Origem do mundo e da humanidade a criaçÃo gênesis 1 a humanidade, ponto alto da criaçÃO


Seja para ele como roupa a cobri-lo, como cinto que o aperte sempre! 20



Baixar 5.7 Mb.
Página90/197
Encontro29.07.2016
Tamanho5.7 Mb.
1   ...   86   87   88   89   90   91   92   93   ...   197

19. Seja para ele como roupa a cobri-lo, como cinto que o aperte sempre!
20. Que Javé pague assim os que me acusam, os que proferem o mal contra mim!
21. Tu, porém, Javé, trata-me bem, por teu nome, liberta-me, pela ternura do teu amor,
22. porque eu sou um pobre indigente, e, dentro de mim, o meu coração está ferido.
23. Vou passando, como sombra que se expande, sou atirado para longe, como gafanhoto.
24. Jejuei tanto, que meus joelhos se dobram, e sem óleo minha carne emagrece.
25. Tornei-me para eles um ultraje, e os que me vêem balançam a cabeça.
26. Javé, meu Deus, vem socorrer-me! Salva-me, por teu amor!
27. Reconheçam que tudo isso vem da tua mão, que foste tu, Javé, quem o fez!
28. Que eles maldigam... Bendize-me tu! Que meus inimigos fracassem, enquanto o teu servo se alegra.
29. Cubram-se de infâmia os que me acusam, e a vergonha os envolva como um manto.
30. Agradecerei a Javé em alta voz, e o louvarei no meio da multidão,
31. pois ele se colocou à direita do pobre, para salvar a sua vida da mão dos juízes.

[Salmos 110]Salmos 110



A FUNÇÃO DO REI
1. De Davi. Salmo. Oráculo de Javé ao meu senhor: "Sente-se à minha direita, e eu farei de seus inimigos o estrado de seus pés".
2. Desde Sião, Javé estenderá o poder do seu cetro: submeta na batalha os seus inimigos.
3. "Você é príncipe desde o dia do seu nascimento, entre esplendores sagrados. Eu mesmo o gerei, como orvalho, antes da aurora".
4. Javé jurou e jamais desmentirá: "Você é sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedec".
5. O Senhor está à sua direita e esmagará os reis no dia da ira.
6. Pronunciará a sentença contra as nações, amontoará cadáveres, e esmagará cabeças por toda a imensidão da terra.
7. Em seu caminho beberá da torrente, e por isso levantará a cabeça.

[Salmos 111]Salmos 111



A VERDADEIRA TRADIÇÃO
1. Aleluia! Eu celebro a Javé de todo o coração, na companhia dos retos, no conselho.
2. São grandes as obras de Javé, dignas de estudo para quem as ama.
3. Sua obra é esplendor e majestade, sua generosidade permanece para sempre.
4. Ele fez maravilhas memoráveis. Javé é piedade e compaixão:
5. dá alimento aos que o temem, sempre se lembrando da sua aliança.
6. Ao seu povo mostrou a força do seu agir, entregando-lhe a herança das nações.
7. Justiça e Verdade são as obras de suas mãos, seus preceitos todos merecem confiança.
8. São estáveis para sempre e eternamente, vão cumprir-se com verdade e retidão.
9. Enviou a libertação ao seu povo, confirmando sua aliança para sempre. Seu nome é santo e terrível.
10. O princípio da sabedoria é o temor de Javé. Todos quantos o praticam têm bom senso. O louvor a Javé permanece para sempre.

[Salmos 112]Salmos 112



RETRATO DO HOMEM JUSTO
1. Aleluia! Feliz o homem que teme a Javé e se compraz com seus mandamentos!
2. Sua descendência será poderosa na terra, a descendência dos retos será abençoada.
3. Na sua casa há abundância e riqueza. Sua justiça permanece para sempre.
4. Ele brilha na treva como luz para os retos, ele é piedade, compaixão e justiça.
5. Feliz quem tem piedade e empresta, e conduz seus negócios com retidão.
6. Eis que ele jamais vacilará. A memória do justo é para sempre.
7. Ele nunca teme as notícias más: seu coração está firme em Javé.
8. Seu coração está seguro e não teme nada, até ver seus opressores derrotados.
9. Ele dá esmola aos indigentes. Sua justiça permanece para sempre, e ele ergue a fronte com dignidade.
10. O injusto olha e se desgosta, range os dentes e definha. A ambição dos injustos fracassará.

[Salmos 113]Salmos 113



O GRANDE MISTÉRIO DE DEUS
1. Aleluia! Louvem, servos de Javé, louvem o nome de Javé!
2. Seja bendito o nome de Javé, desde agora e para sempre.
3. Do nascer do sol até o poente, louvado seja o nome de Javé!
4. Javé se eleva sobre todos os povos, sua glória está acima do céu!
5. Quem é igual a Javé nosso Deus, que se eleva em seu trono,
6. e se abaixa para olhar pelo céu e pela terra?
7. Ele ergue da poeira o fraco e tira do lixo o indigente,
8. fazendo-o sentar-se com os príncipes, ao lado dos príncipes do seu povo.
9. Ele faz a estéril sentar-se em sua casa, como alegre mãe de filhos. Aleluia!

[Salmos 114]Salmos 114



O POVO É SANTUÁRIO DE DEUS
1. Quando Israel saiu do Egito, e a casa de Jacó de um povo balbuciante,
2. Judá se tornou o seu santuário, e Israel o seu domínio.
3. Ao vê-los, o mar fugiu, o Jordão voltou atrás.
4. Os montes saltaram como carneiros, e as colinas como cordeiros.
5. Mar, o que você tem para fugir assim? E você, Jordão, para voltar atrás?
6. E as montanhas, para saltar como carneiros? E as colinas, para saltar como cordeiros?
7. A terra estremece diante do Senhor, ante a presença do Deus de Jacó:
8. ele transforma as rochas em lago e a pedreira em fontes de água.

[Salmos 115]Salmos 115



DEUS NOS MANTÉM VIVOS
1. Não a nós, Javé, não a nós! Honra, sim, o teu próprio nome, por teu amor e fidelidade.
2. Por que diriam as nações: "Onde está o Deus deles?"
3. O nosso Deus está no céu, e faz tudo o que deseja.
4. Os ídolos deles são prata e ouro, obras de mãos humanas:
5. têm boca e não falam, têm olhos e não vêem;
6. têm ouvidos e não ouvem, têm nariz e não cheiram;
7. têm mãos e não tocam, têm pés e não andam, sua garganta não tem voz.
8. Aqueles que os fazem ficam como eles, todos aqueles que neles confiam!
9. A casa de Israel confia em Javé: ele é seu auxílio e seu escudo!
10. A casa de Aarão confia em Javé: ele é seu auxílio e seu escudo!
11. Os que temem a Javé confiam em Javé: ele é seu auxílio e seu escudo!
12. Que Javé se lembre de nós e nos abençoe: abençoe a casa de Israel, abençoe a casa de Aarão,
13. abençoe os que temem a Javé, pequenos e grandes.
14. Que Javé os multiplique, a vocês e seus filhos!
15. Sejam abençoados por Javé, que fez o céu e a terra.
16. O céu pertence a Javé, mas a terra ele a deu para os homens.
17. Os mortos já não louvam a Javé, nem os que descem ao lugar do silêncio.
18. Nós, os vivos, nós bendizemos a Javé, desde agora e para sempre! Aleluia!

[Salmos 116]Salmos 116



COMO AGRADECER A DEUS?
1. Eu amo a Javé, porque ele ouve a minha voz suplicante,
2. porque inclina seu ouvido para mim, no dia em que eu o invoco.
3. Laços de morte me cercavam, eram redes mortais, e eu caí na angústia e aflição.
4. Então eu invoquei o nome de Javé: "Javé, salva minha vida!"
5. Javé é justo e clemente, o nosso Deus é compassivo.
6. Javé protege os simples: eu fraquejava, e ele me salvou.
7. Volte ao repouso, ó minha vida, porque Javé foi bondoso com você.
8. Libertou minha vida da morte, meus olhos das lágrimas e meus pés de uma queda.
9. Caminharei na presença de Javé, na terra dos vivos.
10. Eu tinha fé, mesmo ao dizer: "Estou por demais arrasado!"
11. Em meu apuro eu dizia: "Os homens são todos mentirosos!"
12. Como retribuirei a Javé todo o bem que ele me fez?
13. Erguerei o cálice da salvação, invocando o nome de Javé.
14. Cumprirei meus votos a Javé, na presença de todo o seu povo!
15. É valiosa aos olhos de Javé a morte dos seus fiéis.
16. Eu sou teu servo, Javé, teu servo e filho de tua serva. Tu rompeste os meus grilhões.
17. Vou oferecer-te um sacrifício de louvor, invocando o nome de Javé.
18. Cumprirei meus votos a Javé, na presença de todo o seu povo,
19. nos átrios da casa de Javé, em seu meio, ó Jerusalém! Aleluia!

[Salmos 117]Salmos 117



DEUS É O NOSSO ALIADO
1. Louvem a Javé, nações todas, e o glorifiquem todos os povos!
2. Pois o seu amor por nós é firme, e sua fidelidade é para sempre! Aleluia!

[Salmos 118]Salmos 118



AGRADEÇAM A DEUS!
1. Agradeçam a Javé, porque ele é bom, porque o seu amor é para sempre!
2. A casa de Israel repita: o seu amor é para sempre!
3. A casa de Aarão repita: o seu amor é para sempre!
4. Os que temem a Javé repitam: o seu amor é para sempre!
5. Na minha angústia, eu gritei para Javé: ele me ouviu e me aliviou.
6. Javé está comigo: jamais temerei! O que o homem me poderia fazer?
7. Javé está comigo, ele me ajuda: eu verei a derrota dos meus inimigos!
8. É melhor refugiar-se em Javé do que depositar confiança no homem.
9. É melhor refugiar-se em Javé do que depositar confiança nos chefes.
10. As nações todas me cercaram: em nome de Javé, eu as rechacei!
11. Cercaram-me, fecharam o cerco: em nome de Javé, eu as rechacei!
12. Cercaram-me como vespas, ardendo como fogo no espinheiro: em nome de Javé, eu as rechacei!
13. Iam empurrando para me derrubar, Javé porém me socorreu.
14. Javé é minha força e energia, ele é a minha salvação.
15. Há gritos de júbilo e vitória nas tendas dos justos: "A direita de Javé é poderosa!
16. A direita de Javé é sublime! A direita de Javé é poderosa!"
17. Não vou morrer. Eu viverei para contar as obras de Javé.
18. Javé me castigou e castigou, mas não me entregou à morte!
19. Abram para mim as portas do triunfo: vou entrar agradecendo a Javé.
20. Esta é a porta de Javé: os vencedores entrarão por ela.
21. Eu te agradeço, porque me ouviste, e foste a minha salvação!
22. A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular.
23. Isso vem de Javé, e é maravilha aos nossos olhos.
24. Este é o dia em que Javé agiu: exultemos e alegremo-nos com ele.
25. Javé, dá-nos a salvação! Dá-nos a prosperidade, Javé!
26. Bendito o que vem em nome de Javé! Desde a casa de Javé nós abençoamos vocês.
27. Javé é Deus: ele nos ilumina! Formem procissão com ramos até os ângulos do altar.
28. Tu és o meu Deus, eu te agradeço. Meu Deus, eu te exalto!
29. Agradeçam a Javé, porque ele é bom, porque o seu amor é para sempre!

[Salmos 119]Salmos 119



A PALAVRA DE DEUS ILUMINA O CAMINHO DO HOMEM
1. Felizes os íntegros em seu caminho, os que andam conforme a vontade de Javé.
2. Felizes os que guardam os seus testemunhos, procurando-o de todo o coração,
3. aqueles que andam no caminho dele, sem praticar a injustiça!
4. Tu promulgaste os teus preceitos para serem observados à risca.
5. Que os meus caminhos sejam firmes, para que eu observe os teus estatutos.
6. Então eu não sentirei vergonha, ao considerar os teus mandamentos todos.
7. Eu te celebrarei de coração reto, aprendendo tuas justas normas.
8. Vou observar os teus estatutos, não me abandones nunca.
9. Como um jovem poderá conservar puro o seu caminho? Observando a tua palavra.
10. Eu te busco de todo o coração, não me deixes afastar dos teus mandamentos.
11. Conservei tuas promessas no meu coração, para não pecar contra ti.
12. Sejas bendito, Javé! Ensina-me os teus estatutos.
13. Com meus lábios eu enumero todas as normas de tua boca.
14. Eu me alegro com o caminho dos teus testemunhos, mais do que com todas as riquezas.
15. Vou meditar os teus preceitos e considerar os teus caminhos.
16. Eu me delicio com a tua vontade e não me esqueço da tua palavra.
17. Faze o bem ao teu servo, e eu viverei observando a tua palavra.
18. Abre os meus olhos, para eu contemplar as maravilhas da tua vontade.
19. Eu sou estrangeiro na terra, não escondas de mim os teus mandamentos.
20. Minha alma se consome, desejando tuas normas todo o tempo.
21. Tu ameaças os soberbos, os malditos que se desviam dos teus mandamentos.
22. Retira de mim o ultraje e o desprezo, pois eu guardo os teus testemunhos.
23. Os príncipes podem se reunir e falar contra mim, o teu servo medita os teus estatutos.
24. Teus testemunhos são minhas delícias, teus estatutos são meus conselheiros.
25. Minha garganta está pegada ao pó, dá-me vida, pela tua palavra.
26. Eu enumero meus caminhos, tu me respondes: ensina-me os teus estatutos.
27. Faze-me entender o caminho dos teus preceitos, e eu meditarei sobre as tuas maravilhas.
28. Minha alma se desfaz de tristeza; põe-me de pé, conforme a tua palavra.
29. Afasta-me do caminho da mentira, e dá-me a graça da tua vontade.
30. Eu escolhi o caminho da verdade, e me conformo com as tuas normas.
31. Eu me apego aos teus testemunhos. Javé, não me deixes envergonhado.
32. Correrei pelo caminho dos teus mandamentos, quando alargares o meu coração.
33. Javé, mostra-me o caminho dos teus estatutos, eu quero guardá-los como recompensa.
34. Ensina-me a cumprir a tua vontade, para observá-la de todo o coração.
35. Guia-me pelo caminho dos teus mandamentos, pois nele está o meu prazer.
36. Inclina o meu coração para os teus testemunhos, e não para o interesse.
37. Evita que meus olhos vejam o que é inútil; dá-me vida, pela tua palavra.
38. Confirma para o teu servo a promessa que fizeste aos teus fiéis.
39. Desvia de mim o ultraje que eu temo, pois tuas normas são boas.
40. Eis que eu desejo teus preceitos; dá-me vida, pela tua justiça.
41. Javé, que o teu amor venha até mim, e a tua salvação, conforme a tua promessa!
42. Aos que me ultrajam, eu responderei que confio na tua palavra.
43. Não me tires da boca a palavra sincera, pois eu espero em tuas normas.
44. Cumprirei a tua vontade sem cessar, para sempre e eternamente.
45. Andarei por caminho largo, procurando os teus preceitos.
46. Vou falar de teus testemunhos diante dos reis, sem ficar envergonhado.
47. Minhas delícias são os teus mandamentos, que eu amo tanto.
48. Levanto para ti as minhas mãos, recitando os teus estatutos.
49. Lembra-te da tua palavra ao teu servo, na qual tu me fazes esperar.
50. Esta é a minha consolação na miséria: tua promessa me traz vida.
51. Os soberbos zombam de mim à vontade, mas eu não me desvio da tua lei.
52. Javé, recordo as tuas normas de outrora, e me consolo.
53. Fiquei enfurecido diante dos injustos que abandonam a tua vontade.
54. Teus estatutos são cânticos para mim, na minha casa de peregrino.
55. Javé, eu me lembro do teu nome durante a noite, e observo a tua lei.
56. Esta é a parte que cabe a mim: observar os teus preceitos.
57. Minha porção, Javé, eu o digo, é observar as tuas palavras.
58. De todo o coração busco acalmar a tua face: tem piedade de mim, conforme a tua promessa!
59. Reflito em meus caminhos, voltando meus passos para os teus testemunhos.
60. Eu me apresso, e não me atraso, em observar os teus mandamentos.
61. Os laços dos injustos me envolvem, eu não me esqueço da tua vontade.
62. À meia noite eu me levanto para te agradecer por tuas normas justas.
63. Eu me associo a todos os que temem a ti e observam as tuas normas.
64. A terra, Javé, está cheia do teu amor: ensina-me os teus estatutos.
65. Javé, agiste bem com o teu servo, segundo a tua palavra.
66. Ensina-me o bom senso e o saber, pois eu creio nos teus mandamentos.
67. Antes de sofrer, eu me desviava; agora eu observo a tua promessa.
68. Tu és bom e benfeitor: ensina-me os teus estatutos.
69. Os soberbos lançam calúnias contra mim, mas de todo o coração eu guardo os teus preceitos.
70. O coração deles é espesso como gordura, mas eu me delicio com a tua vontade.
71. Para mim, é bom sofrer, pois aprendo os teus estatutos.
72. A lei da tua boca é um bem para mim, mais que milhões em ouro e prata.
73. Tuas mãos me fizeram e formaram: ensina-me, para que eu aprenda teus mandamentos.
74. Os que temem a ti me olhem com alegria, pois eu espero em tua palavra.
75. Javé, eu sei que as tuas normas são justas, e que por fidelidade me fazes sofrer.
76. Que o teu amor seja a minha consolação, conforme a tua promessa ao teu servo!
77. Que a tua misericórdia venha até mim, e eu viverei, pois a tua vontade é a minha delícia.
78. Que se envergonhem os soberbos, que lançam calúnias contra mim! Eu medito nos teus preceitos.
79. Voltem-se para mim os que temem a ti, os que conhecem os teus testemunhos.
80. Que o meu coração seja íntegro em teus estatutos, para que eu não fique envergonhado.
81. Eu me consumo pela tua salvação, esperando pela tua palavra.
82. Meus olhos se consomem pela tua promessa: quando me consolarás?
83. Estou como odre na fumaça; nunca me esqueço dos teus estatutos.
84. Quantos serão os dias do teu servo? Quando me farás justiça contra os meus perseguidores?
85. Os soberbos abriram covas para mim; eles não andam conforme a tua vontade.
86. Teus mandamentos todos são verdadeiros; eles me perseguem sem razão: ajuda-me!
87. Por pouco não me derrubavam por terra, mas eu não abandono os teus preceitos.
88. Faze-me viver, por teu amor, e eu observarei o testemunho da tua boca.
89. Javé, tua palavra é para sempre, é mais estável do que o céu.
90. Tua fidelidade continua, de geração em geração, como a terra que fixaste, e ela permanece.
91. Tudo existe até hoje conforme as tuas normas, pois as coisas todas servem a ti.
92. Se tua vontade não fosse o meu prazer, eu já teria perecido na miséria.
93. Jamais vou esquecer os teus preceitos, pois é com eles que tu me fazes viver.
94. Eu pertenço a ti: salva-me, pois eu busco os teus preceitos.
95. Que os injustos esperem a minha ruína: eu sei discernir os teus testemunhos.
96. Eu vi o limite de toda perfeição: o teu mandamento se dilata sem fim.
97. Quanto eu amo a tua vontade! Eu medito nela o dia todo.
98. Teu mandamento me torna mais sábio que os meus inimigos porque ele me pertence para sempre.
99. Sou mais sábio que todos os meus mestres, porque medito em teus testemunhos.
100. Sou mais sagaz que os idosos, porque observo os teus preceitos.
101. Eu desvio os meus pés de qualquer caminho mau, para observar a tua palavra.
102. Jamais me desvio de tuas normas, porque és tu quem me ensina.
103. Como é doce ao meu paladar a tua promessa, é mais do que o mel em minha boca!
104. Com teus preceitos, sou capaz de discernir e detestar qualquer caminho mau.
105. Tua palavra é lâmpada para os meus pés, e luz para o meu caminho.
106. Eu jurei, e sustento: observar as tuas justas normas.
107. Estou por demais humilhado, Javé, faze-me viver, conforme a tua palavra.
108. Javé, aceita os votos que pronuncio, e ensina-me as tuas normas.
109. Minha vida está sempre em perigo, porém não me esqueço da tua vontade.
110. Os injustos estendem um laço para mim, porém não me desvio dos teus preceitos.
111. Teus testemunhos são a minha herança para sempre, a alegria do meu coração.
112. Aplico o meu coração em praticar os teus estatutos; essa é a minha recompensa para sempre.
113. Eu detesto os corações divididos e amo a tua vontade.
114. Tu és o meu refúgio e o meu escudo, eu espero pela tua palavra.
115. Afastem-se de mim, perversos, que eu vou guardar os mandamentos do meu Deus.
116. Sustenta-me, conforme a tua promessa, e eu viverei; não deixes que a minha esperança me envergonhe.
117. Apóia-me, e serei salvo e estarei sempre atento aos teus estatutos.
118. Tu desprezas todos os que se desviam dos teus estatutos, pois o seu cálculo é mentira.
119. Tens como escória todos os injustos da terra, por isso eu amo os teus testemunhos.
120. Minha carne se arrepia com temor de ti, e eu temo, por causa de tuas normas.
121. Pratiquei o direito e a justiça; não me entregues aos meus opressores.
122. Sê fiador do teu servo para o bem, e que os soberbos não me oprimam.
123. Meus olhos se consomem pela tua salvação, e pela promessa da tua justiça.
124. Age com o teu servo conforme o teu amor, e ensina-me os teus estatutos.
125. Eu sou teu servo, faze-me discernir, e compreenderei os teus testemunhos.
126. Javé, é tempo de agir: eles violaram a tua vontade.
127. É por isso que eu amo os teus mandamentos, mais que ao ouro, e ouro refinado.
128. É por isso que aprecio os teus preceitos e odeio o caminho da mentira.
129. Teus testemunhos são maravilhas, por isso eu os guardo.
130. A descoberta das tuas palavras ilumina, e traz discernimento aos simples.
131. Abro a boca e aspiro, ansiando por teus mandamentos.
132. Volta-te para mim, tem piedade de mim: é a justiça para os que amam o teu nome.
133. Firma os meus passos com a tua promessa e não deixes que mal nenhum me domine.
134. Resgata-me da opressão do homem, e observarei os teus preceitos.
135. Ilumina a tua face para o teu servo, e ensina-me os teus estatutos.
136. Torrentes de lágrimas me descem dos olhos, porque não cumprem a tua vontade.
137. Javé, tu és justo, e tuas normas são retas.
138. Como justiça, ordenaste os teus testemunhos, como verdade suprema.
139. O meu zelo me consome, pois os meus adversários esquecem as tuas palavras.
140. Tua promessa é puríssima, e o teu servo a ama.
141. Sou pequeno e desprezado, porém não esqueço os teus preceitos.
142. Tua justiça é justiça para sempre, e tua vontade é verdadeira.
143. Angústia e opressão me atingiram, teus mandamentos são minhas delícias.
144. Teus testemunhos são justiça para sempre, dá-me discernimento, e eu viverei.
145. Eu clamo de todo o coração. Javé, responde para mim! Eu observarei os teus estatutos.
146. Eu grito para ti: salva-me! Eu guardarei os teus testemunhos.


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   86   87   88   89   90   91   92   93   ...   197


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal