Origem do mundo e da humanidade a criaçÃo gênesis 1 a humanidade, ponto alto da criaçÃO


Quem se comporta corretamente teme a Javé; quem perverte a própria conduta o despreza. 3



Baixar 5.7 Mb.
Página94/197
Encontro29.07.2016
Tamanho5.7 Mb.
1   ...   90   91   92   93   94   95   96   97   ...   197

2. Quem se comporta corretamente teme a Javé; quem perverte a própria conduta o despreza.
3. Da boca do tolo brota a soberba; mas a boca dos sábios os protege.
4. Onde não há bois falta cereal, mas a força do touro traz grande colheita.
5. A testemunha verdadeira não mente; a testemunha falsa respira mentiras.
6. O zombador busca a sabedoria e não a encontra, mas o conhecimento é fácil para o inteligente.
7. Deixe a companhia do homem insensato, porque junto dele você não achará conhecimento.
8. A sabedoria do homem sagaz é discernir seu próprio caminho, mas a estupidez do insensato é loucura.
9. Os insensatos zombam da culpa, mas os retos alcançam favor.
10. O coração conhece sua própria amargura, e o estranho não participa da sua alegria.
11. A casa dos injustos se arruína, mas a tenda dos retos prospera.
12. Às vezes um caminho parece reto para alguém, mas acaba levando para a morte.
13. Também entre risos o coração chora, e a alegria termina em tristeza.
14. O extraviado ficará farto de sua própria conduta, mas o homem bom se saciará com as próprias obras.
15. O ingênuo acredita em tudo o que lhe dizem, mas o homem esperto olha onde pisa.
16. O sábio é precavido e se afasta do mal; o insensato vai em frente sem pensar.
17. O homem colérico comete estupidez, e o homem intrigante torna-se odiado.
18. Os ingênuos se enfeitam com estupidez, mas os espertos se coroam de conhecimento.
19. Os maus se inclinarão diante dos bons, e os injustos diante da porta do justo.
20. O pobre é desprezado até mesmo por seu parente, mas o rico tem muitos amigos.
21. Quem despreza o seu próximo fracassa, mas quem tem compaixão do pobre é feliz.
22. Quem planeja o mal acaba se extraviando, mas os que realizam o bem gozam de amor e fidelidade.
23. Todo trabalho traz seu proveito, mas o muito falar só produz miséria.
24. Os sábios são coroados de riquezas, e os insensatos de estupidez.
25. A testemunha verdadeira salva as vidas, mas quem diz mentiras é impostor.
26. A confiança do forte é temer a Javé, que é um refúgio para seus filhos.
27. O temor de Javé é fonte de vida, para evitar os laços da morte.
28. Povo numeroso é honra para o rei, mas a falta de gente é ruína para o príncipe.
29. O homem paciente é cheio de inteligência, mas o impulsivo exalta sua própria ignorância.
30. Coração tranqüilo é vida para o corpo, mas a inveja é cárie nos ossos.
31. Quem oprime o fraco ofende a Deus, mas quem se compadece do indigente honra o Criador.
32. O injusto tropeça na sua própria maldade, mas o justo se refugia na sua própria integridade.
33. No coração prudente mora a sabedoria, e ela se manifesta até no meio dos insensatos.
34. A justiça faz uma nação prosperar, mas o pecado empobrece os povos.
35. O rei favorece o ministro hábil, mas descarrega sua ira sobre o indigno.

[Provérbios 15]Provérbios 15



1. Resposta calma aplaca a ira; palavra mordaz atiça a cólera.
2. A língua dos sábios faz saborear o conhecimento, mas a boca dos insensatos vomita ignorância.
3. Em todo lugar os olhos de Javé estão vigiando os maus e os bons.
4. Palavra reconfortante é árvore de vida; língua perversa fere o coração.
5. O tolo despreza a correção paterna, mas quem observa a repreensão é esperto.
6. Na casa do justo existe abundância, mas o lucro do injusto só traz inquietação.
7. A boca do sábio espalha conhecimento, mas a mente do insensato é insensata.
8. Javé detesta o sacrifício dos injustos, mas aprecia a súplica dos homens retos.
9. Javé detesta o comportamento dos injustos, mas ama quem busca a justiça.
10. Quem se desvia do caminho será duramente punido, e quem não gosta da repreensão morrerá.
11. Morte e abismo são transparentes para Javé; quanto mais o coração humano!
12. O insolente não gosta que o repreendam, e não anda com os sábios.
13. Coração contente alegra o rosto, mas coração aflito deprime o espírito.
14. Mente reta procura o conhecimento, mas a boca dos insensatos se alimenta de ignorância.
15. Para o pobre, todos os dias são maus, mas o coração alegre está sempre em festa.
16. Mais vale o pouco no temor de Javé, do que grandes tesouros com inquietação.
17. Mais vale um prato de verdura com amor do que um boi cevado, com rancor.
18. Homem colérico provoca disputas; homem paciente acalma as brigas.
19. O caminho do preguiçoso é cercado de espinhos, mas a trilha dos retos é estrada plana.
20. Filho sábio é alegria para o pai, mas filho insensato é desonra para a mãe.
21. A ignorância alegra quem não tem bom senso, mas o homem prudente caminha direito.
22. Os projetos fracassam por falta de consulta, mas têm sucesso quando há muitos conselheiros.
23. Que alegria saber dar uma resposta! Como é boa a palavra oportuna!
24. O prudente sobe por um caminho de vida, que o afasta do mundo dos mortos.
25. Javé derruba a casa dos soberbos, e fixa os marcos do terreno da viúva.
26. Javé detesta projetos perversos e gosta de palavras sinceras.
27. Quem cobiça ganhos desonestos acaba arruinando sua própria casa, mas quem odeia o suborno viverá.
28. O justo reflete antes de responder, mas a boca dos injustos vomita maldades.
29. Javé se afasta dos injustos, mas ouve a súplica dos justos.
30. Olhar sereno alegra o coração, e boa notícia renova as forças.
31. Ouvido que escuta a repreensão sadia se hospedará no meio dos sábios.
32. Quem rejeita a correção despreza a si mesmo, mas quem aceita a repreensão adquire bom senso.
33. O temor de Javé é escola de sabedoria, e antes da honra está a humildade.

[Provérbios 16]O DISCERNIMENTO DA JUSTIÇA



Provérbios 16

1. O homem faz seus projetos, mas a resposta vem de Javé.
2. A pessoa pode achar que sua conduta é certa, mas é Javé quem examina as consciências.
3. Confie a Javé o que você faz, e seus projetos se realizarão.
4. Javé faz tudo para uma finalidade, até mesmo o injusto para o dia da desgraça.
5. Javé detesta o orgulhoso, que certamente não ficará sem castigo.
6. Com amor e fidelidade apaga-se a culpa, e com o temor de Javé se evita o mal.
7. Quando aprova a conduta de alguém, Javé o reconcilia até mesmo com os inimigos.
8. Mais vale pouco com justiça, do que muitos ganhos violando o direito.
9. O homem planeja o seu caminho, mas é Javé quem lhe dirige os passos.
10. Há um oráculo nos lábios do rei, e sua boca não erra na sentença.
11. Os pratos da balança justa são de Javé, e todos os pesos são obra sua.
12. Os reis detestam a prática do mal, porque é na justiça que o trono se firma.
13. O rei aprova os lábios sinceros e ama a quem fala com retidão.
14. A ira do rei é arauto de morte, mas o homem sensato consegue aplacá-la.
15. No rosto sereno do rei está a vida, e seu favor é nuvem que traz chuva.
16. Mais vale adquirir sabedoria do que ouro, e é melhor adquirir discernimento do que prata.
17. O caminho dos homens retos consiste em evitar o mal, e quem vigia o próprio caminho conserva a vida.
18. Antes da ruína vem o orgulho, e antes da queda a presunção.
19. É melhor ser humilde com os pobres, do que repartir despojos com os soberbos.
20. Quem mede as palavras tem sucesso, e quem confia em Javé é feliz.
21. Quem tem mente sábia será chamado inteligente, e falar com suavidade convence muito mais.
22. A sensatez é fonte de vida para quem a possui, mas a estupidez é a escola dos tolos.
23. O sábio de mente possui boca discreta, e seus lábios convencem muito mais.
24. As palavras gentis são favo de mel: doce na garganta e saudável para o corpo.
25. Há caminhos que parecem retos, mas acabam levando para a morte.
26. A fome do trabalhador o faz trabalhar, porque sua boca o empurra.
27. O vagabundo causa desgraça, e leva nos lábios fogo abrasador.
28. O homem perverso provoca brigas, e quem calunia separa os amigos.
29. O homem violento seduz o próximo, e o arrasta pelo mau caminho.
30. Quem pisca o olho planeja fraudes; quem aperta os lábios já praticou o mal.
31. Cabelos brancos são coroa nobre, quando se encontram no caminho da justiça.
32. Paciência vale mais que valentia, e dominar a si mesmo vale mais que conquistar uma cidade.
33. Os homens jogam dados para tirar a sorte, mas a sentença vem de Javé.

[Provérbios 17]Provérbios 17



1. É melhor um pedaço de pão seco na tranqüilidade, do que a casa cheia de banquetes e brigas.
2. O escravo sensato mandará no filho indigno e terá parte na herança com os irmãos.
3. Fornalha para a prata e forno para o ouro, porém Javé é quem prova as consciências.
4. O malfeitor dá atenção aos lábios que maldizem, e o mentiroso dá ouvidos à língua perversa.
5. Quem zomba do pobre insulta o Criador, e quem ri do infeliz não ficará sem castigo.
6. Os netos são a coroa dos anciãos, e os pais são a honra dos filhos.
7. Linguagem elevada não convém ao imbecil, e menos ainda a língua mentirosa para o príncipe.
8. O suborno é talismã para quem o dá: com ele, consegue tudo o que quer.
9. Quem busca amizade disfarça a ofensa; quem a repete afasta o amigo.
10. Mais vale uma repreensão para o inteligente do que cem golpes para o insensato.
11. O rebelde busca o mal, e será pego por um carrasco cruel.
12. É melhor encontrar uma ursa, da qual roubaram os filhotes, do que um insensato dizendo idiotices.
13. Quem paga o bem com o mal, terá sempre o mal em sua casa.
14. Começo de briga é como rachadura na represa; é melhor desistir antes do processo.
15. Absolver o culpado e condenar o inocente são duas coisas que Javé detesta.
16. Não adianta o insensato ter dinheiro para comprar sabedoria, porque ele não aprende nada.
17. Um amigo ama em qualquer tempo, e o irmão é para o dia do perigo.
18. Não tem bom senso quem faz um acordo como fiador do seu vizinho.
19. Quem procura briga é porque gosta de crime, e quem se gaba está buscando a ruína.
20. O coração perverso não encontrará a felicidade, e a língua tortuosa cairá na desgraça.
21. Quem gera um insensato acabará sofrendo, e o pai de um imbecil não terá alegria.
22. Coração alegre ajuda a sarar, mas espírito abatido seca os ossos.
23. O injusto aceita suborno às escondidas, para distorcer o curso da justiça.
24. A sabedoria está bem diante do homem inteligente, mas o insensato olha para os confins do mundo.
25. Filho insensato é tormento para o pai e amargura para a mãe.
26. Não é bom multar quem tem razão, e pior ainda é açoitar os inocentes.
27. Quem fala pouco possui a ciência, e o homem inteligente mantém a calma.
28. Quando calado, o insensato passa por sábio e, se fecha bem a boca, passa por inteligente.

[Provérbios 18]Provérbios 18



1. O solitário segue seus caprichos e não faz caso de conselho nenhum.
2. O insensato não gosta da discrição; só quer espalhar o que pensa.
3. A injustiça provoca a infâmia, e a desonra provoca o insulto.
4. As palavras de um homem são água profunda, torrente transbordante e fonte de sabedoria.
5. Não é justo favorecer o culpado, deixando de fazer justiça ao inocente.
6. Os lábios do insensato provocam brigas e sua boca pede uma surra.
7. A boca do insensato provoca sua própria ruína, e seus lábios são armadilha para a sua própria vida.
8. As palavras do caluniador são guloseimas que descem até o fundo do ventre.
9. O relaxado no trabalho é irmão de quem desperdiça.
10. O nome de Javé é torre fortificada; o justo corre para ela e fica protegido.
11. A fortuna do rico é sua fortaleza, e ele a imagina como alta muralha.
12. Antes da ruína, o coração se exalta, mas antes da honra vem a humildade.
13. Quem responde antes de ouvir mostra que é tolo e passa vergonha.
14. O bom ânimo sustenta na doença. Mas quem levantará o espírito abatido?
15. O inteligente adquire saber, e o ouvido sensato deseja aprender.
16. Dar presentes abre as portas para a pessoa, e a conduz à presença dos grandes.
17. O primeiro que se defende sempre tem razão, até que chegue outro e fale o contrário.
18. Tirar a sorte acaba com as discussões e decide entre os poderosos.
19. Irmão ofendido é pior que fortaleza, e as brigas são como portões de castelo.
20. Com a boca, a pessoa sacia o estômago e sacia com a colheita dos lábios.
21. Morte e vida dependem da língua; quem sabe usá-la, comerá do seu fruto.
22. Quem encontra uma esposa, encontra a felicidade, e alcança o favor de Javé.
23. O pobre fala suplicando, e o rico responde com dureza.
24. Muitos amigos levam para a desgraça, mas existem amigos mais queridos que um irmão.

[Provérbios 19]Provérbios 19



1. Mais vale um pobre de conduta íntegra, do que um rico de costumes perversos.
2. Não adianta agir sem refletir, pois quem apressa o passo acaba tropeçando.
3. A estupidez atrapalha o caminho do homem, e depois ele se irrita contra Javé.
4. A riqueza multiplica os amigos, mas o pobre é abandonado até pelo amigo.
5. A testemunha falsa não ficará impune, e quem espalha mentiras não escapará.
6. Muita gente bajula o homem importante, e todo mundo é amigo de quem dá presentes.
7. Se o pobre é desprezado até por seus próprios irmãos, quanto mais os amigos se afastarão dele!
8. Quem adquire bom senso quer bem a si mesmo, e quem conserva o discernimento será feliz.
9. A testemunha falsa não ficará impune, e quem espalha mentiras perecerá.
10. Não convém o insensato viver no luxo, e menos ainda os escravos dominarem os príncipes.
11. O homem de bom senso reprime a ira, e tem como honra ignorar uma ofensa.
12. A ira do rei é como rugido de leão, e o favor dele é como orvalho sobre a relva.
13. Filho insensato é desgraça para o pai, e mulher queixosa é goteira que não pára.
14. Casa e patrimônio são herança dos pais, e mulher de bom senso é dom de Javé.
15. A preguiça faz cair no sono, e o preguiçoso passará fome.
16. Quem observa o mandamento conserva a vida, mas quem descuida a própria conduta morrerá.
17. Quem ajuda o pobre empresta a Javé, que lhe dará a recompensa devida.
18. Corrija seu filho enquanto é tempo, mas não exagere a ponto de matá-lo.
19. O violento deve ser punido; se você o poupar, ele se tornará pior.
20. Escute o conselho, aceite a correção, e você chegará a ser sábio.
21. O homem imagina muitos planos, mas o que permanece é o projeto de Javé.
22. O que se deseja do homem é o amor; e vale mais um pobre do que um mentiroso.
23. O temor de Javé conduz para a vida, e a pessoa dorme tranqüila e sem pesadelos.
24. O preguiçoso põe a mão no prato, e não é capaz de levá-la à boca.
25. Castigue o zombador, e o ingênuo ficará esperto; corrija o inteligente, e ele aumentará o seu saber.
26. Quem maltrata o pai e expulsa a mãe é filho desonrado e infame.
27. Meu filho, se não aceitar a correção, você se perderá por falta de princípios.
28. A testemunha depravada zomba do direito, e a boca do perverso engole a injustiça.
29. Para os zombadores, varas preparadas; para as costas dos insensatos, chicotes.

[Provérbios 20]Provérbios 20



1. O vinho provoca insolência, e o licor causa barulho: quem se embriaga com eles não chega a ser sábio.
2. A cólera do rei é como rugido de leão: quem o irrita arrisca a vida.
3. É uma honra viver sem brigas, mas o tolo se envolve em rixas.
4. No outono o preguiçoso não ara, e na colheita procura e nada encontra.
5. Projeto na mente é água profunda, e o homem inteligente sabe alcançá-lo.
6. Muitos se proclamam homens fiéis. Mas quem encontrará um homem de confiança?
7. O justo se comporta com integridade. Felizes os filhos que vierem depois dele.
8. O rei assentado no tribunal, com o olhar dissipa todo mal.
9. Quem poderá dizer que tem consciência pura, livre de qualquer pecado?
10. Dois pesos e duas medidas são coisas que Javé detesta.
11. Já nos seus brinquedos a criança demonstra o seu comportamento futuro, se vai ser puro e correto.
12. Foi Javé quem fez o ouvido que escuta e o olho que vê.
13. Não se apegue ao sono, porque você ficará pobre; abra os olhos, e terá pão à vontade.
14. "Não presta, não presta", diz o comprador. Mas quando vai embora se gaba do que comprou.
15. Existe ouro e muitas pérolas, mas a coisa mais preciosa são os lábios instruídos.
16. Tome a roupa e peça garantias de quem se tornou fiador de um estrangeiro e um desconhecido.
17. É gostoso para o homem o pão ganho com fraude, mas depois sua boca fica cheia de grãos de areia.
18. Tome conselhos para preparar seus planos e faça a guerra com tática.
19. Quem fala muito acaba revelando segredos. Não se junte com a pessoa de fala fácil.
20. Quem amaldiçoa pai e mãe, verá a sua lâmpada apagar-se no meio das trevas.
21. A posse antecipada de uma herança no final não será abençoada.
22. Nunca diga: "Você vai me pagar esse mal". Confie em Javé, e ele defenderá você.
23. Javé detesta dois pesos, e a balança falsa não é justa.
24. É Javé quem dirige os passos do homem. Como poderia alguém discernir o próprio caminho?
25. É tentação fazer um voto sem pensar, e depois se arrepender da promessa feita.
26. O rei sábio peneira os injustos e faz passar sobre eles a roda.
27. O espírito do homem é uma lâmpada de Javé, que sonda as profundezas do ser.
28. Amor e fidelidade protegem o rei, e é no amor que seu trono se firma.
29. O orgulho do jovem é a força, e a honra do ancião está em seus cabelos brancos.
30. Feridas e chagas purgam o mal, e os açoites purificam o íntimo do corpo.

[Provérbios 21]Provérbios 21



1. A mente do rei é um riacho na mão de Javé. E este o dirige para onde quiser.
2. O homem pensa que o seu caminho é sempre reto, mas é Javé quem pesa os corações.
3. Praticar a justiça e o direito vale mais, para Javé, do que os sacrifícios.
4. Orgulho e ambição são pecados que dirigem os injustos.
5. Os projetos do trabalhador trazem lucro, os planos do apressado trazem miséria.
6. Riqueza adquirida com mentiras é ilusão fugaz de gente que procura a morte.
7. A violência dos injustos os arrebata, porque eles se negam a praticar o direito.
8. O caminho do culpado é tortuoso, mas a estrada do inocente é reta.
9. É melhor morar no fundo do quintal, que dentro de casa com mulher briguenta.
10. A sede do injusto é desejar o mal, pois ele olha sem piedade para o seu próximo.
11. Quando o zombador é castigado, o ingênuo se torna sábio, enquanto o sensato aprende com a experiência.
12. O justo observa como a casa do injusto arrasta os injustos para a ruína.
13. Quem tapa o ouvido quando o fraco suplica, não terá resposta quando clamar.
14. Presente discreto aplaca a ira, e suborno disfarçado acalma o furor.
15. Praticar o direito é alegria para o justo e terror para os malfeitores.
16. Quem se desvia do caminho do bom senso acaba descansando na assembléia dos mortos.
17. Quem gosta de festa acabará mendigo; quem gosta de vinho e carne boa jamais ficará rico.
18. O injusto servirá de resgate para o justo; e o traidor para os homens retos.
19. É melhor morar no deserto do que junto com mulher briguenta e mal humorada.
20. Na casa do sábio há tesouros e perfumes, enquanto o insensato gasta tudo o que tem.
21. Quem busca justiça e amor encontrará vida, justiça e honra.
22. O sábio escala a cidade fortemente defendida, e destrói a fortaleza em que ela confiava.
23. Quem guarda a boca e a língua evitará muitos apertos.
24. Quem age com raiva e insolência tem fama de arrogante e presunçoso.
25. Os desejos causam a morte do preguiçoso, porque suas mãos se negam a trabalhar.
26. O injusto está sempre cobiçando, mas o justo distribui e nada retém.
27. O sacrifício dos injustos é detestável, mais ainda quando feito com má intenção.
28. A testemunha falsa perecerá, mas aquela que sabe escutar dirá a última palavra.
29. O injusto assume ares de pessoa importante, mas o homem reto controla sua própria conduta.
30. Diante de Javé não há sabedoria, nem inteligência, nem conselho.
31. O cavalo se prepara para o dia da batalha, mas a vitória vem de Javé.

[Provérbios 22]Provérbios 22



1. Boa fama é melhor do que riqueza, e simpatia vale mais que ouro e prata.
2. Rico e pobre se encontram: foi Javé quem fez os dois.
3. O esperto vê o perigo e se esconde; o ingênuo avança e se sai mal.
4. Os frutos da humildade são o temor de Javé, a riqueza, a honra e a vida.
5. No caminho do perverso há espinhos e armadilha; quem se cuida fica longe dele.
6. Eduque o jovem no caminho a seguir, e até à velhice ele não se desviará.
7. O rico domina os pobres, e o devedor é escravo do credor.
8. Quem semeia a injustiça colhe desgraça; a vara do castigo acabará com ele.
9. O generoso será abençoado, porque reparte seu pão com o pobre.
10. Expulse o insolente, que o desentendimento vai desaparecer e as brigas e insultos vão se acabar.
11. Quem é limpo de coração e educado no falar acabará sendo ministro do rei.
12. Os olhos de Javé protegem o saber e fazem fracassar as palavras do traidor.
13. O preguiçoso diz: "Lá fora tem um leão, e vai me matar no meio da rua".
14. A boca das estrangeiras é cova profunda, e os inimigos de Javé nela cairão.
15. A tolice é natural na mente da criança, mas dela se afastará pela vara da disciplina.
16. Quem oprime o fraco para se enriquecer, acaba entregando tudo ao rico e empobrecendo.

III. PALAVRAS DOS SÁBIOS


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   90   91   92   93   94   95   96   97   ...   197


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal