Origem do mundo e da humanidade a criaçÃo gênesis 1 a humanidade, ponto alto da criaçÃO


O anjo de Javé lhe disse: "Volte para sua patroa e seja submissa a ela". 10



Baixar 5.7 Mb.
Página3/197
Encontro29.07.2016
Tamanho5.7 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   197

9. O anjo de Javé lhe disse: "Volte para sua patroa e seja submissa a ela".
10. E o anjo de Javé acrescentou: "Eu farei a descendência de você tão numerosa que ninguém poderá contar".
11. E o anjo de Javé concluiu: "Você está grávida e vai dar à luz um filho e lhe dará o nome de Ismael, porque Javé ouviu sua aflição.
12. Ele será potro selvagem: estará contra todos, e todos estarão contra ele; e viverá separado de seus irmãos".
13. Agar invocou o nome de Javé, que lhe havia falado, e disse: "Tu és o Deus-que-me-vê, pois eu vi Aquele-que-me-vê".
14. Por isso, esse poço chama-se "Poço daquele que vive e me vê", e se encontra entre Cades e Barad.
15. Agar deu à luz um filho para Abrão, e Abrão deu o nome de Ismael ao filho que Agar lhe dera.
16. Abrão tinha oitenta e seis anos quando Agar deu à luz Ismael.

[Gênesis 17]Gênesis 17



A PERTENÇA AO POVO DE DEUS
1. Quando Abrão completou noventa e nove anos, Javé lhe apareceu e disse: "Eu sou o Deus todo-poderoso. Comporte-se de acordo comigo e seja íntegro.
2. Vou fazer uma aliança entre mim e você, e o multiplicarei sem medida".
3. Abrão caiu com o rosto por terra. Então Deus lhe falou:
4. "Veja! A aliança que eu faço com você é esta: você será pai de muitas nações.
5. E não se chamará mais Abrão, mas o seu nome será Abraão, pois eu o tornarei pai de muitas nações.
6. Eu o tornarei extremamente fecundo. De você farei surgir nações, e de você nascerão reis.
7. Vou estabelecer para sempre a minha aliança entre mim e você, como aliança eterna. Serei o Deus de você e o Deus de seus futuros descendentes.
8. Vou dar a você, e a seus futuros descendentes, a terra em que agora vive como imigrante, toda a terra de Canaã, como posse perpétua. E eu serei o Deus de vocês".
9. E Deus continuou falando a Abraão: "Quanto a você, observe a aliança que faço com você e com seus futuros descendentes.
10. E a aliança que eu faço com você e seus futuros descendentes, e que vocês devem observar, é a seguinte: circuncidem todos os homens.
11. Circuncidem a carne do prepúcio. Este será o sinal da aliança entre mim e vocês.
12. Quando completarem oito dias, todos os meninos de cada geração serão circuncidados; também os escravos nascidos em casa ou comprados de estrangeiros, que não sejam da raça de vocês.
13. Circuncidem os escravos nascidos em casa ou comprados. Minha aliança estará marcada na carne de vocês como aliança perpétua.
14. Todo homem não circuncidado, cujo prepúcio não for circuncidado, será afastado do povo de você, por ter violado a minha aliança".
15. Deus disse a Abraão: "Sua mulher Sarai não se chamará mais Sarai, mas Sara.
16. Eu a abençoarei, e dela darei um filho a você, e eu o abençoarei. Dela nascerão nações e reis de povos".
17. Abraão caiu com o rosto por terra e começou a rir, pensando: "Será que um homem com cem anos vai ter um filho, e Sara, que tem noventa anos, vai dar à luz?"
18. Abraão disse a Deus: "Ficarei contente se conservares Ismael vivo".
19. Deus porém respondeu: "Não! É Sara quem vai dar-lhe um filho: você lhe dará o nome de Isaac. Vou fazer a minha aliança com ele e com os descendentes dele, uma aliança perpétua.
20. Quanto a Ismael, vou atender ao pedido que você me faz: vou abençoá-lo, torná-lo fecundo e fazê-lo multiplicar-se sem medida. Ele vai gerar doze príncipes, e dele farei uma grande nação.
21. Mas, a minha aliança, vou fazê-la com Isaac, o filho que Sara vai dar à luz no próximo ano, nesta mesma época do ano".
22. Quando terminou de falar com Abraão, Deus se retirou.
23. Então Abraão tomou seu filho Ismael, os escravos nascidos em casa ou comprados, todos os homens de sua casa, e circuncidou-os nesse mesmo dia, conforme Deus lhe havia ordenado.
24. Abraão tinha noventa e nove anos quando foi circuncidado.
25. E seu filho Ismael tinha treze anos quando foi circuncidado.
26. Nesse mesmo dia, foram circuncidados Abraão e seu filho Ismael.
27. E com Abraão foram circuncidados todos os homens da casa, nascidos em casa ou comprados de estrangeiros.

[Gênesis 18]Gênesis 18



PARA DEUS NADA É IMPOSSÍVEL
1. Javé apareceu a Abraão junto ao Carvalho de Mambré, enquanto ele estava sentado à entrada da tenda, pois fazia muito calor.
2. Levantando os olhos, Abraão viu na sua frente três homens de pé. Ao vê-los, correu da entrada da tenda ao encontro deles e se prostrou por terra,
3. dizendo: "Senhor, se alcancei o seu favor, não passe junto ao seu servo sem fazer uma parada.
4. Vou mandar que tragam água para que vocês lavem os pés e descansem debaixo da árvore.
5. Vou trazer um pedaço de pão e vocês poderão recuperar as forças antes de partir; foi para isso que passaram junto ao servo de vocês". Eles responderam: "Está bem. Faça o que está dizendo".
6. Abraão entrou correndo na tenda onde estava Sara, e disse a ela: "Depressa! Tome vinte e um litros de flor de farinha, amasse-os e faça um pão grande".
7. Depois Abraão correu até o rebanho, escolheu um vitelo novo e bom, e o entregou ao empregado, que se apressou em prepará-lo.
8. Pegou também coalhada, leite e o vitelo que havia preparado, e colocou tudo diante deles. E os atendia debaixo da árvore enquanto eles comiam.
9. Depois eles perguntaram: "Onde está sua mulher Sara?" Abraão respondeu: "Está na tenda".
10. O hóspede disse: "No próximo ano eu voltarei a você. Então sua mulher já terá um filho". Sara estava na entrada da tenda, atrás de Abraão, e ouviu isso.
11. Ora, Abraão e Sara eram velhos, de idade avançada, e Sara já não tinha regras.
12. Sara riu por dentro, pensando: "Agora que sou velha vou provar o prazer, e com um marido tão velho?"
13. Javé, porém, disse a Abraão: "Por que Sara riu, dizendo: 'Será que vou dar à luz agora que sou velha?'
14. Por acaso, existe alguma coisa impossível para Javé? Neste mesmo tempo, no próximo ano, eu voltarei a você, e Sara já terá um filho".
15. Sara, que estava assustada, negou: "Eu não ri". Mas ele tornou a dizer: "Não negue, você riu".

COMO SALVAR A CIDADE INJUSTA?
16. Os homens se levantaram e olharam em direção a Sodoma; e Abraão foi acompanhá-los para a despedida.
17. Javé dizia: "Será que devo esconder de Abraão o que vou fazer,
18. uma vez que Abraão se tornará uma nação grande e poderosa, e que através dele serão abençoadas todas as nações da terra?
19. Eu o escolhi para que ele instrua seus filhos, sua casa e seus sucessores, a fim de que se mantenham no caminho de Javé, praticando a justiça e o direito; desse modo, Javé realizará tudo o que prometeu a Abraão".
20. Então Javé disse: "O clamor contra Sodoma e Gomorra é muito grande e o pecado deles é muito grave.
21. Vou descer para ver se, de fato, as ações deles correspondem ou não ao clamor que subiu até mim contra eles. Então, ficarei sabendo".
22. Os homens partiram daí e foram para Sodoma, enquanto Javé permanecia com Abraão.
23. Abraão aproximou-se e perguntou: "Destruirás o justo com o injusto?
24. Talvez haja cinqüenta justos na cidade! Destruirás e não perdoarás a cidade pelos cinqüenta justos que estão no meio dela?
25. Longe de ti fazeres tal coisa: matar o justo com o injusto, de modo que o justo seja confundido com o injusto! Longe de ti! Será que o juiz de toda a terra não fará justiça?"
26. Javé respondeu: "Se eu encontrar cinqüenta justos na cidade de Sodoma, perdoarei a cidade toda por causa deles".
27. Abraão continuou: "Eu me atrevo a falar ao meu Senhor, embora eu seja pó e cinza.
28. Mas talvez faltem cinco para os cinqüenta justos: por causa de cinco, destruirás a cidade inteira?" Javé respondeu: "Não a destruirei, se eu nela encontrar quarenta e cinco justos".
29. Abraão insistiu: "Suponhamos que só existam quarenta!" Javé respondeu: "Por causa dos quarenta, eu não o farei".
30. Abraão continuou: "Que meu Senhor não fique irritado se eu continuo falando. E se houver trinta?" Javé respondeu: "Se houver trinta, eu não o farei".
31. Abraão insistiu: "Estou me atrevendo a falar ao meu Senhor. Talvez haja vinte!" Javé respondeu: "Por causa dos vinte, eu não a destruirei".
32. Abraão continuou: "Que o meu Senhor não se irrite se eu pergunto pela última vez: E se houver dez?" Javé respondeu: "Por causa dos dez, eu não a destruirei".
33. Quando terminou de falar com Abraão, Javé foi embora. E Abraão voltou para o seu lugar.

[Gênesis 19]Gênesis 19



A JUSTIÇA DE DEUS
1. Ao anoitecer, os dois anjos chegaram a Sodoma. Ló estava sentado à porta da cidade e, ao vê-los, levantou-se para os receber e prostrou-se com o rosto por terra.
2. E disse: "Senhores, fiquem hospedados em casa do seu servo, lavem os pés e, pela manhã, continuarão seu caminho". Mas eles responderam: "Não! Nós vamos passar a noite na praça".
3. Ló insistiu tanto que eles foram para a casa dele e entraram. Ló preparou-lhes uma refeição, mandou assar pães sem fermento, e eles comeram.
4. Eles ainda não haviam deitado, quando os homens da cidade rodearam a casa. Eram os homens de Sodoma, desde os jovens até os velhos, o povo todo, sem exceção.
5. Chamaram Ló e lhe disseram: "Onde estão os homens que vieram para a sua casa esta noite? Traga-os para que tenhamos relações com eles".
6. Ló saiu à porta e, fechando-a atrás de si,
7. disse-lhes: "Meus irmãos, eu lhes peço: não façam o mal.
8. Vejam! Eu tenho duas filhas que ainda são virgens; eu as trarei para vocês: façam com elas o que acharem melhor. Mas não façam nada a esses homens, porque eles estão hospedados em minha casa".
9. Mas eles responderam: "Saia daí! Esse indivíduo veio como imigrante e agora quer ser juiz! Pois bem! Nós faremos mais mal a você do que a eles". E empurraram Ló, tentando arrombar a porta.
10. Os visitantes, porém, estenderam os braços e puxaram Ló para dentro, fechando a porta.
11. Quanto aos homens que estavam à porta, eles os feriram com cegueira, do menor ao maior, de modo que não conseguiam achar a entrada.
12. Os visitantes disseram a Ló: "Você ainda tem alguém aqui? Faça sair deste lugar seus filhos e filhas, e todos os seus parentes que estão na cidade,
13. porque nós vamos destruir este lugar, pois é grande o clamor que se ergueu contra eles diante de Javé. E Javé nos enviou para exterminá-los".
14. Ló foi falar com seus futuros genros, que estavam para casar com suas filhas: "Vamos, saiam deste lugar, porque Javé vai destruir a cidade". Mas seus futuros genros achavam que Ló estava brincando.
15. Ao raiar da aurora, os anjos insistiram com Ló, dizendo: "Levante-se, tome sua mulher e suas duas filhas que aqui se encontram, para que não pereçam no castigo da cidade".
16. Como Ló não se decidisse, os visitantes o tomaram pela mão, junto com a mulher e as duas filhas, pois Javé tinha compaixão dele. Eles o fizeram sair e o deixaram fora da cidade.
17. Quando estavam fora, um deles disse: "Procure salvar-se, e não olhe para trás. Não pare em lugar nenhum da planície; fuja para a montanha, para não morrer".
18. Ló respondeu: "Não, meu Senhor.
19. Teu servo encontrou graça a teus olhos, e mostraste grande misericórdia por mim, salvando-me a vida. Mas eu receio que não poderei salvar-me na montanha antes que a calamidade me atinja e eu morra.
20. Vê! Aqui perto há uma pequena cidade, onde posso refugiar-me e escapar do perigo. Permite que eu vá para lá. Como a cidade é pequena, aí eu estarei a salvo".
21. Ele respondeu: "Concedo o que você está pedindo: não destruirei a cidade da qual você está falando.
22. Depressa, fuja para lá, porque nada posso fazer enquanto você não chegar lá". É por isso que se deu a essa cidade o nome de Segor.
23. O sol estava nascendo quando Ló chegou a Segor.
24. Então Javé fez chover do céu enxofre e fogo sobre Sodoma e Gomorra;
25. destruiu essas cidades e toda a planície, com os habitantes das cidades e a vegetação do solo.
26. A mulher de Ló olhou para trás e se transformou numa estátua de sal.
27. Abraão levantou-se de madrugada e foi ao lugar onde estivera com Javé.
28. Olhou para Sodoma, para Gomorra e para toda a planície, e viu a fumaça subir da terra, como a fumaça de uma fornalha.
29. Assim, ao destruir as cidades da planície, Deus se lembrou de Abraão, e retirou Ló do meio da catástrofe, quando arrasou as cidades onde Ló habitava.

FRUTOS DA CIDADE CORROMPIDA
30. Ló subiu de Segor e se estabeleceu na montanha com as duas filhas, porque estava com medo de viver em Segor. Por isso, instalou-se numa caverna com as duas filhas.
31. A mais velha disse à mais nova: "Nosso pai já está velho e na terra não há nenhum homem para ter relação conosco, como se faz em todo lugar.
32. Vamos embriagar nosso pai para ter relação com ele; assim daremos uma descendência ao nosso pai".
33. Nessa noite, elas embriagaram o pai e a mais velha deitou-se com ele, que não percebeu nem quando ela se deitou, nem quando se levantou.
34. No dia seguinte, a mais velha disse para a mais nova: "Na noite passada eu dormi com meu pai; esta noite, nós o embriagaremos de novo, e você se deitará com ele; assim daremos uma descendência ao nosso pai".
35. Também nessa noite, elas embriagaram o pai, e a mais nova deitou-se com ele, que não percebeu nem quando ela se deitou, nem quando se levantou.
36. E as duas filhas de Ló ficaram grávidas do próprio pai.
37. A mais velha deu à luz um filho, e o chamou Moab, que é o antepassado dos atuais moabitas.
38. Também a mais nova deu à luz um filho, e o chamou Ben-Ami, que é o antepassado dos atuais amonitas.

[Gênesis 20]Gênesis 20



DEUS LIBERTA O OPRIMIDO
1. Abraão partiu daí e foi para o Negueb, estabelecendo-se entre Cades e Sur, e vivendo como imigrante em Gerara.
2. Abraão dizia que Sara era sua irmã. Então Abimelec, rei de Gerara, mandou buscar Sara.
3. Mas Deus visitou Abimelec em sonho durante a noite, e lhe disse: "Você vai morrer, porque essa mulher que você tomou é casada".
4. Abimelec, que ainda não tinha tido relações com ela, disse: "Meu Senhor, vais matar alguém inocente?
5. Ele próprio me disse que era sua irmã; e ela disse que ele era seu irmão. Fiz isso de boa fé e mãos limpas".
6. Deus lhe respondeu no sonho: "Sei que você fez isso de boa fé. Fui eu quem impediu você de pecar contra mim, não permitindo que a tocasse.
7. Agora, devolva a mulher a esse homem: ele é profeta e rezará para que você continue vivo. Se não a devolver, fique sabendo que você morrerá com todos os seus".
8. Abimelec levantou-se bem cedo e chamou todos os servos. Contou-lhes tudo, e os homens ficaram muito assustados.
9. Em seguida, Abimelec chamou Abraão e lhe disse: "O que é que você fez conosco? Que mal eu lhe fiz para você atrair tão grande pecado sobre mim e meu reino? Você fez comigo uma coisa que não se deve fazer".
10. E Abimelec acrescentou: "O que você pretendia ao fazer isso?"
11. Abraão respondeu: "Pensei que neste país não respeitavam a Deus e que me matariam por causa de minha mulher.
12. Além do mais, ela é de fato minha irmã por parte de pai, mas não por parte de mãe, e se tornou minha mulher.
13. Quando Deus me fez andar errante, longe de minha família, eu pedi a ela: 'Faça-me este favor: em qualquer lugar em que chegarmos, diga que eu sou seu irmão' ".
14. Abimelec pegou ovelhas e bois, servos e servas, e os deu a Abraão, devolvendo também sua mulher Sara.
15. Disse ainda: "Minha terra está aberta para você; fique onde quiser".
16. Depois disse a Sara: "Aqui estão mil moedas de prata para o seu irmão. Isso servirá de reparação diante de todos os seus, e ninguém pensará mal de você".
17. Abraão intercedeu junto a Deus, e Deus curou Abimelec, sua mulher e seus servos, a fim de que pudessem ter filhos.
18. Isso porque Javé tornara estéreis todas as mulheres na casa de Abimelec, por causa de Sara, mulher de Abraão.

[Gênesis 21]Gênesis 21



DEUS REALIZA O QUE PROMETE
1. Javé visitou Sara, como havia anunciado, e cumpriu sua promessa.
2. No tempo que Deus tinha marcado, Sara concebeu e deu à luz um filho para Abraão, que já era velho.
3. Abraão deu o nome de Isaac ao filho que lhe nasceu, gerado por Sara.
4. Conforme Deus lhe havia ordenado, Abraão circuncidou seu filho Isaac, quando este completou oito dias.
5. Abraão tinha cem anos quando seu filho Isaac nasceu.
6. E Sara disse: "Deus me deu motivo de riso, e todos os que souberem disso vão rir de mim".
7. E acrescentou: "Quem diria a Abraão que Sara iria amamentar filhos? Apesar de tudo, na sua velhice eu lhe dei um filho".

DEUS OUVE O GRITO DO NECESSITADO
8. O menino cresceu e foi desmamado. E no dia em que Isaac foi desmamado, Abraão deu uma grande festa.
9. Ora, Sara viu que o filho que Abraão tinha tido com a egípcia Agar estava zombando de seu filho Isaac.
10. Então ela disse a Abraão: "Expulse essa escrava e o filho dela, para que o filho dessa escrava não seja herdeiro com meu filho Isaac".
11. Abraão ficou muito desgostoso com isso, porque Ismael era seu filho.
12. Mas Deus lhe disse: "Não fique aflito por causa do menino e da escrava. Atenda ao pedido de Sara, pois será através de Isaac que sua descendência levará o nome que você tem.
13. Entretanto, também do filho da escrava eu farei uma grande nação, pois ele é descendência sua".
14. Abraão levantou-se de manhã, pegou pão e um cantil de água e os deu a Agar; colocou a criança sobre os ombros dela e depois a mandou embora. Ela saiu e andava errante pelo deserto de Bersabéia.
15. Quando acabou a água do cantil, ela pôs a criança debaixo de um arbusto
16. e foi sentar-se na frente, a distância de um tiro de arco. Ela pensava: "Não quero ver a criança morrer!" E sentou-se a distância. O menino começou a chorar.
17. Deus ouviu os gritos da criança, e o anjo de Deus, lá do céu, chamou Agar, dizendo: "O que é que você tem, Agar? Não tenha medo, pois Deus ouviu os gritos do menino que aí está.
18. Levante-se, pegue o menino e segure-o firme, porque eu farei dele uma grande nação".
19. Deus abriu os olhos de Agar e ela viu um poço. Foi encher o cantil e deu de beber ao menino.
20. Deus estava com o menino. Ele cresceu, morou no deserto e tornou-se um arqueiro.
21. Morou no deserto de Farã, e sua mãe escolheu para ele uma mulher egípcia.

ABRAÃO E ABIMELEC
22. Nesse tempo, Abimelec veio com Ficol, chefe do seu exército, e disse a Abraão: "Deus está com você em tudo o que você faz.
23. Portanto, jure por Deus, aqui mesmo, que não enganará nem a mim, nem a meus filhos e descendentes. E que você tratará a mim e a esta terra, onde você mora, com a mesma amizade com que eu tratei você".
24. Abraão respondeu: "Eu juro".
25. Abraão reclamou com Abimelec por causa do poço do qual os servos de Abimelec se haviam apoderado.
26. Abimelec respondeu: "Não sei quem foi que fez isso. Você não me informou nada, e só agora estou sabendo disso".
27. Abraão pegou ovelhas e bois e os deu a Abimelec; e os dois fizeram uma aliança.
28. Abraão separou sete ovelhas do rebanho,
29. e Abimelec lhe perguntou: "Para que servem essas sete ovelhas que você separou?"
30. Abraão respondeu: "Estas sete ovelhas, que você recebeu de minha mão, são a prova de que eu cavei este poço".
31. Por isso, o lugar recebeu o nome de Bersabéia, porque aí os dois fizeram um juramento.
32. Depois que fizeram aliança em Bersabéia, Abimelec e Ficol, chefe do seu exército, voltaram para a terra dos filisteus.
33. Abraão plantou uma árvore em Bersabéia e invocou aí o nome de Javé, o Deus eterno.
34. Abraão morou muito tempo na terra dos filisteus.

[Gênesis 22]Gênesis 22



A GRANDE PROVA
1. Depois desses acontecimentos, Deus pôs Abraão à prova, e lhe disse: "Abraão, Abraão!" Ele respondeu: "Estou aqui".
2. Deus disse: "Tome seu filho, o seu único filho Isaac, a quem você ama, vá à terra de Moriá e ofereça-o aí em holocausto, sobre uma montanha que eu vou lhe mostrar".
3. Abraão se levantou cedo, preparou o jumento, e levou consigo dois servos e seu filho Isaac. Rachou a lenha do holocausto, e foi para o lugar que Deus lhe havia indicado.
4. No terceiro dia, Abraão levantou os olhos e viu de longe o lugar.
5. Então disse aos servos: "Fiquem aqui com o jumento; eu e o menino vamos até lá, adoraremos a Deus e depois voltaremos até vocês".
6. Abraão pegou a lenha do holocausto e a colocou nas costas do seu filho Isaac, tendo ele próprio tomado nas mãos o fogo e a faca. E foram os dois juntos.
7. Isaac falou a seu pai: "Pai". Abraão respondeu: "Sim, meu filho!" Isaac continuou: "Aqui estão o fogo e a lenha. Mas onde está o cordeiro para o holocausto?"
8. Abraão respondeu: "Deus providenciará o cordeiro para o holocausto, meu filho!" E continuaram caminhando juntos.
9. Quando chegaram ao lugar que Deus lhe indicara, Abraão construiu o altar, colocou a lenha, depois amarrou seu filho e o colocou sobre o altar, em cima da lenha.
10. Abraão estendeu a mão e pegou a faca para imolar seu filho.
11. Nesse momento, o anjo de Javé o chamou lá do céu e disse: "Abraão, Abraão!" Ele respondeu: "Aqui estou!"
12. O anjo continuou: "Não estenda a mão contra o menino! Não lhe faça nenhum mal! Agora sei que você teme a Deus, pois não me recusou seu filho único".
13. Abraão ergueu os olhos e viu um cordeiro, preso pelos chifres num arbusto; pegou o cordeiro e o ofereceu em holocausto no lugar do seu filho.
14. E Abraão deu a esse lugar o nome de "Javé providenciará". Assim, até hoje se costuma dizer: "Sobre a montanha, Javé providenciará".
15. O anjo de Javé chamou lá do céu uma segunda vez a Abraão,
16. dizendo: "Juro por mim mesmo, palavra de Javé: porque você me fez isso, porque não me recusou seu filho único,
17. eu o abençoarei, eu multiplicarei seus descendentes como as estrelas do céu e a areia da praia. Seus descendentes conquistarão as cidades de seus inimigos.
18. Por meio da descendência de você, todas as nações da terra serão abençoadas, porque você me obedeceu".
19. Abraão voltou até seus servos, e juntos foram para Bersabéia. E Abraão ficou morando em Bersabéia.

PARENTES DE ABRAÃO
20. Depois desses acontecimentos, comunicaram a Abraão que também Melca dera filhos a seu irmão Nacor:
21. seu primogênito Hus; Buz, irmão deste; Camuel, pai de Aram;


Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   197


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal