Origem do mundo e da humanidade a criaçÃo gênesis 1 a humanidade, ponto alto da criaçÃO


Para eles faça também calções de linho que vão da cintura às coxas, para cobrir a nudez. 43



Baixar 5.7 Mb.
Página14/197
Encontro29.07.2016
Tamanho5.7 Mb.
1   ...   10   11   12   13   14   15   16   17   ...   197

42. Para eles faça também calções de linho que vão da cintura às coxas, para cobrir a nudez.
43. Aarão e seus filhos os vestirão quando entrarem na tenda da reunião ou quando se aproximarem do altar para ministrar no santuário, a fim de não cometerem pecado e não morrerem. Isso é lei perpétua para Aarão e seus descendentes.

[Êxodo 29]Êxodo 29



A CONSAGRAÇÃO DOS SACERDOTES
1. Para consagrá-los no meu sacerdócio, observe o seguinte rito: Tome um bezerro e dois carneiros sem defeito,
2. pães sem fermento, bolos sem fermento amassados com azeite, broas sem fermento untadas com azeite. Faça-os com flor de farinha de trigo,
3. coloque-os numa cesta e traga-os; traga também o bezerro e os dois carneiros.
4. Mande Aarão e os filhos dele ficarem junto à entrada da tenda da reunião e lave-os com água.
5. Pegue as vestes e coloque em Aarão a túnica, o manto, o efod e o peitoral, e amarre o efod com o cinto.
6. Coloque o turbante sobre a cabeça dele e, sobre o turbante, o sinal da santa consagração.
7. Pegue o óleo da unção e unja Aarão, derramando o óleo sobre a cabeça dele.
8. Depois, faça os filhos dele se aproximarem e vista-os com túnicas,
9. e coloque neles o cinto e o gorro. Então o sacerdócio pertencerá a eles, como direito perpétuo. Assim você consagrará Aarão e os filhos dele.
10. Leve o bezerro até a frente da tenda da reunião. Aí Aarão e os filhos dele colocarão a mão sobre a cabeça do bezerro.
11. Imole o bezerro diante de Javé, na entrada da tenda da reunião.
12. Pegue uma parte do sangue do bezerro e, com o dedo, coloque-o sobre as pontas do altar, derramando o resto do sangue ao pé do altar.
13. Tome toda a gordura que cobre as entranhas, a membrana gordurosa do fígado, os dois rins com a gordura que os envolve, e leve para queimar no altar.
14. Queime fora do acampamento a carne do bezerro junto com o pêlo e os intestinos. É um sacrifício pelo pecado.
15. Pegue depois um dos carneiros, e Aarão com os filhos dele colocarão a mão sobre a cabeça do carneiro.
16. Imole o carneiro, pegue o sangue dele e o derrame sobre o altar por todos os lados.
17. Divida o carneiro em pedaços, lave as entranhas e as pernas e coloque as duas coisas sobre os pedaços e sobre a cabeça.
18. Queime assim todo o carneiro, fazendo subir a fumaça dele sobre o altar. É um holocausto para Javé, é um perfume de suave odor, uma oferta queimada para Javé.
19. Pegue depois o segundo carneiro. Aarão com os filhos dele colocarão a mão sobre a cabeça do carneiro.
20. Imole o carneiro, pegue um pouco do seu sangue e coloque-o sobre a ponta da orelha direita de Aarão e dos filhos dele, como também sobre o polegar da mão direita e do pé direito deles. Quanto ao resto do sangue, derrame-o sobre todos os lados do altar.
21. Em seguida pegue do sangue que está sobre o altar e do óleo da unção, e espalhe-os sobre Aarão e suas vestes e sobre os filhos de Aarão e suas vestes. Desse modo, ficarão consagrados Aarão com suas vestes e os filhos dele com suas vestes.
22. Depois, pegue do carneiro a gordura, a cauda, a gordura que cobre as entranhas, a membrana gordurosa do fígado, os dois rins com a gordura que os envolve, e a coxa direita, porque é o carneiro da consagração.
23. Pegue também um pão, um bolo untado em azeite e uma broa da cesta dos pães sem fermento que está diante de Javé.
24. Coloque tudo isso nas mãos de Aarão e dos filhos dele, para que eles façam diante de Javé o gesto de apresentação.
25. Em seguida, pegue tudo das mãos deles e deixe queimar no altar, sobre o holocausto, como suave odor a Javé. É uma oferta queimada para Javé.
26. Pegue o peito do carneiro da consagração de Aarão, e faça diante de Javé o gesto de apresentação desse peito. Essa parte será a porção que cabe a você.
27. Consagre o peito que foi apresentado e também a coxa da porção que foi tirada do carneiro da consagração e que pertence a Aarão e aos filhos dele.
28. Isso tudo será uma porção perpétua que Aarão e os filhos dele receberão dos filhos de Israel; porque é o tributo tomado dos sacrifícios de comunhão, que os filhos de Israel oferecem a Javé.
29. As vestes sagradas de Aarão serão herdadas pelos seus filhos, que as vestirão quando forem ungidos e consagrados.
30. Durante sete dias, o filho que tiver sucedido a ele no sacerdócio as vestirá quando entrar na tenda da reunião, para servir no santuário.
31. Depois pegue o carneiro da consagração e cozinhe sua carne num lugar sagrado.
32. Aarão e seus filhos comerão da carne do carneiro e do pão que está na cesta, à entrada da tenda da reunião.
33. Comerão a parte com que se fez a expiação por eles, quando foram investidos e consagrados. Nenhum estranho ao sacerdócio poderá comer disso, porque são coisas sagradas.
34. Se uma parte da carne do sacrifício de consagração ou dos pães ficar para o dia seguinte, será queimada; não se comerá, porque é coisa sagrada.
35. É isso que você fará com Aarão e os filhos dele, conforme tudo o que ordenei a você. O rito da consagração deles durará sete dias.
36. Cada dia, ofereça também um bezerro como expiação pelo pecado. Faça o rito de expiação sobre o altar, oferecendo sobre ele um sacrifício pelo pecado. Depois, unja o altar para consagrá-lo.
37. Faça a expiação pelo altar durante sete dias, e depois o consagre; desse modo, o altar será santíssimo, e tudo o que nele tocar, será santificado.

OS SACRIFÍCIOS DIÁRIOS
38. Eis o que você deverá oferecer sobre o altar: dois cordeiros machos de um ano, cada dia e perpetuamente.
39. Ofereça um dos cordeiros pela manhã e outro pela tarde.
40. Com o primeiro, ofereça quatro litros e meio de flor de farinha amassada, com um litro e meio de azeite de oliva refinado, e uma libação de um litro e meio de vinho.
41. Pela tarde, ofereça o segundo cordeiro, junto com uma oferta e uma libação, como aquelas da manhã, uma oferta de suave odor queimada para Javé.
42. Esse é o holocausto perpétuo por todas as gerações, na presença de Javé, junto à entrada da tenda da reunião, onde me encontrarei com vocês para falar.
43. Aí eu irei me encontrar com os filhos de Israel. E o lugar ficará consagrado com a minha glória.
44. Consagrarei a tenda da reunião e o altar. Consagrarei também Aarão e os filhos dele, para que exerçam o meu sacerdócio.
45. Habitarei no meio dos filhos de Israel e serei o Deus deles.
46. E eles reconhecerão que eu sou Javé, o Deus deles, que os tirou do Egito para habitar no meio deles. Eu sou Javé, o Deus deles.

[Êxodo 30]Êxodo 30



O ALTAR DO INCENSO
1. Faça também um altar de madeira de acácia para queimar incenso.
2. Será quadrado e terá cinqüenta centímetros de comprimento por cinqüenta de largura, com um metro e meio de altura; as pontas formarão uma só peça com ele.
3. Revista sua parte superior, as paredes ao redor e as pontas, tudo de ouro puro, e faça uma moldura de ouro ao redor.
4. Faça também duas argolas de ouro dos dois lados: nelas serão enfiados os varais, para transportar o altar.
5. Os varais serão feitos de madeira de acácia e revestidos de ouro.
6. Coloque o altar diante do véu que está na frente da arca da aliança e diante da placa que cobre a arca da aliança; aí eu me encontrarei com você.
7. Aarão queimará sobre o altar o incenso aromático, pela manhã, quando preparar as lâmpadas;
8. e quando, à tarde, acender as lâmpadas, fará o mesmo. Será um incenso perpétuo que as gerações de vocês oferecerão diante de Javé.
9. Não ofereçam sobre o altar incenso profano, nem holocausto, nem oblação, nem derramem sobre ele nenhuma libação.
10. Uma vez por ano, Aarão realizará o rito da expiação, untando as pontas do altar com o sangue da vítima expiatória; isso será feito uma vez por ano, por todas as gerações de vocês. O altar será consagrado a Javé".

O TRIBUTO PARA O CULTO
11. Javé falou a Moisés:
12. "Quando você fizer o recenseamento dos filhos de Israel, cada um pagará a Javé um resgate por sua própria pessoa, para que não haja entre eles nenhuma praga, quando você fizer o recenseamento.
13. Cada um dará cinco gramas de prata, conforme o peso padrão do santuário: o tributo para Javé será de cinco gramas de prata.
14. Cada um dos registrados, de vinte anos para cima, pagará o tributo a Javé.
15. Nem o rico pagará mais, nem o pobre pagará menos, quando derem o tributo para Javé como resgate por si mesmos.
16. Pegue o dinheiro do resgate dos filhos de Israel e entregue-o para o serviço da tenda da reunião: ele será a lembrança dos filhos de Israel diante de Javé, como resgate de suas pessoas".

A BACIA
17. Javé falou a Moisés:
18. "Faça uma bacia de bronze, com a base de bronze, para as abluções. Coloque-a entre a tenda da reunião e o altar; depois a encha de água.
19. Nela, Aarão e os filhos dele lavarão as mãos e os pés.
20. Eles se lavarão com água, quando entrarem na tenda da reunião, para que não morram; farão o mesmo quando se aproximarem do altar para oficiar, para queimar uma oferta a Javé.
21. Lavarão as mãos e os pés, e assim não morrerão. Essa é uma lei perpétua para Aarão e seus descendentes, em todas as gerações".

O ÓLEO DE UNÇÃO
22. Javé falou a Moisés:
23. "Providencie bálsamo de primeira qualidade: cinco quilos de mirra em grão, dois quilos e meio de cinamomo, dois quilos e meio de cana aromática,
24. cinco quilos de cássia, conforme o peso do santuário, e sete litros e meio de azeite de oliva.
25. Com esses ingredientes, faça o óleo para a unção sagrada, um perfume aromático, segundo a receita de perfumista. E ele servirá para a unção sagrada.
26. Unja com esse óleo a tenda da reunião e a arca da aliança,
27. a mesa com seus utensílios, o candelabro com seus acessórios, o altar do incenso,
28. o altar dos holocaustos com seus acessórios, e a bacia com a sua base.
29. Consagre essas coisas e elas ficarão santíssimas: quem as tocar ficará santificado.
30. Unja também Aarão e os filhos dele e consagre-os, para que exerçam o sacerdócio em minha honra.
31. Fale aos filhos de Israel: 'Isso será para vocês e para suas gerações um óleo para a unção sagrada.
32. Não será derramado sobre o corpo de nenhum homem, e vocês não copiarão sua fórmula. Ele é coisa sagrada e assim vocês devem tratá-lo.
33. Quem fizer um óleo parecido e o colocar sobre um profano, será excluído do povo' ".

O INCENSO
34. Javé disse a Moisés: "Providencie essências aromáticas: resina, âmbar, bálsamo, aromas e incenso puro, em quantidades iguais.
35. Com elas faça um incenso perfumado, composto segundo a arte da perfumaria, misturando com sal; será puro e santo.
36. Pulverize uma parte dele, coloque-o diante da arca da aliança, na tenda da reunião, onde me encontrarei com você. Será para vocês uma coisa santíssima.
37. Não façam para uso de vocês um incenso de fórmula semelhante; vocês o considerarão como coisa santa e consagrada a Javé.
38. Quem copiar a fórmula, para seu próprio uso, será excluído do seu povo".

[Êxodo 31]Êxodo 31



OS OPERÁRIOS DO SANTUÁRIO
1. Javé falou a Moisés:
2. "Escolhi pessoalmente Beseleel, filho de Uri, filho de Hur, da tribo de Judá,
3. e o enchi de dotes sobre-humanos e de sabedoria, de destreza e habilidade em seu ofício,
4. capaz de fazer projetos e de lavrar ouro, prata e bronze,
5. de lapidar e engastar pedras, entalhar madeira e realizar todo tipo de trabalho.
6. Eu dou a ele, como ajudante, Ooliab, filho de Aquisamec, da tribo de Dã. A todos os artesãos dei habilidade, para que realizem tudo o que ordenei a você:
7. a tenda da reunião, a arca da aliança, a placa que está sobre ela e toda a mobília da tenda,
8. a mesa com seus utensílios, o candelabro de ouro com seus acessórios, o altar do incenso,
9. o altar do holocausto com seus acessórios, a bacia com sua base,
10. as vestes ornamentais e sagradas dos sacerdotes Aarão e seus filhos, para o exercício do sacerdócio,
11. o óleo da unção e o incenso para o santuário. Eles farão tudo conforme ordenei a você".

O DESCANSO SEMANAL
12. Javé falou a Moisés:
13. "Diga aos filhos de Israel: 'Observem meus sábados, porque são um sinal entre mim e vocês, ao longo de suas gerações, para que todos saibam que eu sou Javé, aquele que santifica vocês.
14. Observem, portanto, o sábado, porque é uma coisa santa para vocês. Quem o profanar, será réu de morte. Quem realizar nele algum trabalho, será excluído do povo.
15. Vocês podem trabalhar durante seis dias; o sétimo dia, porém, é para vocês o dia de descanso solene em honra de Javé. Quem trabalhar no dia de sábado será réu de morte'.
16. Os filhos de Israel observarão o sábado em todas as suas gerações, como aliança perpétua.
17. Será um sinal perpétuo entre mim e os filhos de Israel, porque em seis dias Javé fez o céu e a terra, mas no sétimo dia ele parou para respirar".
18. Quando Javé terminou de falar com Moisés no monte Sinai, entregou-lhe as duas tábuas da aliança; eram tábuas de pedra, escritas pelo dedo de Deus.

[Êxodo 32]6. TENTATIVA DE MANIPULAR JAVÉ



Êxodo 32

UM DEUS VISÍVEL
1. Quando o povo notou que Moisés estava demorando para descer da montanha, reuniu-se em torno de Aarão, e lhe disse: "Vamos! Faça para nós um deus que caminhe à nossa frente, porque não sabemos o que aconteceu com esse Moisés que nos tirou do Egito".
2. Aarão respondeu-lhes: "Tirem os brincos de ouro de suas mulheres, filhos e filhas, e tragam aqui".
3. Então todo o povo tirou os brincos e os levou para Aarão.
4. Este recebeu o ouro, fundiu-o num molde e fez a estátua de um bezerro. Então eles disseram: "Israel, este é o seu deus, que tirou você do Egito".
5. Quando Aarão viu isso, construiu um altar diante da estátua, e proclamou: "Amanhã será festa em honra de Javé".
6. No dia seguinte, levantaram-se bem cedo, ofereceram holocaustos e levaram sacrifícios de comunhão. O povo sentou-se para comer e beber, e depois se levantou para se divertir.

A LIBERTAÇÃO NÃO É PROJETO ELITISTA
7. Javé disse a Moisés: "Vá! Desça, porque seu povo, que você tirou do Egito, se perverteu.
8. Desviaram-se logo do caminho que eu lhes havia ordenado. Fizeram para si um bezerro de metal fundido, e o adoraram, oferecendo a ele sacrifícios e dizendo: 'Israel, este é o seu deus que tirou você do Egito'."
9. E Javé continuou: "Vejo que esse povo é um povo de cabeça dura.
10. Agora, portanto, deixe-me, porque minha ira vai se acender contra eles, até consumi-los. E de você, eu farei uma grande nação".
11. Então Moisés suplicou a Javé, seu Deus, dizendo: "Javé, por que a tua ira se acende contra o teu povo, que tiraste do Egito com grande poder e mão forte?
12. Por que os egípcios haveriam de dizer: 'Ele os tirou com má intenção, para matá-los entre as montanhas e exterminá-los da face da terra'? Desiste do incêndio de tua ira e volta atrás do castigo que pretendias impor ao teu povo.
13. Lembra-te dos teus servos Abraão, Isaac e Israel, aos quais juraste por ti mesmo, dizendo: 'Eu multiplicarei a descendência de vocês como as estrelas do céu, e toda a terra que lhes prometi, eu a darei aos filhos de vocês, para que a possuam para sempre' ".
14. Então Javé se arrependeu do castigo com o qual havia ameaçado o seu povo.

É IMPORTANTE REVER OS ERROS
15. Moisés voltou e desceu da montanha, com as duas tábuas da aliança na mão, tábuas escritas nos dois lados, na frente e no verso.
16. As tábuas eram obra de Deus, e a escritura era feita por Deus, gravada nas tábuas.
17. Josué ouviu o barulho do povo, que dava gritos, e disse a Moisés: "Há um grito de guerra no acampamento!"
18. Moisés respondeu: "Não é grito de vitória, nem grito de derrota: estou ouvindo cantos alternados".
19. Quando se aproximou do acampamento e viu o bezerro e as danças, Moisés ficou enfurecido, jogou as tábuas e as quebrou no pé da montanha.
20. Pegou o bezerro que haviam feito, o queimou e o moeu até reduzi-lo a pó. Depois espalhou o pó na água e fez os filhos de Israel beberem.
21. Moisés perguntou a Aarão: "O que foi que este povo fez a você, para que você o arrastasse a um pecado tão grande?"
22. Aarão respondeu: "Não fique irritado, senhor. Você sabe o quanto este povo é inclinado para o mal.
23. Eles me pediram: 'Faça para nós um deus que caminhe à nossa frente, porque não sabemos o que aconteceu com esse Moisés, que nos tirou do Egito'.
24. Eu disse então: 'Quem tiver ouro, que o traga'. Eles me trouxeram, eu joguei no fogo, e saiu esse bezerro".

CORTAR O MAL PELA RAIZ
25. Moisés viu que o povo estava desenfreado, porque Aarão os havia abandonado à zombaria dos inimigos.
26. Então Moisés ficou de pé no meio do acampamento, e gritou: "Quem estiver do lado de Javé, venha até mim". E todos os filhos de Levi se reuniram em torno dele.
27. Moisés então lhes disse: "Assim diz Javé, o Deus de Israel: 'Cada um coloque a espada na cintura. Passem e repassem o acampamento, de porta em porta, matando até mesmo o seu irmão, companheiro e parente'."
28. Os filhos de Levi fizeram o que Moisés havia mandado. E nesse dia morreram uns três mil homens do povo.
29. Então Moisés disse: "Hoje vocês se consagraram a Javé, à custa do filho ou do irmão, a fim de que ele hoje conceda a bênção a vocês".

AS CONSEQÜÊNCIAS DO PECADO
30. No dia seguinte, Moisés disse ao povo: "Vocês cometeram um pecado gravíssimo, mas agora eu vou subir até Javé, para ver se posso expiar o pecado de vocês".
31. Então Moisés voltou para Javé, e disse: "Este povo cometeu um pecado gravíssimo, fabricando um deus de ouro.
32. Agora, porém, ou perdoas o pecado deles ou me riscas do teu livro".
33. Javé respondeu a Moisés: "Riscarei do meu livro todo aquele que pecou contra mim.
34. Agora vá e conduza o povo para onde eu lhe disse: meu anjo irá na frente. Mas quando chegar o dia das contas, eu punirei o pecado deles".
35. E Javé castigou o povo por adorar o bezerro que Aarão tinha feito.

[Êxodo 33]Êxodo 33



O PROJETO CONTINUA
1. Javé disse a Moisés: "Vamos! Parta daqui com o povo que você tirou do Egito, e vá para a terra que eu prometi para Abraão, Isaac e Jacó, quando falei que a daria para a descendência deles.
2. Vou enviar na frente de você o meu anjo, para expulsar os cananeus, amorreus, heteus, ferezeus, heveus e jebuseus.
3. Suba para uma terra onde corre leite e mel. Mas eu não subirei no meio de vocês, que são um povo de cabeça dura, porque eu os exterminaria no meio do caminho".
4. Ouvindo essas palavras tão duras, o povo começou a chorar, e ninguém se enfeitou com jóias.
5. É que Javé tinha dito a Moisés: "Diga aos filhos de Israel: 'Vocês são um povo de cabeça dura. Se eu os acompanhasse por um momento, eu os exterminaria. Por isso

, tirem agora as jóias que vocês usam, e eu verei o que vou fazer com vocês' ".


6. Então os filhos de Israel deixaram seus enfeites, a partir do monte Horeb.

JAVÉ NÃO SE DEIXA MANOBRAR
7. Moisés pegou a tenda e armou-a fora e longe do acampamento, e a chamou tenda da reunião. Quem queria consultar a Javé, devia ir até a tenda da reunião, que estava fora do acampamento.
8. Quando Moisés se dirigia para a tenda, todo o povo se levantava e ficava na entrada da própria tenda, seguindo Moisés com o olhar, até que ele entrasse na tenda.
9. Quando Moisés entrava na tenda, a coluna de nuvem descia e ficava na entrada da tenda, enquanto Javé falava com Moisés.
10. Quando o povo via a coluna de nuvem parada na entrada da tenda, cada um se levantava e se prostrava à entrada da própria tenda.
11. Javé falava com Moisés face a face, como um homem fala com o amigo. Depois Moisés voltava para o acampamento, enquanto seu ajudante, o jovem Josué, filho de Nun, não se afastava do interior da tenda.

A NOVA SOCIEDADE PRECISA DE DEUS
12. Moisés disse a Javé: "Tu me disseste: 'Faça este povo subir'. Mas não me indicaste ninguém para me ajudar na missão. No entanto, dizes que me tratas com intimidade e que gozo do teu favor.
13. Agora, portanto, se gozo do teu favor, ensina-me o teu caminho, e assim ficarei sabendo que gozo do teu favor. Além disso, leva em conta que esta nação é o teu povo".
14. Javé disse: "Eu irei e pessoalmente darei descanso a você".
15. Moisés replicou: "Se não vieres pessoalmente, não nos faças sair daqui.
16. Como se poderá saber que eu e teu povo gozamos do teu favor, se de fato não caminhares conosco? Desse modo, eu e o teu povo seremos diferentes de todos os povos da terra".
17. Javé replicou a Moisés: "Eu vou conceder o que você está pedindo, porque você goza do meu favor, e eu trato você com intimidade".

DEUS É MISTÉRIO
18. Moisés pediu a Javé: "Mostra-me a tua glória".
19. Javé respondeu: "Farei passar diante de você todo o meu esplendor, e pronunciarei diante de você o meu nome: Javé. Terei piedade de quem eu quiser ter piedade, e terei compaixão de quem eu quiser ter compaixão".
20. E acrescentou: "Você não poderá ver o meu rosto, porque ninguém pode vê-lo e continuar com vida".
21. E Javé disse ainda: "Eis aqui um lugar junto a mim: fique em cima da rocha.
22. Quando a minha glória passar, eu colocarei você na fenda da rocha e o cobrirei com a palma da mão, até que eu tenha passado.
23. Depois tirarei a palma da mão e me verás pelas costas. Minha face, porém, você não poderá ver".

[Êxodo 34]Êxodo 34



O DEUS DA ALIANÇA
1. Javé disse a Moisés: "Corte duas tábuas de pedra, como as primeiras, suba ao meu encontro na montanha, e eu escreverei as mesmas palavras que estavam nas primeiras tábuas que você quebrou.
2. Fique preparado pela manhã; de madrugada, você subirá até a montanha do Sinai, e vai esperar por mim lá no alto da montanha.
3. Ninguém subirá com você, ninguém ficará na montanha; nem ovelhas ou bois pastarão diante da montanha".
4. Moisés cortou duas tábuas de pedra, como as primeiras, levantou-se de madrugada e subiu até a montanha do Sinai, como Javé tinha ordenado, e levou nas mãos as duas tábuas de pedra.
5. Javé desceu na nuvem e ficou junto com Moisés, que invocou o nome de Javé.
6. Javé passou diante de Moisés, proclamando: "Javé, Javé! Deus de compaixão e piedade, lento para a cólera e cheio de amor e fidelidade.


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   10   11   12   13   14   15   16   17   ...   197


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal