Origem do mundo e da humanidade a criaçÃo gênesis 1 a humanidade, ponto alto da criaçÃO



Baixar 5.7 Mb.
Página25/197
Encontro29.07.2016
Tamanho5.7 Mb.
1   ...   21   22   23   24   25   26   27   28   ...   197

12. Casaram-se dentro dos clãs dos filhos de Manassés, filho de José; por isso, a herança delas permaneceu na tribo do clã de seu pai.

CONCLUSÃO DO LIVRO
13. São essas as ordens e normas que Javé ordenou aos filhos de Israel por meio de Moisés, na estepe de Moab, às margens do rio Jordão, na altura de Jericó.
[Deuteronômio 1]I. PRIMEIRO DISCURSO DE MOISÉS: REVER O PASSADO EM VISTA DO FUTURO

Deuteronômio 1

UM LIVRO PARA SER INCULCADO
1. Palavra que Moisés dirigiu a todo o Israel, no outro lado do Jordão, isto é, no deserto ou na Arabá que está na frente de Suf, entre Farã, Tofel, Labã, Haserot e Dizaab.
2. São onze dias de marcha pelo caminho da serra de Seir, desde o Horeb até Cades Barne.
3. No primeiro dia do décimo primeiro mês do ano quarenta, Moisés falou aos filhos de Israel, conforme tudo o que Javé lhe ordenara.
4. Depois de ter vencido Seon, rei dos amorreus, que habitava em Hesebon, e Og, rei de Basã, que habitava em Astarot e Edrai,
5. no outro lado do Jordão, na terra de Moab, Moisés começou a inculcar esta lei, dizendo:

TERRA PROMETIDA, LUGAR DE JUSTIÇA
6. Javé nosso Deus falou-nos no Horeb: "Chega de ficar nesta montanha.
7. Comecem a caminhar e vão até a serra dos amorreus e até junto daqueles que habitam na Arabá, na região montanhosa, na Sefelá, no Negueb e no litoral. Vão para a terra dos cananeus e para o Líbano, até o grande rio, o Eufrates.
8. Essa é a terra que eu dei a vocês. Entrem para tomar posse da terra que Javé prometeu dar aos antepassados de vocês, a Abraão, Isaac e Jacó, e depois para a descendência deles".
9. Naquele tempo, eu falei a vocês: "Eu sozinho não consigo carregar vocês.
10. Javé seu Deus os multiplicou, e hoje vocês são numerosos como as estrelas do céu.
11. Que Javé, o Deus dos antepassados de vocês, os multiplique mil vezes mais, abençoando-os como lhes prometeu.
12. Como poderia eu, sozinho, carregar o peso, a carga e os processos de vocês?
13. Escolham homens sábios, inteligentes e competentes de cada uma das tribos, e eu os constituirei chefes de vocês".
14. Vocês me responderam: "O que você está propondo é bom".
15. Tomei, então, os chefes das tribos de vocês, homens sábios e competentes, e os constituí seus chefes: para cada tribo constituí chefes de mil, de cem, de cinqüenta e de dez, e também oficiais de justiça para as tribos.
16. Ao mesmo tempo, ordenei aos juízes de vocês: "Escutem seus irmãos para fazer justiça entre um homem e seu irmão ou imigrante que mora com ele.
17. Não façam acepção de pessoas no julgamento: escutem de maneira igual o pequeno e o grande. Não tenham medo de ninguém, porque a sentença vem de Deus. Se a causa for muito difícil para vocês, tragam para mim, e eu a resolverei".
18. Naquela ocasião eu ordenei tudo o que vocês deveriam fazer.

JAVÉ CAMINHA NA FRENTE DO SEU POVO
19. Partimos do Horeb e caminhamos através de todo aquele deserto grande e terrível, que vocês bem conhecem. Fomos em direção à serra dos amorreus, como Javé nosso Deus nos havia ordenado, e chegamos a Cades Barne.
20. Então eu lhes disse: "Vocês chegaram à serra dos amorreus, que Javé nosso Deus nos dará.
21. Veja! Javé seu Deus entrega a você esta terra: suba para possuí-la, como lhe falou Javé, Deus de seus antepassados. Não tenha medo nem se acovarde".
22. Mas vocês vieram todos a mim e disseram: "Vamos mandar homens à nossa frente, para que explorem a região por nós e nos informem qual é o caminho que deveremos subir e em que cidade poderemos entrar".
23. Gostei da proposta, de modo que tomei doze homens de vocês, um de cada tribo.
24. Eles partiram, subiram a serra, foram até o vale do Cacho e o exploraram.
25. Pegaram amostras de frutas da região e as trouxeram para nós, relatando o seguinte: "A terra que Javé nosso Deus nos vai dar é boa".
26. Vocês, porém, não quiseram subir, e se revoltaram contra a ordem de Javé seu Deus.
27. Vocês começaram a murmurar em suas tendas: "Javé nos odeia. Ele nos fez sair do Egito para nos entregar na mão dos amorreus e nos exterminar.
28. Para onde vamos subir? Nossos irmãos nos desencorajaram dizendo: 'É um povo numeroso e de estatura mais alta do que a nossa! As cidades são grandes e fortificadas até o céu! E ali nós vimos também descendentes dos enacim' ".
29. Eu lhes dizia: "Não fiquem aterrorizados nem tenham medo deles.
30. Javé seu Deus irá na frente de vocês. Ele combaterá em favor de vocês, como já fez no Egito diante dos seus olhos".
31. No deserto, você viu também que Javé seu Deus o carregou, como o homem carrega seu filho, durante todo o caminho que vocês percorreram, até chegar a este lugar.
32. Apesar disso, ninguém de vocês confiava em Javé seu Deus.
33. Ele ia na frente de vocês, procurando um lugar para o acampamento: durante a noite, por meio do fogo, para que vocês pudessem enxergar o caminho, e na nuvem durante o dia.

NÃO ADIANTA LUTAR SEM JAVÉ
34. Ouvindo o que vocês falavam, Javé ficou furioso e jurou:
35. "Nenhum dos homens desta geração perversa verá a terra boa que eu jurei dar aos antepassados de vocês,
36. exceto Caleb, filho de Jefoné. Ele a verá, pois eu vou dar-lhe a terra por onde ele passou, e também a seus filhos, pois ele seguiu a Javé sem reservas".
37. Por causa de vocês Javé também ficou furioso contra mim, e disse: "Você também não entrará lá.
38. É Josué, filho de Nun, quem lá entrará. Encoraje-o, pois é ele quem fará Israel tomar posse da terra.
39. As crianças de vocês, porém, das quais vocês diziam que seriam tomadas como presa, os filhos de vocês que ainda não sabem distinguir entre o bem e o mal, são eles que vão entrar lá. Eu lhes entregarei a terra, e eles a possuirão.
40. Quanto a vocês, meia volta! Sigam para o deserto, em direção ao mar Vermelho".
41. Vocês, porém, me responderam: "Pecamos contra Javé nosso Deus. Vamos subir para lutar, como Javé nosso Deus nos ordenou". Cada um de vocês pegou em armas de guerra, como se fosse coisa fácil subir a serra.
42. Então Javé me disse: "Diga-lhes que não subam nem lutem, porque eu não estou com eles, e o inimigo os derrotará".
43. Eu os avisei, mas vocês não me ouviram, revoltando-se contra a ordem de Javé. E subiram temerariamente em direção à serra.
44. O povo amorreu, que habitava a serra, saiu ao encontro de vocês, perseguiu vocês como abelhas, e os derrotou desde Seir até Horma.
45. Vocês voltaram chorando até a presença de Javé. No entanto, Javé não ouviu o clamor de vocês, nem lhes deu atenção.
46. Por isso vocês tiveram que ficar muito tempo vivendo em Cades.

[Deuteronômio 2]Deuteronômio 2



RESPEITAR AS NAÇÕES IRMÃS
1. Então nós demos a volta e partimos para o deserto a caminho do mar Vermelho, como Javé me havia ordenado. Durante muitos dias, contornamos a serra de Seir.
2. Então Javé me disse:
3. "Vocês já rodearam bastante essa região montanhosa. Dirijam-se para o norte.
4. Ordene ao povo: 'Vocês estão passando pela fronteira de seus irmãos, os filhos de Esaú, que habitam em Seir. Eles têm medo de vocês e, por isso, tenham muito cuidado:
5. não os ataquem, porque nada eu darei da terra deles para vocês, nem sequer um palmo do seu território: foi a Esaú que eu dei a propriedade da serra de Seir'.
6. Vocês comprarão deles alimento para comer e água para beber,
7. porque Javé seu Deus abençoou você em todo o trabalho de sua mão. Ele acompanhou você na caminhada por esse grande deserto. Durante quarenta anos Javé seu Deus esteve com você, e a você nada faltou".
8. Cruzamos o território de nossos irmãos, os filhos de Esaú, que habitam em Seir, e passamos pelo caminho da Arabá, de Elat e de Asiongaber. Depois voltamos, tomando o caminho do deserto de Moab.
9. Javé, então, me disse: "Não ataque Moab e não o provoque para a luta, pois nada eu darei a você do território dele. Eu dei Ar como propriedade aos filhos de Ló.
10. Antigamente os emim habitavam aí; eram um povo grande, numeroso e de alta estatura, como os enacim.
11. Eram considerados como os rafaim, e como os enacim; os moabitas, porém, os chamam de emim.
12. Em Seir habitavam outrora os horreus; os filhos de Esaú, porém, os desalojaram e exterminaram, habitando no lugar deles, assim como Israel fez para tomar posse da terra que Javé lhe havia dado.
13. Agora levantem acampamento, e atravessem o rio Zared". Atravessamos, então, o rio Zared.
14. De Cades Barne até atravessar o rio Zared, caminhamos durante trinta e oito anos, até que desapareceu do acampamento toda a geração de guerreiros, como Javé lhes tinha jurado.
15. A mão de Javé estava contra eles, fazendo-os desaparecer do acampamento até sua completa extinção.
16. Quando morreram todos os guerreiros do povo,
17. Javé me falou:
18. "Hoje você estará atravessando Ar, nas fronteiras de Moab,
19. e vai se aproximar dos filhos de Amon: não os ataque e não os provoque, pois nada eu darei da terra dos filhos de Amon como posse a você. Foi aos filhos de Ló que eu a dei como propriedade.
20. Era considerada terra dos rafaim; antigamente os rafaim habitavam nela, sendo que os amonitas os chamavam de zomzomim.
21. Este era um povo grande e numeroso, de estatura alta como os enacim. Javé, porém, os aniquilou, e os amonitas os desalojaram para habitar no lugar deles.
22. Javé tinha feito o mesmo para os filhos de Esaú, que habitavam em Seir, exterminando os horreus da frente deles, que os desalojaram e habitam em seu lugar até hoje.
23. Quanto aos aveus, que habitavam nos campos até Gaza, os caftorim saíram de Cáftor e os exterminaram, habitando depois em seu lugar.
24. Vamos! Levantem acampamento e atravessem o rio Arnon. Vou entregar em sua mão o amorreu Seon, rei de Hesebon, com a terra dele. Comece a conquista, provoque-o para a luta.
25. A partir de hoje eu começo a espalhar o terror e o medo de você entre os povos que existem debaixo do céu. Eles ouvirão a fama de vocês, tremerão de medo diante de vocês e desfalecerão".

PRIMEIRA VITÓRIA
26. Do deserto de Cademot enviei mensageiros a Seon, rei de Hesebon, com esta proposta de paz:
27. "Deixe-me passar por seu território. Seguirei pela estrada sem me desviar para a direita nem para a esquerda.
28. Pagaremos a você a comida que nos der e a água que bebermos. Deixe-nos atravessar a pé,
29. como nos fizeram os descendentes de Esaú que habitam em Seir, e os moabitas que habitam em Ar, até que atravessemos o rio Jordão para entrar na terra que Javé nosso Deus vai nos dar".
30. Seon, rei de Hesebon, não permitiu que passássemos pelo seu território. Javé Deus tornou obstinado o espírito dele e endureceu-lhe o coração, para o entregar em poder de vocês, como hoje se vê.
31. Javé me disse: "Veja! Estou começando a entregar Seon com seu território a você. Comece a conquistar o território dele".
32. Seon veio ao nosso encontro em Jasa, com todas as suas tropas.
33. Javé nosso Deus o entregou a nós, e nós o vencemos, e também os seus filhos e todo o seu exército.
34. Tomamos posse de todas as suas cidades e sacrificamos cada uma delas, como anátema: homens, mulheres e crianças, sem deixar nenhum sobrevivente.
35. Pegamos apenas o gado como despojo, e também o saque das cidades que conquistamos.
36. Desde Aroer, que está à margem do vale do Arnon, com a cidade que está dentro do vale, até Galaad, e diante de nós não houve cidade que resistisse: Javé nosso Deus entregou todas elas para nós.
37. Você só não se aproximou da terra dos amonitas, isto é, de toda a região do vale do rio Jaboc, e das cidades da serra, como Javé nosso Deus havia ordenado.

[Deuteronômio 3]Deuteronômio 3



SEGUNDA VITÓRIA
1. Então nos voltamos e subimos em direção a Basã. Og, rei de Basã, saiu ao nosso encontro com seu exército para nos guerrear em Edrai.
2. Javé me disse: "Não tenha medo dele, pois a você eu o entreguei com todo o seu exército e território. Trate-o como você tratou a Seon, o rei dos amorreus que habitava em Hesebon".
3. Javé nosso Deus nos entregou também Og, rei de Basã, com todo o seu exército. Nós os combatemos, até que não restou nenhum sobrevivente.
4. Conquistamos, então, todas as suas cidades, sem deixar nenhuma: ao todo, sessenta cidades na região de Argob, que era o reino de Og, em Basã.
5. Todas essas cidades eram fortificadas com altas muralhas e portas com trancas; sem contar grande número de cidades dos ferezeus.
6. Nós as sacrificamos como anátema, assim como havíamos feito com Seon, rei de Hesebon: destruímos cada cidade, com homens, mulheres e crianças.
7. Contudo, tomamos para nós todo o gado e os despojos das cidades.
8. Desse modo, conquistamos o território dos dois reis amorreus, no outro lado do Jordão, desde o rio Arnon até o monte Hermon.
9. (Os sidônios chamam o Hermon de Sarion; os amorreus, porém, o chamam de Sanir).
10. Tomamos todas as cidades do planalto, todo o Galaad e todo o Basã até Selca e Edrai, domínios de Og, rei de Basã.
11. Og, rei de Basã, era o único sobrevivente dos rafaim. Sua cama é a cama de ferro que está em Rabá dos amonitas: tem quatro metros e meio de comprimento e dois metros de largura, segundo o padrão normal.

SOLIDARIEDADE NA LUTA PELA TERRA
12. Ocupamos, então, todo o território desde Aroer, que está à margem do rio Arnon. Aos rubenitas e aos gaditas dei a metade da região montanhosa de Galaad, com suas cidades.
13. Para a meia tribo de Manassés dei o resto de Galaad e todo o Basã, que era o reino de Og. (Toda a região do Argob, todo o Basã se chamava terra dos rafaim.
14. Jair, filho de Manassés, tomou a região de Argob, até a fronteira dos gessuritas e dos maacatitas. Em vez de Basã, foi dado a esses lugares o nome de Aldeias de Jair, nome que permanece até o dia de hoje).
15. A Maquir dei Galaad.
16. Aos rubenitas e aos gaditas dei o território que vai de Galaad até o rio Arnon - o meio do rio serve de fronteira - e até o rio Jaboc, que é fronteira dos amonitas.
17. A Arabá e o rio Jordão servem de fronteira, desde Quineret até ao mar da Arabá, o mar Morto, nas encostas orientais do Fasga.
18. Então eu dei a vocês esta instrução: "Javé seu Deus entregou-lhes esta terra como propriedade. Todos os guerreiros de vocês marcharão à frente de seus irmãos, os filhos de Israel.
19. Somente as mulheres, as crianças e o gado (sei que vocês têm muito gado) ficarão nas cidades que lhes dei,
20. até que Javé conceda repouso a seus irmãos, assim como deu a vocês, e também eles tomem posse da terra que Javé vai lhes dar no outro lado do Jordão. Depois cada um voltará para a propriedade que lhes dei".
21. Na mesma ocasião, dei a Josué a seguinte instrução: "Você viu com os próprios olhos tudo o que Javé nosso Deus fez a esses dois reis. Javé vai fazer o mesmo com todos os reinos onde você entrar.
22. Não tenha medo deles, pois quem combate em favor de vocês é Javé, o seu Deus".

O LÍDER É SOLIDÁRIO COM O POVO
23. Então eu implorei a Javé:
24. "Javé, meu Senhor! Começaste a mostrar ao teu servo tua grandeza e a força de tua mão. Qual é o deus, no céu e na terra, que pode realizar obras e feitos tão poderosos como os teus?
25. Deixa-me passar. Deixa-me ver a boa terra que está do outro lado do Jordão, essa boa serra e o Líbano".
26. Javé, porém, estava irritado comigo por causa de vocês, e não me atendeu. Ele apenas me disse: "Chega! Não me fale mais nada sobre isso.
27. Suba até o alto do Fasga, levante seus olhos para o oeste, para o norte, para o sul e para o leste, e contemple com seus próprios olhos, porque você não atravessará o Jordão.
28. Dê instruções a Josué. Encoraje-o, fortifique-o, pois é ele quem vai atravessar à frente deste povo, fazendo-o tomar posse da terra que você está contemplando".
29. Então permanecemos no vale, diante de Bet-Fegor.

[Deuteronômio 4]Deuteronômio 4



FIDELIDADE A JAVÉ PARA UMA VIDA NOVA
1. Agora, Israel, ouça os estatutos e normas que eu hoje lhes ensino a praticar, a fim de que vocês vivam e entrem para possuir a terra que Javé, o Deus de seus antepassados, vai dar a vocês.
2. Não acrescentem nada ao que eu lhes ordeno, nem retirem coisa nenhuma. Observem os mandamentos de Javé seu Deus do modo como eu lhes ordeno.
3. Vocês viram com os próprios olhos o que Javé fez em Baal-Fegor: Javé seu Deus exterminou do seu meio todos os que seguiram o Baal de Fegor.
4. Vocês, porém, permaneceram apegados a Javé seu Deus, e por isso hoje estão todos vivos.
5. Vejam! Estou lhes ensinando estatutos e normas, como Javé meu Deus me ordenou, para que vocês os coloquem em prática na terra onde estão agora entrando, a fim de tomarem posse dela.
6. Portanto, coloquem tudo em prática, pois isso tornará vocês sábios e inteligentes diante dos povos. Ao ouvirem todos esses estatutos, os povos comentarão: "Que povo é tão sábio e inteligente como essa grande nação?"
7. De fato, que grande nação tem um Deus tão próximo, como Javé nosso Deus, todas as vezes que o invocamos?
8. Que grande nação tem estatutos e normas tão justas como toda esta lei que eu lhes proponho hoje?

DEUS NÃO PODE SER REPRESENTADO
9. Apenas tenha cuidado! Preste muita atenção em sua vida para não se esquecer dos acontecimentos que seus olhos viram e que eles nunca se apartem de sua memória, nenhum dia da sua vida. Ensine-os a seus filhos e a seus netos.
10. No dia em que você estava diante de Javé seu Deus no Horeb, Javé me disse: "Reúna o povo junto a mim, para que eu os faça ouvir minhas palavras e aprendam a me temer enquanto viverem sobre a terra, e as ensinem a seus filhos".
11. Vocês se aproximaram e ficaram ao pé da montanha. A montanha ardia em fogo até o céu, em meio a trevas e nuvens escuras.
12. Então Javé falou a vocês do meio do fogo. Vocês ouviram o som das palavras, mas não viram nenhuma forma: ouvia-se apenas uma voz.
13. Ele lhes comunicou então a sua Aliança, para que vocês a cumprissem: as Dez Palavras, que ele escreveu em duas tábuas de pedra.
14. Nessa mesma ocasião, Javé me ordenou que ensinasse a vocês estatutos e normas, que vocês deveriam cumprir na terra, para onde estão atravessando, a fim de tomarem posse.
15. Prestem atenção em si mesmos! Vocês não viram nenhuma forma no dia em que Javé lhes falou no Horeb, no meio do fogo.
16. Portanto, não se pervertam, fazendo para vocês imagem esculpida em forma de ídolo: imagem de homem ou de mulher,
17. imagem de animal terrestre, de pássaro que voa no céu,
18. de réptil que rasteja sobre a terra, ou imagem de peixe que vive nas águas que estão sob a terra.
19. Levantando os olhos para o céu e vendo o sol, a lua, as estrelas e todo o exército do céu, não se deixe seduzir para adorá-los e servi-los. São coisas que Javé seu Deus repartiu entre todos os povos que vivem debaixo do céu.
20. Quanto a vocês, porém, Javé os tomou e os tirou do Egito, daquela fornalha de ferro, para que sejam o povo da sua herança, como hoje se vê.

O CASTIGO É SERVIR A DEUSES QUE NÃO LIBERTAM
21. Por causa de vocês, Javé ficou furioso comigo e jurou que eu não atravessaria o Jordão e não entraria na boa terra que Javé seu Deus dará a você como herança.
22. Vejam! Eu vou morrer nesta terra sem atravessar o Jordão. Vocês, porém, vão atravessá-lo e tomar posse dessa terra boa.
23. Prestem atenção em si mesmos: não se esqueçam da Aliança que Javé seu Deus concluiu com vocês, e não façam imagem esculpida nenhuma, de coisa alguma que Javé seu Deus lhe proibiu,
24. porque Javé seu Deus é um fogo devorador. Ele é um Deus ciumento.
25. Quando tiverem gerado filhos e netos e envelhecerem na terra, se vocês se corromperem fazendo alguma imagem esculpida, praticando assim o que Javé seu Deus reprova e o irritando,
26. eu tomo o céu e a terra como testemunhas contra vocês. Vocês serão logo e completamente exterminados da face da terra, da qual vão tomar posse ao atravessar o Jordão. Vocês não prolongarão seus dias sobre ela, pois serão completamente aniquilados.
27. Javé os espalhará entre os povos, e apenas um pequeno número restará de vocês no meio das nações, para onde Javé os tiver conduzido.
28. Aí vocês servirão a deuses feitos por mãos humanas, deuses de madeira e de pedra, que não podem ver nem ouvir, nem comer nem cheirar.
29. De lá, então, você buscará Javé seu Deus e, se o procurar com todo o coração e com toda a alma, você o encontrará.
30. Com o passar dos anos, todas essas coisas atingirão você. Mas você se voltará para Javé seu Deus e obedecerá à voz dele,
31. porque Javé seu Deus é um Deus misericordioso: ele não vai abandonar e destruir você, pois nunca se esquecerá da aliança que concluiu com seus antepassados por meio de juramento.

O ÚNICO DEUS VIVO
32. Pergunte aos tempos passados, que vieram antes de você, desde o dia em que Deus criou o homem sobre a terra. De uma ponta do céu até a outra já existiu por acaso coisa tão grande como essa? Ouviu-se algo semelhante?
33. Existe, por acaso, um povo que tenha ouvido a voz do Deus vivo, falando do meio do fogo, como você ouviu, e ainda permaneceu vivo?
34. Ou existe algum Deus que tenha vindo para escolher uma nação do meio de outra nação, com provas, sinais, prodígios e combates, com mão forte e braço estendido, por meio de grandes terrores, como tudo o que Javé seu Deus fez no Egito diante dos olhos de vocês?
35. Foi a você que ele mostrou tudo isso, para você ficar sabendo que Javé é o único Deus e que não existe outro além dele.
36. Do céu, ele fez você ouvir a sua voz para o instruir; ele fez você ver o seu grande fogo sobre a terra. E você ouviu suas palavras vindas do meio do fogo.
37. E porque ele amava os antepassados de você, e escolheu seus descendentes depois deles, ele próprio com sua presença e sua grande força tirou você do Egito.
38. Ele desalojou nações maiores e mais poderosas do que você, para o introduzir na terra delas e dá-la a você em herança, como hoje se vê.
39. Portanto, reconheça hoje e medite em seu coração: Javé é o único Deus, tanto no alto do céu, como aqui em baixo, na terra. Não existe outro.
40. Observe os estatutos e os mandamentos dele, que hoje ordeno a você. Assim tudo correrá bem para você e para os filhos que vierem depois de você, e para que seus dias se prolonguem na terra que Javé seu Deus lhe dará para todo o sempre.

CIDADES DE REFÚGIO
41. Moisés reservou três cidades no lado leste do Jordão,
42. para que aí pudesse refugiar-se o homicida que tivesse matado o próprio irmão sem premeditar, sem o ter odiado antes. Fugindo para uma dessas cidades, ele poderia salvar a própria vida.


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   21   22   23   24   25   26   27   28   ...   197


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal