Origem do mundo e da humanidade a criaçÃo gênesis 1 a humanidade, ponto alto da criaçÃO


Isaías até ousa dizer: "Fui encontrado por aqueles que não me procuravam; manifestei-me para aqueles que não perguntavam por mim." 21



Baixar 5.7 Mb.
Página182/197
Encontro29.07.2016
Tamanho5.7 Mb.
1   ...   178   179   180   181   182   183   184   185   ...   197

20. Isaías até ousa dizer: "Fui encontrado por aqueles que não me procuravam; manifestei-me para aqueles que não perguntavam por mim."
21. Ao passo que sobre Israel, Isaías diz: "O dia todo estendi as mãos a um povo desobediente e rebelde."

[Romanos 11]Romanos 11



DEUS NÃO REJEITOU ISRAEL
1. Pergunto então: Será que Deus rejeitou o seu povo? De jeito nenhum! Eu também sou israelita, da descendência de Abraão, da tribo de Benjamim.
2. Deus não rejeitou o seu povo, que ele tinha conhecido desde o princípio. Ou vocês não sabem o que a Escritura diz na passagem em que Elias acusa Israel diante de Deus?
3. "Senhor, eles mataram os teus profetas, arrasaram os teus altares; fiquei apenas eu, e ainda procuram tirar minha vida."
4. O que foi que a voz divina respondeu para ele? "Reservei para mim sete mil homens que não dobraram o joelho diante de Baal."
5. É o que continua acontecendo hoje: sobrou um resto, conforme a livre escolha da graça.
6. E isso acontece pela graça, e não pelas obras; do contrário, a graça já não seria graça.
7. O que dizer então? Israel não conseguiu aquilo que procurava, mas os escolhidos conseguiram. Os demais ficaram endurecidos,
8. como diz a Escritura: "Deus deu a eles um espírito de torpor, olhos para não verem e ouvidos para não ouvirem, até o dia de hoje."
9. E Davi diz: "Que a mesa deles se transforme em cilada, em armadilha, em motivo de tropeço e justo castigo.
10. Que seus olhos fiquem escuros para não verem, e faze com que suas costas fiquem sempre encurvadas."

ISRAEL E A SALVAÇÃO DOS PAGÃOS
11. Agora eu pergunto: Será que eles tropeçaram para ficarem caídos? De jeito nenhum! Mas assim aconteceu para que a queda de Israel tornasse possível a salvação para os pagãos, e para que Israel ficasse com ciúme.
12. Ora, se a queda de Israel se tornou riqueza para o mundo e se sua decadência se tornou riqueza para os pagãos, o que não será a total participação de Israel na salvação!
13. Portanto, digo a vocês, pagãos: como apóstolo dos pagãos, eu honro o meu ministério,
14. para ver se provoco o ciúme dos que pertencem à minha raça, e se consigo salvar alguns deles.
15. Pois se o fato de eles serem rejeitados trouxe a reconciliação do mundo, o efeito da reintegração deles será a ressurreição dos mortos.

A RAIZ SUSTENTA A ÁRVORE
16. Se os primeiros frutos são santos, toda a massa também será santa; se a raiz é santa, os ramos também serão santos.
17. Se alguns ramos foram cortados, e você, oliveira selvagem, foi enxertada no lugar deles e agora recebe a seiva das raízes,
18. não se envaideça nem despreze os ramos. Se você se orgulha, saiba que não é você que sustenta a raiz, mas é a raiz quem sustenta você.
19. Você poderá dizer: "Os ramos foram cortados para que eu fosse enxertada".
20. Certo! Mas eles foram cortados por causa da falta de fé deles, enquanto você permanece firme pela fé. Não fique cheia de soberba, mas de temor,
21. porque, se Deus não poupou os ramos naturais, também não poupará você.
22. Considere, portanto, a bondade e severidade de Deus: severidade para com aqueles que caíram, mas bondade de Deus para com você, sob a condição, porém, de que seja fiel a essa bondade. Do contrário, você também será cortada.
23. Quanto a eles, se não permanecerem na falta de fé, serão enxertados, pois Deus é capaz de enxertá-los de novo.
24. Pois, se você foi cortada de uma oliveira selvagem e contra a natureza foi enxertada na oliveira boa, tanto mais eles poderão ser enxertados na própria oliveira boa à qual pertencem.

DEUS NÃO VOLTA ATRÁS
25. Irmãos, não quero que vocês ignorem este mistério, para que vocês não se tornem convencidos: o endurecimento de uma parte de Israel vai durar até que chegue a plenitude das nações.
26. Então, todo o Israel será salvo, como diz a Escritura: "De Sião sairá o libertador, ele vai tirar as impiedades de Jacó;
27. essa será a minha aliança com eles, quando eu perdoar os seus pecados".
28. Quanto ao Evangelho, eles são inimigos, para vantagem de vocês; mas, quanto à eleição, eles são amados, por causa dos patriarcas,
29. porque os dons e o chamado de Deus são irrevogáveis.
30. Vocês foram desobedientes a Deus, e agora, pela desobediência deles, vocês conseguiram misericórdia.
31. Do mesmo modo, também eles agora desobedeceram, a fim de que, pela misericórdia feita a vocês, eles consigam então a misericórdia para eles.
32. Deus encerrou todos na desobediência, para ser misericordioso com todos.

AS DECISÕES DE DEUS SÃO INSONDÁVEIS
33. Como é profunda a riqueza, a sabedoria e a ciência de Deus! Como são insondáveis as suas decisões, e como são impenetráveis seus caminhos!
34. Quem poderá compreender o pensamento do Senhor? Quem foi o seu conselheiro?
35. Quem lhe emprestou alguma coisa, para que ele tenha algo a devolver?
36. Porque todas as coisas vêm dele, por meio dele e vão para ele. A ele pertence a glória para sempre. Amém.

[Romanos 12]Romanos 12


A VIDA CRISTÃ

O CULTO AUTÊNTICO
1. Irmãos, pela misericórdia de Deus, peço que vocês ofereçam os próprios corpos como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus. Esse é o culto autêntico de vocês.
2. Não se amoldem às estruturas deste mundo, mas transformem-se pela renovação da mente, a fim de distinguir qual é a vontade de Deus: o que é bom, o que é agradável a ele, o que é perfeito.

A COMUNIDADE É UM CORPO VIVO
3. Em nome da graça que me foi concedida, eu digo a cada um de vocês: não tenham de si mesmos conceito maior do que convém, mas um conceito justo, de acordo com a fé, na medida que Deus concedeu a cada um.
4. Num só corpo há muitos membros, e esses membros não têm todos a mesma função.
5. O mesmo acontece conosco: embora sendo muitos, formamos um só corpo em Cristo, e, cada um por sua vez, é membro dos outros.
6. Mas temos dons diferentes, conforme a graça concedida a cada um de nós. Quem tem o dom da profecia, deve exercê-lo de acordo com a fé;
7. se tem o dom do serviço, que o exerça servindo; se do ensino, que ensine;
8. se é de aconselhar, aconselhe; se é de distribuir donativos, faça-o com simplicidade; se é de presidir à comunidade, faça-o com zelo; se é de exercer misericórdia, faça-o com alegria.

AS RELAÇÕES DENTRO E FORA DA COMUNIDADE
9. Que o amor de vocês seja sem hipocrisia: detestem o mal e apeguem-se ao bem;
10. no amor fraterno, sejam carinhosos uns com os outros, rivalizando na mútua estima.
11. Quanto ao zelo, não sejam preguiçosos; sejam fervorosos de espírito, servindo ao Senhor.
12. Sejam alegres na esperança, pacientes na tribulação e perseverantes na oração.
13. Sejam solidários com os cristãos em suas necessidades e se aperfeiçoem na prática da hospitalidade.
14. Abençoem os que perseguem vocês; abençoem e não amaldiçoem.
15. Alegrem-se com os que se alegram, e chorem com os que choram.
16. Vivam em harmonia uns com os outros. Não se deixem levar pela mania de grandeza, mas se afeiçoem às coisas modestas. Não se considerem sábios.
17. Não paguem a ninguém o mal com o mal; a preocupação de vocês seja fazer o bem a todos os homens.
18. Se for possível, no que depende de vocês, vivam em paz com todos.
19. Amados, não façam justiça por própria conta, mas deixem a ira de Deus agir, pois o Senhor diz na Escritura: "A mim pertence a vingança; eu mesmo vou retribuir."
20. Mas, se o seu inimigo tiver fome, dê-lhe de comer; se tiver sede, dê-lhe de beber; desse modo, você fará o outro corar de vergonha.
21. Não se deixe vencer pelo mal, mas vença o mal com o bem.

[Romanos 13]Romanos 13



A COMUNIDADE E A AUTORIDADE POLÍTICA
1. Submetam-se todos às autoridades constituídas, pois não há autoridade que não venha de Deus, e as que existem foram instituídas por Deus.
2. Quem se opõe à autoridade, se opõe à ordem estabelecida por Deus. Aqueles que se opõem, atraem sobre si a condenação.
3. Na verdade, os que governam não devem ser temidos quando se faz o bem, mas quando se faz o mal. Se você não quer ter medo da autoridade, faça o bem, e ela o elogiará.
4. A autoridade é o instrumento de Deus para o bem de você, mas, se você pratica o mal, tema, pois não é à toa que a autoridade usa a espada: quando castiga, ela está a serviço de Deus, para manifestar a ira dele contra o malfeitor.
5. Por isso, é preciso submeter-se, não só por medo do castigo, mas também por dever de consciência.
6. É também por isso que vocês pagam impostos, pois os que têm esse encargo são funcionários de Deus.
7. Dêem a cada um o que lhe é devido: o imposto e a taxa, a quem vocês devem imposto e taxa; o temor, a quem vocês devem temor; a honra, a quem vocês devem honra.

O AMOR É O PLENO CUMPRIMENTO DA LEI
8. Não fiquem devendo nada a ninguém, a não ser o amor mútuo. Pois, quem ama o próximo cumpriu plenamente a Lei.
9. De fato, os mandamentos: não cometa adultério, não mate, não roube, não cobice, e todos os outros se resumem nesta sentença: "Ame o seu próximo como a si mesmo."
10. O amor não pratica o mal contra o próximo, pois o amor é o pleno cumprimento da Lei.

A MADRUGADA DE UM TEMPO NOVO
11. Comportem-se dessa maneira, principalmente porque vocês conhecem o tempo, e já é hora de vocês acordarem: a nossa salvação está agora mais próxima do que quando começamos a acreditar.
12. A noite vai avançada, e o dia está próximo. Deixemos, portanto, as obras das trevas e vistamos as armas da luz.
13. Vivamos honestamente, como em pleno dia: não em orgias e bebedeiras, prostituição e libertinagem, brigas e ciúmes.
14. Mas vistam-se do Senhor Jesus Cristo, e não sigam os desejos dos instintos egoístas.

[Romanos 14]Romanos 14



NÃO BRIGAR POR COISAS SECUNDÁRIAS
1. Acolham o fraco na fé, sem lhe criticar os escrúpulos.
2. Um acredita que pode comer de tudo; outro, sendo fraco, só come legumes.
3. Quem come de tudo, não despreze quem não come. E quem não come, não julgue aquele que come, porque Deus o acolhe assim mesmo.
4. Quem é você para julgar um servo alheio? Se ele fica de pé ou cai, isso é lá com o patrão dele; mas ele ficará de pé, pois o Senhor é poderoso para o sustentar.
5. Há quem faça diferença entre um dia e outro, enquanto outro acha que todos os dias são iguais. Cada qual siga a sua convicção.
6. Quem distingue o dia, faz isso em honra do Senhor. Quem come de tudo, o faz em honra do Senhor, porque agradece a Deus. E quem não come, não come em honra do Senhor, e também agradece a Deus.
7. Porque nenhum de vocês vive para si mesmo, e ninguém morre para si mesmo.
8. Se vivemos, é para o Senhor que vivemos; se morremos, é para o Senhor que morremos. Quer vivamos, quer morramos, pertencemos ao Senhor.
9. Cristo morreu e voltou à vida para ser o Senhor dos mortos e dos vivos.

SÓ DEUS PODE JULGAR
10. Quanto a você, por que julga o seu irmão? E você, por que despreza o seu irmão? Todos nós devemos comparecer diante do tribunal de Deus.
11. Porque a Escritura diz: "Por minha vida, diz o Senhor, diante de mim se dobrará todo joelho, e toda língua dará glória a Deus."
12. Portanto, cada um de nós prestará contas de si mesmo a Deus.
13. Paremos, portanto, de julgar uns aos outros. Ao contrário, preocupem-se em não ser causa de tropeço ou escândalo para o irmão.
14. Sei e estou convencido no Senhor Jesus: nada é impuro por si mesmo. Mas, se alguém acha que alguma coisa é impura, essa coisa se torna impura para ele.

NÃO ESCANDALIZAR O IRMÃO
15. Se, por questão de alimento, você deixa seu irmão triste, você não está agindo com amor. Portanto, o alimento que você come não seja causa de perdição para aquele por quem Cristo morreu.
16. Não dêem motivo para outros falarem mal daquilo que é bom para vocês.
17. O Reino de Deus não é questão de comida ou bebida; é justiça, paz e alegria no Espírito Santo.
18. Quem serve a Cristo nessas coisas, agrada a Deus e é estimado pelos homens.
19. Portanto, busquemos sempre as coisas que trazem paz e edificação mútua.
20. Não destrua a obra de Deus por uma questão de comida! Todas as coisas são puras. Mas é mau para um homem comer provocando escândalo.
21. É melhor não comer carne, nem beber vinho ou qualquer outra coisa, quando isso é ocasião de tropeço, escândalo e queda para o irmão.
22. Guarde para você, diante de Deus, a convicção que você tem. Feliz aquele que não condena a si mesmo na decisão que toma.
23. Mas quem duvida e assim mesmo toma o alimento é condenado, pois seu comportamento não provém de uma convicção. E tudo o que não provém de uma convicção é pecado.

[Romanos 15]Romanos 15



COLOCAR-SE A SERVIÇO DO OUTRO
1. Nós, que somos os fortes, devemos suportar a fraqueza dos fracos, e não procurarmos o que nos agrada.
2. Cada um de nós procure agradar a seu próximo em vista do bem, para edificar.
3. Cristo não procurou agradar a si mesmo; ao contrário, como diz a Escritura: "Os insultos daqueles que te insultam caíram sobre mim."
4. Ora, tudo isso que foi escrito antes de nós foi escrito para a nossa instrução, para que, em virtude da perseverança e consolação que as Escrituras nos dão, conservemos a esperança.
5. O Deus da perseverança e da consolação conceda que vocês tenham os mesmos sentimentos uns com os outros, a exemplo de Jesus Cristo.
6. E assim vocês, juntos e a uma só voz, dêem glória ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo.

ACOLHIMENTO MÚTUO
7. Acolham-se uns aos outros, como Cristo acolheu vocês, para a glória de Deus.
8. Digo a vocês que Cristo se tornou servidor dos judeus em vista da fidelidade de Deus, a fim de cumprir as promessas feitas aos patriarcas.
9. As nações pagãs, porém, dão glória a Deus por causa da misericórdia dele, conforme diz a Escritura: "Por isso eu te celebrarei entre as nações pagãs e cantarei hinos ao teu nome."
10. A Escritura também diz: "Nações pagãs, alegrem-se com o povo de Deus."
11. E diz ainda: "Nações pagãs todas, louvem ao Senhor, e todos os povos o celebrem."
12. E Isaías também diz: "Aparecerá o broto de Jessé, aquele que se levanta para governar as nações pagãs. Nele as nações pagãs colocarão a sua esperança."
13. Que o Deus da esperança encha vocês de completa alegria e paz na fé, para que vocês transbordem de esperança, pela força do Espírito Santo.

CONCLUSÃO

O SACERDÓCIO DE PAULO
14. Meus irmãos, também eu estou pessoalmente convencido de que vocês estão cheios de bondade e repletos de todo conhecimento, para se corrigirem uns aos outros.
15. Todavia, escrevi a vocês, em parte com certa ousadia, para lhes reavivar a memória, em vista da graça que me foi concedida por Deus.
16. Sou ministro de Jesus Cristo entre os pagãos, e a minha função sagrada é anunciar o Evangelho de Deus, a fim de que os pagãos se tornem oferta aceita e santificada pelo Espírito Santo.
17. Tenho, portanto, motivo para me orgulhar em Jesus Cristo a propósito da obra de Deus.
18. Eu não ousaria mencionar nada, a não ser o que Cristo fez, através de mim, para levar os pagãos à obediência pela palavra e pela ação,
19. mediante o poder dos sinais e prodígios, pelo poder do Espírito de Deus. Assim, desde Jerusalém e seus arredores até a Ilíria, levei a cabo o anúncio do Evangelho de Cristo.
20. Fiz questão de anunciar o Evangelho onde o nome de Cristo ainda não havia sido anunciado, a fim de não construir sobre alicerces que outro havia colocado.
21. Desse modo, estou fazendo o que a Escritura diz: "Aqueles, aos quais não tinha sido anunciado, verão; e os que não tinham ouvido, compreenderão."

PLANOS DE PAULO
22. Foi esse o motivo que muitas vezes me impediu de visitar vocês.
23. Mas agora já não tenho tanto campo de ação nessas regiões. E porque há muitos anos tenho grande desejo de visitá-los,
24. quando eu for para a Espanha, espero vê-los por ocasião da minha passagem. Espero também receber ajuda de vocês para ir até lá, depois de ter desfrutado um pouco a companhia de vocês.
25. Agora vou a Jerusalém prestar um serviço aos cristãos.
26. A Macedônia e Acaia resolveram fazer uma coleta em favor dos cristãos pobres da comunidade de Jerusalém.
27. Resolveram fazer isso, porque são devedores a eles. De fato, se os pagãos participaram nos bens espirituais dos judeus, eles têm obrigação de ajudá-los em suas necessidades materiais.
28. Quando eu tiver concluído essa tarefa e tiver entregue oficialmente o fruto da coleta, irei para a Espanha, passando por aí.
29. Sei que, indo até vocês, irei com a plenitude da bênção de Cristo.
30. Irmãos, por nosso Senhor Jesus Cristo e pelo amor do Espírito, peço que lutem comigo nas orações que vocês dirigem a Deus em meu favor.
31. Rezem para que eu escape dos infiéis que estão na Judéia, e para que o meu serviço a favor de Jerusalém seja bem-aceito por aquela comunidade.
32. Assim, se Deus quiser, poderei visitá-los com alegria e descansar um pouco aí entre vocês.
33. Que o Deus da paz esteja com todos vocês. Amém.

[Romanos 16]Romanos 16



SAUDAÇÕES FINAIS
1. Recomendo a vocês nossa irmã Febe, diaconisa da igreja de Cencréia.
2. Recebam-na no Senhor, como convém a cristãos. Dêem a ela toda a ajuda que precisar, pois ela tem ajudado muita gente e a mim também.
3. Saudações a Prisca e Áquila, meus colaboradores em Jesus Cristo,
4. que arriscaram a própria cabeça para salvar a minha vida. A eles não somente eu sou grato, mas também todas as igrejas dos pagãos.
5. Saúdem também a igreja que se reúne na casa deles. Saudações ao meu caro Epêneto, o primeiro fruto da Ásia para Cristo.
6. Saudações a Maria, que trabalhou muito por vocês.
7. Saúdem Andrônico e Júnia, meus parentes e companheiros de prisão; eles são apóstolos importantes e se converteram a Cristo antes de mim.
8. Saúdem Amplíato, meu caro amigo no Senhor.
9. Saúdem Urbano, nosso colaborador em Cristo, e também o meu caro Estáquis.
10. Saúdem Apeles, que provou ser bom cristão. Saúdem os familiares de Aristóbulo.
11. Saúdem Herodião, meu parente. Saúdem os cristãos da família de Narciso.
12. Saúdem Trifena e Trifosa, que trabalharam pelo Senhor. Saúdem a querida Pérside, que trabalhou muito pelo Senhor.
13. Saúdem Rufo, o eleito do Senhor, e sua mãe, que é minha também.
14. Saúdem Asíncrito, Flegonte, Hermes, Pátrobas, Hermas e os irmãos que vivem com eles.
15. Saúdem Filólogo e Júlia, Nereu e sua irmã, Olimpas e todos os cristãos que vivem com eles.
16. Saúdem-se uns aos outros com o beijo santo. Todas as igrejas de Cristo saúdam vocês.
17. Irmãos, peço que vocês tomem cuidado com aqueles que provocam divisões e obstáculos contra a doutrina que vocês aprenderam.
18. Fiquem longe deles, porque não servem a Cristo nosso Senhor, mas ao próprio estômago; com palavras doces e bajuladoras, eles enganam o coração das pessoas simples.
19. A obediência de vocês é conhecida de todos. Vocês, para mim, são um motivo de alegria, mas desejo que sejam sábios para o bem e sem compromissos com o mal.
20. O Deus da paz não tardará em esmagar Satanás debaixo dos pés de vocês. Que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo esteja com vocês.
21. Meu colaborador Timóteo e os meus parentes Lúcio, Jasão e Sosípatro mandam saudações.
22. Eu, Tércio, que escrevi esta carta, mando saudações no Senhor.
23. Saudações de Gaio, que está hospedando a mim e a toda a comunidade. Erasto, que é o administrador da cidade, e o irmão Quarto também mandam saudações./
24. /

GLÓRIA A DEUS POR MEIO DE JESUS
25. Seja dada glória a Deus, que tem o poder de conservar vocês firmes, de acordo com o meu Evangelho e a mensagem de Jesus Cristo. Essa é a revelação de um mistério que estava envolvido no silêncio desde os tempos eternos.
26. Agora, esse mistério foi manifestado pelos escritos proféticos e por disposição do Deus eterno, e foi anunciado a todos os pagãos, para conduzi-los à obediência da fé.
27. A Deus, o único sábio, por meio de Jesus Cristo, seja dada a glória para sempre. Amém!

PRÓLOGO

I Coríntios 1

ENDEREÇO E SAUDAÇÃO
1. Paulo, apóstolo de Jesus Cristo por vontade e chamado de Deus, e o irmão Sóstenes,
2. à igreja de Deus que está em Corinto. Dirigimo-nos àqueles que foram santificados em Jesus Cristo e chamados a ser santos, juntamente com todos os que invocam em todo lugar o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso.
3. Graça e paz a vocês da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo.

AGRADECIMENTO
4. Sem cessar, agradeço a Deus por causa de vocês, em vista da graça de Deus que lhes foi concedida em Jesus Cristo.
5. Pois em Jesus é que vocês receberam todas as riquezas, tanto da palavra quanto do conhecimento.
6. Na verdade, o testemunho de Cristo tornou-se firme em vocês,
7. a tal ponto que não lhes falta nenhum dom, que esperam a Revelação de nosso Senhor Jesus Cristo.
8. É ele que também os fortalecerá até o fim, para que vocês não sejam acusados no Dia de nosso Senhor Jesus Cristo.
9. O Deus que chamou vocês para a comunhão com o seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor, ele é fiel.

I. DIVISÕES NA COMUNIDADE

CRISTO ESTÁ DIVIDIDO?
10. Eu lhes peço, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo mantenham-se de acordo uns com os outros, para que não haja divisões. Sejam estreitamente unidos no mesmo espírito e no mesmo modo de pensar.
11. Meus irmãos, alguns da casa de Cloé me informaram que entre vocês existem brigas.
12. Eu me explico. É que uns dizem: "Eu sou de Paulo!" E outros: "Eu sou de Apolo!" E outros mais: "Eu sou de Pedro!" Outros ainda: "Eu sou de Cristo!"
13. Será que Cristo está dividido? Será que Paulo foi crucificado em favor de vocês? Ou será que vocês foram batizados em nome de Paulo?
14. Agradeço a Deus o fato de eu não ter batizado ninguém de vocês, a não ser Crispo e Caio.
15. Portanto, ninguém pode dizer que foi batizado em meu nome.
16. Ah! Sim. Batizei também a família de Estéfanas. Além deles, não me lembro de ter batizado nenhum outro de vocês.



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   178   179   180   181   182   183   184   185   ...   197


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal