Origem do mundo e da humanidade a criaçÃo gênesis 1 a humanidade, ponto alto da criaçÃO


De fato, eles ainda não tinham compreendido a Escritura que diz: "Ele deve ressuscitar dos mortos." 10



Baixar 5.7 Mb.
Página174/197
Encontro29.07.2016
Tamanho5.7 Mb.
1   ...   170   171   172   173   174   175   176   177   ...   197

9. De fato, eles ainda não tinham compreendido a Escritura que diz: "Ele deve ressuscitar dos mortos."
10. Os discípulos, então, voltaram para casa.

JESUS RESSUSCITADO É DESCOBERTO PELA FÉ
11. Maria tinha ficado fora, chorando junto ao túmulo. Enquanto ainda chorava, inclinou-se e olhou para dentro do túmulo.
12. Viu então dois anjos vestidos de branco, sentados onde o corpo de Jesus tinha sido colocado, um na cabeceira e outro nos pés.
13. Então os anjos perguntaram: "Mulher, por que você está chorando?" Ela respondeu: "Porque levaram o meu Senhor, e não sei onde o colocaram."
14. Depois de dizer isso, Maria virou-se e viu Jesus de pé; mas não sabia que era Jesus.
15. E Jesus perguntou: "Mulher, por que você está chorando? Quem é que você está procurando?" Maria pensou que fosse o jardineiro, e disse: "Se foi o senhor que levou Jesus, diga-me onde o colocou, e eu irei buscá-lo."
16. Então Jesus disse: "Maria." Ela virou-se e exclamou em hebraico: "Rabuni!" (que quer dizer: Mestre).
17. Jesus disse: "Não me segure, porque ainda não voltei para o Pai. Mas vá dizer aos meus irmãos: 'Subo para junto do meu Pai, que é Pai de vocês, do meu Deus, que é o Deus de vocês.' "
18. Então Maria Madalena foi e anunciou aos discípulos: "Eu vi o Senhor." E contou o que Jesus tinha dito.

JESUS RESSUSCITADO ESTÁ VIVO NA COMUNIDADE
19. Era o primeiro dia da semana. Ao anoitecer desse dia, estando fechadas as portas do lugar onde se achavam os discípulos por medo das autoridades dos judeus, Jesus entrou. Ficou no meio deles e disse: "A paz esteja com vocês."
20. Dizendo isso, mostrou-lhes as mãos e o lado. Então os discípulos ficaram contentes por ver o Senhor.
21. Jesus disse de novo para eles: "A paz esteja com vocês. Assim como o Pai me enviou, eu também envio vocês."
22. Tendo falado isso, Jesus soprou sobre eles, dizendo: "Recebam o Espírito Santo.
23. Os pecados daqueles que vocês perdoarem, serão perdoados. Os pecados daqueles que vocês não perdoarem, não serão perdoados."

A COMUNIDADE É TESTEMUNHA DE JESUS RESSUSCITADO
24. Tomé, chamado Gêmeo, que era um dos Doze, não estava com eles quando Jesus veio.
25. Os outros discípulos disseram para ele: "Nós vimos o Senhor." Tomé disse: "Se eu não vir a marca dos pregos nas mãos de Jesus, se eu não colocar o meu dedo na marca dos pregos, e se eu não colocar a minha mão no lado dele, eu não acreditarei."
26. Uma semana depois, os discípulos estavam reunidos de novo. Dessa vez, Tomé estava com eles. Estando fechadas as portas, Jesus entrou. Ficou no meio deles e disse: "A paz esteja com vocês."
27. Depois disse a Tomé: "Estenda aqui o seu dedo e veja as minhas mãos. Estenda a sua mão e toque o meu lado. Não seja incrédulo, mas tenha fé."
28. Tomé respondeu a Jesus: "Meu Senhor e meu Deus!"
29. Jesus disse: "Você acreditou porque viu? Felizes os que acreditaram sem ter visto."

PARA QUE JOÃO ESCREVEU ESTE EVANGELHO?
30. Jesus realizou diante dos discípulos muitos outros sinais que não estão escritos neste livro.
31. Estes sinais foram escritos para que vocês acreditem que Jesus é o Messias, o Filho de Deus. E para que, acreditando, vocês tenham a vida em seu nome.

[João 21]APÊNDICE



João 21

A MISSÃO DA COMUNIDADE
1. Jesus apareceu aos discípulos na margem do mar de Tiberíades. E apareceu deste modo:
2. Estavam juntos Simão Pedro, Tomé chamado Gêmeo, Natanael de Caná da Galiléia, os filhos de Zebedeu e outros dois discípulos de Jesus.
3. Simão Pedro disse: "Eu vou pescar." Eles disseram: "Nós também vamos." Saíram e entraram na barca. Mas naquela noite não pescaram nada.
4. Quando amanheceu, Jesus estava na margem. Mas os discípulos não sabiam que era Jesus.
5. Então Jesus disse: "Rapazes, vocês têm alguma coisa para comer?" Eles responderam: "Não."
6. Então Jesus falou: "Joguem a rede do lado direito da barca, e vocês acharão peixe." Eles jogaram a rede e não conseguiam puxá-la para fora, de tanto peixe que pegaram.
7. Então o discípulo que Jesus amava disse a Pedro: "É o Senhor." Simão Pedro, ouvindo dizer que era o Senhor, vestiu a roupa, pois estava nu, e pulou dentro d'água.
8. Os outros discípulos foram na barca, que estava a uns cem metros da margem. Eles arrastavam a rede com os peixes.
9. Logo que pisaram em terra firme, viram um peixe na brasa e pão.
10. Jesus disse: "Tragam alguns peixes que vocês acabaram de pescar."
11. Então Simão Pedro subiu na barca e arrastou a rede para a praia. Estava cheia de cento e cinqüenta e três peixes grandes. Apesar de tantos peixes, a rede não arrebentou.
12. Jesus disse para eles: "Vamos, comam." Nenhum dos discípulos se atrevia a perguntar quem era ele, pois sabiam que era o Senhor.
13. Jesus se aproximou, tomou o pão e distribuiu para eles. Fez a mesma coisa com o peixe.
14. Essa foi a terceira vez que Jesus, ressuscitado dos mortos, apareceu aos discípulos.

PARA DIRIGIR A COMUNIDADE, É PRECISO AMAR
15. Depois de comerem, Jesus perguntou a Simão Pedro: "Simão, filho de João, você me ama mais do que estes outros?" Pedro respondeu: "Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo." Jesus disse: "Cuide dos meus cordeiros."
16. Jesus perguntou de novo a Pedro: "Simão, filho de João, você me ama?" Pedro respondeu: "Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo." Jesus disse: "Tome conta das minhas ovelhas."
17. Pela terceira vez Jesus perguntou a Pedro: "Simão, filho de João, você me ama?" Então Pedro ficou triste, porque Jesus perguntou três vezes se ele o amava. Disse a Jesus: "Senhor, tu conheces tudo, e sabes que eu te amo." Jesus disse: "Cuide das minhas ovelhas.
18. Eu garanto a você: quando você era mais moço, você colocava o cinto e ia para onde queria. Quando você ficar mais velho, estenderá as suas mãos, e outro colocará o cinto em você e o levará para onde você não quer ir."
19. Jesus falou isso aludindo ao tipo de morte com que Pedro iria glorificar a Deus. E Jesus acrescentou: "Siga-me."

O TESTEMUNHO CONTINUA SEMPRE
20. Pedro virou-se e viu atrás de si aquele outro discípulo que Jesus amava, o mesmo que estivera bem perto de Jesus durante a ceia e que havia perguntado: "Senhor, quem é que vai traí-lo?"
21. Quando Pedro viu aquele discípulo, perguntou a Jesus: "Senhor, o que vai acontecer a ele?"
22. Jesus respondeu: "Se eu quero que ele viva até que eu venha, o que é que você tem com isso? Quanto a você, siga-me."
23. Então correu a notícia entre os irmãos de que aquele discípulo não iria morrer. Porém Jesus não disse que ele não ia morrer, mas disse: "Se eu quero que ele viva até que eu venha, o que é que você tem com isso?"

O EVANGELHO É TESTEMUNHO
24. Este é o discípulo que deu testemunho dessas coisas e que as escreveu. E nós sabemos que o seu testemunho é verdadeiro.
25. Jesus fez ainda muitas outras coisas. Se fossem escritas uma por uma, penso que não caberiam no mundo os livros que seriam escritos.

Atos 1

INTRODUÇÃO: A TAREFA APOSTÓLICA
1. No meu primeiro livro, ó Teófilo, já tratei de tudo o que Jesus começou a fazer e ensinar, desde o princípio,
2. até o dia em que foi levado para o céu. Antes disso, ele deu instruções aos apóstolos que escolhera, movido pelo Espírito Santo.
3. Foi aos apóstolos que Jesus, com numerosas provas, se mostrou vivo depois da sua paixão: durante quarenta dias apareceu a eles, e falou-lhes do Reino de Deus.
4. Estando com os apóstolos numa refeição, Jesus deu-lhes esta ordem: "Não se afastem de Jerusalém. Esperem que se realize a promessa do Pai, da qual vocês ouviram falar:
5. 'João batizou com água; vocês, porém, dentro de poucos dias, serão batizados com o Espírito Santo'."
6. Então, os que estavam reunidos perguntaram a Jesus: "Senhor, é agora que vais restaurar o Reino para Israel?"
7. Jesus respondeu: "Não cabe a vocês saber os tempos e as datas que o Pai reservou à sua própria autoridade.
8. Mas o Espírito Santo descerá sobre vocês, e dele receberão força para serem as minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os extremos da terra."
9. Depois de dizer isso, Jesus foi levado ao céu à vista deles. E quando uma nuvem o cobriu, eles não puderam vê-lo mais.
10. Os apóstolos continuavam a olhar para o céu, enquanto Jesus ia embora. Mas, de repente, dois homens vestidos de branco
11. apareceram a eles e disseram: "Homens da Galiléia, por que vocês estão aí parados, olhando para o céu? Esse Jesus que foi tirado de vocês e levado para o céu, virá do mesmo modo com que vocês o viram partir para o céu."

A IGREJA DE JERUSALÉM

A PRIMEIRA COMUNIDADE
12. Os apóstolos voltaram para Jerusalém, pois se encontravam no chamado monte das Oliveiras, não muito longe de Jerusalém: uma caminhada de sábado.
13. Entraram na cidade e subiram para a sala de cima, onde costumavam hospedar-se. Aí estavam Pedro e João, Tiago e André, Filipe e Tomé, Bartolomeu e Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão Zelota e Judas, filho de Tiago.
14. Todos eles tinham os mesmos sentimentos e eram assíduos na oração, junto com algumas mulheres, entre as quais Maria, mãe de Jesus, e com os irmãos de Jesus.

CONHECER O EVANGELHO PARA DAR TESTEMUNHO DELE
15. Nesses dias, aí estava reunido um grupo de mais ou menos cento e vinte pessoas. Pedro levantou-se no meio dos irmãos e falou:
16. "Irmãos, era preciso que se cumprisse aquilo que o Espírito Santo, por meio de Davi, tinha anunciado na Escritura a respeito de Judas, que se tornou o guia daqueles que prenderam Jesus.
17. Judas era um do nosso grupo e participava do nosso serviço.
18. Ele comprou um terreno com o salário da sua iniqüidade; depois caiu de ponta cabeça, arrebentou-se e suas entranhas se esparramaram.
19. A notícia chegou a todos os habitantes de Jerusalém que deram àquele terreno o nome de Hacéldama, que quer dizer campo de sangue, conforme a sua língua.
20. Pois no livro dos Salmos está escrito: 'Que sua moradia fique deserta e ninguém habite nela.' E ainda: 'Que outro ocupe o seu cargo.'
21. Há outros homens que nos acompanharam durante todo o tempo em que o Senhor vivia no meio de nós,
22. desde o batismo de João até o dia em que foi levado ao céu. Agora, é preciso que um deles se junte a nós para testemunhar a ressurreição."
23. Então eles apresentaram dois homens: José, chamado Bársabas e apelidado o Justo, e também Matias.
24. Em seguida fizeram esta oração: "Senhor, tu conheces o coração de todos. Mostra-nos qual destes dois tu escolheste
25. para ocupar, no serviço do apostolado, o lugar que Judas abandonou para seguir o seu destino."
26. Então tiraram a sorte entre os dois. E a sorte caiu em Matias, que foi juntado ao número dos onze apóstolos.

[Atos 2]Atos 2



O ESPÍRITO GERA A IGREJA
1. Quando chegou o dia de Pentecostes, todos eles estavam reunidos no mesmo lugar.
2. De repente, veio do céu um barulho como o sopro de um forte vendaval, e encheu a casa onde eles se encontravam.
3. Apareceram então umas como línguas de fogo, que se espalharam e foram pousar sobre cada um deles.
4. Todos ficaram repletos do Espírito Santo, e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito lhes concedia que falassem.
5. Acontece que em Jerusalém moravam judeus devotos de todas as nações do mundo.
6. Quando ouviram o barulho, todos se reuniram e ficaram confusos, pois cada um ouvia, na sua própria língua, os discípulos falarem.
7. Espantados e surpresos, diziam: "Esses homens que estão falando, não são todos galileus?
8. Como é que cada um de nós os ouve em sua própria língua materna?
9. Entre nós há partos, medos e elamitas; gente da Mesopotâmia, da Judéia e da Capadócia, do Ponto e da Ásia,
10. da Frígia e da Panfília, do Egito e da região da Líbia vizinha de Cirene; alguns de nós vieram de Roma,
11. outros são judeus ou pagãos convertidos; também há cretenses e árabes. E cada um de nós em sua própria língua os ouve anunciar as maravilhas de Deus!"
12. Todos estavam admirados e perplexos, e cada um perguntava a outro: "O que quer dizer isso?"
13. Outros caçoavam e diziam: "Eles estão embriagados com vinho doce."

O ANÚNCIO FUNDAMENTAL
14. Então Pedro, que aí estava com os outros onze apóstolos, levantou-se e falou em voz alta: "Homens da Judéia e todos vocês que se encontram em Jerusalém! Compreendam o que está acontecendo e prestem atenção nas minhas palavras:
15. estes homens não estão embriagados como vocês pensam, pois são apenas nove horas da manhã.
16. Pelo contrário, está acontecendo aquilo que o profeta Joel anunciou:
17. 'Nos últimos dias, diz o Senhor, eu derramarei o meu Espírito sobre todas as pessoas. Os filhos e filhas de vocês vão profetizar, os jovens terão visões e os anciãos terão sonhos.
18. E, naqueles dias, derramarei o meu Espírito também sobre meus servos e servas, e eles profetizarão.
19. Farei prodígios no alto do céu, e sinais embaixo na terra: sangue, fogo e nuvens de fumaça.
20. O sol se transformará em trevas, e a lua em sangue, antes que chegue o dia do Senhor, dia grande e glorioso.
21. E todo aquele que invocar o nome do Senhor, será salvo.'
22. Homens de Israel, escutem estas palavras: Jesus de Nazaré foi um homem que Deus confirmou entre vocês, realizando por meio dele os milagres, prodígios e sinais que vocês bem conhecem.
23. E Deus, com sua vontade e presciência, permitiu que Jesus lhes fosse entregue, e vocês, através de ímpios, o mataram, pregando-o numa cruz.
24. Deus, porém, ressuscitou Jesus, libertando-o das cadeias da morte, porque não era possível que ela o dominasse.
25. De fato, Davi assim falou a respeito de Jesus: 'Eu via sempre o Senhor diante de mim, porque ele está à minha direita, para que eu não vacile.
26. Por isso, meu coração se alegra, minha língua exulta e minha carne repousa com esperança.
27. Porque não me abandonarás na região dos mortos, nem permitirás que o teu santo conheça a corrupção.
28. Tu me ensinaste os caminhos da vida, e me encherás de alegria na tua presença.'
29. Irmãos, quanto ao patriarca Davi, permitam que eu lhes diga com franqueza: ele morreu, foi sepultado e seu túmulo está entre nós até hoje.
30. Mas, ele era profeta, e sabia que Deus lhe havia jurado solenemente fazer com que um descendente seu lhe sucedesse no trono.
31. Por isso, previu a ressurreição de Cristo e falou: 'ele não foi abandonado na região dos mortos, e a sua carne não conheceu a corrupção.'
32. Deus ressuscitou a este Jesus. E nós todos somos testemunhas disso.
33. Ele foi exaltado à direita de Deus, recebeu do Pai o Espírito prometido e o derramou: é o que vocês estão vendo e ouvindo.
34. De fato, Davi não subiu ao céu, mas falou: 'O Senhor disse ao meu Senhor: sente-se à minha direita,
35. até que eu faça de seus inimigos um lugar para apoiar seus pés.'
36. Que todo o povo de Israel fique sabendo com certeza que Deus tornou Senhor e Cristo aquele Jesus que vocês crucificaram."

O ANÚNCIO SUSCITA CONVERSÃO
37. Quando ouviram isso, todos ficaram de coração aflito e perguntaram a Pedro e aos outros discípulos: "Irmãos, o que devemos fazer?"
38. Pedro respondeu: "Arrependam-se, e cada um de vocês seja batizado em nome de Jesus Cristo, para o perdão dos pecados; depois vocês receberão do Pai o dom do Espírito Santo.
39. Pois a promessa é em favor de vocês e de seus filhos, e para todos aqueles que estão longe, todos aqueles que o Senhor nosso Deus chamar."
40. Com muitas outras palavras, Pedro lhes dava testemunho e exortava, dizendo: "Salvem-se dessa gente corrompida."
41. Os que acolheram a palavra de Pedro receberam o batismo. E nesse dia uniram-se a eles cerca de três mil pessoas.

PRIMEIRO RETRATO DA COMUNIDADE
42. Eram perseverantes em ouvir o ensinamento dos apóstolos, na comunhão fraterna, no partir do pão e nas orações.
43. Em todos eles havia temor, por causa dos numerosos prodígios e sinais que os apóstolos realizavam.
44. Todos os que abraçaram a fé eram unidos e colocavam em comum todas as coisas;
45. vendiam suas propriedades e seus bens e repartiam o dinheiro entre todos, conforme a necessidade de cada um.
46. Diariamente, todos juntos freqüentavam o Templo e nas casas partiam o pão, tomando alimento com alegria e simplicidade de coração.
47. Louvavam a Deus e eram estimados por todo o povo. E a cada dia o Senhor acrescentava à comunidade outras pessoas que iam aceitando a salvação.

[Atos 3]CONFRONTO COM AS AUTORIDADES DE ISRAEL



Atos 3

O NOME DE JESUS LIBERTA
1. Pedro e João iam subindo ao Templo para a oração das três horas da tarde,
2. quando viram trazer um homem, coxo de nascença. Costumavam colocá-lo todos os dias na porta do Templo chamada Formosa, para pedir esmola aos que entravam no Templo.
3. Quando viu Pedro e João entrando no Templo, o homem pediu uma esmola.
4. Pedro e João olharam bem para o homem. E Pedro disse: "Olhe para nós."
5. O homem olhou os dois com atenção, esperando receber alguma coisa.
6. Então Pedro disse: "Não tenho ouro nem prata, mas o que tenho eu lhe dou: em nome de Jesus Cristo, o Nazareu, levante-se e comece a andar!"
7. Depois Pedro pegou a mão direita do homem e o ajudou a se levantar. Na mesma hora, os pés e tornozelos do homem ficaram firmes.
8. Então ele deu um pulo, ficou de pé e começou a andar. E entrou no Templo junto com Pedro e João, andando, pulando e louvando a Deus.
9. O povo todo viu o homem andando e louvando a Deus.
10. Reconheceram que era ele quem ficava pedindo esmolas na porta Formosa do Templo. E ficaram admirados e espantados com o que havia acontecido a ele.

DEUS AGE ATRAVÉS DO NOME DE JESUS
11. O homem curado não deixava mais Pedro e João. E todo o povo assombrado, foi correndo ao chamado "Pórtico de Salomão."
12. Ao ver isso, Pedro se dirigiu ao povo: "Israelitas, por que vocês se espantam com o que aconteceu? Por que ficam olhando para nós, como se tivéssemos feito esse homem andar com o nosso próprio poder ou piedade?
13. O Deus de Abraão, de Isaac e de Jacó, o Deus de nossos antepassados glorificou o seu servo Jesus. Vocês o entregaram e o rejeitaram diante de Pilatos, que estava decidido a soltá-lo.
14. Vocês, porém, renegaram o Santo e o Justo, e pediram clemência para um assassino.
15. Vocês mataram o Autor da vida, mas Deus o ressuscitou dos mortos. E disso nós somos testemunhas.
16. Graças à fé no nome de Jesus, esse Nome acaba de fortalecer este homem que vocês vêem e reconhecem. A fé em Jesus deu saúde perfeita a esse homem que está na presença de todos vocês.
17. Apesar disso, meus irmãos, eu sei que vocês agiram por ignorância, assim como os chefes de vocês.
18. Deus, porém, cumpriu desse modo o que havia anunciado através de todos os profetas: que o seu Messias haveria de sofrer.
19. Portanto, arrependam-se e convertam-se para que os pecados de vocês sejam perdoados.
20. Assim vocês poderão alcançar o tempo do repouso que vem do Senhor. E ele enviará Jesus, o Messias que havia destinado para vocês.
21. No entanto, é necessário que o céu o receba, até que se cumpra o tempo da restauração de todas as coisas, conforme disse Deus nos tempos passados pela boca de seus santos profetas.
22. De fato, Moisés afirmou: 'O Senhor Deus fará surgir, entre os irmãos de vocês, um profeta como eu. Escutem tudo o que ele disser a vocês.
23. Quem não der ouvidos a esse profeta será eliminado do meio do povo.'
24. E todos os profetas que falaram desde Samuel e seus sucessores, também eles anunciaram estes dias.
25. Vocês são filhos dos profetas e dos homens com quem Deus fez a Aliança, quando disse a Abraão: 'Através da sua descendência, serão abençoadas todas as famílias da terra.'
26. Após ter ressuscitado o seu servo, Deus o enviou em primeiro lugar a vocês, para os abençoar e para que cada um se converta de suas maldades."

[Atos 4]Atos 4



AS AUTORIDADES PROCURAM REPRIMIR O TESTEMUNHO
1. Pedro e João ainda estavam falando ao povo, quando chegaram os sacerdotes, o chefe da guarda do Templo e os saduceus.
2. Estavam irritados porque os apóstolos ensinavam o povo e anunciavam que a ressurreição dos mortos tinha acontecido em Jesus.
3. Prenderam Pedro e João e os colocaram na prisão até o dia seguinte, porque já estava anoitecendo.
4. Todavia, muitos daqueles que tinham ouvido o discurso acreditaram. E o número dos homens chegou a uns cinco mil.
5. No dia seguinte se reuniram em Jerusalém os chefes, os anciãos e os doutores da Lei.
6. Aí estava o sumo sacerdote Anás e também Caifás, João Alexandre e todos os que pertenciam às famílias dos chefes dos sacerdotes.
7. Fizeram Pedro e João comparecer diante deles e os interrogavam: "Com que poder, ou em nome de quem, vocês fizeram isso?"
8. Então Pedro, cheio do Espírito Santo, falou para eles: "Chefes do povo e anciãos!
9. Hoje estamos sendo interrogados em julgamento porque fizemos o bem a um enfermo e pelo modo com que ele foi curado.
10. Pois fiquem sabendo todos vocês, e também todo o povo de Israel: é pelo nome de Jesus Cristo, de Nazaré, - aquele que vocês crucificaram e que Deus ressuscitou dos mortos, - é pelo seu nome, e por nenhum outro, que este homem está curado diante de vocês.
11. Jesus é a pedra que vocês, construtores, rejeitaram, que se tornou a pedra angular.
12. Não existe salvação em nenhum outro, pois debaixo do céu não existe outro nome dado aos homens, pelo qual possamos ser salvos."
13. Eles ficaram admirados ao ver a segurança com que Pedro e João falavam, pois eram pessoas simples e sem instrução. Reconheceram que eles eram companheiros de Jesus.
14. No entanto, viam em pé, junto a eles, o homem que tinha sido curado. E não podiam dizer nada em contrário.
15. Mandaram que saíssem para fora do Sinédrio, e começaram a discutir entre si:
16. "O que vamos fazer com esses homens? Eles realizaram um milagre claríssimo, e o fato se tornou de tal modo conhecido por todos os habitantes de Jerusalém, que não podemos negar.
17. Contudo, a fim de que a coisa não se espalhe ainda mais entre o povo, vamos ameaçá-los, para que não falem mais a ninguém a respeito do nome de Jesus."
18. Chamaram de novo Pedro e João e lhes ordenaram que de modo algum falassem ou ensinassem em nome de Jesus.


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   170   171   172   173   174   175   176   177   ...   197


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal