Origem do mundo e da humanidade a criaçÃo gênesis 1 a humanidade, ponto alto da criaçÃO


Não torça o direito do necessitado em seu processo. 7



Baixar 5.7 Mb.
Página13/197
Encontro29.07.2016
Tamanho5.7 Mb.
1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   ...   197

6. Não torça o direito do necessitado em seu processo.
7. Afaste-se da acusação falsa: não faça morrer o inocente e o justo, nem absolva o culpado.
8. Não aceite suborno, porque o suborno cega quem tem os olhos abertos e perverte até as palavras dos justos.
9. Não oprima o imigrante: vocês conhecem a vida do imigrante, porque vocês foram imigrantes no Egito.

LEIS PARA O DESCANSO
10. Você, durante seis anos, semeará a terra e fará a colheita.
11. No sétimo ano, porém, deixe a terra em descanso e não a cultive, para que os necessitados do povo encontrem o que comer. E os animais do campo comerão o que sobrar. Faça o mesmo com sua vinha e com seu olival.
12. Durante seis dias, faça seus trabalhos e descanse no sétimo dia, para que seu boi e seu jumento descansem, e o filho de sua escrava e o imigrante se refaçam.
13. Prestem atenção em tudo o que lhes tenho dito: não invoquem o nome de outros deuses. Que não se ouça sequer o nome deles na boca de vocês.

AS FESTAS PRINCIPAIS
14. Três vezes no ano você fará uma romaria.
15. A primeira será a festa dos Pães sem fermento, que será celebrada assim: durante sete dias, conforme lhe ordenei, você comerá pães sem fermento, no tempo marcado do mês de Abib, porque foi nesse mês que você saiu do Egito. Ninguém deve aparecer de mãos vazias diante de mim.
16. A segunda romaria será na festa da Messe, a festa dos primeiros frutos de seus trabalhos de semeadura nos campos. E a terceira romaria na festa da Colheita, no fim do ano, quando você recolher o produto de seus trabalhos no campo.
17. Três vezes por ano, toda a população masculina se apresentará diante do Senhor Javé.
18. Não ofereça o sangue da minha vítima com pão fermentado, nem deixe até o dia seguinte a gordura da minha festa.
19. Leve os primeiros frutos de sua terra para a casa de Javé seu Deus. Não cozinhe o cabrito no leite da mãe dele.

SEJAM FIÉIS
20. Vou enviar um anjo na frente de você, para que ele cuide de você no caminho e o leve até o lugar que eu preparei para você.
21. Respeite-o e obedeça a ele. Não se revolte, porque ele leva consigo o meu nome, e não perdoará suas revoltas.
22. Contudo, se você lhe obedecer fielmente e fizer tudo o que eu disser, então eu serei para você inimigo de seus inimigos e adversário de seus adversários.
23. Meu anjo irá à frente de você e o levará aos amorreus, heteus, ferezeus, cananeus, heveus e jebuseus, e eu acabarei com eles.
24. Não adore os deuses deles, nem os sirva. Não faça o que eles fazem, mas destrua os deuses deles e quebre seus postes sagrados.
25. Sirvam a Javé, Deus de vocês, e então ele abençoará o pão e a água, e afastarei a doença do meio de vocês.
26. Na sua terra não haverá mulher que aborte ou seja estéril, e eu farei você chegar ao número completo de seus dias.
27. Enviarei diante de você o meu terror, confundindo qualquer povo no meio do qual você entrar, e farei com que todos os seus inimigos fujam de você.
28. Enviarei também vespas diante de você, para que expulsem de sua frente os heveus, cananeus e heteus.
29. Não os expulsarei da sua frente num ano só, para que a terra não fique deserta nem as feras se multipliquem.
30. Eu os expulsarei pouco a pouco, até que você se multiplique e tome posse da terra.
31. Eu marcarei as fronteiras do seu país, desde o mar Vermelho até o mar dos filisteus, e desde o deserto até o rio Eufrates. Entregarei em suas mãos os habitantes da terra, para que você os expulse de sua frente.
32. Não faça alianças com eles, nem com seus deuses.
33. Não os deixe habitar em sua terra, para que eles não façam você pecar contra mim, adorando os deuses deles, que serão uma cilada para você".

[Êxodo 24]4. CONCLUSÃO DA ALIANÇA



Êxodo 24

1. Javé disse a Moisés: "Suba até mim com Aarão, Nadab, Abiú e setenta anciãos de Israel, e adorem de longe.
2. Só Moisés se aproximará de Javé; os outros não se aproximarão, nem o povo subirá com ele".
3. Moisés desceu e contou ao povo tudo o que Javé lhe havia dito e todas as leis. O povo respondeu unânime: "Faremos tudo o que Javé disse".
4. Moisés colocou por escrito todas as palavras de Javé. Depois levantou-se de manhã, construiu um altar ao pé da montanha e doze estelas para as doze tribos de Israel.
5. Em seguida, mandou alguns jovens de Israel oferecer holocaustos e imolar novilhos a Javé como sacrifício de comunhão.
6. Moisés pegou a metade do sangue e colocou em bacias; a outra metade do sangue, ele a derramou sobre o altar.
7. Pegou o livro da aliança e o leu para o povo. Eles disseram: "Faremos tudo o que Javé mandou e obedeceremos".
8. Moisés pegou o sangue e o espalhou sobre o povo, dizendo: "Este é o sangue da aliança que Javé faz com vocês através de todas essas cláusulas".
9. Moisés, Aarão, Nadab, Abiú e os setenta anciãos subiram.
10. Eles viram o Deus de Israel: sob os pés dele, havia uma espécie de pavimento de safira, tão pura como o próprio céu.
11. E Deus não estendeu a mão contra os notáveis de Israel; eles contemplaram a Deus e depois comeram e beberam.

5. LEIS PARA O SANTUÁRIO

AS TÁBUAS DA ALIANÇA
12. Javé disse a Moisés: "Suba até junto de mim na montanha, pois eu estarei aí para lhe dar as tábuas de pedra com a lei e os mandamentos que escrevi, para você os instruir".
13. Moisés se levantou com seu ajudante Josué. E subiram à montanha de Deus.
14. Ele disse aos anciãos: "Esperem aqui até que voltemos. Aarão e Hur estão com vocês: quem tiver alguma questão, dirija-se a eles".
15. Quando Moisés subiu à montanha, a nuvem cobriu a montanha.
16. A glória de Javé pousou sobre o monte Sinai e a nuvem o cobriu durante seis dias. No sétimo dia, Javé chamou Moisés do meio da nuvem.
17. A glória de Javé aparecia aos olhos de Israel como fogo consumidor no topo da montanha.
18. Moisés entrou pelo meio da nuvem e subiu à montanha. E Moisés ficou na montanha quarenta dias e quarenta noites.

[Êxodo 25]Êxodo 25



CONTRIBUIÇÕES PARA O SANTUÁRIO
1. Javé falou a Moisés:
2. "Diga aos filhos de Israel que ofereçam para mim um tributo; e vocês aceitarão a contribuição de todos os que generosamente a oferecerem para mim.
3. Contribuições que vocês aceitarão: ouro, prata e bronze;
4. púrpura violeta, vermelha e escarlate; linho e pêlo de cabra;
5. peles de carneiro curtidas, couro fino e madeira de acácia;
6. azeite para a lâmpada, aromas para o óleo da unção e para o incenso aromático;
7. pedras de ônix e pedras de engaste para o efod e o peitoral.
8. Faça um santuário para mim, e eu habitarei entre eles.
9. Faça tudo conforme o modelo do santuário e dos utensílios que vou mostrar a você.

A ARCA DA ALIANÇA
10. Faça uma arca de madeira de acácia, com cento e vinte e cinco centímetros de comprimento, por setenta e cinco de largura e setenta e cinco de altura.
11. Revista a arca com ouro puro, por dentro e por fora; e, ao seu redor, aplique uma moldura de ouro.
12. Funda para ela quatro argolas de ouro, para colocar nos quatro cantos inferiores da arca.
13. Faça também varais de madeira de acácia e revista-os de ouro,
14. e enfie os varais nas argolas de cada lado da arca, para poderem transportá-la.
15. Os varais ficarão colocados nas argolas da arca e nunca serão tirados.
16. Dentro da arca, coloque o documento da aliança que darei a você.
17. Faça também uma placa de ouro puro, com cento e vinte e cinco centímetros de comprimento, por setenta e cinco de largura.
18. Nas duas extremidades da placa, faça dois querubins de ouro batido:
19. cada um sairá de um extremo da placa e
20. a cobrirão com as asas estendidas para cima. Estarão diante um do outro, olhando para o centro da placa.
21. Cubra a arca com a placa, e dentro guarde o documento da aliança que darei a você.
22. Aí me encontrarei com você; e, de cima da placa, do meio dos querubins que estão sobre a arca da aliança, direi a você tudo o que deve ordenar aos filhos de Israel.

A MESA DOS PÃES OFERECIDOS A DEUS
23. Faça uma mesa de madeira de acácia com cem centímetros de comprimento, por cinqüenta de largura e setenta e cinco de altura.
24. Cubra a mesa de ouro puro e aplique ao redor uma moldura de ouro.
25. Faça ao redor dela um enquadramento com um palmo de largura e, ao redor do enquadramento, uma moldura de ouro.
26. Faça também quatro argolas de ouro e coloque-as nos quatro cantos formados pelos quatro pés.
27. Junto às molduras, ficarão as argolas por onde passarão os varais para se carregar a mesa.
28. Faça os varais de madeira de acácia e cubra-os de ouro; com eles, poderá ser transportada a mesa.
29. Faça pratos, bandejas, jarras e copos para as libações: tudo de ouro puro.
30. E coloque para sempre sobre a mesa, diante de mim, os pães oferecidos a Deus.

O CANDELABRO
31. Faça um candelabro de ouro puro; ele será todo cinzelado: pedestal, haste, cálices, botões e flores formarão com ele uma só peça.
32. Dos seus lados sairão seis braços, três de cada lado.
33. Cada braço terá três cálices, com formato de flor de amêndoa, com botão e flor; e três cálices com flor de amêndoa no outro lado, com botão e flor. Assim serão os seis braços saindo do candelabro.
34. O candelabro terá quatro cálices com formato de flor de amêndoa, com botão e flor:
35. um botão sob os dois primeiros braços que saem do candelabro, um botão sob os dois braços seguintes, e um botão sob os dois últimos braços; assim se fará com os seis braços que saem do candelabro.
36. Os botões e os braços formarão uma só peça com o candelabro. E tudo será feito com um bloco de ouro batido.
37. Faça também sete lâmpadas, de modo que fiquem elevadas e iluminem a parte dianteira.
38. Seus acendedores e apagadores serão de ouro puro.
39. Para fazer o candelabro e seus acessórios você usará trinta quilos de ouro.
40. Faça tudo de acordo com o modelo que foi mostrado a você no alto da montanha.

[Êxodo 26]Êxodo 26



AS CORTINAS DO SANTUÁRIO
1. Faça o santuário com dez cortinas de linho fino retorcido, de púrpura violeta, vermelha e escarlate. E as faça com querubins bordados.
2. Cada cortina terá catorze metros de comprimento, por dois de largura: todas terão a mesma medida.
3. Cinco cortinas estarão unidas uma com a outra; e as outras cinco também estarão unidas uma com a outra.
4. Faça laços de púrpura violeta na franja da primeira cortina que está na extremidade do conjunto; e faça o mesmo na franja da cortina que está na extremidade do outro conjunto.
5. Faça cinqüenta laçadas na primeira cortina e cinqüenta laçadas na extremidade da cortina que está no outro conjunto, de modo que as laçadas se correspondam mutuamente.
6. Faça também cinqüenta colchetes de ouro e junte as cortinas uma com a outra por meio de colchetes, de modo que o santuário forme uma só unidade.
7. Teça também onze peças de pêlo de cabra, para que sirvam de cobertura para o santuário.
8. Cada peça medirá quinze metros de comprimento, por dois de largura; as onze peças terão a mesma medida.
9. Junte cinco cortinas numa peça e seis cortinas em outra, e dobre a sexta cortina sobre a parte da frente da tenda.
10. Faça cinqüenta laçadas na franja da primeira cortina, na extremidade do primeiro conjunto, e outras cinqüenta laçadas na franja da cortina do outro conjunto.
11. Faça também cinqüenta colchetes de bronze e introduza os colchetes em cada laçada, para unir a tenda, que assim formará um todo.
12. A parte que restar das cortinas da tenda, a metade da cortina que sobrar, penderá da parte posterior do santuário.
13. E os cinqüenta centímetros, que sobram de cada lado da tenda, penderão dos dois lados do santuário, cobrindo-os.
14. Faça para a tenda uma cobertura de peles de carneiro curtidas, e uma cobertura de couro fino por cima.

A ARMAÇÃO DO SANTUÁRIO
15. Faça para o santuário tábuas de madeira de acácia que serão colocadas verticalmente.
16. Cada tábua terá cinco metros de comprimento, por setenta e cinco centímetros de largura.
17. Cada tábua terá dois encaixes travados um com o outro; faça o mesmo com todas as tábuas do santuário.
18. Coloque-as do seguinte modo: vinte tábuas para o lado do Negueb, para o sul.
19. E debaixo dessas vinte tábuas faça quarenta bases de prata: duas bases debaixo de cada tábua, para seus dois encaixes.
20. No outro lado do santuário, no lado norte, haverá vinte tábuas
21. com suas quarenta bases de prata, duas bases para cada tábua.
22. Faça seis tábuas para o fundo do santuário, do lado do mar,
23. e mais duas tábuas para os cantos do fundo do santuário.
24. Ficarão unidas pela parte de baixo até a parte de cima, na altura da primeira argola: formarão assim os dois ângulos do santuário.
25. Serão, portanto, oito tábuas com dezesseis bases de prata, duas para cada tábua.
26. Faça também cinco travessas de madeira de acácia para as tábuas de cada lado,
27. e cinco para o lado do fundo, no lado do mar.
28. A travessa central ficará na metade das tábuas, atravessando-as de um extremo a outro.
29. Revista as tábuas com ouro, e faça de ouro também as argolas, por onde vão passar as travessas; cubra de ouro também as travessas.
30. Levante o santuário conforme o modelo que foi mostrado a você na montanha.

O VÉU DO SANTUÁRIO
31. Faça também um véu de púrpura violeta, vermelha e escarlate, e de linho fino retorcido. Faça nele um bordado com figuras de querubins.
32. Coloque-o sobre quatro colunas de madeira de acácia cobertas de ouro e providas de ganchos de ouro, assentadas sobre quatro bases de prata.
33. Pendure o véu debaixo dos colchetes e coloque atrás dele a arca da aliança. O véu servirá de separação entre o Santo e o Santo dos santos.
34. Coloque a placa de ouro sobre a arca da aliança, no Santo dos santos.
35. Fora do véu, no lado norte, coloque a mesa; e, no lado sul, diante da mesa, coloque o candelabro.
36. Para a entrada da tenda faça também uma cortina de púrpura violeta, vermelha e escarlate e de linho fino retorcido, artisticamente bordada.
37. Para essa cortina, faça cinco colunas de madeira de acácia, recobertas de ouro, com seus ganchos também de ouro, e fundindo para elas cinco bases de bronze.

[Êxodo 27]Êxodo 27



O ALTAR DOS HOLOCAUSTOS
1. Faça de madeira de acácia o altar: será quadrado e medirá dois metros e meio de lado, e um metro e meio de altura.
2. Nos quatro cantos, faça saliências curvas, que formarão uma só peça com o altar. Revista de bronze o altar.
3. Faça também recipientes para recolher as cinzas, e também pás, bacias para aspersão, garfos e braseiros, tudo de bronze.
4. Faça também uma grelha de bronze, em forma de rede, com quatro argolas de bronze nos quatro cantos da grelha;
5. coloque-a embaixo da borda externa do altar, de modo que ela chegue até o meio do altar.
6. Faça também varais para o altar, com madeira de acácia revestida de bronze.
7. Os varais serão enfiados nas argolas, de modo que fiquem dos dois lados do altar, quando este for transportado.
8. Faça o altar com tábuas e oco, conforme o modelo que foi mostrado a você na montanha.

O ÁTRIO DO SANTUÁRIO
9. Faça o átrio do santuário deste modo: no lado do Negueb, lado sul, coloque cortinas de linho fino retorcido. O comprimento delas será de cinqüenta metros.
10. Suas vinte colunas, com as vinte bases, serão de bronze; os ganchos das colunas e suas vergas serão de prata.
11. Faça o mesmo no lado norte: coloque cortinas com cinqüenta metros de comprimento; suas vinte colunas, com as vinte bases, serão de bronze; os ganchos das colunas e suas vergas serão de prata.
12. Na largura do átrio, no lado do mar, coloque cortinas com vinte e cinco metros de comprimento, com dez colunas e dez bases.
13. A largura do átrio, no lado leste, a oriente, será de vinte e cinco metros;
14. sete metros e meio de cortinas de um lado da entrada, com três colunas e três bases,
15. e sete metros e meio de cortinas no outro lado da entrada, com três colunas e três bases.
16. Na entrada do átrio haverá um véu artisticamente bordado, com dez metros de comprimento, feito de púrpura violeta, vermelha e escarlate, e de linho fino retorcido; terá quatro colunas e quatro bases.
17. Todas as colunas em torno do átrio estarão unidas com vergas de prata; seus ganchos serão de prata, e suas bases de bronze.
18. O átrio terá cinqüenta metros de comprimento, por vinte e cinco de largura e dois e meio de altura. Todas as cortinas serão de linho fino retorcido, e as bases de bronze.
19. Serão de bronze todos os utensílios para o serviço do santuário, todas as suas estacas e todas as estacas do átrio.

O AZEITE PARA O CANDELABRO
20. Mande que os filhos de Israel tragam azeite de oliva puro e refinado, para alimentar continuamente a lâmpada.
21. Aarão e seus filhos colocarão essa lâmpada na tenda da reunião, fora do véu que está na frente do documento da aliança, para que ela fique ardendo diante de Javé, desde a tarde até o amanhecer. É uma lei perpétua para todas as gerações dos filhos de Israel.

[Êxodo 28]Êxodo 28



AS VESTES DE AARÃO
1. Dentre os filhos de Israel, escolha seu irmão Aarão e os filhos dele: Nadab, Abiú, Eleazar e Itamar, para que sejam meus sacerdotes.
2. Mande fazer para seu irmão Aarão vestes sagradas, bem ricas e enfeitadas.
3. Diga a todas as pessoas hábeis, a quem eu concedi espírito de sabedoria, que façam vestes para Aarão, a fim de consagrá-lo como meu sacerdote.
4. São estas as vestes que farão: um peitoral, um efod, um manto, uma túnica bordada, um turbante e um cinto. Farão vestes sagradas para seu irmão Aarão e para os filhos dele, a fim de que sejam meus sacerdotes.
5. Empregarão ouro e púrpura violeta, vermelha, escarlate, e linho fino.

O EFOD
6. Farão o efod bordado a ouro, de púrpura violeta, vermelha e escarlate, e de linho fino retorcido.
7. Terá duas ombreiras unidas pelas extremidades.
8. O cinto que está por cima para amarrá-lo, formando uma só peça com ele, será da mesma confecção: ouro, púrpura violeta, vermelha e escarlate, e linho fino retorcido.
9. Pegue duas pedras do ônix e grave nelas o nome dos filhos de Israel:
10. seis nomes numa e seis nomes na outra, por ordem de nascimento.
11. Gravarão o nome das tribos de Israel da mesma forma que um ourives grava a pedra de um selo, e engastarão as duas pedras em filigrana de ouro.
12. Coloque as duas pedras nas ombreiras do efod, como lembrança para os filhos de Israel. E Aarão levará seus nomes sobre os ombros, como lembrança para Javé.
13. Faça também engastes de ouro,
14. e duas correntes de ouro puro, trançadas como cordão, e fixe as correntes nos engastes.

O PEITORAL
15. Faça o peitoral do julgamento, bordado como o efod: será de ouro, púrpura violeta, vermelha e escarlate, e linho fino retorcido.
16. Será quadrado e duplo, com um palmo de comprimento e um de largura.
17. Coloque nele engastes de pedras, dispostas em quatro filas: na primeira fila, uma sardônica, um topázio e uma esmeralda;
18. na segunda fila, um carbúnculo, uma safira e um diamante;
19. na terceira, um jacinto, uma ágata e uma ametista;
20. na quarta, um berilo, um ônix e um jaspe. Elas serão guarnecidas de ouro nos seus engastes.
21. As pedras corresponderão aos doze nomes dos filhos de Israel. Cada pedra será gravada como um selo, com o nome de uma das doze tribos.
22. Faça também, para o peitoral, correntes de ouro puro, trançadas como cordões,
23. E também duas argolas de ouro, para colocar nas extremidades do peitoral.
24. Passe as duas correntes de ouro pelas duas argolas, nas extremidades do peitoral.
25. Fixe as duas pontas das correntes nos dois engastes e coloque-as nas ombreiras do efod, na parte da frente.
26. Faça duas argolas de ouro e coloque-as nas duas pontas inferiores do peitoral, junto ao efod.
27. Faça também duas argolas de ouro e coloque-as nas duas ombreiras do efod, na parte inferior dianteira, perto de sua juntura, sobre o cinto do efod.
28. Através de suas argolas o peitoral ficará preso às argolas do efod com um cordão de púrpura violeta, para que fique por cima do cinto do efod e não se desprenda do efod.
29. Desse modo, quando entrar no santuário Aarão levará no peitoral do julgamento, sobre o coração, os nomes dos filhos de Israel, como lembrança perpétua diante de Javé.
30. Coloque também no peitoral do julgamento o urim e o tumim, para que estejam sobre o coração de Aarão, quando ele entrar na presença de Javé. Aarão levará constantemente sobre o coração, na presença de Javé, o julgamento sobre os filhos de Israel.

O MANTO
31. Faça de púrpura violeta o manto do efod.
32. No meio do manto haverá uma abertura para a cabeça; essa abertura terá uma barra reforçada, como a abertura de um colete, para que não se rompa.
33. Ao redor da barra inferior, coloque romãs de púrpura violeta, vermelha e escarlate, e de linho fino retorcido; entre elas, em todo o redor, coloque campainhas de ouro.
34. Em toda a orla do manto haverá campainhas de ouro e romãs.
35. Aarão vestirá o manto ao oficiar, para que se ouça o tilintar quando ele entrar no santuário de Javé ou quando sair, e assim não morra.

O SINAL DA CONSAGRAÇÃO
36. Faça uma flor de ouro puro, e grave nela, como num selo: 'Consagrado a Javé'.
37. Amarre-a com um cordão de púrpura violeta, de modo que fique sobre o turbante, na parte da frente.
38. Ela ficará na fronte de Aarão, e ao fazer suas ofertas sagradas ele carregará a culpa que os filhos de Israel tiverem cometido. Estará continuamente sobre a fronte de Aarão, para reconciliá-los com Javé.
39. A túnica e o turbante serão de linho fino, e o cinto será bordado.

AS VESTES DOS SACERDOTES
40. Para os filhos de Aarão, faça túnicas, cintos e gorros ricos e enfeitados.
41. Com isso, você vestirá seu irmão Aarão e os filhos dele. Depois você os ungirá e os investirá, consagrando-os como meus sacerdotes.


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   ...   197


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal