Origem do mundo e da humanidade a criaçÃo gênesis 1 a humanidade, ponto alto da criaçÃO


Os filisteus foram dominados e nunca mais invadiram o território de Israel, porque a mão de Javé pesou sobre eles enquanto Samuel viveu. 14



Baixar 5.7 Mb.
Página39/197
Encontro29.07.2016
Tamanho5.7 Mb.
1   ...   35   36   37   38   39   40   41   42   ...   197

13. Os filisteus foram dominados e nunca mais invadiram o território de Israel, porque a mão de Javé pesou sobre eles enquanto Samuel viveu.
14. Israel reconquistou as cidades que os filisteus tinham tomado. Desse modo, tais cidades, junto com seus territórios voltaram ao poder de Israel, desde Acaron até Gat. E houve paz entre Israel e os amorreus.
15. Até a sua morte, Samuel foi juiz em Israel.
16. Todos os anos ele visitava Betel, Guilgal e Masfa, e julgava Israel em todos esses lugares.
17. Depois voltava a Ramá, onde ficava sua residência e onde exercia suas funções de juiz sobre Israel. Foi aí que construiu um altar para Javé.

[I Samuel 8]II. SAMUEL E SAUL: AVALIAÇÃO DA AUTORIDADE POLÍTICA



1. INSTITUIÇÃO DE UM PODER CENTRAL

I Samuel 8

ALIENAÇÃO PODE CUSTAR CARO
1. Quando já estava velho, Samuel estabeleceu os dois filhos seus como juízes em Israel.
2. Seu primeiro filho se chamava Joel, e o segundo Abias. Os dois exerceram o cargo de juiz em Bersabéia.
3. Eles, porém, não seguiram o exemplo do pai, deixando-se levar pela ganância: aceitaram suborno e distorceram o direito.
4. Então os anciãos de Israel se reuniram e foram até Samuel, em Ramá.
5. Disseram a Samuel: "Veja. Você já está velho e seus filhos não seguem o seu exemplo. Por isso, escolha para nós um rei, para que ele nos governe, como acontece em todas as nações".
6. Não agradou a Samuel a frase que eles disseram: "Dê-nos um rei para que nos governe". Então Samuel invocou a Javé.
7. E Javé disse a Samuel: "Atenda à voz do povo em tudo o que eles pedirem, pois não é a você que eles estão rejeitando, mas a mim; não querem mais que eu reine sobre eles.
8. Assim como eles têm feito desde o dia em que os tirei do Egito até hoje, abandonando-me e servindo outros deuses, a mesma coisa eles fizeram com você.
9. Atenda o pedido deles. Contudo, mostre com clareza e explique para eles o direito do rei que reinará sobre eles".
10. Samuel transmitiu todas as palavras de Javé ao povo que lhe pedia um rei.
11. E lhes disse: "Este é o direito do rei que governará vocês: ele convocará os filhos de vocês para cuidar dos carros e cavalos dele, e correr à frente do seu carro.
12. Ele os nomeará chefes de mil e chefes de cinqüenta. Ele os obrigará a ararem a terra dele e fazerem a colheita para ele, a fabricarem para ele armas de guerra e as peças dos seus carros.
13. As filhas de vocês serão convocadas para trabalhar como perfumistas, cozinheiras e padeiras.
14. Ele tomará os campos, as vinhas e os melhores olivais de vocês, para dá-los aos ministros.
15. Pegará a décima parte das plantações e vinhas de vocês, e as dará aos oficiais e ministros.
16. Os melhores servos e servas, os bois e jumentos de vocês, ele os tomará para que fiquem a serviço dele,
17. e cobrará, como tributo, a décima parte dos rebanhos. E vocês mesmos serão transformados em escravos dele.
18. Quando isso acontecer, vocês se queixarão do rei que escolheram. Nesse dia, porém, Javé não dará nenhuma resposta a vocês".
19. No entanto, o povo não quis ouvir as explicações de Samuel, e disse: "Não tem importância. Teremos um rei,
20. e seremos também como as outras nações: nosso rei nos governará, irá à nossa frente para comandar nossas guerras".
21. Samuel ouviu tudo o que o povo disse e foi contar a Javé.
22. E Javé respondeu: "Se é isso que querem, estabeleça um rei para eles". Então Samuel disse aos israelitas: "Volte cada um para a sua cidade".

[I Samuel 9]I Samuel 9



A REALEZA É DOM DE JAVÉ
1. Entre os benjaminitas, havia um homem chamado Cis, filho de Abiel, filho de Seror, filho de Becorat, filho de Afia. Era um benjaminita muito importante.
2. Esse homem tinha um filho chamado Saul, jovem de boa aparência. Era um israelita imponente: os outros lhe chegavam apenas até os ombros.
3. As jumentas de Cis, pai de Saul, tinham se extraviado. Cis disse ao filho Saul: "Chame um dos empregados e vá procurar as jumentas".
4. Eles cruzaram a região montanhosa de Efraim, atravessaram o território de Salisa, mas não as encontraram. Atravessaram a região de Salim, e nada. Atravessaram a região de Benjamim, e nem aí encontraram as jumentas.
5. Quando chegaram ao território de Suf, Saul disse ao empregado que o acompanhava: "Vamos voltar, senão o meu pai vai ficar mais preocupado conosco do que com as jumentas".
6. O empregado, porém, sugeriu: "Olhe. Na cidade vizinha há um homem de Deus que é muito famoso. Tudo o que ele diz, acontece de fato. Vamos até lá. Quem sabe ele nos possa orientar sobre o caminho que devemos seguir".
7. Saul disse ao empregado: "Podemos ir. Mas o que vamos oferecer a esse homem? Já não temos pão na sacola. Não temos nada para oferecer a esse homem de Deus. Será que sobrou alguma coisa?"
8. O empregado respondeu: "Tenho aqui uma pequena moeda de prata. Vou oferecê-la ao homem de Deus, e ele nos dará uma orientação".
9. (Em Israel, antigamente, quando alguém ia consultar a Deus, costumava dizer: 'Vamos ao vidente'. Porque, em lugar de 'profeta', como se diz hoje, dizia-se 'vidente').
10. Saul replicou: "Ótimo, vamos lá". E foram à cidade onde morava o homem de Deus.
11. Quando subiam a ladeira para a cidade, encontraram duas moças que iam buscar água. Então perguntaram a elas: "É aqui que mora o vidente?"
12. As moças responderam: "É sim. Ele acabou de chegar um pouco antes de vocês. Vão depressa. Ele veio hoje à cidade, porque hoje o povo vai oferecer um sacrifício no lugar alto.
13. Entrando na cidade, vocês o encontrarão antes que ele suba ao lugar alto para comer. O povo não vai comer antes que ele chegue, porque é ele quem abençoa o sacrifício. Só depois é que os convidados podem comer. Subam logo, e vocês o encontrarão".
14. Eles então subiram até à cidade. Quando estavam passando pela porta da cidade, Samuel ia na direção deles para subir até o lugar alto.
15. Ora, um dia antes da chegada de Saul, Javé tinha feito uma revelação a Samuel:
16. "Amanhã, nesta mesma hora, vou mandar a você um homem da terra de Benjamim. Você o ungirá como chefe do meu povo Israel, e ele libertará o povo do poder filisteu, porque eu vi a miséria do meu povo, e o seu clamor chegou até junto de mim".
17. Quando Samuel viu Saul, Javé o avisou: "É esse o homem de quem falei a você. É ele quem vai dirigir o meu povo".
18. Saul chegou perto de Samuel, no meio da porta, e lhe perguntou: "O senhor pode me dizer onde é a casa do vidente?"
19. Samuel respondeu: "Eu sou o vidente. Suba na minha frente até o lugar alto. Hoje você comerá comigo, e amanhã de manhã você irá embora. Vou resolver a questão que o preocupa.
20. Não se preocupe com as jumentas que você perdeu há três dias. Elas já foram encontradas. Aliás, de quem é toda a riqueza de Israel? Não é, por acaso, sua e da família do seu pai?"
21. Saul respondeu: "Eu sou de Benjamim, a menor das tribos de Israel; meu clã é o menos importante de todos os da tribo de Benjamim. Por que o senhor está me dizendo isso?"
22. Samuel levou Saul e seu empregado até a sala e lhes deu um lugar de honra entre os convidados, que eram cerca de trinta pessoas.
23. Depois disse ao cozinheiro: "Traga aquela porção que mandei você preparar".
24. Então o cozinheiro levou o pernil e o rabo e os serviu a Saul, enquanto Samuel dizia: "Aí está o que foi reservado para você. Coma, porque foi guardado para esta ocasião, a fim de que você o coma junto com os convidados". E nesse dia, Saul comeu ao lado de Samuel.
25. Em seguida, desceram do lugar alto para a cidade, prepararam para Saul uma cama no terraço,
26. e ele se deitou. Ao nascer do sol, Samuel chamou Saul no terraço, e disse: "Levante-se, que eu vim para me despedir". Saul se levantou e saiu da casa com Samuel.
27. Quando chegaram aos limites da cidade, Samuel disse a Saul: "Mande o empregado ir na frente. Quanto a você, espere um momento, para que eu comunique a você a palavra de Deus".

[I Samuel 10]I Samuel 10



1. Então Samuel pegou a vasilha de óleo, e o derramou sobre a cabeça de Saul. Depois o beijou e disse: "Javé ungiu você para ser chefe sobre Israel, o povo dele. Você governará o povo e o libertará dos inimigos vizinhos. Eis o sinal de que Javé ungiu você como chefe da herança dele.
2. Hoje, quando sair daqui, você encontrará dois homens junto ao túmulo de Raquel, na fronteira de Benjamim. Eles lhe dirão: 'Encontraram as jumentas que você estava procurando. Seu pai esqueceu a história das jumentas e está preocupado com você, e anda perguntando: O que será que aconteceu com o meu filho?'
3. Daí, indo mais adiante, você chegará ao Carvalho do Tabor, e então encontrará três homens subindo para o santuário de Deus em Betel: um estará levando três cabritos, outro três pães, e o terceiro uma vasilha com vinho.
4. Eles vão cumprimentar você e oferecer dois pães. Você deve aceitar.
5. Depois você chegará a Gabaá de Deus, onde estão os governadores filisteus. Entrando na cidade, você topará com um grupo de profetas descendo do lugar alto, acompanhados de harpas, tamborins, flautas e cítaras; eles estarão em transe.
6. Então o espírito de Javé virá sobre você, e também você entrará em transe com eles e se transformará em outro homem.
7. Quando esses sinais se realizarem, faça o que você achar melhor, porque Deus estará com você.
8. Desça para Guilgal antes de mim. Em seguida, eu irei encontrar-me com você para oferecer holocaustos e sacrifícios de comunhão. Espere sete dias. Depois eu irei ao seu encontro e mostrarei a você o que deverá fazer".
9. Assim que Saul virou as costas e deixou Samuel, Deus lhe mudou o coração. E todos esses sinais aconteceram nesse mesmo dia.
10. Daí, partiram para Gabaá, e um grupo de profetas foi ao encontro de Saul. O espírito de Javé desceu sobre ele, que entrou em transe no meio deles.
11. Todos os que conheciam Saul há muito tempo, o viram profetizando entre os profetas, e diziam uns para os outros: "O que é que aconteceu com o filho de Cis? Também Saul entre os profetas?"
12. Um homem da vizinhança perguntou: "Quem é o pai dele?" É por isso que se tornou provérbio esta frase: "Também Saul entre os profetas?"
13. Tendo saído do transe, Saul foi para casa.
14. O tio de Saul perguntou a ele e ao empregado: "Aonde é que vocês foram?" Saul respondeu: "Buscar as jumentas. Como não as encontramos, fomos ter com Samuel".
15. O tio de Saul perguntou: "Conte-me o que foi que Samuel disse para vocês".
16. Saul disse ao tio: "Ele nos contou que as jumentas já tinham sido encontradas". Não falou nada, porém, do que Samuel tinha dito sobre a realeza.

SAUL É ESCOLHIDO REI POR SORTEIO
17. Em Masfa, Samuel convocou o povo em torno de Javé,
18. e falou aos israelitas: "Assim diz Javé, o Deus de Israel: Eu tirei Israel do Egito, e libertei vocês do poder do Egito e do poder de todos os reinos que os oprimiam.
19. Contudo, hoje vocês rejeitaram o Deus de vocês, que os salvou de todos os males e angústias. Vocês disseram: 'Não importa, estabeleça um rei para nós!' Agora, portanto, compareçam diante de Javé por tribos e clãs".
20. Samuel convocou todas as tribos de Israel, e foi sorteada a tribo de Benjamim.
21. Convocou então a tribo de Benjamim por clãs, e o clã de Metri foi sorteado. E Saul, filho de Cis, foi apontado no sorteio. Procuraram Saul, mas não o encontraram.
22. Consultaram, então, a Javé: "Saul está aqui?" Javé respondeu: "Ele está escondido entre as bagagens".
23. Correram para buscá-lo, e ele apareceu no meio do povo: os outros lhe chegavam apenas até os ombros.
24. Samuel disse a todo o povo: "Estão vendo quem Javé escolheu? Não há, entre todo o povo, ninguém igual a ele". E todo o povo começou a aclamar, gritando: "Viva o rei!"
25. Samuel explicou ao povo o direito do rei, e o escreveu num livro, que colocou diante de Javé. Em seguida, despediu o povo, cada um para sua casa.
26. Saul também voltou para sua casa em Gabaá, e com ele foram também os valentes, cujo coração Deus havia tocado.
27. Os vadios, porém, comentaram: "Como é que esse sujeito nos poderá salvar?" E o desprezaram, e não lhe deram presentes. E Saul se calava.

[I Samuel 11]I Samuel 11



SAUL ELEITO POR ACLAMAÇÃO
1. Um mês depois, o amonita Naás fez uma incursão e acampou contra Jabes de Galaad. Todos os habitantes de Jabes propuseram a Naás: "Faça uma aliança conosco e seremos seus servos".
2. Naás, porém, respondeu: "Farei uma aliança com a condição de furar o olho direito de vocês. Desse modo, provocarei todo o povo de Israel".
3. Então os anciãos de Jabes lhe pediram: "Dê-nos uma trégua de sete dias. Mandaremos mensageiros a todo o território de Israel. Se ninguém nos ajudar, nós nos renderemos a você".
4. Os mensageiros chegaram a Gabaá de Saul, expuseram a situação a todo o povo, e todos começaram a chorar e a gritar.
5. Ora, aconteceu que Saul estava chegando do campo, onde cuidava dos bois, e perguntou: "O que aconteceu? Por que o povo está chorando?" Contaram-lhe, então, o que os homens de Jabes lhes haviam dito.
6. Quando Saul ouviu a notícia, o espírito de Javé tomou conta dele. Saul ficou enfurecido,
7. pegou uma junta de bois, os despedaçou e os mandou por mensageiros a todo o território de Israel, com este recado: "Se alguém não acompanhar Saul e Samuel, a mesma coisa acontecerá com seus bois". O terror de Javé se abateu sobre o povo. E eles marcharam para a guerra, como se fossem um só homem.
8. Saul, em Bezec, passou revista às tropas: de Israel havia trezentos mil, e de Judá trinta mil.
9. Então Saul disse aos mensageiros: "Digam aos habitantes de Jabes de Galaad: 'Amanhã, quando o sol esquentar, vocês serão socorridos' ". Os mensageiros voltaram e deram a notícia aos habitantes de Jabes. Estes ficaram cheios de alegria,
10. e disseram a Naás: "Amanhã nos renderemos, e vocês nos tratarão como quiserem".
11. No dia seguinte, Saul distribuiu a tropa em três grupos, que invadiram o acampamento de manhãzinha, e atacaram os amonitas até a hora que o sol esquentou. Os sobreviventes se espalharam, de modo a não ficar dois juntos.
12. Então o povo disse a Samuel: "Quais eram os que diziam que Saul não reinaria sobre nós? Diga-nos os nomes deles, que nós os mataremos".
13. Saul, porém, disse: "Hoje ninguém deverá ser morto, porque neste dia Javé salvou Israel".
14. Depois Samuel disse ao povo: "Vamos a Guilgal para inaugurar aí a realeza".
15. Todo o povo se reuniu em Guilgal, e aí mesmo, diante de Javé, proclamaram Saul como rei. Ofereceram a Javé sacrifícios de comunhão, e Saul com os israelitas fizeram uma grande festa.

[I Samuel 12]I Samuel 12



AVALIANDO O PASSADO E PREVENDO O FUTURO
1. Samuel disse a todo o Israel: "Vejam. Atendi vocês em tudo o que me pediram; estabeleci um rei para vocês.
2. De agora em diante, é o rei quem estará à frente de vocês. Eu já estou velho, de cabelos brancos, e meus filhos aí estão no meio de vocês. Fiquei à frente de vocês desde a minha juventude até hoje.
3. Aqui estou eu. Deponham contra mim diante de Javé e do seu ungido. De quem tomei um boi e de quem tomei um jumento? A quem explorei e a quem oprimi? De quem recebi dinheiro para fechar os olhos sobre o caso? Eu restituirei a vocês".
4. Eles disseram: "Você não explorou, nem oprimiu, nem tirou nada de ninguém".
5. Samuel disse para eles: "Hoje, aqui Javé é testemunha contra vocês, e o ungido dele é testemunha também, de que vocês não encontraram nada em minhas mãos". Responderam: "Ele é testemunha".
6. Então Samuel disse ao povo: "Foi Javé quem agiu com Moisés e Aarão, e tirou da terra do Egito os antepassados de vocês.
7. Agora esperem! Vou citar contra vocês, diante de Javé, todos os atos de justiça que Javé realizou para vocês e para seus antepassados:
8. Quando Jacó esteve no Egito, os egípcios o oprimiram, e os antepassados de vocês clamaram a Javé: Ele enviou Moisés e Aarão, que tiraram do Egito os antepassados de vocês, e aqui neste lugar os instalou.
9. Mas eles se esqueceram de Javé seu Deus, que os entregou ao poder de Sísara, chefe do exército de Hasor, ao poder dos filisteus e ao poder do rei de Moab, que fizeram guerra contra eles.
10. Então eles clamaram a Javé: 'Pecamos, porque abandonamos Javé, para servir aos deuses e deusas dos cananeus. Mas agora, liberta-nos do poder de nossos inimigos, e nós serviremos a ti'.
11. Então Javé mandou Jerobaal, Barac, Jefté e Samuel: libertou vocês do poder dos inimigos vizinhos, e vocês habitaram em segurança.
12. Mas, quando vocês viram Naás, rei dos amonitas, marchando contra, vocês me disseram: 'Não importa. Queremos ser governados por um rei'. No entanto, Javé seu Deus, é o rei de vocês!
13. Agora, aí está o rei que vocês escolheram e pediram: Javé deu um rei para vocês!
14. Se temerem a Javé e o servirem, se lhe obedecerem e não se opuserem a ele, tanto vocês, como o rei que reina sobre vocês, seguirão a Javé seu Deus.
15. Mas se vocês não obedecerem a Javé e se opuserem a ele, então a mão de Javé pesará sobre vocês e sobre seu rei.
16. Esperem mais um pouco, e vejam esta grande coisa que Javé realiza diante de vocês:
17. Não é agora o tempo da colheita do trigo? Pois bem! Eu invocarei a Javé, e ele mandará trovões e chuva. Reconheçam e vejam o grande mal que vocês realizaram aos olhos de Javé, pedindo um rei para vocês!"
18. Então Samuel invocou a Javé, e Javé mandou trovões e chuva nesse dia. O povo temeu muito a Javé e a Samuel.
19. E todo o povo disse a Samuel: "Interceda por seus servos junto a Javé seu Deus, para que não morramos, porque aos nossos pecados acrescentamos o mal de pedir um rei para nós".
20. Samuel disse ao povo: "Não tenham medo. De fato, vocês cometeram todo esse mal. Somente não se afastem de Javé e sirvam a ele de todo o coração.
21. Não se afastem para correr atrás de ídolos que não servem para nada e não podem libertar, porque são vazios.
22. É por causa do seu grande nome que Javé não abandonará o seu povo, porque Javé decidiu fazer de vocês o povo dele.
23. Quanto a mim, longe de mim pecar contra Javé, deixando de interceder por vocês. Continuarei ensinando a vocês o caminho bom e certo.
24. Somente temam a Javé e sirvam a ele com fidelidade e de todo o coração. Vejam que coisas grandes ele realizou no meio de vocês!
25. Contudo, se praticarem o mal, tanto vocês como o seu rei vão perecer".

[I Samuel 13]2. AS TENTAÇÕES DO PODER POLÍTICO



I Samuel 13

A TENTAÇÃO DE SE ABSOLUTIZAR
1. Saul tinha trinta anos quando se tornou rei, e reinou sobre Israel durante vinte anos.
2. Saul escolheu para si três mil israelitas: dois mil estavam com ele em Macmas e na montanha de Betel, enquanto mil estavam com Jônatas em Gabaá de Benjamim. Saul despediu o resto do povo, mandando cada um para a sua tenda.
3. Jônatas matou o governador dos filisteus que estava em Gaba, e os filisteus ouviram a notícia. Então Saul mandou tocar a trombeta, por todo o território, dizendo: "Que os hebreus ouçam!"
4. Todo o Israel soube que Saul tinha matado o governador filisteu, e também que Israel se havia tornado odioso para os filisteus. Então o povo se reuniu atrás de Saul, em Guilgal.
5. Os filisteus se reuniram para combater contra Israel: três mil carros, seis mil cavalos e uma tão numerosa multidão como os grãos de areia da praia. Subiram e acamparam em Macmas, ao oriente de Bet-Áven.
6. Os israelitas se viram em apuros, porque estavam muito perto uns dos outros. Então o povo se escondeu em cavernas, buracos, rochas, grutas e poços.
7. Alguns hebreus atravessaram o Jordão para o território de Gad e Galaad. Saul estava ainda em Guilgal e todo o povo, tremendo de medo, foi à procura dele.
8. Ele esperou sete dias pela reunião marcada com Samuel. Mas Samuel não chegou a Guilgal, e o povo começou a debandar, abandonando Saul.
9. Então Saul disse: "Preparem o holocausto e os sacrifícios de comunhão". E ofereceu o holocausto.
10. Ele estava acabando de oferecer o holocausto, quando Samuel chegou. Saul foi ao encontro dele para saudá-lo.
11. Samuel perguntou: "O que é que você fez?" Saul respondeu: "Vi que o povo me abandonava e debandava, que você não chegava para a reunião no dia marcado, e que os filisteus estavam reunidos em Macmas.
12. Então eu refleti: 'Agora os filisteus vão cair sobre mim em Guilgal, sem que eu tenha oferecido sacrifícios a Javé'. Assim forçado, ofereci o holocausto".
13. Samuel disse a Saul: "Você agiu como louco! Você não obedeceu ao mandamento que Javé seu Deus lhe tinha ordenado. Certamente Javé teria confirmado para sempre o reinado que você exerceria sobre Israel.
14. Agora, porém, o seu reinado não se firmará. Javé encontrou um homem conforme o coração dele e o nomeou chefe do seu povo, porque você não obedeceu ao que Javé lhe tinha ordenado".
15. Samuel levantou-se e partiu de Guilgal para Gabaá de Benjamim. Saul então passou revista à tropa que seguia com ele. Havia cerca de seiscentos homens.

COMO SE LIVRAR DA DEPENDÊNCIA?
16. Saul e seu filho Jônatas com suas tropas se fixaram em Gaba de Benjamim; os filisteus estavam acampados em Macmas.
17. Do acampamento filisteu, um comando de ataque saiu dividido em três grupos: um tomou a direção de Efra, no território de Sual,
18. outro se dirigiu para Bet-Horon, e o terceiro foi para a elevação que domina o vale das Hienas, no caminho do deserto.
19. No território de Israel, nesse tempo, não havia ferreiro, porque os filisteus haviam decidido que os hebreus não fabricariam espadas ou lanças.
20. Por esse motivo, todos os israelitas tinham que ir até os filisteus para amolar o arado, o machado, a enxada e a foice.
21. Para amolar um arado ou machado, os filisteus cobravam oito gramas de prata, e quatro gramas, para amolar as enxadas e endireitar os ferrões.
22. E assim, aconteceu que, na hora da batalha, em toda a tropa de Saul e Jônatas não havia nem espada nem lança, a não ser as de Saul e de seu filho Jônatas.
23. Uma guarnição de filisteus partiu para o passo de Macmas.

[I Samuel 14]I Samuel 14



LIDERANÇA DE JÔNATAS
1. Certo dia, Jônatas, filho de Saul, disse a seu escudeiro: "Vamos até a guarnição dos filisteus que está do outro lado". Mas Jônatas nada comunicou a seu pai.
2. Saul estava na fronteira de Gaba, sentado debaixo da romãzeira que fica perto da eira, e com ele estava uma tropa de aproximadamente seiscentos homens.
3. Quem levava o efod era Aías, filho de Aquitob, irmão de Icabod, filho de Finéias, filho de Eli, sacerdote de Javé em Silo. Ninguém percebeu que Jônatas havia partido.


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   35   36   37   38   39   40   41   42   ...   197


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal