Origem do mundo e da humanidade a criaçÃo gênesis 1 a humanidade, ponto alto da criaçÃO


E continuaram a viagem até chegarem perto da Média. 7



Baixar 5.7 Mb.
Página72/197
Encontro29.07.2016
Tamanho5.7 Mb.
1   ...   68   69   70   71   72   73   74   75   ...   197

6. E continuaram a viagem até chegarem perto da Média.
7. Tobias perguntou ao anjo: "Azarias, meu irmão, que remédio se pode fazer do fígado, do coração e do fel desse peixe?"
8. Ele respondeu: "O coração e o fígado servem para serem queimados na presença de homem ou mulher atacados por algum demônio ou espírito mau. A fumaça espanta o mal e faz o demônio desaparecer para sempre.
9. Se uma pessoa tem mancha branca nos olhos, basta passar o fel. Depois se sopra sobre as manchas, e a pessoa fica curada".

O MATRIMÔNIO GERA VIDA
10. Quando entraram na Média e estavam perto de Ecbátana,
11. Rafael disse: "Irmão Tobias!" Ele respondeu: "O que foi?" O anjo continuou: "Hoje devemos passar a noite em casa de Ragüel. Ele é parente seu e tem uma filha chamada Sara.
12. Ela é filha única. Você é o parente mais próximo, tem mais direitos sobre ela do que os outros. Por isso, é justo que seja você o herdeiro dos bens do pai dela. A moça é séria, corajosa e muito bonita, e o pai dela é de boa posição".
13. E continuou: "Você tem o direito de se casar com ela. Preste atenção, meu irmão: hoje à noite vou falar com o pai dela, pedindo que lhe dê sua filha em casamento. Quando voltarmos de Rages, faremos o casamento. Eu lhe garanto que Ragüel não vai poder negar a filha para você, fazendo-a casar-se com outro. Nesse caso, ele seria réu de morte, conforme a sentença do Livro de Moisés, pois ele sabe que você tem mais direito de se casar com a filha dele, que qualquer outro homem. Portanto, preste atenção, meu irmão: vamos falar esta noite sobre a moça, e pedir a mão dela. Quando voltarmos de Rages, nós a receberemos e a levaremos para a sua casa".
14. Tobias, porém, respondeu: "Azarias, meu irmão, ouvi dizer que ela já foi dada em casamento a sete homens, e que todos eles morreram no quarto, durante a noite de núpcias, quando iam se unir com ela. Ouvi dizer que foi um demônio que matou a todos eles.
15. Eu tenho medo. O demônio não faz nada para a moça, porém mata qualquer um que se aproxime dela. Sou filho único. Tenho medo de morrer e levar meu pai e minha mãe à sepultura, pelo desgosto de me perderem. Eles não têm outro filho que possa enterrá-los".
16. Então o anjo falou a Tobias: "Você não se lembra de que seu pai lhe disse para você se casar com uma mulher da sua família? Pois preste atenção, meu irmão: não se preocupe com o demônio, e se case com ela. Eu tenho certeza de que esta noite ela vai ser dada a você em casamento.
17. Quando você for para o quarto nupcial, pegue o fígado e o coração daquele peixe e coloque-os no queimador de incenso. Quando a fumaça começar a subir e o demônio sentir o cheiro, ele fugirá e nunca mais aparecerá perto dela.
18. Antes de se unir a ela, levantem-se os dois e rezem, pedindo ao Senhor do céu que tenha misericórdia e proteja vocês. Não tenha medo. Ela foi destinada a você desde a eternidade, e você é quem vai salvá-la. Ela irá com você, e eu estou certo de que lhe dará filhos, que serão como irmãos. Não se preocupe!"
19. Quando Tobias ouviu o que Rafael lhe dizia, e soube que a moça era parente sua, da mesma família do seu pai, ficou tão enamorado que seu coração não conseguia separar-se dela.

[Tobias 7]Tobias 7



MATRIMÔNIO TAMBÉM É TESTEMUNHO
1. Quando entraram em Ecbátana, Tobias disse: "Azarias, meu irmão, leve-me logo até a casa do nosso irmão Ragüel". O anjo o levou até a casa de Ragüel, que estava sentado junto ao portão. Eles o cumprimentaram primeiro, e Ragüel respondeu: "Como vão, irmãos? Sejam bem-vindos!" E os fez entrar na casa.
2. E foi logo dizendo para sua mulher Edna: "Como esse rapaz é parecido com o meu irmão Tobit!"
3. Edna lhes perguntou: "De onde são vocês, meus irmãos?" Eles responderam: "Somos da tribo de Neftali e estamos exilados em Nínive!"
4. Ela perguntou: "Vocês conhecem nosso irmão Tobit?" Eles responderam: "Conhecemos, sim!" Ela continuou: "Ele está bem?"
5. Eles responderam: "Sim. Está vivo e passando bem". E Tobias acrescentou: "Tobit é meu pai!"
6. Ragüel se levantou, deu um beijo em Tobias e, chorando, disse: "Deus o abençoe, meu filho! Você tem um pai justo e bom! Que infelicidade ficar cego um homem tão justo e bom!" E, lançando-se ao pescoço de Tobias, desatou a chorar.
7. Sua mulher Edna e sua filha Sara também começaram a chorar.
8. Em seguida, Ragüel mandou matar um cordeiro do rebanho, e deu-lhes uma calorosa recepção.
9. Depois de se lavarem e se purificarem, sentaram-se à mesa. Tobias disse então a Rafael: "Azarias, meu irmão, peça a Ragüel que me dê minha irmã Sara em casamento!"
10. Ragüel ouviu a conversa e disse ao rapaz: "Coma, beba e fique à vontade esta noite, pois, além de você, meu irmão, não há outro homem que tenha direito de se casar com minha filha Sara. Eu nem tenho o direito de entregá-la a outro, porque você é o meu parente mais próximo. Mas vou ser franco com você, meu filho.
11. Já dei minha filha em casamento a sete homens parentes nossos, e todos morreram na noite em que entraram no quarto dela. Mas agora, meu filho, coma e beba. O Senhor cuidará de vocês".
12. Tobias disse: "Não vou comer nem beber antes que o senhor me dê uma decisão!" Ragüel respondeu: "Vou fazer o que você me pede. A minha filha vai lhe ser dada em casamento, conforme está determinado no Livro de Moisés, e como Deus mandou fazer. Receba então a sua irmã. Vocês, a partir de agora, são marido e mulher. Ela pertence a você de hoje para sempre. Que o Senhor do céu os ajude esta noite, e lhes conceda a sua misericórdia e a sua paz".
13. Então Ragüel chamou sua filha Sara, que se apresentou. Ele a tomou pela mão e a entregou a Tobias, dizendo: "Receba Sara. Conforme a Lei e a sentença que está escrita no Livro de Moisés, ela é dada a você como esposa. Receba-a e volte são e salvo para a casa do seu pai. Que o Deus do céu os acompanhe com a sua paz".
14. Então chamou a mãe da moça e mandou trazer uma folha de papiro. Escreveu o contrato de casamento, segundo o qual concedia a própria filha como esposa de Tobias, conforme a sentença da lei de Moisés. Depois disso, começaram a comer e beber.
15. Ragüel chamou sua esposa Edna e disse: "Irmã, prepare o outro quarto e leve para lá a nossa filha".
16. Ela foi preparar a cama no quarto e levou a filha para lá. Depois começou a chorar pela filha, enxugou as lágrimas e disse:
17. "Coragem, filha! Que o Senhor do céu transforme sua tristeza em alegria. Coragem, filha!" E saiu.

[Tobias 8]Tobias 8



MATRIMÔNIO É AMOR PARA SEMPRE
1. Quando terminaram de comer e beber, foram dormir. Acompanharam o rapaz até o quarto.
2. Tobias lembrou-se do que Rafael tinha dito, pegou o fígado e o coração do peixe, que estavam na sua sacola, e colocou no queimador de incenso.
3. O cheiro do peixe expulsou o demônio, que fugiu para as regiões do alto Egito. Rafael imediatamente o perseguiu, o pegou e o acorrentou.
4. Os outros tinham saído e fechado a porta do quarto. Tobias levantou-se e disse a Sara: "Levante-se, minha irmã! Vamos rezar e suplicar ao Senhor que nos conceda misericórdia e salvação".
5. Então ela se levantou, e os dois começaram a rezar, pedindo que Deus os protegesse. Eles diziam: "Bendito sejas tu, Deus de nossos antepassados, e bendito seja o teu Nome para todo o sempre! Que o céu e tuas criaturas todas te bendigam para todo o sempre.
6. Tu criaste Adão e, como ajuda e apoio, criaste Eva, sua mulher, e dos dois nasceu a raça humana. Tu mesmo disseste: 'Não é bom que o homem fique só. Façamos para ele uma auxiliar que lhe seja semelhante'.
7. Se eu me caso com minha prima, não é para satisfazer minha paixão. Eu me caso com reta intenção. Por favor, tem piedade de mim e dela e faze que juntos cheguemos à velhice".
8. E os dois disseram juntos: "Amém! Amém!"
9. Depois dormiram a noite inteira.
10. Ragüel, porém, levantou-se e chamou os empregados que tinha em casa para cavarem uma sepultura. Ele pensava assim: "Se eu não fizer isso e ele morrer, nós vamos ser objeto de riso e caçoada".
11. Quando acabaram de cavar a sepultura, Ragüel entrou em casa, chamou a mulher
12. e disse: "Mande uma empregada entrar no quarto deles e ver se Tobias está vivo. Se tiver morrido, vamos sepultá-lo imediatamente, para que ninguém fique sabendo".
13. Mandaram a empregada, acenderam um lampião e abriram a porta. A empregada entrou e encontrou os dois deitados juntos e dormindo.
14. Saindo do quarto, ela contou que ele estava vivo e que nada de mau parecia ter acontecido.
15. Ragüel deu graças ao Deus do céu, dizendo: "Bendito sejas tu, ó Deus, com todo o louvor mais sincero! Sejas bendito para sempre!
16. Bendito sejas tu, pela alegria que me deste, pois não aconteceu o mal que eu temia. Tu nos trataste segundo a tua grande misericórdia.
17. Bendito sejas tu, que tiveste compaixão de dois filhos únicos. Tem piedade deles, Senhor, e concede-lhes a tua salvação. Faze com que eles cheguem ao fim da vida deles em meio à alegria e à graça".
18. Em seguida, Ragüel mandou os empregados taparem a sepultura, antes que amanhecesse.
19. Ragüel disse à sua mulher para fazer muitos pães. Foi ao curral, escolheu dois bois e quatro carneiros, e mandou preparar tudo. E começaram os preparativos.
20. Depois chamou Tobias e lhe disse: "Durante catorze dias você não sairá daqui, mas ficará em minha casa, comendo e bebendo comigo e alegrando o coração da minha filha, que estava tão abatida.
21. Depois você pegará a metade do que é meu e voltará são e salvo para seu pai. Quando eu e minha mulher morrermos, também a outra metade será de vocês. Coragem, filho! Eu sou seu pai e Edna é sua mãe. De hoje em diante, nós pertencemos a você e à sua esposa. Coragem, filho".

[Tobias 9]Tobias 9



OS FILHOS RETRATAM OS PAIS
1. Tobias chamou, então, Rafael e lhe disse:
2. "Azarias, meu irmão, leve com você quatro criados e dois camelos,
3. vá até Rages e procure a casa de Gabael. Entregue-lhe o documento, receba dele o dinheiro e o convide a vir até aqui para a festa do casamento.
4. Você sabe que meu pai está contando os dias, e se eu atrasar um dia que seja, vou lhe causar muita preocupação. E você sabe também que não posso quebrar o compromisso com Ragüel".
5. Então Rafael partiu para Rages, acompanhado dos quatro criados e levando os dois camelos. Hospedaram-se na casa de Gabael. E Rafael lhe entregou o documento, deu-lhe a notícia que Tobias, filho de Tobit, havia se casado e que o convidava para a festa do casamento. Gabael foi depressa pegar as sacolas ainda lacradas e as contou na presença de Rafael. Depois carregaram tudo sobre os camelos.
6. Os dois madrugaram, e juntos partiram para a festa do casamento. Ao entrarem na casa de Ragüel, encontraram Tobias à mesa. Ele se levantou imediatamente para cumprimentá-lo. Então Gabael o abençoou chorando e dizendo: "Bom filho de um homem excelente, justo e bom! Que Deus lhe dê a bênção do céu, a você e à sua esposa, ao pai e à mãe de sua esposa. Bendito seja Deus, porque vejo em você o retrato vivo do meu primo Tobit".

[Tobias 10]Tobias 10



A LONGA ESPERA
1. Enquanto isso, Tobit ficava contando, um por um, os dias da viagem de Tobias, quantos eram necessários para a ida e quantos para a volta. Quando, porém, terminou esse prazo e o seu filho não chegou,
2. ele ficou pensando: "Quem sabe ele teve algum contratempo! Será que Gabael morreu e não lhe quiseram entregar o dinheiro?"
3. E começou a ficar preocupado.
4. Ana, sua mulher, dizia: "Meu filho morreu, não faz mais parte do mundo dos vivos". E começou a chorar e a se lamentar por causa do filho; dizia:
5. "Que desgraça para mim! Filho meu, por que deixei você partir? Você que era a luz dos meus olhos!"
6. Tobit, porém, disse: "Fique calma! Não se preocupe, irmã! Ele está bem. Talvez tenha tido algum imprevisto. O companheiro dele é de confiança, é um dos nossos irmãos. Não se preocupe, minha irmã. Logo ele estará aqui".
7. Ela respondeu: "Não me fale assim, não queira me enganar! O meu filho morreu mesmo!" E todos os dias, ela saía e ficava olhando a estrada por onde o filho tinha partido. Não acreditava em mais ninguém. Somente ao pôr-do-sol ela voltava para casa e passava a noite inteira em claro, chorando e se lamentando.

A FAMÍLIA SE AMPLIA
8. Passados os catorze dias da festa de casamento, que Ragüel tinha mandado fazer para a sua filha, Tobias dirigiu-se a ele, dizendo: "Deixe-me partir. Estou certo de que meu pai e minha mãe já perderam a esperança de me rever. Por favor, pai, deixe-me voltar para casa. Já lhe expliquei em que situação os deixei".
9. Ragüel insistiu: "Fique, meu filho, fique comigo! Mandarei um mensageiro dar notícias suas ao seu pai Tobit". Mas Tobias respondeu: "De maneira nenhuma! Por favor, deixe-me voltar imediatamente para a casa do meu pai".
10. Então Ragüel entregou a esposa de Tobias e a metade de todos os seus bens: empregados e empregadas, bois e ovelhas, jumentos e camelos, roupas, dinheiro e utensílios.
11. E os deixou partir em paz. Despedindo-se de Tobias, lhe disse: "Passe bem, meu filho! Vá em paz. Que o Senhor do céu conduza você e sua esposa Sara pelo bom caminho. Quem sabe, antes de morrer, eu possa ver os filhos de vocês".
12. E disse para a filha Sara: "Vá para a casa do seu sogro, que a partir de agora eles são seus pais, da mesma forma como nós, que lhe demos a vida. Vá em paz, minha filha! Que eu tenha sempre boas notícias de você durante toda a minha vida". E saudando-os despediu-se deles.
13. Edna disse a Tobias: "Meu filho Tobias, meu irmão querido, que o Senhor um dia o traga de volta e que, antes de morrer, eu possa ver os seus filhos e de minha filha Sara. Diante do Senhor, eu confio a você a minha filha Sara. Não lhe cause tristeza durante todos os dias de sua vida. Vá em paz, filho. A partir de agora eu sou sua mãe e Sara é sua irmã. Que bom se pudéssemos viver todos juntos e felizes por toda a vida!" Em seguida, beijou os dois, e os deixou partir.
14. Tobias partiu feliz da casa de Ragüel, cantando e louvando ao Senhor do céu e da terra, ao rei de todas as coisas, pelo sucesso da viagem. Ao se despedir de Ragüel e Edna, Tobias disse: "Que eu seja digno de vocês todos os dias da minha vida".

[Tobias 11]Tobias 11



O JUSTO VERÁ A ALEGRIA
1. Quando estavam perto de Caserin, já defronte a Nínive, Rafael disse:
2. "Você sabe em que estado deixamos o seu pai.
3. Vamos na frente, antes de sua esposa, para preparar a casa, enquanto os outros vão chegando".
4. Então os dois foram juntos, na frente. O anjo disse a Tobias: "Leve com você o fel do peixe". E o cachorro ia atrás deles.
5. Ana estava sentada, olhando a estrada pela qual o filho tinha partido.
6. Percebendo antes de todos a chegada dele, ela disse a Tobit: "Seu filho está chegando com o companheiro dele!"
7. Antes de chegarem à casa do pai, Rafael disse a Tobias: "Eu tenho certeza de que os olhos dele vão se abrir!
8. Coloque o fel do peixe nos olhos dele. O remédio vai fazer com que as manchas brancas se encolham e se soltem. Então seu pai vai recuperar a vista e poderá enxergar".
9. Ana correu e lançou-se ao pescoço do filho, dizendo: "Vi você de novo, meu filho! Agora posso morrer". E começou a chorar.
10. Tobit se levantou e, tropeçando, conseguiu chegar até o portão.
11. Tobias foi ao seu encontro, levando na mão o fel do peixe. Soprou nos olhos do pai, enquanto o abraçava, e disse: "Coragem, pai!" Aplicou-lhe o remédio nos olhos e segurou um pouco.
12. Depois, com as duas mãos, tirou uma pele dos cantos dos olhos do pai.
13. Tobit, então, lançou-se ao pescoço do filho, chorou e disse: "Estou vendo você, meu filho, luz dos meus olhos!"
14. E continuou: "Bendito seja Deus! Bendito seja o seu Nome grandioso! Benditos sejam os seus santos anjos. Que seu nome glorioso nos proteja. Porque, num momento ele me castigou, mas depois se compadeceu, e agora estou vendo o meu filho Tobias!"
15. Em seguida, Tobias entrou feliz em casa, bendizendo a Deus em voz alta. Depois contou a seu pai que a viagem tinha dado certo. Estava trazendo o dinheiro e tinha casado com Sara, a filha de Ragüel. Ela estava chegando às portas de Nínive.
16. Tobit saiu, então, em direção à porta de Nínive, para ir ao encontro da nora. Estava alegre e dando graças a Deus. Os ninivitas ficaram admirados ao vê-lo caminhando com passo firme, sem ninguém que o ajudasse. Tobit testemunhava para todos que Deus tinha tido misericórdia para com ele e lhe tinha devolvido a visão.
17. Ao se aproximar de Sara, esposa do seu filho Tobias, lhe deu a bênção e disse: "Seja bem-vinda, minha filha! Bendito seja o seu Deus, que trouxe você para nós! Bendito seja o seu pai, e abençoado seja também o meu filho Tobias. Bendita seja você, minha filha! Seja bem-vinda a esta sua casa. Fique alegre e esteja à vontade. Entre, minha filha".
18. Nesse dia, todos os judeus que viviam em Nínive fizeram uma grande festa.
19. Aicar e Nadab, primos de Tobit, foram participar da sua alegria. E, durante sete dias, festejaram alegremente o casamento de Tobias.

[Tobias 12]Tobias 12



DEUS É GRATUITO
1. Terminada a festa do casamento, Tobit chamou seu filho Tobias e lhe disse: "Filho, está na hora de você pagar a esse homem que o acompanhou e dar-lhe também alguma gratificação".
2. Tobias respondeu: "Pai, quanto devo dar a ele? Mesmo que eu dê a ele a metade dos bens que trago comigo, não me faria falta.
3. Ele me conduziu são e salvo, libertou minha mulher, resgatou o dinheiro e ainda curou o senhor. Como é que vou lhe pagar?"
4. Tobit disse: "Filho, ele bem merece a metade de tudo o que você trouxe!"
5. Então Tobias o chamou e disse: "Como pagamento, pegue metade de tudo o que você trouxe e vá em paz".
6. Mas ele chamou os dois à parte, e disse: "Bendigam a Deus e proclamem diante de todos os seres vivos os benefícios que ele concedeu a vocês. Bendigam e cantem ao seu Nome. Anunciem a todos os homens, como convém, as obras de Deus. E não se cansem de lhe agradecer.
7. É bom manter oculto o segredo do rei, mas é necessário revelar e manifestar as obras de Deus. Pratiquem o bem, e não lhes acontecerá nenhuma desgraça.
8. Vale mais a oração com jejum e a esmola com justiça, do que a riqueza adquirida com a injustiça. É melhor praticar a esmola do que acumular ouro.
9. A esmola livra da morte e purifica de todo pecado. Quem pratica esmola, terá vida longa.
10. Os pecadores e injustos são inimigos de si próprios.
11. Vou revelar-lhes toda a verdade, sem ocultar nada. Já lhes expliquei que é bom manter oculto o segredo do rei, mas as obras de Deus devem ser proclamadas publicamente.
12. Quando você e Sara rezavam, era eu quem apresentava o memorial da súplica de vocês diante do Senhor glorioso. A mesma coisa eu fazia quando você sepultava os mortos.
13. Quando você não teve dúvidas em deixar o almoço, a comida, para ir esconder um morto, eu fui mandado para provar a sua fé.
14. Da mesma forma, fui mandado para curar você e sua nora Sara.
15. Eu sou Rafael, um dos sete anjos que estão sempre prontos para entrar na presença do Senhor glorioso".
16. Os dois ficaram assustados e caíram com o rosto por terra, cheios de medo.
17. Rafael, porém, lhes disse: "Não tenham medo! Que a paz esteja com vocês! Bendigam a Deus para sempre.
18. Se eu estive com vocês, não foi por vontade minha, mas de Deus. É a ele que vocês devem sempre bendizer e cantar hinos.
19. Vocês pensavam que eu comia, mas era só aparência.
20. Agora, bendigam ao Senhor na terra, e agradeçam a Deus. Volto para aquele que me enviou. Escrevam tudo o que lhes aconteceu". E o anjo desapareceu.
21. Quando se levantaram, não o puderam ver mais.
22. Então louvaram a Deus e entoaram hinos, agradecendo-lhe as maravilhas que ele tinha realizado, porque o anjo de Deus tinha aparecido a eles.

[Tobias 13]III. A JUSTIÇA GERA UM MUNDO NOVO



Tobias 13

CONVERTER-SE PARA TESTEMUNHAR
1. Tobit disse: "
2. Bendito seja Deus que vive eternamente. E bendito o seu reino, que dura para sempre, pois é ele quem castiga e tem piedade. Ele faz descer à mansão dos mortos e subir da grande perdição. E ninguém pode fugir de sua mão.
3. Celebrem a Deus, israelitas, diante das nações, porque ele dispersou vocês entre elas,
4. para proclamar a sua grandeza. Exaltem a Deus diante de todo ser vivo, porque ele é o nosso Senhor. Ele é o nosso Deus. Ele é o nosso Pai. Ele é Deus para todo o sempre.
5. Se ele castiga vocês por causa das injustiças, também terá compaixão de todos vocês, e os reunirá de todas as nações, entre as quais foram espalhados.
6. Se vocês se voltarem para ele com todo o coração e com toda a alma, para praticar a verdade diante dele, então ele se voltará para vocês, e nunca mais lhes esconderá a sua face.
7. Considerem o que ele fez por vocês e lhe agradeçam em alta voz. Bendigam o Senhor da justiça, e exaltem o rei dos séculos.
8. Eu o celebro na terra do meu exílio, e mostro sua força e grandeza a um povo de pecadores. Voltem-se para ele, pecadores, e diante dele pratiquem a justiça. Talvez ele seja favorável a vocês, e os trate com misericórdia.
9. Eu exalto o meu Deus, minha alma louva o rei do céu, e se alegra com a sua grandeza.
10. Que todos o louvem e em Jerusalém o celebrem. Jerusalém, cidade santa, Deus castigou você pelas obras de seus filhos, mas de novo terá piedade do povo justo.

UMA CIDADE PARA TODOS
11. Celebre dignamente o Senhor e bendiga o rei dos séculos, para que o seu Templo seja reconstruído com alegria;
12. para que alegre em você todos os exilados, e em você ame todos os miseráveis, por todas as gerações futuras.
13. Uma luz brilhante iluminará todas as regiões da terra. De longe, povos numerosos virão a você, e habitantes de todos os extremos da terra virão visitar o nome do Senhor Deus, com ofertas para o rei do céu. Gerações sem fim cantarão sua alegria em você, e o nome da Eleita permanecerá pelas gerações futuras.
14. Malditos os que insultarem você! Malditos os que arruinarem você! Malditos os que lhe derrubarem as muralhas, demolirem as torres e incendiarem as casas! Benditos para sempre aqueles que a reconstruírem!
15. Então você exultará e se alegrará por causa do povo justo, pois todos se reunirão em você, para bendizer o Senhor dos séculos. Felizes os que amam você. Felizes os que lhe desejam a paz!
16. Felizes os que sofrem com as desgraças de você. Com você, eles se alegrarão vendo sua perpétua alegria. Bendiga, ó minha alma, ao Senhor, ao rei soberano,
17. porque Jerusalém será reconstruída, e seu Templo aí estará para sempre. Feliz de mim, se restar alguém do meu sangue para ver sua glória e louvar o rei do céu. As portas de Jerusalém serão reconstruídas com safiras e esmeraldas, e todas as suas muralhas com pedras preciosas. As torres de Jerusalém serão construídas de ouro, e de ouro puro os seus baluartes. As ruas de Jerusalém serão calçadas com turquesas e pedras de Ofir.


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   68   69   70   71   72   73   74   75   ...   197


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal