Origem do mundo e da humanidade a criaçÃo gênesis 1 a humanidade, ponto alto da criaçÃO


confirmado como lei para Jacó e como aliança eterna para Israel: 18



Baixar 5.7 Mb.
Página59/197
Encontro29.07.2016
Tamanho5.7 Mb.
1   ...   55   56   57   58   59   60   61   62   ...   197

17. confirmado como lei para Jacó e como aliança eterna para Israel:
18. "Eu lhe darei a terra de Canaã como sua parte na herança".
19. Aí vocês podiam ser contados, eram pouco numerosos, estrangeiros na terra.
20. Eles iam e vinham de nação em nação, de um reino para outro povo diferente.
21. Ele não deixou que ninguém os oprimisse. Por causa deles, até reis ele castigou:
22. "Não toquem nos meus ungidos! Não façam mal aos meus profetas!"
23. Cante a Javé, ó terra inteira, proclame sua vitória, dia após dia!
24. Anuncie a glória dele entre as nações e suas maravilhas a todos os povos!
25. Porque Javé é grande e digno de louvor, mais temível que todos os deuses.
26. Pois os deuses dos povos são aparência, enquanto Javé foi quem fez o céu.
27. Majestade e esplendor caminham diante dele, poder e beleza estão no seu Templo.
28. Aclamem a Javé, famílias dos povos! Aclamem a glória e o poder de Javé!
29. Aclamem a glória do nome de Javé, apresentem-se a ele trazendo ofertas, adorem a Javé no seu átrio sagrado.
30. Terra inteira, trema na presença de Javé! Ele firmou o mundo, que jamais tremerá.
31. Que o céu se alegre e a terra exulte, e as nações proclamem: "Javé é rei!"
32. Estronde o mar, e o que ele contém! Que o campo festeje, e o que nele existe!
33. As árvores da selva gritem de alegria diante de Javé, porque ele vem, ele vem para governar a terra.
34. Agradeçam a Javé, porque ele é bom, porque o seu amor é para sempre!
35. Digam: "Salva-nos, ó Deus, nosso salvador! Reúne e liberta das nações a todos nós, para que celebremos teu Nome santo e nos orgulhemos do teu louvor.
36. Seja bendito Javé, o Deus de Israel, desde sempre e para sempre!" E todo o povo respondeu: "Amém! Aleluia!"

O CULTO QUE SUSTENTA A COMUNIDADE
37. Junto à Arca da Aliança de Javé, Davi deixou Asaf e seus irmãos, para garantir o serviço contínuo diante da Arca, conforme o ritual cotidiano.
38. Como porteiros, deixou Obed-Edom, filho de Iditun, e Hosa, junto com sessenta e oito parentes.
39. Os sacerdotes Sadoc e seus parentes ficaram junto à morada de Javé, no lugar alto que havia em Gabaon,
40. a fim de oferecerem holocaustos em honra de Javé sobre o altar dos holocaustos, de manhã e de tarde, para sempre, tudo de acordo com o que está escrito na Lei que o próprio Javé dera como norma para Israel.
41. Com eles, ficaram Emã e Iditun com outros escolhidos, indicados nominalmente para o louvor de Deus, "porque o seu amor é para sempre".
42. Ficaram com eles também os tocadores de trombetas, címbalos e outros instrumentos que acompanham os cânticos de Deus. Os filhos de Iditun ficaram encarregados da porta de entrada.
43. Então, todos voltaram para casa. Davi também voltou, para abençoar a sua casa.

[I Crônicas 17]I Crônicas 17



FUNDAÇÃO DO PODER DINÁSTICO
1. Ao voltar para casa, Davi disse ao profeta Natã: "Veja! Eu estou morando numa casa de cedro, enquanto que a Arca da Aliança de Javé está debaixo de uma tenda!"
2. Natã respondeu a Davi: "Faça o que você está querendo, porque Deus está com você".
3. Nessa mesma noite, Natã recebeu esta mensagem de Deus:
4. "Vá procurar o meu servo Davi e diga-lhe: Assim diz Javé: Não é você quem vai construir uma casa para eu morar.
5. Porque, desde quando libertei Israel até hoje, eu nunca morei numa casa. Ficava sempre de tenda em tenda, de abrigo em abrigo.
6. Por todo o tempo em que caminhei com todo o Israel, por acaso, eu perguntei alguma vez a um dos juízes de Israel, que coloquei como pastores do meu povo: 'Por que vocês não constroem uma casa de cedro para mim?'
7. Portanto, diga ao meu servo Davi: Assim diz Javé dos exércitos: Fui eu que tirei você do pastoreio atrás de ovelhas, para ser o chefe do meu povo Israel.
8. Estive com você por toda parte por onde você ia. Exterminei da sua frente todos os seus inimigos. Agora, vou dar a você uma fama igual à dos maiores homens do mundo.
9. Vou escolher um lugar para o meu povo Israel, e aí vou plantá-lo. Ele habitará nesse lugar, sem ser incomodado pelos maus, que não voltarão a oprimi-lo como antes,
10. desde o tempo em que estabeleci juízes para dirigir o meu povo Israel. Submeterei todos os seus inimigos e engrandecerei você. Javé anuncia que vai construir para você uma dinastia.
11. Quando você completar a idade de ir para junto de seus antepassados, eu farei surgir um descendente depois de você, um de seus filhos, e eu firmarei o reino dele.
12. Ele construirá uma casa para mim, e eu firmarei o trono dele para sempre.
13. Eu serei para ele pai, e ele será filho para mim. Ele nunca perderá o meu favor, como perdeu Saul, que foi rei antes de você.
14. Eu o manterei para sempre na minha casa e no meu reino, e o trono dele será firme para sempre".
15. Natã comunicou a Davi todas essas palavras e toda a presente visão.

O REI DEVE SERVIR A JAVÉ E AO POVO
16. Davi entrou na tenda, sentou-se diante de Javé, e disse: "Quem sou eu, Javé Deus, e o que é a minha casa para que me tenhas trazido até aqui?
17. No entanto, isso ainda te parece pouco, ó Deus, porque estendes tuas promessas para a casa do teu servo até um futuro distante, e me consideras uma pessoa de importância, Javé Deus.
18. Que mais poderia Davi fazer para ti, em vista da fama que deste ao teu servo? Tu mesmo distinguiste o teu servo.
19. Javé, por amor ao teu servo e conforme os teus projetos, realizaste essa obra extraordinária, para manifestar todas as tuas maravilhas.
20. Javé, não há ninguém como tu. Não há outro Deus além de ti, como ouvimos com nossos próprios ouvidos.
21. E quem é como o teu povo Israel, o único povo do mundo que Deus mesmo veio resgatar, para torná-lo seu povo e dar-lhe um nome grande e estável? Tu expulsaste as nações diante do teu povo, que resgataste do Egito.
22. Decidiste que o teu povo Israel será o teu povo para sempre. E tu, Javé, te tornaste o Deus dele.
23. Agora, Javé, que a promessa que fizeste ao teu servo e à sua casa fique firme para sempre, e se cumpra tudo o que prometeste.
24. Que essa promessa fique firme e que o teu nome seja engrandecido para sempre. Que se diga: 'Javé dos exércitos é o Deus de Israel'. Que a casa do teu servo Davi fique firme diante de ti,
25. pois foste tu, meu Deus, que revelaste ao teu servo que irias construir para ele uma dinastia. É por isso que o teu servo está aqui, rezando diante de ti.
26. Sim, Javé, tu és Deus e fizeste essa promessa ao teu servo.
27. Portanto, queiras abençoar a dinastia do teu servo, para que ela permaneça para sempre na tua presença. O que tu abençoas, fica abençoado para sempre".

[I Crônicas 18]I Crônicas 18



LIBERTAÇÃO FRENTE AOS INIMIGOS
1. Em seguida, Davi derrotou os filisteus e os dominou, tomando deles a cidade de Gat e suas vizinhanças.
2. Venceu também os moabitas, que passaram a ser súditos dele e a pagar-lhe tributo.
3. Davi derrotou também Adadezer, rei de Soba, quando este seguia na direção de Emat, a fim de conquistar o rio Eufrates.
4. Tomou dele mil carros de guerra, sete mil cavaleiros e vinte mil soldados de infantaria. Davi cortou os tendões de todos os cavalos, deixando apenas cem.
5. Aram de Damasco foi ajudar Adadezer, rei de Soba, mas Davi matou vinte e dois mil arameus.
6. Depois, estabeleceu governadores em Aram de Damasco. E os arameus se tornaram súditos de Davi e lhe pagaram tributo. Javé ia dando vitórias a Davi por toda a parte por onde ele andava.
7. Davi tomou os escudos de ouro que os oficiais de Adadezer usavam, e os levou para Jerusalém.
8. Das cidades de Tebat e Cun, pertencentes a Adadezer, Davi pegou grande quantidade de bronze. Foi com esse bronze que Salomão mandou fazer o Mar de bronze, as colunas e os utensílios de bronze.
9. Toú, rei de Emat, soube que Davi tinha arrasado o exército de Adadezer, rei de Soba.
10. Enviou então seu filho Adoram até o rei Davi, para saudá-lo e felicitá-lo por ter guerreado contra Adadezer e tê-lo vencido, pois Adadezer estava em guerra também contra Toú. Mandou-lhe ainda toda espécie de objetos de ouro, prata e bronze.
11. Davi consagrou tudo a Javé, junto com o ouro e a prata que tinha tomado das outras nações: Edom, Moab, amonitas, filisteus e amalecitas.
12. Abisaí, filho de Sárvia, derrotou os edomitas no vale do Sal. Eles eram dezoito mil.
13. Depois, nomeou governadores em Edom; e todos os edomitas se tornaram súditos de Davi. Por onde Davi andasse, Deus lhe concedia a vitória.

UM

GOVERNO CONFORME A JUSTIÇA E O DIREITO
14. Davi reinou sobre todo o Israel, exercendo o direito e a justiça para com todo o seu povo.
15. Joab, filho de Sárvia, era o chefe do exército. Josafá, filho de Ailud, era o porta-voz.
16. Sadoc, filho de Aquitob, e Aquimelec, filho de Abiatar, eram os sacerdotes. Susa era o secretário.
17. E Banaías, filho de Joiada, comandava os cereteus e feleteus. Os filhos de Davi ocupavam os primeiros postos junto ao rei.

[I Crônicas 19]I Crônicas 19



AUGE DAS CONQUISTAS DE DAVI
1. Depois disso, morreu Naás, rei dos amonitas. E seu filho reinou em seu lugar.
2. Davi pensou: "Vou procurar fazer amizade com Hanon, filho de Naás, porque o pai dele sempre procurou fazer amizade comigo". E mandou alguns representantes para lhe dar os pêsames pela morte do pai. Quando os representantes de Davi chegaram ao país dos amonitas, para dar os pêsames a Hanon,
3. os príncipes amonitas disseram a Hanon: "Você pensa que Davi quer honrar seu pai, só porque mandou gente trazer os pêsames para você? Será que esses servos não vieram à sua casa para espionar, explorar e destruir o país?"
4. Então Hanon prendeu os emissários de Davi, raspou-lhes a barba, cortou-lhes o manto pelo meio, na altura das nádegas, e os mandou de volta.
5. Ao ser informado do que tinha acontecido a esses homens, Davi mandou alguém ao encontro deles, porque estavam muito envergonhados. E o rei mandou dizer-lhes: "Fiquem aí em Jericó, até que suas barbas cresçam. Depois vocês voltarão".
6. Os amonitas perceberam que se haviam tornado odiosos para Davi. Então Hanon e os amonitas mandaram trinta e quatro mil quilos de prata, para comprar carros de guerra e cavaleiros arameus da Mesopotâmia, de Maaca e de Soba.
7. Compraram, assim, trinta e dois mil carros de guerra, além de contratarem o rei de Maaca com o seu exército. Foram acampar em frente à cidade de Medaba. Enquanto isso, vindos de várias cidades, os amonitas iam-se reunindo para entrar em guerra.
8. Ao saber disso, Davi mandou Joab com todo o exército dos valentes.
9. Os amonitas se puseram em marcha e se organizaram para a luta, junto à porta da cidade, enquanto os reis que seguiram à parte, ficaram em campo aberto.
10. Ao ver que estava enfrentando uma luta pela vanguarda e pela retaguarda, Joab escolheu um grupo de jovens israelitas e os organizou para combater os arameus.
11. Confiou o restante do exército ao comando de seu irmão Abisaí; e esta parte se organizou para combater os amonitas.
12. Joab disse então: "Se os arameus estiverem mais fortes do que eu, venha você para me socorrer. E se os amonitas estiverem vencendo você, eu irei socorrê-lo.
13. Força e coragem para defender o nosso povo e as cidades do nosso Deus! E seja feito o que Javé achar melhor".
14. Então Joab, com a parte do exército sob seu comando, foi enfrentar os arameus, que fugiram diante dele.
15. Os amonitas, vendo que os arameus estavam fugindo, também fugiram de Abisaí, irmão de Joab, e entraram na cidade. Então Joab voltou para Jerusalém.
16. Ao se verem derrotados pelos israelitas, os arameus mandaram mensageiros procurar os outros arameus que moram do outro lado do rio Eufrates. Sofac, general de Adadezer, era quem os comandava.
17. Ao saber disso, Davi reuniu todo o Israel, atravessou o rio Jordão e foi na direção deles. Davi fez os planos para enfrentar os arameus. Em seguida, começou a guerra contra eles.
18. Os arameus fugiram dos israelitas, e Davi matou os cavalos de sete mil carros deles e quarenta mil homens de infantaria, além de matar Sofac, general do exército.
19. Ao verem que estavam sendo derrotados pelos israelitas, os oficiais de Adadezer fizeram as pazes com Davi, tornaram-se súditos dele e não quiseram mais socorrer os amonitas.

[I Crônicas 20]I Crônicas 20



1. No ano seguinte, na época em que os reis costumam sair para a guerra, Joab, no comando da elite do exército, foi arrasando o país dos amonitas, chegou até a capital Rabá, e cercou a cidade. Enquanto isso, Davi estava em Jerusalém. Joab tomou Rabá e a destruiu.
2. Davi tirou a coroa da cabeça do deus Melcom, e notou que pesava trinta e cinco quilos de ouro, e ainda tinha uma pedra preciosa. Daí em diante, ela passou a ficar na cabeça de Davi. E Davi levou da cidade um despojo muito grande.
3. Tirou a população que havia na cidade e a colocou para trabalhar com serras, picaretas e machados de ferro. E fez a mesma coisa com todas as outras cidades amonitas. Depois voltou para Jerusalém, junto com o exército.

VITÓRIA TOTAL SOBRE OS INIMIGOS
4. Depois disso, ainda havia guerra em Gazer contra os filisteus. Então Sobocai, da cidade de Husa, matou Safai, um filho dos rafaim. Dessa forma, eles foram dominados.
5. Houve ainda outra guerra contra os filisteus. Dessa vez, Elcanã, filho de Jair, matou Lami, filho de Golias de Gat. A lança deste mais parecia cilindro de tear.
6. A outra guerra foi em Gat. Aí havia um homem alto, que tinha vinte e quatro dedos: seis em cada mão e em cada pé, e que também era da família dos rafaim.
7. Ele insultou Israel. Porém Jônatas, filho de Samaá, irmão de Davi, o matou.
8. Esses indivíduos eram de Rafa, na região de Gat. Tombaram sob as mãos de Davi e de seus oficiais.

[I Crônicas 21]I Crônicas 21



DA TENTAÇÃO DO PODER AO CULTO DO DEUS VERDADEIRO
1. Satã se insurgiu contra Israel e induziu Davi a fazer o recenseamento de Israel.
2. Davi disse a Joab e aos chefes do povo: "Saiam e façam o recenseamento de Israel, desde Bersabéia até Dã. Depois voltem aqui, para eu ficar sabendo quantos são".
3. Joab respondeu: "Que Javé multiplique o povo cem vezes mais, senhor meu rei! Por acaso, não seriam todos súditos do meu senhor? Para que o meu senhor faz esse recenseamento? Por que está querendo ser causa de pecado para Israel?"
4. Mas a ordem do rei prevaleceu, e Joab saiu andando por todo o país. Finalmente, voltou para Jerusalém.
5. Entregou a Davi o resultado do recenseamento. Todo o Israel tinha um milhão e cem mil homens aptos para a guerra, e Judá tinha quatrocentos e setenta mil aptos para a guerra.
6. Joab deplorou tanto a ordem do rei, que acabou não recenseando Levi nem Benjamim.
7. Esse episódio todo não agradou a Deus, que castigou Israel.
8. Então Davi disse a Deus: "Eu cometi um grande pecado, fazendo uma coisa dessas! Perdoa o pecado do teu servo, pois cometi uma grande loucura!"
9. Então Javé disse a Gad, o vidente de Davi:
10. "Vá e fale a Davi: Assim diz Javé: Eu lhe proponho três coisas. Escolha uma, e eu a executarei".
11. Gad foi até o rei e o informou: "Assim diz Javé: Escolha.
12. Ou três anos de fome. Ou três meses fugindo do adversário, da espada do inimigo, até ela alcançar você. Ou ainda, a espada de Javé e três dias de peste no país, com o anjo do Senhor devastando todo o território de Israel. Resolva agora o que devo responder àquele que me enviou".
13. Davi respondeu a Gad: "Estou numa grande angústia! Prefiro cair nas mãos de Javé, pois a sua misericórdia é imensa, em vez de cair nas mãos dos homens".
14. Então Javé mandou uma peste sobre Israel, e morreram setenta mil israelitas.
15. Depois Deus mandou o anjo a Jerusalém para destruí-la. Javé, no entanto, viu e se arrependeu desse mal. E disse ao anjo exterminador: "Chega! Agora retire a mão". O anjo de Javé estava junto à eira de Ornã, o jebuseu.
16. Davi ergueu os olhos e viu o anjo de Javé entre o céu e a terra, com a espada desembainhada e erguida sobre Jerusalém. Vestidos com panos de saco, Davi e os anciãos caíram com o rosto por terra.
17. Então Davi disse a Deus: "Não fui eu quem mandou fazer o recenseamento? Não fui eu quem pecou e cometeu o mal? Quanto a esses, o rebanho, que foi que eles fizeram? Javé, meu Deus, que tua mão caia sobre mim e sobre a minha família, mas que o teu povo escape da desgraça!"
18. O anjo de Javé disse então a Gad: "Mande Davi subir e erguer um altar a Javé na eira de Ornã, o jebuseu".
19. Então Davi subiu para lá, conforme Gad lhe havia dito em nome de Javé.
20. Ao se virar, Ornã viu o anjo e se escondeu com seus quatro filhos. Ornã estava debulhando trigo,
21. quando Davi foi encontrá-lo. Ornã viu Davi, saiu da eira e prostrou-se diante de Davi com o rosto por terra.
22. Davi disse a Ornã: "Ceda-me o lugar desta eira para que eu construa aí um altar para Javé. Quero que você me ceda a eira pelo seu valor em dinheiro. Desse modo, o povo ficará livre da peste".
23. Ornã respondeu a Davi: "Tome a eira, e que o senhor meu rei faça o que achar melhor. Veja! Eu dou os bois para o holocausto, as cangas como lenha e o trigo para a oblação. Eu entrego tudo para o senhor".
24. Mas o rei Davi disse a Ornã: "De jeito nenhum! Quero comprar a eira pelo seu valor em dinheiro. Não vou dar a Javé o que pertence a você, oferecendo holocaustos que não me custem nada!"
25. Então Davi deu a Ornã seis quilos de ouro.
26. Davi construiu aí um altar para Javé e ofereceu holocaustos e sacrifícios de comunhão; invocou a Javé, que lhe respondeu, fazendo cair fogo do céu sobre o altar dos holocaustos.
27. Então Javé ordenou ao anjo que repusesse a espada na bainha.
28. Vendo que Javé o atendia na eira do jebuseu Ornã, Davi passou a oferecer holocaustos nesse lugar.
29. Nessa época, a Habitação de Javé, que Moisés tinha feito no deserto, e também o altar dos holocaustos, ficavam no lugar alto de Gabaon.
30. Mas Davi não pôde ir até lá, diante de Deus, porque a espada do anjo de Javé lhe causara medo.

[I Crônicas 22]I Crônicas 22



1. Davi então disse: "Aqui será construído o Templo de Javé Deus e o altar dos holocaustos de Israel".

O PODER POLÍTICO NÃO DEVE OCUPAR O LUGAR DE DEUS
2. Depois, Davi reuniu os estrangeiros que havia no país de Israel e determinou-lhes a tarefa de lavrar as pedras para a construção do Templo de Deus.
3. Arranjou também muito ferro para os cravos e dobradiças das portas, bronze sem conta,
4. um sem-número de toras de cedro, que lhe foram enviadas em abundância pelos sidônios e tírios.
5. Davi pensava: "Meu filho Salomão é ainda moço e frágil, e o Templo que ele deverá construir para Javé terá de ser algo de grandioso, de muito nome e admirado em todos os países. Por isso, vou fazer os preparativos". Foi assim que, antes de morrer, Davi arranjou muito material.
6. Ele chamou o seu filho Salomão, e mandou que ele construísse o Templo de Javé, o Deus de Israel.
7. Davi falou a Salomão: "Meu filho, eu estava planejando construir um Templo para o nome de Javé, meu Deus.
8. Acontece, porém, que me chegou uma mensagem de Javé, dizendo: 'Você derramou muito sangue e fez guerras violentas. Você não construirá um Templo para o meu nome, porque derramou muito sangue sobre a terra em minha presença.
9. Veja! Você terá um filho, que será homem pacífico. Vou fazê-lo viver em paz com todos os inimigos vizinhos. O nome dele será Salomão. No tempo dele, concederei paz e tranqüilidade para Israel.
10. É ele quem construirá um Templo para o meu nome. Para mim, ele será um filho; e para ele, eu serei pai, e firmarei para sempre o trono do reinado dele sobre Israel'.
11. Agora, meu filho, que Javé esteja com você. Mãos à obra. Construa o Templo de Javé, seu Deus, conforme ele projetou para você.
12. Basta que Javé lhe conceda bom senso e inteligência para governar Israel, cumprindo a lei de Javé, seu Deus.
13. Sua prosperidade depende de você observar e praticar os estatutos e normas que Javé ordenou a Israel por meio de Moisés. Força e coragem! Não tenha medo, nem se acovarde.
14. Veja bem: apesar da minha pobreza, eu arranjei para o Templo de Javé três mil e quatrocentas toneladas de ouro e trinta e quatro mil toneladas de prata, além de uma quantidade muito grande de bronze e ferro, que nem dá para calcular. Preparei também madeira e pedra, mas você ainda terá que arranjar mais.
15. Estarão à sua disposição muitos trabalhadores especializados em cortar e lavrar pedra e madeira, além de especialistas em qualquer profissão.
16. Existe ouro, prata, bronze e ferro em abundância. Vamos! Mãos à obra. E que Javé esteja com você".
17. Davi mandou também que todas as autoridades de Israel ajudassem a seu filho Salomão. Ele disse:
18. "Por acaso Javé, seu Deus, não está com vocês? Ele deu para vocês descanso nas redondezas, ao entregar em minhas mãos os moradores do país, subjugando esta terra a Javé e ao seu povo.
19. Então, dediquem-se de corpo e alma a buscar Javé, seu Deus. Vamos! Construam o Santuário de Javé, seu Deus, para aí colocarmos a Arca da Aliança de Javé e os objetos consagrados a Deus".

[I Crônicas 23]I Crônicas 23



FUNÇÃO DOS LEVITAS
1. Quando ficou velho e idoso, Davi nomeou seu filho Salomão rei de Israel.
2. Reuniu todos os chefes de Israel, os sacerdotes e os levitas.
3. Mandou contar os levitas de trinta anos para cima. Contando só os homens, um por um, deu trinta e oito mil.
4. Vinte e quatro mil deles dirigiam as atividades do Templo de Javé; seis mil eram magistrados e juízes;
5. quatro mil eram porteiros, e quatro mil deles louvavam a Javé com os instrumentos que Davi tinha inventado para essa finalidade.
6. Davi repartiu os levitas em diferentes classes: Gérson, Caat e Merari.
7. Filhos de Gérson: Leedã e Semei.
8. Filhos de Leedã: Jaiel, o mais velho; Zetam e Joel. Três ao todo.
9. Filhos de Semei: Salomit, Hoziel e Arã. Três ao todo. São esses os chefes de famílias de Leedã.
10. Filhos de Semei: Jeet, Ziza, Jeús e Berias. São esses os filhos de Semei: quatro ao todo.
11. Jeet era o mais velho; Ziza, o segundo; depois, Jeús e Berias que, não tendo muitos filhos, foram registrados numa só família.
12. Filhos de Caat: Amram, Isaar, Hebron e Oziel. Quatro ao todo.
13. Os filhos de Amram foram Aarão e Moisés. Aarão foi separado para consagrar as coisas santíssimas. Ele e seus descendentes, para sempre. Sua função é queimar incenso na presença de Javé, servi-lo, e abençoar em seu nome, para sempre.


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   55   56   57   58   59   60   61   62   ...   197


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal