Origem do mundo e da humanidade a criaçÃo gênesis 1 a humanidade, ponto alto da criaçÃO


e o dono da casa, que convidou os dois, venha dizer a você: 'Dê o lugar para ele'. Então você ficará envergonhado e irá ocupar o último lugar. 10



Baixar 5.7 Mb.
Página167/197
Encontro29.07.2016
Tamanho5.7 Mb.
1   ...   163   164   165   166   167   168   169   170   ...   197

9. e o dono da casa, que convidou os dois, venha dizer a você: 'Dê o lugar para ele'. Então você ficará envergonhado e irá ocupar o último lugar.
10. Pelo contrário, quando você for convidado, vá sentar-se no último lugar. Assim, quando chegar quem o convidou, ele dirá a você: 'Amigo, venha mais para cima'. E isso vai ser uma honra para você na presença de todos os convidados.
11. De fato, quem se eleva será humilhado, e quem se humilha será elevado."
12. Jesus disse também ao fariseu que o tinha convidado: "Quando você der um almoço ou jantar, não convide amigos, nem irmãos, nem parentes, nem vizinhos ricos. Porque esses irão, em troca, convidar você. E isso será para você recompensa.
13. Pelo contrário, quando você der uma festa, convide pobres, aleijados, mancos e cegos.
14. Então você será feliz! Porque eles não lhe podem retribuir. E você receberá a recompensa na ressurreição dos justos."

O REINO É PARA TODOS
15. Ouvindo isso, um homem que estava à mesa disse a Jesus: "Feliz aquele que come pão no Reino de Deus!"
16. Jesus respondeu: "Um homem deu grande banquete, e convidou muitas pessoas.
17. Na hora do banquete, mandou seu empregado dizer aos convidados: 'Venham, pois tudo está pronto'.
18. Mas todos, um a um, começaram a dar desculpas. O primeiro disse: 'Comprei um campo, e preciso ir vê-lo. Peço-lhe que aceite minhas desculpas'.
19. Outro disse: 'Comprei cinco juntas de bois, e vou experimentá-las. Peço-lhe que aceite minhas desculpas'.
20. Um terceiro disse: 'Acabo de me casar e, por isso, não posso ir'.
21. O empregado voltou, e contou tudo ao patrão. Então o dono da casa ficou muito zangado, e disse ao empregado: 'Saia depressa pelas praças e ruas da cidade. Traga para cá os pobres, os aleijados, os cegos e os mancos'.
22. O empregado disse: 'Senhor, o que mandaste fazer, foi feito, e ainda há lugar'.
23. O patrão disse ao empregado: 'Saia pelas estradas e caminhos, e faça as pessoas virem aqui, para que a casa fique cheia.
24. Pois eu digo a vocês: nenhum daqueles que foram convidados vai provar do meu banquete'."

PARA SER DISCÍPULO DE JESUS
25. Grandes multidões acompanhavam Jesus. Voltando-se, ele disse:
26. "Se alguém vem a mim, e não dá preferência mais a mim que ao seu pai, à sua mãe, à mulher, aos filhos, aos irmãos, às irmãs, e até mesmo à sua própria vida, esse não pode ser meu discípulo.
27. Quem não carrega sua cruz e não caminha atrás de mim, não pode ser meu discípulo.
28. De fato, se alguém de vocês quer construir uma torre, será que não vai primeiro sentar-se e calcular os gastos, para ver se tem o suficiente para terminar?
29. Caso contrário, lançará o alicerce e não será capaz de acabar. E todos os que virem isso, começarão a caçoar, dizendo:
30. 'Esse homem começou a construir e não foi capaz de acabar!'
31. Ou ainda: Se um rei pretende sair para guerrear contra outro, será que não vai sentar-se primeiro e examinar bem, se com dez mil homens poderá enfrentar o outro que marcha contra ele com vinte mil?
32. Se ele vê que não pode, envia mensageiros para negociar as condições de paz, enquanto o outro rei ainda está longe.
33. Do mesmo modo, portanto, qualquer de vocês, se não renunciar a tudo o que tem, não pode ser meu discípulo.
34. O sal é bom. Mas se até o sal perde o sabor, com que o salgaremos?
35. Não serve mais para nada: nem para a terra, nem para esterco. Por isso, é jogado fora. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça."

[Lucas 15]Lucas 15



JESUS PROVOCA ESCÂNDALO
1. Todos os cobradores de impostos e pecadores se aproximavam de Jesus para o escutar.
2. Mas os fariseus e os doutores da Lei criticavam a Jesus, dizendo: "Esse homem acolhe pecadores, e come com eles!"

A OVELHA PERDIDA
3. Então Jesus contou-lhes esta parábola:
4. "Se um de vocês tem cem ovelhas e perde uma, será que não deixa as noventa e nove no campo para ir atrás da ovelha que se perdeu, até encontrá-la?
5. E quando a encontra, com muita alegria a coloca nos ombros.
6. Chegando em casa, reúne amigos e vizinhos, para dizer: 'Alegrem-se comigo! Eu encontrei a minha ovelha que estava perdida'.
7. E eu lhes declaro: assim, haverá no céu mais alegria por um só pecador que se converte, do que por noventa e nove justos que não precisam de conversão."

A MOEDA PERDIDA
8. "Se uma mulher tem dez moedas de prata e perde uma, será que não acende uma lâmpada, varre a casa, e procura cuidadosamente, até encontrar a moeda?
9. Quando a encontra, reúne amigas e vizinhas, para dizer: 'Alegrem-se comigo! Eu encontrei a moeda que tinha perdido'.
10. E eu lhes declaro: os anjos de Deus sentem a mesma alegria por um só pecador que se converte."

OS DOIS FILHOS
11. Jesus continuou: "Um homem tinha dois filhos.
12. O filho mais novo disse ao pai: 'Pai, me dá a parte da herança que me cabe'. E o pai dividiu os bens entre eles.
13. Poucos dias depois, o filho mais novo juntou o que era seu, e partiu para um lugar distante. E aí esbanjou tudo numa vida desenfreada.
14. Quando tinha gasto tudo o que possuía, houve uma grande fome nessa região, e ele começou a passar necessidade.
15. Então foi pedir trabalho a um homem do lugar, que o mandou para a roça, cuidar dos porcos.
16. O rapaz queria matar a fome com a lavagem que os porcos comiam, mas nem isso lhe davam.
17. Então, caindo em si, disse: 'Quantos empregados do meu pai têm pão com fartura, e eu aqui, morrendo de fome...
18. Vou me levantar, e vou encontrar meu pai, e dizer a ele: Pai, pequei contra Deus e contra ti;
19. já não mereço que me chamem teu filho. Trata-me como um dos teus empregados'.
20. Então se levantou, e foi ao encontro do pai. Quando ainda estava longe, o pai o avistou, e teve compaixão. Saiu correndo, o abraçou, e o cobriu de beijos.
21. Então o filho disse: 'Pai, pequei contra Deus e contra ti; já não mereço que me chamem teu filho'.
22. Mas o pai disse aos empregados: 'Depressa, tragam a melhor túnica para vestir meu filho. E coloquem um anel no seu dedo e sandálias nos pés.
23. Peguem o novilho gordo e o matem. Vamos fazer um banquete.
24. Porque este meu filho estava morto, e tornou a viver; estava perdido, e foi encontrado'. E começaram a festa.
25. O filho mais velho estava na roça. Ao voltar, já perto de casa, ouviu música e barulho de dança.
26. Então chamou um dos criados, e perguntou o que estava acontecendo.
27. O criado respondeu: 'É seu irmão que voltou. E seu pai, porque o recuperou são e salvo, matou o novilho gordo'.
28. Então, o irmão ficou com raiva, e não queria entrar. O pai, saindo, insistia com ele.
29. Mas ele respondeu ao pai: 'Eu trabalho para ti há tantos anos, jamais desobedeci a qualquer ordem tua; e nunca me deste um cabrito para eu festejar com meus amigos.
30. Quando chegou esse teu filho, que devorou teus bens com prostitutas, matas para ele o novilho gordo!'
31. Então o pai lhe disse: 'Filho, você está sempre comigo, e tudo o que é meu é seu.
32. Mas, era preciso festejar e nos alegrar, porque esse seu irmão estava morto, e tornou a viver; estava perdido, e foi encontrado'."

[Lucas 16]Lucas 16



TOMAR UMA ATITUDE PRUDENTE
1. Jesus dizia aos discípulos: "Um homem rico tinha um administrador que foi denunciado por estar esbanjando os bens dele.
2. Então o chamou, e lhe disse: 'O que é isso que ouço contar de você? Preste contas da sua administração, porque você não pode mais ser o meu administrador'.
3. Então o administrador começou a refletir: 'O senhor vai tirar de mim a administração. E o que vou fazer? Para cavar, não tenho forças; de mendigar, tenho vergonha.
4. Ah! Já sei o que vou fazer para que, quando me afastarem da administração tenha quem me receba na própria casa'.
5. E começou a chamar um por um os que estavam devendo ao seu senhor. Perguntou ao primeiro: 'Quanto é que você deve ao patrão?'
6. Ele respondeu: 'Cem barris de óleo!' O administrador disse: 'Pegue a sua conta, sente-se depressa, e escreva cinqüenta'.
7. Depois perguntou a outro: 'E você, quanto está devendo?' Ele respondeu: 'Cem sacas de trigo'. O administrador disse: 'Pegue a sua conta, e escreva oitenta' ".
8. E o Senhor elogiou o administrador desonesto, porque este agiu com esperteza. De fato, os que pertencem a este mundo são mais espertos, com a sua gente, do que aqueles que pertencem à luz.
9. "E eu lhes declaro: Usem o dinheiro injusto para fazer amigos, e assim, quando o dinheiro faltar, os amigos receberão vocês nas moradas eternas.
10. Quem é fiel nas pequenas coisas, também é fiel nas grandes; e quem é injusto nas pequenas, também é injusto nas grandes.
11. Por isso, se vocês não são fiéis no uso do dinheiro injusto, quem lhes confiará o verdadeiro bem?
12. E se não são fiéis no que é dos outros, quem lhes dará aquilo que é de vocês?
13. Nenhum empregado pode servir a dois senhores, porque, ou odiará um e amará o outro, ou se apegará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro."

JESUS E A LEI
14. Os fariseus, que são amigos do dinheiro, ouviam tudo isso, e caçoavam de Jesus.
15. Então Jesus disse para eles: "Vocês gostam de parecer justos diante dos homens, mas Deus conhece os corações de vocês. De fato, o que é importante para os homens, é detestável para Deus.
16. A Lei e os profetas chegaram até João; daí para a frente o Reino de Deus é anunciado, e cada um se esforça para nele entrar, com violência.
17. É mais fácil desaparecer o céu e a terra do que cair da Lei uma só vírgula.
18. Todo homem que se divorcia da sua mulher, e se casa com outra, comete adultério; e quem se casa com mulher divorciada do seu marido, comete adultério."

O RICO E O POBRE
19. "Havia um homem rico que se vestia de púrpura e linho fino, e dava banquete todos os dias.
20. E um pobre, chamado Lázaro, cheio de feridas, que estava caído à porta do rico.
21. Ele queria matar a fome com as sobras que caíam da mesa do rico. E ainda vinham os cachorros lamber-lhe as feridas.
22. Aconteceu que o pobre morreu, e os anjos o levaram para junto de Abraão. Morreu também o rico, e foi enterrado.
23. No inferno, em meio aos tormentos, o rico levantou os olhos, e viu de longe Abraão, com Lázaro a seu lado.
24. Então o rico gritou: 'Pai Abraão, tem piedade de mim! Manda Lázaro molhar a ponta do dedo para me refrescar a língua, porque este fogo me atormenta'.
25. Mas Abraão respondeu: 'Lembre-se, filho: você recebeu seus bens durante a vida, enquanto Lázaro recebeu males. Agora, porém, ele encontra consolo aqui, e você é atormentado.
26. Além disso, há um grande abismo entre nós: por mais que alguém desejasse, nunca poderia passar daqui para junto de vocês, nem os daí poderiam atravessar até nós'.
27. O rico insistiu: 'Pai, eu te suplico, manda Lázaro à casa de meu pai,
28. porque eu tenho cinco irmãos. Manda preveni-los, para que não acabem também eles vindo para este lugar de tormento'.
29. Mas Abraão respondeu: 'Eles têm Moisés e os profetas: que os escutem!'
30. O rico insistiu: 'Não, pai Abraão! Se um dos mortos for até eles, eles vão se converter'.
31. Mas Abraão lhe disse: 'Se eles não escutam a Moisés e aos profetas, mesmo que um dos mortos ressuscite, eles não ficarão convencidos'."

[Lucas 17]Lucas 17



ATITUDES DO DISCÍPULO
1. Jesus disse a seus discípulos: "É inevitável que aconteçam escândalos, mas, ai daquele que produz escândalos!
2. Seria melhor para ele que lhe amarrassem uma pedra de moinho no pescoço e o jogassem no mar, do que escandalizar um desses pequeninos.
3. Prestem atenção! Se o seu irmão peca contra você, chame a atenção dele. Se ele se arrepender, perdoe.
4. Se ele pecar contra você sete vezes num só dia, e sete vezes vier a você, dizendo: 'Estou arrependido', você deve perdoá-lo."
5. Os apóstolos disseram ao Senhor: "Aumenta a nossa fé!"
6. O Senhor respondeu: "Se vocês tivessem fé do tamanho de uma semente de mostarda, poderiam dizer a esta amoreira: 'Arranque-se daí, e plante-se no mar'. E ela obedeceria a vocês.
7. Se alguém de vocês tem um empregado que trabalha a terra ou cuida dos animais, por acaso vai dizer-lhe, quando ele volta do campo: 'Venha depressa para a mesa'?
8. Pelo contrário, não vai dizer ao empregado: 'Prepare-me o jantar, cinja-se e sirva-me, enquanto eu como e bebo; depois disso você vai comer e beber'?
9. Será que vai agradecer ao empregado, porque este fez o que lhe havia mandado?
10. Assim também vocês: quando tiverem cumprido tudo o que lhes mandarem fazer, digam: 'Somos empregados inúteis; fizemos o que devíamos fazer'."

FÉ E GRATIDÃO
11. Caminhando para Jerusalém, aconteceu que Jesus passava entre a Samaria e a Galiléia.
12. Quando estava para entrar num povoado, dez leprosos foram ao encontro dele. Pararam de longe, e gritaram:
13. "Jesus, Mestre, tem compaixão de nós!"
14. Ao vê-los, Jesus disse: "Vão apresentar-se aos sacerdotes." Enquanto caminhavam, aconteceu que ficaram curados.
15. Ao perceber que estava curado, um deles voltou atrás dando glória a Deus em alta voz.
16. Jogou-se no chão, aos pés de Jesus, e lhe agradeceu. E este era um samaritano.
17. Então Jesus lhe perguntou: "Não foram dez os curados? E os outros nove, onde estão?
18. Não houve quem voltasse para dar glória a Deus, a não ser este estrangeiro?"
19. E disse a ele: "Levante-se e vá. Sua fé o salvou."

A PRESENÇA DO REINO
20. Os fariseus perguntaram a Jesus sobre o momento em que chegaria o Reino de Deus. Jesus respondeu: "O Reino de Deus não vem ostensivamente.
21. Nem se poderá dizer: 'Está aqui' ou: 'está ali', porque o Reino de Deus está no meio de vocês."

A VINDA DO FILHO DO HOMEM
22. Jesus disse aos discípulos: "Chegarão dias em que vocês desejarão ver um só dia do Filho do Homem, e não poderão ver.
23. Dirão a vocês: 'Ele está ali' ou: 'Ele está aqui'. Não saiam para procurá-lo.
24. Pois como o relâmpago brilha de um lado a outro do céu, assim também será o Filho do Homem.
25. Antes, porém, ele deverá sofrer muito e ser rejeitado por esta geração.
26. Como aconteceu nos dias de Noé, assim também acontecerá nos dias do Filho do Homem.
27. Eles comiam, bebiam, se casavam e se davam em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. Então chegou o dilúvio, e fez com que todos morressem.
28. Acontecerá como nos dias de Ló: comiam e bebiam, compravam, plantavam, e construíam.
29. Mas, no dia em que Ló saiu de Sodoma, Deus fez chover fogo e enxofre do céu, e fez com que todos morressem.
30. O mesmo acontecerá no dia em que o Filho do Homem for revelado.
31. Nesse dia, quem estiver no terraço, não desça para apanhar os bens que estão em casa, e quem estiver nos campos não volte para trás.
32. Lembrem-se da mulher de Ló.
33. Quem procura ganhar a sua vida, vai perdê-la; e quem a perde, vai conservá-la.
34. Eu digo a vocês: nessa noite, dois estarão numa cama. Um será tomado, e o outro será deixado.
35. Duas mulheres estarão moendo juntas. Uma será tomada, e a outra deixada.
36. Dois homens estarão no campo. Um será levado, e o outro será deixado."
37. Os discípulos perguntaram: "Senhor, onde acontecerá isso?" Jesus respondeu: "Onde estiver o corpo, aí se reunirão os urubus."

[Lucas 18]Lucas 18



PERSEVERANÇA NA ORAÇÃO
1. Jesus contou aos discípulos uma parábola, para mostrar-lhes a necessidade de rezar sempre, sem nunca desistir. Ele dizia:
2. "Numa cidade havia um juiz que não temia a Deus, e não respeitava homem algum.
3. Na mesma cidade havia uma viúva, que ia à procura do juiz, pedindo: 'Faça-me justiça contra o meu adversário!'
4. Durante muito tempo, o juiz se recusou. Por fim ele pensou: 'Eu não temo a Deus, e não respeito homem algum;
5. mas essa viúva já está me aborrecendo. Vou fazer-lhe justiça, para que ela não fique me incomodando'."
6. E o Senhor acrescentou: "Escutem o que está dizendo esse juiz injusto.
7. E Deus não faria justiça aos seus escolhidos, que dia e noite gritam por ele? Será que vai fazê-los esperar?
8. Eu lhes declaro que Deus fará justiça para eles, e bem depressa. Mas, o Filho do Homem, quando vier, será que vai encontrar a fé sobre a terra?"

A JUSTIFICAÇÃO É DOM DE DEUS
9. Para alguns que confiavam na sua própria justiça e desprezavam os outros, Jesus contou esta parábola:
10. "Dois homens subiram ao Templo para rezar; um era fariseu, o outro era cobrador de impostos.
11. O fariseu, de pé, rezava assim no seu íntimo: 'Ó Deus, eu te agradeço, porque não sou como os outros homens, que são ladrões, desonestos, adúlteros, nem como esse cobrador de impostos.
12. Eu faço jejum duas vezes por semana, e dou o dízimo de toda a minha renda'.
13. O cobrador de impostos ficou à distância, e nem se atrevia a levantar os olhos para o céu, mas batia no peito, dizendo: 'Meu Deus, tem piedade de mim, que sou pecador!'
14. Eu declaro a vocês: este último voltou para casa justificado, o outro não. Pois quem se eleva, será humilhado, e quem se humilha, será elevado."

O REINO PERTENCE AOS POBRES
15. Alguns levaram criancinhas para que Jesus tocasse nelas. Vendo isso, os discípulos os repreendiam.
16. Jesus, porém, chamou os discípulos, e disse: "Deixem as crianças vir a mim. Não lhes proíbam, porque o Reino de Deus pertence a elas.
17. Eu garanto a vocês: quem não receber como criança o Reino de Deus, nunca entrará nele."

O REINO É DOM E PARTILHA
18. Uma pessoa importante perguntou a Jesus: "Bom Mestre, o que devo fazer para receber em herança a vida eterna?"
19. Jesus respondeu: "Por que você me chama de bom? Só Deus é bom, e ninguém mais.
20. Você conhece os mandamentos: não cometa adultério; não mate; não roube; não levante falso testemunho; honre seu pai e sua mãe."
21. O homem disse: "Desde jovem tenho observado todas essas coisas."
22. Ouvindo isso, Jesus disse: "Falta ainda uma coisa para você fazer: venda tudo o que você possui, distribua o dinheiro aos pobres, e terá um tesouro no céu. Depois venha, e siga-me."
23. Quando ouviu isso, o homem ficou triste, porque era muito rico.
24. Vendo isso, Jesus disse: "Como é difícil para os ricos entrar no Reino de Deus!
25. De fato, é mais fácil um camelo entrar pelo buraco de uma agulha, do que um rico entrar no Reino de Deus."
26. Os que ouviram isso, disseram: "Então, quem pode ser salvo?"
27. Jesus disse: "As coisas impossíveis para os homens são possíveis para Deus".
28. Então Pedro disse: "Vê: nós deixamos os nossos bens, e te seguimos."
29. Jesus disse: "Eu garanto a vocês: quem tiver deixado casa, mulher, irmãos, pais, filhos, por causa do Reino de Deus,
30. não ficará sem receber muito mais durante esta vida e, no mundo futuro, vai receber a vida eterna."

O FILHO DO HOMEM: JUIZ E SALVADOR
31. Jesus chamou à parte os Doze, e disse: "Vejam: estamos subindo para Jerusalém, e vai se cumprir tudo o que foi escrito pelos profetas a respeito do Filho do Homem.
32. Pois ele será entregue aos pagãos, será caçoado, ultrajado e coberto de cuspidas.
33. Eles vão torturá-lo e matá-lo, e no terceiro dia ele vai ressuscitar."
34. Mas, eles não compreenderam nada disso. Essa palavra era obscura para eles, e não compreendiam o que Jesus dizia.

FÉ E SEGUIMENTO
35. Quando Jesus se aproximava de Jericó, um cego estava sentado à beira do caminho, pedindo esmolas.
36. Ouvindo a multidão passar, ele perguntou o que estava acontecendo.
37. Disseram-lhe que Jesus Nazareno passava por ali.
38. Então o cego gritou: "Jesus, filho de Davi, tem piedade de mim!"
39. As pessoas que iam na frente mandavam que ele ficasse quieto. Mas ele gritava mais ainda: "Filho de Davi, tem piedade de mim!"
40. Jesus parou, e mandou que levassem o cego até ele. Quando o cego chegou perto, Jesus perguntou:
41. "O que quer que eu faça por você?" O cego respondeu: "Senhor, eu quero ver de novo."
42. Jesus disse: "Veja. A sua fé curou você."
43. No mesmo instante, o cego começou a ver e seguia Jesus, glorificando a Deus. Vendo isso, todo o povo louvou a Deus.

[Lucas 19]Lucas 19



RICO TAMBÉM PODE SALVAR-SE
1. Jesus tinha entrado em Jericó, e estava atravessando a cidade.
2. Havia aí um homem chamado Zaqueu: era chefe dos cobradores de impostos, e muito rico.
3. Zaqueu desejava ver quem era Jesus, mas não o conseguia, por causa da multidão, pois ele era muito baixo.
4. Então correu na frente, e subiu numa figueira para ver, pois Jesus devia passar por aí.
5. Quando Jesus chegou ao lugar, olhou para cima, e disse: "Desça depressa, Zaqueu, porque hoje preciso ficar em sua casa."
6. Ele desceu rapidamente, e recebeu Jesus com alegria.
7. Vendo isso, todos começaram a criticar, dizendo: "Ele foi se hospedar na casa de um pecador!"
8. Zaqueu ficou de pé, e disse ao Senhor: "A metade dos meus bens, Senhor, eu dou aos pobres; e, se roubei alguém, vou devolver quatro vezes mais."
9. Jesus lhe disse: "Hoje a salvação entrou nesta casa, porque também este homem é um filho de Abraão.
10. De fato, o Filho do Homem veio procurar e salvar o que estava perdido."

A ESPERA ATIVA
11. Tendo eles ouvido isso, Jesus acrescentou uma parábola, porque estava perto de Jerusalém, e eles pensavam que o Reino de Deus ia chegar logo.
12. Então Jesus disse: "Um homem nobre partiu para um país distante a fim de ser coroado rei, e depois voltar.
13. Chamou então dez dos seus empregados, entregou cem moedas de prata para cada um, e disse: 'Negociem até que eu volte.'
14. Seus concidadãos, porém, o odiavam, e enviaram uma embaixada atrás dele, dizendo: 'Não queremos que esse homem reine sobre nós'.
15. Mas, o homem foi coroado rei, e voltou. Mandou chamar os empregados, aos quais havia dado o dinheiro, a fim de saber quanto haviam lucrado.
16. O primeiro chegou, e disse: 'Senhor, as cem moedas renderam dez vezes mais'.
17. O homem disse: 'Muito bem, empregado bom. Como você foi fiel em coisas pequenas, receba o governo de dez cidades'.


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   163   164   165   166   167   168   169   170   ...   197


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal