Origem do mundo e da humanidade a criaçÃo gênesis 1 a humanidade, ponto alto da criaçÃO



Baixar 5.7 Mb.
Página24/197
Encontro29.07.2016
Tamanho5.7 Mb.
1   ...   20   21   22   23   24   25   26   27   ...   197
PARTILHA E RECONHECIMENTO
25. Javé disse a Moisés:
26. "Reúna-se com o sacerdote Eleazar e os chefes de famílias da comunidade e faça a contagem dos despojos e prisioneiros, tanto pessoas como animais.
27. Depois divida os despojos pela metade: uma parte para os guerreiros que foram à batalha, e outra para o resto da comunidade.
28. Cobre dos soldados que foram para o combate um tributo para Javé: um sobre quinhentos, tanto de pessoas como de bois, jumentos e ovelhas.
29. Tudo isso, você tomará da metade que pertence aos soldados e entregará ao sacerdote Eleazar, como tributo para Javé.
30. Da outra metade, que couber aos filhos de Israel, cobre um por cinqüenta, tanto de pessoas como de bois, jumentos, ovelhas e todo tipo de animais, e os entregue aos levitas que exercem função no santuário de Javé".
31. Moisés e o sacerdote Eleazar fizeram o que Javé tinha ordenado a Moisés.
32. Contagem dos despojos que os combatentes haviam capturado: seiscentas e setenta e cinco mil ovelhas,
33. setenta e dois mil bois,
34. sessenta e um mil jumentos,
35. e trinta e duas mil mulheres que não tinham tido relações sexuais.
36. Porção que tocou aos que haviam lutado: trezentas e trinta e sete mil e quinhentas ovelhas,
37. das quais foi feito para Javé o tributo de seiscentas e setenta e cinco ovelhas;
38. trinta e seis mil bois, dos quais foi feito para Javé o tributo de setenta e dois bois;
39. trinta mil e quinhentos jumentos, dos quais foi feito para Javé o tributo de sessenta e um jumentos;
40. dezesseis mil pessoas, das quais foi feito para Javé o tributo de trinta e duas pessoas.
41. Moisés entregou o tributo de Javé ao sacerdote Eleazar, conforme Javé lhe havia ordenado.
42. Quanto à outra metade que Moisés tinha requisitado dos soldados para os filhos de Israel,
43. a conta foi a seguinte: trezentas e trinta e sete mil e quinhentas ovelhas,
44. trinta e seis mil bois,
45. trinta mil e quinhentos jumentos
46. e dezesseis mil pessoas.
47. Dessa metade que pertencia aos filhos de Israel, Moisés tomou um tributo de dois por cento de pessoas e animais e o entregou aos levitas, que tinham funções no santuário de Javé, conforme Javé havia ordenado a Moisés.
48. Os comandantes de tropas, generais e capitães, se aproximaram de Moisés,
49. e disseram: "Seus servos fizeram o recenseamento dos soldados sob sua ordem, e não falta nenhum.
50. Por isso, como reconhecimento a Javé por nos ter salvo a vida, cada um de nós oferece a Javé daquilo que saqueou em objetos de ouro, braceletes, pulseiras, anéis, brincos e colares, para fazer uma expiação por nós diante de Javé".
51. Moisés e o sacerdote Eleazar receberam o ouro que eles ofereciam em artigos trabalhados.
52. A oferta de ouro que fizeram a Javé deu um total de mil, seiscentos e setenta e cinco gramas, oferecidos pelos generais e capitães.
53. Os soldados ficaram com todo o ouro que cada um saqueou.
54. Moisés e o sacerdote Eleazar, porém, receberam o ouro dos generais e capitães, e o levaram para a tenda da reunião, como memorial dos filhos de Israel diante de Javé.

[Números 32]Números 32



SOLIDARIEDADE NA LUTA
1. Os filhos de Rúben e os filhos de Gad possuíam imensos rebanhos. Quando viram que as terras de Jazer e de Galaad eram boas para o rebanho,
2. foram a Moisés, ao sacerdote Eleazar e aos chefes da comunidade, e propuseram:
3. "Atarot, Dibon, Jazer, Nemra, Hesebon, Eleale, Sabama, Nebo e Meon,
4. o território dos povos, conquistado por Javé diante da comunidade de Israel, é uma terra boa para o rebanho, e nós, servos de você, possuímos rebanhos.
5. Por favor, faça que essa terra seja entregue a seus servos como propriedade, e não atravessaremos o Jordão".
6. Moisés respondeu aos filhos de Gad e Rúben: "Os irmãos de vocês irão para a guerra. E vocês? Ficarão aqui?
7. Vocês vão desencorajar os filhos de Israel, para que não se dirijam à terra que Javé lhes deu?
8. Foi o que fizeram os pais de vocês quando eu os enviei de Cades Barne para explorar o território!
9. Eles subiram até o vale do Cacho, exploraram o território e desencorajaram os filhos de Israel a não irem para a terra que Javé lhes havia dado.
10. Nesse dia, a ira de Javé se inflamou, e ele jurou:
11. 'Os homens de vinte anos para cima, que saíram do Egito, não verão a terra que eu prometi dar a Abraão, Isaac e Jacó, porque não foram fiéis a mim,
12. a não ser Caleb, filho do cenezeu Jefoné, e Josué, filho de Nun, porque foram fiéis a Javé'.
13. A ira de Javé se inflamou contra Israel, e ele os fez andar errantes pelo deserto durante quarenta anos, até que desaparecesse aquela geração que fez o que Javé reprova.
14. Agora vocês, corja de pecadores, estão ocupando o lugar dos pais de vocês para aumentar ainda mais o ardor da ira de Javé contra Israel!
15. Se vocês se afastarem de Javé, ele aumentará ainda mais a permanência de vocês no deserto, e vocês causarão a ruína de todo este povo".
16. Então eles se aproximaram de Moisés e disseram: "Queremos construir aqui currais para os rebanhos, e cidades para nossas crianças.
17. Nós, porém, iremos armados à frente dos filhos de Israel, até que eles cheguem ao lugar que lhes foi destinado. Enquanto isso, nossos filhos ficarão nas cidades fortificadas, protegidos diante dos habitantes da terra.
18. Não voltaremos para nossas casas enquanto cada filho de Israel não tiver ocupado sua herança.
19. Não teremos herança com eles no outro lado do Jordão, pois nossa herança será do lado de cá, a oriente do Jordão".
20. Moisés respondeu: "Se vocês fizerem isso e se armarem para combater diante de Javé;
21. se todos aqueles de vocês, que estão armados, atravessarem o Jordão diante de Javé, até que ele expulse, da presença de vocês, todos os seus inimigos;
22. se vocês não voltarem antes que a terra esteja submetida a vocês diante de Javé, então vocês serão inocentes diante de Javé e diante de Israel, e esta terra pertencerá a vocês como propriedade, por vontade de Javé.
23. Todavia, se não agirem assim, vocês pecarão contra Javé. E saibam que o pecado de vocês será castigado.
24. Agora, portanto, podem construir cidades para seus filhos, e currais para seus rebanhos, mas cumpram o que prometeram".
25. Os filhos de Gad e Rúben disseram a Moisés: "Seus servos farão o que o senhor está ordenando.
26. Nossas crianças, nossas mulheres, nossos rebanhos e nosso gado ficarão nas cidades de Galaad,
27. mas os seus servos, que estão armados para a guerra, irão combater diante de Javé, conforme o senhor ordenou".
28. Então Moisés deu ordens para eles, através do sacerdote Eleazar, de Josué, filho de Nun, e dos chefes de famílias e tribos de Israel.
29. Moisés lhes falou: "Se os filhos de Gad e Rúben atravessarem com vocês o Jordão, todos armados para lutar diante de Javé, quando a terra estiver submetida, vocês darão a eles o território de Galaad como propriedade.
30. Contudo, se eles não atravessarem armados com vocês, receberão sua propriedade na terra de Canaã".
31. Os filhos de Gad e Rúben responderam: "Faremos o que Javé está mandando a seus servos.
32. Atravessaremos armados diante de Javé para a terra de Canaã, mas a propriedade que nos caberá como herança será do lado de cá do Jordão".
33. Moisés deu aos filhos de Gad, aos filhos de Rúben e à meia tribo de Manassés, filho de José, o reino de Seon, rei dos amorreus, e o reino de Og, rei de Basã, com todas as cidades e povoados do território.
34. Os filhos de Gad reconstruíram as cidades fortificadas de Dibon, Atarot, Aroer,
35. Atrot-Sofã, Jazer, Jegbaá,
36. Bet-Nemra e Bet-Arã, e construíram currais para seus rebanhos.
37. Os filhos de Rúben reconstruíram Hesebon, Eleale, Cariataim,
38. Nebo e Baal-Meon. Mudaram o nome dessas cidades, e também reconstruíram Sabama. De fato, eles deram nomes novos às cidades que reconstruíram.
39. Os filhos de Maquir, filho de Manassés, invadiram e conquistaram o território de Galaad, expulsando os amorreus que aí moravam.
40. Moisés, então, deu o território de Galaad para a tribo de Maquir, filho de Manassés, que aí se estabeleceu.
41. Jair, filho de Manassés, foi e conquistou aldeias, dando-lhes o nome de Aldeias de Jair.
42. Nobe foi e tomou Canat e as cidades da vizinhança, dando-lhes seu próprio nome: Nobe.

[Números 33]Números 33



RELEMBRANDO A CAMINHADA
1. Etapas da viagem dos filhos de Israel, quando saíram do Egito por esquadrões, sob a chefia de Moisés e Aarão.
2. Moisés registrou os pontos de partida, etapa por etapa, quando saíram sob as ordens de Javé. E as etapas, na ordem de seus pontos de partida, são as seguintes:
3. No dia quinze do primeiro mês partiram de Ramsés. No dia seguinte ao da Páscoa, os filhos de Israel partiram de mão erguida, diante dos olhos de todos os egípcios,
4. enquanto os egípcios ainda estavam enterrando os primogênitos que Javé tinha feito morrer, para fazer justiça contra os deuses deles.
5. Os filhos de Israel partiram de Ramsés e acamparam em Sucot.
6. Depois partiram de Sucot e acamparam em Etam, que está no limite do deserto.
7. Saíram de Etam e voltaram em direção de Piairot, diante de Baal-Sefon, e acamparam diante de Magdol.
8. Saíram de Piairot e atravessaram o mar, alcançando o deserto. Depois de três dias de marcha pelo deserto de Etam, acamparam em Mara.
9. Partiram de Mara e chegaram a Elim, onde havia doze fontes e setenta palmeiras; e aí acamparam.
10. Partiram de Elim e acamparam junto ao mar Vermelho.
11. Partiram do mar Vermelho e acamparam no deserto de Sin.
12. Partiram do deserto de Sin e acamparam em Dafca.
13. Partiram de Dafca e acamparam em Alus.
14. Partiram de Alus e acamparam em Rafidim; mas aí o povo não encontrou água para beber.
15. Partiram de Rafidim e acamparam no deserto do Sinai.
16. Partiram do deserto do Sinai e acamparam no Cemitério da Avidez.
17. Partiram do Cemitério da Avidez e acamparam em Currais.
18. Partiram de Currais e acamparam em Retma.
19. Partiram de Retma e acamparam em Remon-Farés.
20. Partiram de Remon-Farés e acamparam em Lebna.
21. Partiram de Lebna e acamparam em Orvalho.
22. Partiram de Orvalho e acamparam em Conselho.
23. Partiram de Conselho e acamparam em Monte Claro.
24. Partiram de Monte Claro e acamparam em Tremendeira.
25. Partiram de Tremendeira e acamparam em Reunião.
26. Partiram de Reunião e acamparam em Fundão.
27. Partiram de Fundão e acamparam em Taré.
28. Partiram de Taré e acamparam em Doçura.
29. Partiram de Doçura e acamparam em Hesmona.
30. Partiram de Hesmona e acamparam em Vínculos.
31. Partiram de Vínculos e acamparam em Benê-Jacã.
32. Partiram de Benê-Jacã e acamparam em Cova Rachada.
33. Partiram de Cova Rachada e acamparam em Delícia.
34. Partiram de Delícia e acamparam em Passagem.
35. Partiram de Passagem e acamparam em Asiongaber.
36. Partiram de Asiongaber e acamparam no deserto de Sin, em Cades.
37. Partiram de Cades e acamparam no monte Hor, na fronteira do território de Edom.
38. O sacerdote Aarão subiu ao monte Hor, segundo a ordem de Javé, e aí morreu, no primeiro dia do quinto mês, quarenta anos depois que os filhos de Israel saíram do Egito.
39. Aarão morreu no monte Hor com cento e vinte e três anos.
40. O rei cananeu de Arad, que habitava no Negueb, na terra de Canaã, foi informado de que os filhos de Israel estavam chegando.
41. Estes partiram do monte Hor e acamparam em Sombrio.
42. Partiram de Sombrio e acamparam em Finon.
43. Partiram de Finon e acamparam em Obot.
44. Saíram de Obot e acamparam em Ruínas de Abarim, no território de Moab.
45. Partiram de Ruínas de Abarim e acamparam em Dibon-Gad.
46. Partiram de Dibon-Gad e acamparam em Elmon-Deblataim.
47. Partiram de Elmon-Deblataim e acamparam nos montes Abarim, diante do monte Nebo.
48. Partiram dos montes de Abarim e acamparam na estepe de Moab, junto ao rio Jordão, na altura de Jericó.
49. Na estepe de Moab, acamparam às margens do rio Jordão, desde Bet-Jesimot até o Prado das Acácias.

REPARTIR A TERRA COM IGUALDADE
50. Na estepe de Moab, às margens do rio Jordão, na altura de Jericó, Javé falou a Moisés:
51. "Diga aos filhos de Israel: Quando vocês atravessarem o rio Jordão e entrarem na terra de Canaã,
52. expulsem daí todos os governantes dela, destruam seus ídolos e imagens, e arrasem seus lugares altos.
53. Tomem posse da terra e habitem nela, pois eu lhes dei essa terra, para que vocês a possuam.
54. Dividam a terra, por sorteio, entre os clãs de vocês. Dêem como herança uma parte maior para aquele que é mais numeroso, e uma parte menor para aquele que é menos numeroso. A herança de cada um será onde cair o sorteio. Façam a divisão entre as tribos de vocês.
55. Contudo, se vocês não expulsarem os governantes da terra, aqueles que ficarem serão para vocês espinhos nos olhos e ferrões nas costas; eles serão seus inimigos na terra que vocês habitarem.
56. E eu farei com vocês aquilo que pensei fazer com eles".

[Números 34]Números 34



A HERANÇA DE JAVÉ PARA O SEU POVO
1. Javé falou a Moisés:
2. "Ordena aos filhos de Israel: Quando vocês entrarem na terra de Canaã, estarão na terra que lhes cabe como herança: a terra de Canaã com suas fronteiras.
3. A fronteira ao sul será o deserto de Sin e Edom. O limite sul começará na extremidade do mar Morto, a oriente.
4. Depois se voltará para o sul em direção à Subida dos Escorpiões, passará por Sin e chegará a Cades Barne, no sul. Em seguida, irá em direção a Hasar-Adar e passará por Asemona.
5. De Asemona, a fronteira se voltará na direção do rio do Egito e terminará no mar.
6. A fronteira marítima será o mar Mediterrâneo. Será o limite de vocês no lado oeste.
7. A fronteira norte será marcada desde o mar Mediterrâneo até o monte Hor.
8. Daí, traçarão uma linha até a entrada de Emat, e a fronteira terminará em Sedada.
9. Continuará em direção a Zefrona, e terminará em Hasar-Enon. Será essa a fronteira de vocês do lado norte.
10. A fronteira do lado leste irá de Hasar-Enon a Sefama.
11. De Sefama, a fronteira descerá na direção de Harbel, a leste de Ain; descendo ainda, costeará a leste o mar de Quineret.
12. Daí, a fronteira seguirá o rio Jordão e terminará no mar Morto. Essa é a terra de vocês com os limites que a cercam".
13. Então Moisés ordenou aos filhos de Israel: "Essa é a terra que vocês repartirão por sorteio e que Javé ordenou dar às nove tribos e meia.
14. Isso porque as tribos de Rúben, de Gad e a meia tribo de Manassés com suas famílias já receberam a sua herança.
15. Essas duas tribos e meia já receberam a sua herança no outro lado do Jordão, na altura de Jericó, a oriente".

OS REPRESENTANTES NA PARTILHA DA TERRA
16. Javé falou a Moisés:
17. "Lista das pessoas que repartirão a terra: O sacerdote Eleazar e Josué, filho de Nun.
18. Além deles, vocês escolherão um chefe de cada tribo, a fim de repartir a terra.
19. Esta é a lista dos chefes: da tribo de Judá, Caleb, filho de Jefoné;
20. da tribo de Simeão, Samuel, filho de Amiud;
21. da tribo de Benjamim, Elidad, filho de Caselon;
22. da tribo de Dã, o chefe Boci, filho de Jogli;
23. para os filhos de José: da tribo de Manassés, o chefe Haniel, filho de Efod;
24. e da tribo de Efraim, o chefe Camuel, filho de Seftã;
25. da tribo de Zabulon, o chefe Elisafã, filho de Farnac;
26. da tribo de Issacar, o chefe Faltiel, filho de Ozã;
27. da tribo de Aser, o chefe Aiud, filho de Salomi;
28. da tribo de Neftali, o chefe Fedael, filho de Amiud".
29. São esses os encarregados por Javé para repartir entre os filhos de Israel a herança

na terra de Canaã.

[Números 35]Números 35

OS LEVITAS NO MEIO DO POVO
1. Na estepe de Moab, às margens do rio Jordão, na altura de Jericó, Javé falou a Moisés:
2. "Ordene aos filhos de

Israel que dêem aos levitas, da herança que possuem, algumas cidades para eles morarem, e pastagens ao redor dessas cidades. Dêem essas cidades aos levitas.


3. Eles habitarão nessas cidades, e as pastagens dos arredores servirão para os rebanhos, o gado e todos os animais deles.
4. Ao redor das cidades dadas aos levitas, as pastagens se estenderão no raio de um quilômetro fora das muralhas da cidade.
5. A partir da muralha, meçam um quilômetro para o leste, um quilômetro para o sul, um quilômetro para o oeste e um quilômetro para o norte, ficando a cidade no centro: serão essas as pastagens das cidades dos levitas.
6. Dêem aos levitas aquelas seis cidades de refúgio, que vocês reservaram para o homicida se refugiar. Além delas, dêem aos levitas mais quarenta e duas cidades.
7. No total, vocês darão aos levitas quarenta e oito cidades com suas pastagens.
8. Tais cidades que pertencerão aos filhos de Israel, serão tomadas em maior número daqueles que têm mais, e em menor número daqueles que têm menos. Cada tribo cederá essas cidades aos levitas na proporção da herança que tiver recebido".

A TERRA DA VIDA
9. Javé falou a Moisés:
10. "Diga aos filhos de Israel: Quando vocês atravessarem o Jordão, entrando na terra de Canaã,
11. escolham cidades para servirem de refúgio ao homicida que tenha matado alguém sem querer.
12. Tais cidades servirão de refúgio para vocês contra o vingador do sangue, para que o homicida não seja morto sem ter comparecido diante da comunidade para ser julgado.
13. Escolham seis cidades de refúgio:
14. dêem três cidades do lado de cá do Jordão, e outras três na terra de Canaã. Serão cidades de refúgio.
15. Essas seis cidades servirão de refúgio, tanto para alguém dos filhos de Israel, como para o imigrante e para aquele que vive no meio de vocês, que tenha matado alguém sem querer.
16. Contudo, se essa pessoa feriu alguém com objeto de ferro, e daí causou a morte, é homicida. E o homicida é réu de morte.
17. Se alguém feriu com uma pedra capaz de causar a morte, e a pessoa morrer, é homicida. E o homicida é réu de morte.
18. Se feriu com objeto de madeira capaz de causar a morte, e a pessoa morrer, é homicida. E o homicida é réu de morte.
19. Cabe ao vingador do sangue matar o homicida. Quando o encontrar, ele o matará.
20. Se o homicida empurrou a vítima com ódio ou atirou contra ela alguma coisa e a matou;
21. ou ainda, se por inimizade a golpeou de modo mortal, aquele que feriu a vítima deve morrer: é um homicida que o vingador do sangue matará quando encontrar.
22. Todavia, se empurrou a vítima sem querer, sem ódio, ou atirou contra ela alguma coisa sem intenção de atingi-la;
23. Ou se não enxergou a vítima e deixou cair sobre ela uma pedra e a matou, sem ter contra ela nenhum ódio ou intenção de causar-lhe mal,
24. então a comunidade julgará entre aquele que feriu e o vingador do sangue,
25. salvando o homicida da mão do vingador do sangue. A comunidade o deixará voltar para a cidade de refúgio, onde se havia asilado, e ele aí ficará até à morte do sumo sacerdote, que foi ungido com óleo santo.
26. Se o homicida sair dos limites da cidade de refúgio, onde se havia asilado,
27. e se o vingador do sangue o encontrar fora dos limites da cidade ele refúgio, poderá matá-lo, sem medo de represálias.
28. Isso porque o homicida deve permanecer na cidade de refúgio até à morte do sumo sacerdote; só depois que o sumo sacerdote morrer, poderá voltar à terra de sua herança.
29. São normas de direito para vocês, válidas para todas as gerações, em qualquer lugar onde vocês habitarem.
30. Em casos de homicídio, o homicida será morto através do depoimento de testemunhas. Contudo, não basta uma testemunha para levar alguém à pena de morte.
31. Não aceitem resgate pela vida de um homicida condenado à morte, pois ele deverá morrer.
32. Também não aceitem resgate por alguém que se refugiou numa cidade de refúgio e quer voltar para sua terra antes da morte do sumo sacerdote.
33. Não profanem a terra onde vocês vivem: a terra fica profanada com o sangue, e pelo sangue derramado na terra não há expiação, a não ser pelo sangue daquele que o derramou.
34. Portanto, não contaminem a terra onde vocês vivem e na qual eu habito, pois eu, Javé, habito no meio dos filhos de Israel".

[Números 36]Números 36



A HERANÇA DA MULHER CASADA
1. Os chefes de família do clã dos filhos de Galaad, descendentes de Maquir, filho de Manassés, um dos clãs dos filhos de José, se apresentaram a Moisés e aos principais chefes de família dos filhos de Israel,
2. e disseram: "Javé ordenou ao meu senhor que repartisse a terra entre os filhos de Israel por sorteio. Meu senhor recebeu de Javé a ordem de dar a parte da herança de Salfaad, nosso irmão, às filhas dele.
3. Ora, se elas se casarem com alguém de outra tribo dos filhos de Israel, a parte que pertence a elas será tirada da parte de nossos pais. Então a parte da tribo à qual elas vão pertencer ficará maior, e a parte que nos coube por sorteio ficará menor.
4. Quando chegar o ano do jubileu para os filhos de Israel, a parte delas passará para a parte da tribo à qual vão pertencer, e será tirada da parte da nossa tribo".
5. Então Moisés comunicou aos filhos de Israel esta ordem de Javé: "A tribo dos filhos de José tem razão.
6. Javé ordena às filhas de Salfaad: Casem-se com quem quiserem, mas sempre dentro de algum clã da tribo do seu pai.
7. A herança dos filhos de Israel não passará de uma tribo

para outra; os filhos de Israel permanecerão ligados cada um à herança de sua tribo.


8. As filhas que tiverem alguma herança em qualquer uma das tribos dos filhos de Israel, deverão casar-se com alguém de um clã da tribo de seu pai. Desse modo, os filhos de Israel conservarão cada um a herança de seu pai.
9. Uma herança não poderá ser transferida de uma tribo para outra: cada uma das tribos dos filhos de Israel ficará ligada com a sua herança".
10. As filhas de Salfaad fizeram o que Javé tinha ordenado a Moisés.
11. Maala, Tersa, Hegla, Melca e Noa, filhas de Salfaad, casaram-se com seus primos por parte de pai.


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   20   21   22   23   24   25   26   27   ...   197


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal