para nos dizer: 'Não vão para o Egito, para morar lá'.
3. Foi Baruc, filho de Nerias, quem jogou você contra nós, para nos entregar nas mãos dos caldeus, para eles nos matarem ou nos exilarem na Babilônia".
4. Foi assim que Joanã, filho de Carea, os comandantes e todo o povo não quiseram obedecer a Javé, que lhes mandara ficar na terra de Judá.
5. Joanã, filho de Carea, e os comandantes de guarnições juntaram o resto de Judá e os que tinham voltado das outras nações para onde tinham sido expulsos, a fim de morarem por uns tempos em Judá.
6. Eram homens, mulheres, crianças, as filhas do rei, enfim todos os viventes que o chefe da guarda, Nabuzardã, tinha deixado com vida juntamente com Godolias, filho de Aicam, neto de Safã. Levaram também o profeta Jeremias com Baruc, filho de Nerias.
7. E desobedecendo a Javé, foram para o Egito, chegando até Táfnis.
8. Em Táfnis, a palavra de Javé foi dirigida a Jeremias:
9. Pegue umas pedras grandes e, na presença dos judeus, enterre essas pedras com massa na praça que fica à entrada do palácio do Faraó, em Táfnis.
10. Em seguida, você dirá a eles: Assim diz Javé dos exércitos, o Deus de Israel: Mandarei buscar o meu servo Nabucodonosor, rei da Babilônia, e colocarei o seu trono sobre essas pedras que enterrei. Sobre elas, ele estenderá o seu dossel.
11. Ele virá para atacar o Egito: quem está destinado para a morte, morrerá; quem está destinado para o exílio, será exilado; quem está destinado para a espada, morrerá pela espada.
12. Ele porá fogo nos templos dos deuses do Egito, os queimará e levará os deuses para o exílio. Ele vai limpar tudo como o pastor tira os piolhos do seu manto, e sairá daí em paz.
13. Quebrará os obeliscos do templo do Sol e incendiará os templos de todos os deuses do Egito.

[Jeremias 44]Jeremias 44



NÃO HÁ COMO ESCAPAR
1. Palavra que Javé dirigiu a Jeremias a respeito dos judeus que estavam morando no Egito, em Magdol, em Táfnis, em Mênfis e na região de Patros:
2. Assim diz Javé dos exércitos, o Deus de Israel: Vocês mesmos viram toda a desgraça que eu trouxe sobre Jerusalém e sobre as outras cidades de Judá. Hoje elas estão mortas, sem nenhum habitante.
3. Isso aconteceu por causa de todo o mal que eles fizeram, irritando-me, queimando incenso e prestando culto a deuses estrangeiros, que nem eles, nem vocês, nem os seus antepassados jamais conheceram.
4. Apesar disso, eu enviei continuamente meus servos, os profetas, e eles sempre diziam: "Não façam essas abominações, que eu odeio".
5. Mas eles não escutaram e nem quiseram prestar atenção, para não terem que voltar atrás da sua maldade e para não deixarem de queimar incenso aos deuses estrangeiros.
6. Então minha ira e meu furor se alastraram como fogo pelas cidades de Judá e pelas ruas de Jerusalém, e elas se transformaram num deserto e numa desolação até o dia de hoje.
7. Agora, assim diz Javé dos exércitos, o Deus de Israel: por que vocês fazem esse mal tão grande a vocês mesmos? Vocês estão acabando com homens, mulheres, crianças e bebês em Judá. Desse modo não vai ficar nenhum sobrevivente entre vocês,
8. porque vocês me provocam com a obra de suas mãos, queimando incenso a deuses estrangeiros neste país do Egito, onde vocês estão morando. Assim, estão trabalhando para o próprio extermínio e se transformando em maldição e vergonha para todas as nações do mundo.
9. Vocês já se esqueceram dos pecados de seus antepassados, dos reis de Judá, das suas autoridades, dos pecados de vocês e das suas mulheres? Vocês cometeram esses pecados pelo país de Judá afora e pelas ruas de Jerusalém. Já se esqueceram?
10. E, até hoje, ninguém baixou a cabeça, ninguém teve medo, ninguém começou a andar de acordo com a instrução e os estatutos que eu dei a vocês e a seus antepassados.
11. Por isso, assim diz Javé dos exércitos, o Deus de Israel: Volto a minha face contra vocês para a desgraça, para exterminar Judá totalmente.
12. Pegarei o resto de Judá que se empenhou em ir para o Egito e aí morar, e todos eles, pequenos e grandes, morrerão aí no Egito, derrubados pela espada e consumidos pela fome. Morrerão pela espada e pela fome e se tornarão uma coisa maldita, espantosa, desprezível e vergonhosa.
13. Castigarei os que moram no Egito, como castiguei Jerusalém: com a espada, a fome e a peste.
14. Desse resto de Judá que foi para o Egito, ninguém conseguirá sobreviver, ninguém escapará, ninguém conseguirá voltar para Judá, aonde anseiam voltar para aí viver. Ninguém voltará, a não ser alguns fugitivos.
15. Os homens que sabiam que suas mulheres queimavam incenso a deuses estrangeiros e todas as mulheres que estavam presentes, uma grande multidão, e todo o povo que morava no país do Egito e em Patros, disseram a Jeremias:
16. "Nenhum de nós vai obedecer a isso que você acabou de nos falar em nome de Javé.
17. Nós faremos aquilo que prometemos: queimaremos incenso para a rainha do céu e derramaremos vinho em honra dela. Faremos da mesma forma como fizemos, assim como nossos antepassados, nossos reis e nossos chefes fizeram nas cidades de Judá ou nas ruas de Jerusalém, quando nos fartávamos de pão, éramos felizes e não conhecíamos a desgraça.
18. Pois quando paramos de queimar incenso para a rainha do céu e de derramar vinho em sua honra, começou a faltar tudo, e nós morremos pela espada e pela fome".
19. As mulheres disseram: "Quando nós estamos queimando incenso à rainha do céu e derramando vinho em sua honra, é por acaso sem o consentimento de nossos maridos que nós fazemos bolos com a figura dela e derramamos vinho em sua honra?"
20. A todo o povo que lhe tinha respondido dessa forma, homens ou mulheres, assim disse Jeremias:
21. "Será que Javé não se lembra e não tem mais em mente todo o incenso que vocês queimavam nas cidades de Judá e nas ruas de Jerusalém, exatamente como faziam seus antepassados, reis, chefes e proprietários de terra?
22. Javé não foi capaz de agüentar mais a maldade que vocês faziam, as abominações que vocês praticavam. Por isso, o país se converteu em ruína, espanto e maldição, sem nenhum habitante, até o dia de hoje.
23. Vocês queimaram incenso e pecaram contra Javé, desobedecendo a Javé, não procedendo conforme sua lei, seus estatutos e ordens; por isso aconteceu a vocês essa desgraça, que dura até o dia de hoje".
24. Jeremias falou também a todo o pessoal, especialmente às mulheres: "Ouça a palavra de Javé, Judá inteiro que está no Egito:
25. Assim diz Javé dos exércitos, o Deus de Israel: Vocês e suas mulheres não só falaram, mas também cumpriram com suas próprias mãos o que disseram: 'Nós cumpriremos os votos que fizemos de queimar incenso à rainha do céu e de derramar vinho em sua honra'. Mantenham, pois, a promessa e cumpram o voto.
26. Contudo, ouçam a palavra de Javé, judeus todos que moram no Egito: Eu juro por meu nome grandioso, diz Javé, que nenhum judeu, em todo o país do Egito, invocará mais o meu nome, dizendo: 'Pela vida do Senhor Javé'.
27. Eu os vigiarei para o mal e não para o bem deles; e todo judeu que estiver morando no Egito vai morrer pela espada e pela fome, até acabarem todos.
28. Um pequeno número que escapar da espada voltará do Egito para o país de Judá. Então o resto de Judá que foi para o Egito saberá qual é a palavra que vai valer, se a deles ou a minha.
29. Para vocês ficarem sabendo que minhas palavras de ameaça contra vocês prevalecerão e que eu castigarei vocês neste país - oráculo de Javé - haverá este sinal:
30. Assim diz Javé: Eu entregarei o Faraó Hofra, rei do Egito, nas mãos de seus inimigos, daqueles que o querem matar, assim como entreguei Sedecias, rei de Judá, nas mãos de Nabucodonosor, rei da Babilônia, que era inimigo dele e que o queria matar".

[Jeremias 45]Jeremias 45



O DOM DA VIDA
1. Palavra que o profeta Jeremias disse a Baruc, filho de Nerias, quando este copiava num pergaminho as palavras ditadas por Jeremias, no quarto ano de Joaquim, filho de Josias, rei de Judá:
2. Assim diz Javé, o Deus de Israel, para você, Baruc:
3. Você disse: "Pobre de mim! Javé soma tristeza à minha dor! Estou cansado de gemer e não tenho descanso!"
4. Assim você dirá a Baruc: Assim diz Javé: Estou derrubando o que eu mesmo construí, estou arrancando o que eu mesmo plantei, e isso em todo o país.
5. E você está preocupado com grandezas? Não as procure. Pois eu já estou fazendo chegar uma desgraça para todo mundo - oráculo de Javé. Quanto a você, porém, eu lhe darei a vida como despojo, em qualquer lugar para onde você for.

[Jeremias 46]V. JAVÉ JULGA AS NAÇÕES



Jeremias 46

NÃO HÁ CURA PARA O EGITO
1. Palavra de Javé dirigida ao profeta Jeremias sobre as nações.
2. Contra o Egito. Contra o exército do Faraó Necao, rei do Egito, que esteve em Carquemis, à margem do rio Eufrates, onde foi derrotado por Nabucodonosor, rei da Babilônia, no quarto ano de Joaquim, filho de Josias, rei de Judá:
3. Preparem o escudo pequeno e o grande, e avancem para a guerra.
4. Cavaleiros, selem os cavalos e montem. Apresentem-se com os capacetes, afiem as lanças, vistam a armadura.
5. Por que eu vi todos apavorados e correndo para trás? Seus valentes foram derrotados e estão fugindo sem olhar para trás. O terror está em toda parte - oráculo de Javé.
6. Que o ligeiro não escape, nem fuja o valente. Foi lá no Norte, à beira do rio Eufrates, que eles tropeçaram e caíram.
7. Quem é esse que sobe como o rio Nilo e como um rio de águas agitadas?
8. É o Egito que sobe como o Nilo e como um rio de águas agitadas. Ele diz: "Eu vou subir e cobrir a terra; vou arrasar cidades com todos os seus habitantes".
9. Vamos, cavalos; depressa com os carros; que partam os guerreiros; etíopes e líbios armados de escudo, e ludianos que retesam o arco.
10. É hoje o dia do Senhor Javé dos exércitos: dia de vingança, para vingar-se de seus inimigos. A espada devora, fica saciada e se embriaga de sangue, porque isso é um sacrifício para o Senhor Javé dos exércitos, no país do Norte, à beira do rio Eufrates.
11. Vá até Galaad buscar bálsamo, jovem filho do Egito; não adianta multiplicar remédios, não há cura para você.
12. As nações souberam da sua desonra, seus gritos de dor encheram o mundo. Soldado tropeçou em soldado e caíram juntos os dois.

O EGITO CASTIGADO
13. Palavra que Javé dirigiu ao profeta Jeremias quando Nabucodonosor, rei da Babilônia, chegou para derrotar o país do Egito.
14. Anunciem no Egito, levem a notícia a Magdol, contem tudo em Mênfis e Táfnis. Digam: "Levante-se e prepare-se, porque a espada está devorando tudo ao redor".
15. Por que Ápis fugiu e seu touro sagrado não resiste? Foi porque Javé o derrubou.
16. Ele multiplicou os que tropeçam, um cai por cima do outro. E gritam: "De pé! Voltemos para o nosso povo, para a nossa terra natal, longe da espada mortífera".
17. Será dado ao Faraó, rei do Egito, o nome de Trovão-fora-de-hora.
18. Eu juro por mim mesmo - oráculo do Rei, que se chama Javé dos exércitos: Alguém chegará, tão certo como o Tabor está entre as montanhas e o monte Carmelo à beira mar.
19. Prepare a bagagem para o exílio, habitante do Egito, porque Mênfis será transformada em deserto, será devastada e ficará sem moradores.
20. O Egito parecia uma novilha bonita, mas a mutuca veio do Norte e pousou sobre ela.
21. Seus soldados contratados pareciam novilhos de estábulo, mas também eles viraram para trás e fugiram todos juntos, não resistiram, porque chegou para eles o dia da desgraça, a hora do seu castigo.
22. Sua voz é como da serpente que silva, porque avançam em bloco; e avançam contra ela como lenhadores com machados.
23. Cortam a sua floresta onde ninguém penetrava - oráculo de Javé. São mais numerosos que gafanhotos, são inumeráveis.
24. Foi derrotada a capital do Egito e entregue ao povo do Norte.
25. Javé dos exércitos, o Deus de Israel, é quem diz: Eu castigarei o deus Amon de Tebas, o Egito com seus deuses e reis, o Faraó e todos os que nele confiam.
26. Vou entregá-los nas mãos daqueles que os querem matar, Nabucodonosor, rei da Babilônia, e seus ministros. Depois disso, porém, o Egito será habitado de novo, como nos tempos antigos - oráculo de Javé.



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   119   120   121   122   123   124   125   126   ...   197


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal