Origem do mundo e da humanidade a criaçÃo gênesis 1 a humanidade, ponto alto da criaçÃO


Fariseu cego! Limpe primeiro o copo por dentro, e assim o lado de fora também ficará limpo. 27



Baixar 5.7 Mb.
Página158/197
Encontro29.07.2016
Tamanho5.7 Mb.
1   ...   154   155   156   157   158   159   160   161   ...   197

26. Fariseu cego! Limpe primeiro o copo por dentro, e assim o lado de fora também ficará limpo.
27. Ai de vocês, doutores da Lei e fariseus hipócritas! Vocês são como sepulcros caiados: por fora parecem bonitos, mas por dentro estão cheios de ossos de mortos e podridão!
28. Assim também vocês: por fora, parecem justos diante dos outros, mas por dentro estão cheios de hipocrisia e injustiça.
29. Ai de vocês, doutores da Lei e fariseus hipócritas! Vocês constroem sepulcros para os profetas, e enfeitam os túmulos dos justos,
30. e dizem: 'Se tivéssemos vivido no tempo de nossos pais, não teríamos sido cúmplices na morte dos profetas'.
31. Com isso, vocês confessam que são filhos daqueles que mataram os profetas.
32. Pois bem: acabem de encher a medida dos pais de vocês!
33. Serpentes, raça de cobras venenosas! Como é que vocês poderiam escapar da condenação do inferno?
34. É por isso que eu envio a vocês profetas, sábios e doutores: a uns vocês matarão e crucificarão, a outros torturarão nas sinagogas de vocês, e os perseguirão de cidade em cidade.
35. Desse modo, virá sobre vocês todo o sangue justo derramado sobre a terra, desde o sangue de Abel, o justo, até o sangue de Zacarias, filho de Baraquias, que vocês assassinaram entre o santuário e o altar.
36. Eu garanto a vocês: tudo isso acontecerá a essa geração."

O JULGAMENTO SOBRE JERUSALÉM
37. "Jerusalém, Jerusalém, que mata os profetas e apedreja os que foram enviados a você! Quantas vezes eu quis reunir seus filhos, como a galinha reúne os pintinhos debaixo das asas, mas você não quis!
38. Vejam! a casa de vocês ficará deserta.
39. De fato, eu lhes digo que, daqui em diante, vocês não me verão mais, até que digam: Bendito seja aquele que vem em nome do Senhor!"

[Mateus 24]DISCURSO: A VINDA DO FILHO DO HOMEM



Mateus 24

O FIM AINDA NÃO CHEGOU
1. Jesus saiu do Templo, e ia embora, quando os discípulos se aproximaram dele para lhe mostrar as construções do Templo.
2. Jesus respondeu: "Vocês estão vendo tudo isso? Eu garanto a vocês: aqui não ficará pedra sobre pedra; tudo será destruído."
3. Jesus estava sentado no monte das Oliveiras. Seus discípulos se aproximaram dele em particular, e disseram: "Dize-nos quando vai acontecer isso, e qual será o sinal da tua vinda e do fim do mundo."
4. Jesus respondeu: "Cuidado, para que ninguém engane vocês.
5. Porque muitos virão em meu nome, dizendo: 'Eu sou o Messias'. E enganarão muita gente.
6. Vocês vão ouvir falar de guerras e rumores de guerra. Prestem atenção, e não fiquem assustados, pois essas coisas devem acontecer, mas ainda não é o fim.
7. De fato, uma nação lutará contra outra, e um reino contra outro reino. Haverá fome e terremotos em vários lugares.
8. Mas tudo isso é o começo das dores."

A CORAGEM DO TESTEMUNHO
9. "Então os homens vão entregar vocês à tribulação e matá-los. Vocês serão odiados por todas as nações por causa do meu nome.
10. Muitos ficarão escandalizados, trairão e odiarão uns aos outros.
11. Vão surgir muitos falsos profetas, que enganarão muita gente.
12. A maldade se espalhará tanto, que o amor de muitos se resfriará.
13. Mas, quem perseverar até o fim, será salvo.
14. E esta Boa Notícia sobre o Reino será anunciada pelo mundo inteiro, como um testemunho para todas as nações. Então chegará o fim."

ESTEJAM PREVENIDOS
15. "Quando vocês virem a abominação da desolação, da qual falou o profeta Daniel, estabelecida no lugar onde não deveria estar, - que o leitor entenda!
16. então, os que estiverem na Judéia fujam para as montanhas.
17. Quem estiver no terraço, não desça para apanhar os bens de sua casa.
18. Quem estiver no campo, não volte para pegar o manto.
19. Infelizes as mulheres grávidas, e aquelas que estiverem amamentando nesses dias!
20. Rezem para que a fuga de vocês não aconteça no inverno, nem num dia de sábado.
21. Pois, nessa hora haverá uma grande tribulação, como nunca houve outra igual.
22. Se esses dias não fossem abreviados, ninguém conseguiria salvar-se. Mas esses dias serão abreviados por causa dos eleitos.
23. Se alguém disser a vocês: 'Aqui está o Messias', ou: 'Ele está ali', não acreditem.
24. Porque vão aparecer falsos messias e falsos profetas, que farão grandes sinais e prodígios, a ponto de enganar até mesmo os eleitos, se fosse possível.
25. Vejam que eu estou falando isso para vocês, antes que aconteça.
26. Se disserem a vocês: 'O Messias está no deserto', não saiam; 'Ele está aqui no esconderijo', não acreditem.
27. Porque a vinda do Filho do Homem será como o relâmpago que sai do oriente e brilha até o ocidente.
28. Onde estiver o cadáver, aí se reunirão os urubus."

A HISTÓRIA E O FIM DOS TEMPOS
29. "Logo depois da tribulação daqueles dias, o sol vai ficar escuro, a lua não brilhará mais, e as estrelas cairão do céu, e os poderes do espaço ficarão abalados.
30. Então aparecerá o sinal do Filho do Homem no céu; todas as tribos da terra baterão no peito, e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu com poder e grande glória.
31. Ele enviará seus anjos que tocarão bem alto a trombeta, e que reunirão os eleitos dele, desde os quatro cantos da terra, de um extremo do céu até o outro."

FIQUEM VIGIANDO
32. "Aprendam, portanto, a parábola da figueira: quando seus ramos ficam verdes, e as folhas começam a brotar, vocês sabem que o verão está perto.
33. Vocês também, quando virem todas essas coisas, fiquem sabendo que ele está perto, já está às portas.
34. Eu garanto a vocês: tudo isso vai acontecer antes que morra esta geração que agora vive.
35. O céu e a terra desaparecerão, mas as minhas palavras não desaparecerão.
36. Quanto a esse dia e essa hora, ninguém sabe nada, nem os anjos do céu, nem o Filho. Somente o Pai é quem sabe.
37. A vinda do Filho do Homem será como no tempo de Noé.
38. Porque, nos dias antes do dilúvio todos comiam e bebiam, casavam-se e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca.
39. E eles nada perceberam, até que veio o dilúvio, e arrastou a todos. Assim acontecerá também na vinda do Filho do Homem.
40. Dois homens estarão trabalhando no campo: um será levado, e o outro será deixado.
41. Duas mulheres estarão moendo no moinho: uma será levada, a outra será deixada.
42. Portanto, fiquem vigiando! Porque vocês não sabem em que dia virá o Senhor de vocês.
43. Compreendam bem isto: se o dono da casa soubesse a que horas viria o ladrão, certamente ficaria vigiando, e não deixaria que a sua casa fosse arrombada.
44. Por isso, também vocês estejam preparados. Porque o Filho do Homem virá na hora em que vocês menos esperarem.
45. Qual é o empregado fiel e prudente? É aquele que o Senhor colocou como responsável pelos outros empregados, para dar comida a eles na hora certa.
46. Feliz o empregado cujo senhor o encontrar fazendo assim quando voltar.
47. Eu garanto a vocês: ele colocará esse empregado à frente de todos os seus bens.
48. Mas, se for mau empregado, pensará: 'Meu senhor está demorando'.
49. Então começará a bater nos companheiros, a comer e a beber com os bêbados.
50. O senhor desse empregado virá num dia em que ele não espera, e numa hora que ele não conhece.
51. Então o senhor o cortará em pedaços, e o fará participar da mesma sorte dos hipócritas. Aí haverá choro e ranger de dentes."

[Mateus 25]Mateus 25



ESTEJAM PREPARADOS
1. "Naquele dia, o Reino do Céu será como dez virgens que pegaram suas lâmpadas de óleo, e saíram ao encontro do noivo.
2. Cinco delas não tinham juízo, e as outras cinco eram prudentes.
3. Aquelas sem juízo pegaram suas lâmpadas, mas não levaram óleo consigo.
4. As prudentes, porém, levaram vasilhas com óleo, junto com as lâmpadas.
5. O noivo estava demorando, e todas elas acabaram cochilando e dormiram.
6. No meio da noite, ouviu-se um grito: 'O noivo está chegando. Saiam ao seu encontro'.
7. Então as dez virgens se levantaram, e prepararam as lâmpadas.
8. Aquelas que eram sem juízo disseram às prudentes: 'Dêem um pouco de óleo para nós, porque nossas lâmpadas estão se apagando'.
9. As prudentes responderam: 'De modo nenhum, porque o óleo pode faltar para nós e para vocês. É melhor vocês irem aos vendedores e comprar'.
10. Enquanto elas foram comprar óleo, o noivo chegou, e as que estavam preparadas entraram com ele para a festa de casamento. E a porta se fechou.
11. Por fim, chegaram também as outras virgens, e disseram: 'Senhor, Senhor, abre a porta para nós'.
12. Ele, porém, respondeu: 'Eu garanto a vocês que não as conheço'.
13. Portanto, fiquem vigiando, pois vocês não sabem qual será o dia, nem a hora."

ESPERAR, ARRISCANDO
14. "Acontecerá como um homem que ia viajar para o estrangeiro. Chamando seus empregados, entregou seus bens a eles.
15. A um deu cinco talentos, a outro dois, e um ao terceiro: a cada qual de acordo com a própria capacidade. Em seguida, viajou para o estrangeiro.
16. O empregado que havia recebido cinco talentos saiu logo, trabalhou com eles, e lucrou outros cinco.
17. Do mesmo modo o que havia recebido dois lucrou outros dois.
18. Mas, aquele que havia recebido um só, saiu, cavou um buraco na terra, e escondeu o dinheiro do seu patrão.
19. Depois de muito tempo, o patrão voltou, e foi ajustar contas com os empregados.
20. O empregado que havia recebido cinco talentos, entregou-lhe mais cinco, dizendo: 'Senhor, tu me entregaste cinco talentos. Aqui estão mais cinco que lucrei'.
21. O patrão disse: 'Muito bem, empregado bom e fiel! Como você foi fiel na administração de tão pouco, eu lhe confiarei muito mais. Venha participar da minha alegria'.
22. Chegou também o que havia recebido dois talentos, e disse: 'Senhor, tu me entregaste dois talentos. Aqui estão mais dois que lucrei'.
23. O patrão disse: 'Muito bem, empregado bom e fiel! Como você foi fiel na administração de tão pouco, eu lhe confiarei muito mais. Venha participar da minha alegria'.
24. Por fim, chegou aquele que havia recebido um talento, e disse: 'Senhor, eu sei que tu és um homem severo pois colhes onde não plantaste, e recolhes onde não semeaste.
25. Por isso, fiquei com medo, e escondi o teu talento no chão. Aqui tens o que te pertence'.
26. O patrão lhe respondeu: "Empregado mau e preguiçoso! Você sabia que eu colho onde não plantei, e que recolho onde não semeei.
27. Então você devia ter depositado meu dinheiro no banco, para que, na volta, eu recebesse com juros o que me pertence'.
28. Em seguida o patrão ordenou: 'Tirem dele o talento, e dêem ao que tem dez.
29. Porque, a todo aquele que tem, será dado mais, e terá em abundância. Mas daquele que não tem, até o que tem lhe será tirado.
30. Quanto a esse empregado inútil, joguem-no lá fora, na escuridão. Aí haverá choro e ranger de dentes."

O JUÍZO FINAL
31. "Quando o Filho do Homem vier na sua glória, acompanhado de todos os anjos, então se assentará em seu trono glorioso.
32. Todos os povos da terra serão reunidos diante dele, e ele separará uns dos outros, assim como o pastor separa as ovelhas dos cabritos.
33. E colocará as ovelhas à sua direita, e os cabritos à sua esquerda.
34. Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: 'Venham vocês, que são abençoados por meu Pai. Recebam como herança o Reino que meu Pai lhes preparou desde a criação do mundo.
35. Pois eu estava com fome, e vocês me deram de comer; eu estava com sede, e me deram de beber; eu era estrangeiro, e me receberam em sua casa;
36. eu estava sem roupa, e me vestiram; eu estava doente, e cuidaram de mim; eu estava na prisão, e vocês foram me visitar'.
37. Então os justos lhe perguntarão: 'Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer, com sede e te demos de beber?
38. Quando foi que te vimos como estrangeiro e te recebemos em casa, e sem roupa e te vestimos?
39. Quando foi que te vimos doente ou preso, e fomos te visitar?'
40. Então o Rei lhes responderá: 'Eu garanto a vocês: todas as vezes que vocês fizeram isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizeram.'
41. Depois o Rei dirá aos que estiverem à sua esquerda: 'Afastem-se de mim, malditos. Vão para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos.
42. Porque eu estava com fome, e vocês não me deram de comer; eu estava com sede, e não me deram de beber;
43. eu era estrangeiro, e vocês não me receberam em casa; eu estava sem roupa, e não me vestiram; eu estava doente e na prisão, e vocês não me foram visitar'.
44. Também estes responderão: 'Senhor, quando foi que te vimos com fome, ou com sede, como estrangeiro, ou sem roupa, doente ou preso, e não te servimos?'
45. Então o Rei responderá a esses: 'Eu garanto a vocês: todas as vezes que vocês não fizeram isso a um desses pequeninos, foi a mim que não o fizeram'.
46. Portanto, estes irão para o castigo eterno, enquanto os justos irão para a vida eterna."

[Mateus 26]PAIXÃO E RESSURREIÇÃO DE JESUS



Mateus 26

O MESSIAS VAI SER MORTO
1. Quando Jesus acabou de dizer todas essas palavras, ele falou a seus discípulos:
2. "Vocês sabem que daqui a dois dias vai ser a festa da Páscoa, e o Filho do Homem será entregue para ser crucificado."
3. Então os chefes dos sacerdotes e os anciãos do povo se reuniram no palácio de Caifás, o sumo sacerdote.
4. Decidiram juntos que prenderiam Jesus com esperteza, e o matariam.
5. Mas diziam: "Não vamos fazer isso durante a festa, para que não haja confusão no meio do povo."
6. Jesus se encontrava em Betânia, na casa de Simão, o leproso.
7. Então chegou uma mulher com um vaso de alabastro, cheio de perfume muito precioso. Ela derramou o perfume na cabeça de Jesus, enquanto ele estava à mesa.
8. Vendo isso, os discípulos ficaram com raiva, e disseram: "Por que esse desperdício?
9. Isso poderia ser vendido bem caro, para dar o dinheiro aos pobres."
10. Jesus percebeu, e disse: "Por que vocês aborrecem essa mulher? Ela está me fazendo uma coisa muito boa.
11. Vocês terão sempre os pobres com vocês, mas eu não vou estar sempre com vocês.
12. Ela derramou esse perfume em meu corpo, preparando-me para a sepultura.
13. Eu garanto a vocês: por toda a parte, onde esta Boa Notícia for pregada, também contarão o que ela fez, e ela será lembrada."
14. Então um dos Doze, chamado Judas Iscariotes, foi aos chefes dos sacerdotes,
15. e disse: "O que é que vocês me darão para eu entregar Jesus a vocês?" Combinaram, então, trinta moedas de prata.
16. E a partir desse momento, Judas procurava uma boa oportunidade para entregar Jesus.

O NOVO CORDEIRO PASCAL
17. No primeiro dia dos ázimos, os discípulos se aproximaram de Jesus, e perguntaram: "Onde queres que façamos os preparativos para comermos a Páscoa?"
18. Jesus respondeu: "Vão à cidade, procurem certo homem, e lhe digam: 'O Mestre manda dizer: O meu tempo está próximo, eu vou celebrar a Páscoa em sua casa, junto com os meus discípulos.' "
19. Os discípulos fizeram como Jesus mandou, e prepararam a Páscoa.
20. Ao cair da tarde, Jesus se pôs à mesa, com os doze discípulos.
21. Enquanto comiam, Jesus disse: "Eu lhes garanto: um de vocês vai me trair."
22. Eles ficaram muito tristes e, um por um, começaram a lhe perguntar: "Senhor, será que sou eu?"
23. Jesus respondeu: "Quem vai me trair, é aquele que comigo põe a mão no prato.
24. O Filho do Homem vai morrer, conforme a Escritura fala a respeito dele. Porém, ai daquele que trair o Filho do Homem. Seria melhor que nunca tivesse nascido!"
25. Então Judas, o traidor, perguntou: "Mestre, será que sou eu?" Jesus lhe respondeu: "É como você acaba de dizer."

A INSTITUIÇÃO DA EUCARISTIA
26. Enquanto comiam, Jesus tomou um pão e, tendo pronunciado a bênção, o partiu, distribuiu aos discípulos, e disse: "Tomem e comam, isto é o meu corpo."
27. Em seguida, tomou um cálice, agradeceu, e deu a eles dizendo: "Bebam dele todos,
28. pois isto é o meu sangue, o sangue da aliança, que é derramado em favor de muitos, para remissão dos pecados.
29. Eu lhes digo: de hoje em diante não beberei desse fruto da videira, até o dia em que, com vocês, beberei o vinho novo no reino do meu Pai."

A FIDELIDADE DE JESUS AOS SEUS
30. Depois de terem cantado salmos, foram para o monte das Oliveiras.
31. Então Jesus disse aos discípulos: "Esta noite vocês todos vão ficar desorientados por minha causa, porque a Escritura diz: 'Ferirei o pastor, e as ovelhas do rebanho se dispersarão'.
32. Mas depois de ressuscitar, eu irei à frente de vocês para a Galiléia."
33. Pedro disse a Jesus: "Ainda que todos fiquem desorientados por tua causa, eu jamais ficarei."
34. Jesus declarou: "Eu garanto a você: esta noite, antes que o galo cante, você me negará três vezes."
35. Pedro respondeu: "Ainda que eu tenha de morrer contigo, mesmo assim não te negarei." E todos os discípulos disseram a mesma coisa.

A GRANDE TENTAÇÃO
36. Então Jesus foi com eles a um lugar chamado Getsêmani. E disse aos discípulos: "Sentem-se aqui, enquanto eu vou até ali para rezar."
37. Jesus levou consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, e começou a ficar triste e angustiado.
38. Então disse a eles: "Minha alma está numa tristeza de morte. Fiquem aqui e vigiem comigo."
39. Jesus foi um pouco mais adiante, prostrou-se com o rosto por terra, e rezou: "Meu Pai, se é possível, afaste-se de mim este cálice. Contudo, não seja feito como eu quero, e sim como tu queres."
40. Voltando para junto dos discípulos, Jesus encontrou-os dormindo. Disse a Pedro: "Como assim? Vocês não puderam vigiar nem sequer uma hora comigo?
41. Vigiem e rezem, para não caírem na tentação, porque o espírito está pronto, mas a carne é fraca."
42. Jesus afastou-se pela segunda vez, e rezou: "Meu Pai, se este cálice não pode passar sem que eu o beba, seja feita a tua vontade!"
43. Ele voltou de novo, e encontrou os discípulos dormindo, porque seus olhos estavam pesados de sono.
44. Deixando-os, Jesus afastou-se, e rezou pela terceira vez, repetindo as mesmas palavras.
45. Então voltou para junto dos discípulos, e disse: "Agora vocês podem dormir e descansar. Olhem, a hora está chegando. Vejam: o Filho do Homem vai ser entregue ao poder dos pecadores.
46. Levantem-se! Vamos! Aquele que vai me trair já está chegando."

FIDELIDADE ATÉ O FIM
47. Jesus ainda falava, quando chegou Judas, um dos Doze, com uma grande multidão armada de espadas e paus. Iam da parte dos chefes dos sacerdotes e dos anciãos do povo.
48. O traidor tinha combinado com eles um sinal, dizendo: "Jesus é aquele que eu beijar; prendam."
49. Judas logo se aproximou de Jesus, e disse: "Salve, Mestre." E o beijou.
50. Jesus lhe disse: "Amigo, faça logo o que tem a fazer." Então os outros avançaram, lançaram as mãos sobre Jesus, e o prenderam.
51. Nesse momento, um dos que estavam com Jesus estendeu a mão, puxou da espada, e feriu o empregado do sumo sacerdote, cortando-lhe a orelha.
52. Jesus, porém, lhe disse: "Guarde a espada na bainha. Pois todos os que usam a espada, pela espada morrerão.
53. Ou você pensa que eu não poderia pedir socorro ao meu Pai? Ele me mandaria logo mais de doze legiões de anjos.
54. E, então, como se cumpririam as Escrituras, que dizem que isso deve acontecer?"
55. E nessa hora, Jesus disse às multidões: "Vocês saíram com espadas e paus para me prender, como se eu fosse um bandido. Todos os dias, no Templo, eu me sentava para ensinar, e vocês não me prenderam."
56. Porém, tudo isso aconteceu para se cumprir o que os profetas escreveram. Então todos os discípulos, abandonando a Jesus, fugiram.

JESUS É O JUIZ
57. Aqueles que prenderam Jesus o levaram à casa do sumo sacerdote Caifás, onde os doutores da Lei e os anciãos estavam reunidos.
58. Pedro seguiu Jesus de longe, até o pátio da casa do sumo sacerdote. Entrou, e sentou-se com os guardas, para ver como terminaria tudo isso.
59. Ora, os chefes dos sacerdotes e todo o Sinédrio procuravam algum falso testemunho contra Jesus, a fim de o condenarem à morte.
60. E nada encontraram, embora se apresentassem muitas falsas testemunhas. Por fim, se apresentaram duas testemunhas,
61. e afirmaram: "Esse homem declarou: 'Posso destruir o Templo de Deus, e construí-lo de novo em três dias.' "
62. Então o sumo sacerdote levantou-se, e perguntou a Jesus: "Nada tens a responder ao que esses testemunham contra ti?"
63. Mas Jesus continuou calado. E o sumo sacerdote disse: "Eu te conjuro pelo Deus vivo que nos digas se tu és o Messias, o Filho de Deus."
64. Jesus respondeu: "É como você acabou de dizer. Além disso, eu lhes digo: de agora em diante, vocês verão o Filho do Homem sentado à direita do Todo-poderoso, e vindo sobre as nuvens do céu."
65. Então o sumo sacerdote rasgou as próprias vestes, e disse: "Blasfemou! Que necessidade temos ainda de testemunhas? Pois agora mesmo vocês ouviram a blasfêmia.
66. O que vocês acham?" Responderam: "É réu de morte!"
67. Então cuspiram no rosto de Jesus, e o esbofetearam. Outros lhe deram bordoadas,
68. dizendo: "Faze-nos uma profecia, Messias: quem foi que te bateu?"

PEDRO CAI NA TENTAÇÃO
69. Pedro estava sentado fora, no pátio. Uma criada chegou perto dele, e disse: "Você também estava com Jesus, o galileu!"
70. Mas Pedro negou diante de todos: "Não sei o que você está dizendo."
71. E saiu para a entrada do pátio. Então outra criada viu Pedro, e disse aos que aí estavam: "Esse também estava com Jesus, o Nazareno."
72. Pedro negou outra vez, jurando: "Nem conheço esse homem!"
73. Pouco depois, os que aí estavam aproximaram-se de Pedro, e disseram: "É claro que você também é um deles, pois o seu modo de falar o denuncia."
74. Então Pedro começou a maldizer e a jurar, dizendo: "Nem conheço esse homem!" Nesse instante, o galo cantou.
75. Pedro se lembrou então do que Jesus tinha dito: "Antes que o galo cante, você me negará três vezes." E, saindo, chorou amargamente.

[Mateus 27]Mateus 27





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   154   155   156   157   158   159   160   161   ...   197


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal