Os três reis magos epifania Ano c celebramos hoje a festa da epifania ou festa dos reis magos



Baixar 18.11 Kb.
Encontro02.08.2016
Tamanho18.11 Kb.




OS TRÊS REIS MAGOS

Epifania Ano C


Celebramos hoje a festa da EPIFANIA ou FESTA DOS REIS MAGOS que relata a visita dos Reis Magos ao Menino de Belém.

Epifania é uma palavra grega, que significa "Manifestação".

Para os cristãos, epifania é uma manifestação extraordinária de Deus, pela qual Ele se revela aos homens, em acontecimentos da história da salvação...

- No Antigo Testamento temos muitas epifanias, isto é, muitas manifestações de Deus aos homens…

A mais famosa foi no monte Sinai, quando Deus fez a Aliança com o seu povo e entregou os 10 Mandamentos...

- Estas epifanias eram a preparação da epifania definitiva, cuja festa hoje celebramos: É a manifestação de Jesus, como "a Luz" que atrai a si todos os povos da terra.

Essa "LUZ" encarnou na história, isto é, fez-se homem, a fim de iluminar os caminhos dos homens com uma proposta de Salvação.


Na 1ª Leitura o profeta Isaías recorda-nos que, apesar da rejeição do plano divino, por parte de Israel, o convite de Deus para a salvação dos povos permanece de pé. (Is 60,1-6). Ele (Jesus) vai iluminar o caminho de todos os homens.
A 2ª Leitura afirma que a presença salvadora de Deus no meio do povo não se destina apenas a Jerusalém, mas a todos os povos da terra. Portanto, nós, apesar de não pertencermos à raça judaica, somos todos chamados à salvação. (Ef 5,2-3.5-6)
No Evangelho, vemos a concretização das promessas de Deus:

Os Reis Magos vêm ao encontro de Jesus, e reconhecem aquele Menino como "Salvação de Deus". Por isso vêm adorá-lO.



O texto não é uma reportagem de uma visita de três chefes de estado a outro país. É uma catequese para apresentar Jesus, como Salvador de todos os homens.

Os Magos representam todos os homens do mundo que têm coragem de se porem a caminho, para encontrarem a Luz salvadora que brilha no presépio de Belém.

Ainda hoje, são muitos, os homens e as mulheres que têm coragem de ir ao encontro de Jesus, guiados pela estrela da sua fé.
Meditemos nas ATITUDES dos principais personagens...

Os Magos disseram:

"Vimos a sua estrela no Oriente, e viemos adorá-lO..."

- Atentos, viram a estrela e puseram-se a caminho, de imediato…

- Não deixaram para depois...

- Não desistiram perante o cansaço da longa viagem...

- Não desanimaram com o desaparecimento da estrela,

nem com a indiferença dos habitantes de Jerusalém:

- Perseveraram até ao fim e acabaram por encontrar o que procuravam: o Deus Menino.

- Não foram de mãos vazias...Ofereceram o que tinham de melhor: ouro, incenso e mirra.


Quanto aos Doutores da Lei:

Souberam consultar as Escrituras do Antigo Testamento,

Souberam indicar muito bem o caminho aos magos,

mas não foram a Belém...
Quanto a Herodes:

Era um homem ganancioso que tinha o poder nas suas mãos...

Parecia amedrontado com o nascimento daquela criança que os Magos procuravam… Manhoso e com segundas intenções, desejava saber onde encontrar o Rei dos judeus que acabava de nascer, anunciado pelos Magos…
Durante os acontecimentos ocorridos, após o nascimento de Jesus, encontramos atitudes diversas:

Atitudes de ADORAÇÃO, pelos Magos;

Atitudes de REJEIÇÃO total, por Herodes;

Atitudes de INDIFERENÇA, pelos sacerdotes do templo e escribas.

Magos... Herodes... e Sacerdotes do templo...
A Lição dos Magos.

A viagem dos "Magos" reflete o processo dos pagãos para encontrarem Jesus:

- estavam atentos aos sinais (à estrela) e perceberam que Jesus trazia a salvação;

- puseram-se decididamente a caminho para o encontrar;

- perguntaram aos judeus que conheciam as Escrituras, o que deviam fazer;

- e finalmente, encontraram Jesus e adoraram-nO.


A exemplo dos Magos, somos todos peregrinos na fé!...

- Devemos estar ATENTOS aos sinais... e prontos a segui-lO com generosidade;

- Devemos ser PERSEVERANTES, mesmo nos momentos de dificuldades, quando a estrela indicadora da nossa fé parece ter desaparecido, ou quando o próprio Deus parece ter-se esquecido de nós!...

A exemplo dos Magos,

- Devemos ser FIÉIS, apesar da maldade de todos os Herodes que por aí andam,

- ou apesar da indiferença de tantos católicos, que encontramos ao longo de nossa caminhada, neste mundo!...

- Devemos ser GENEROSOS em oferecer o que de melhor temos:

não ouro, incenso ou mirra, mas nós próprios, com as nossas virtudes e os nossos defeitos…
Tenhamos a certeza de que, na nossa caminhada à procura de Deus, Ele sempre se manifestará a quem O procurar de coração sincero...

Adaptado de



Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal