P1: Boa tarde! A1: Boa tarde! P2



Baixar 65 Kb.
Encontro27.07.2016
Tamanho65 Kb.
Entrevista Sociolinguística
Informante A – Masculino

Local de residência: Palmarejo

Ano de escolaridade: 10º ano

Data: 08-08-06
P1: Boa tarde!

A1: Boa tarde!

P2: Vamos falar um pouco!

A2: Sim (/) Vamos!

P3: O que é que gostas de fazer no teu tempo livre?

A4: Eu gosto de ler livro de conto, história, também ver televisão. Não só também gosto de ler jornais (/) que é p’ra ter mais conhecimento do mundo que me rodeia (/) também p’ra (::)como jornal é um meio de comunicação social eu gosto de ler precisamente para ver histórias de sabedoria. Há dias estava a ler um jornal folha de Portugal em que li uma histórias muito interessante. Se quiseres eu posso contar-lhe.

P4: Sim, podes contar.

A4: Bom, a história entre um sábio e um barqueiro. Um certo sábio queria visitar uma ilha história na Itália, então foi num barco. Então ele e o barqueiro no caminho estavam a falar em que o sábio perguntou ao barqueiro se ele tem algum conhecimento da história. E o sábio disse que não que nunca foi p’ra escola e o (/) barqueiro lhe disse que é muita pena dele não ter conhecimento de muitos heróis e descobridores do planeta. E (::) mas o o sábio para não decepcionar o barqueiro disse ao barqueiro que ele podia ter algum (/) conhecimento de algumas ciências que não faz ele ficar assim tão distanciado do mundo que lhe rodeia. E o sábio disse que da matemática tem algum conhecimento que no passar troco ele não fica desorientado.

Então o sábio disse: mas na geografia, nos tempestades do mar o senhor sabe-a alguma coisa. E o barqueiro disse sim eu sei, mas o sábio disse que que logo vai haver uma tempestade que as águas do mar estão revoltas. Então ele perguntou (…) se ele sabia nadar então o sábio disse que não que sabe só os teorias de natação mas que não teve tempo de aprender a nadar. E o sábio lhe perguntou lhe disse: creio que então se eu perco a metade da minha vida nesse nesse tempo, o senhor vai perder a sua toda. E (/) o (::) barqueiro disse se eles não conseguirem controlar o barco, que o barco iria ser totalmente destruído pelas ondas. Então num determinado tempo o (/) o barco foi destruído eles se lançaram às águas do mar e o barqueiro com custos conseguiu salvar das ondas mais o sábio com tanta sabedoria foi levado pelas ondas. E a moral desta história é que o mar em que vivemos, (…) que no mar em que vivemos, no mar revolto em que vivemos temos sempre de estar com Deus.



P5: É uma história muito interessante, faz um breve comentário sobre a moral da história.

A5: Sim, isso eu posso dizer em que da história eu gostei muito, e fiquei interessado em ler outra vez esta história em que vamos ver uma história em que o sábio orgulhoso em que dava em saber tudo, o sabedor do mundo em que ele colocava o seu amigo barqueiro numa certa ambivalência perguntando-lhe das coisas que ele já sabia que o barqueiro não tem domínio como por exemplo na pergunta em que ele pergunta ao barqueiro se ele tem conhecimento de algumas histórias e o barqueiro dizendo ele que ele nunca foi p’ra escola então ficou assim a perguntar-lhe mais então isso mostra-nos que não devemos ser orgulhosos e também quando e (/) já estamos certo com que sabemos muitas coisas não devemos e (/) ir para além da nossa capacidade da nossa sabedoria porque há alguns domínios que nós não podemos (/) alguns domínios (?) domínio que ainda não temos certo e (::) habilidade como no caso do sábio em que ele não sabia nadar então o barqueiro também e sabendo nadar mais não sabia as coisas que (::) não tinha escola que o sábio tinha mais já era importante para a sua vida como um barqueiro, e a vida no mar temos que saber nadar. N’ton o sábio dando (::) e o sábio orgulhoso n’ton vamos ver que ele (::) que sempre Deus quem está com ele ele também (?) como no caso do (::) do barqueiro. Ele não sabia nada mais também tinha fé em Deus em que conseguiu escapar da tempestade mas o sábio dando como conhecedor do mundo esqueceu de Deus e ficou n’ton todo orgulhoso, todo contente porque já era mais do que o barqueiro. Também gostei muito do (/) da moral da história em que falamos do Deus e como sabemos o barqueiro não tinha tanta fé (/) perdão, o sábio não tinha tanta fé, em que dava de saber tudo mais o barqueiro e podemos ver um pobre barqueiro, trabalhava no seu barco p’ra ganhar a vida, mais sempre andava com Deus em que conseguiu escapar da tempestade. Então podemos reflectir que com Deus vamos superar todos os males não só, também podemos e podemos superar todas as nossas dificuldades só tendo Deus no nosso coração é que conseguimos e (::) podemos ver a metade da nossa vida como o do barqueiro. E (::) também encontrei ao ler essa história encontrei duas disciplina em que gosto muito que faz parte da (::) do meu curso que eu quero tirar, que é geografia e matemática. A matemática como sendo uma ciência exacta eu gosto dela, eu gosto de fazer cálculos com números, eu gosto reflectir com número sabendo mais. A geografia também é uma ciência que estuda, o mundo uma ciência que nos coloca e num ponto certo no modo em que vivemos sabendo mais sobre o nosso mundo também é uma ciência que nos faz orientarmos no mundo em que vivemos. Então eu gosto da história principalmente (/) também dos que eu já disse, mais também da moral da história e também podemos e (::) o (::) a moral também, o meu moral que eu vou deixar também é que qualquer coisa que que fazemos temos que ter Deus no nosso coração e também não só, não devemos ser orgulhoso, mas sim quando temos já, temos capacidade que nós e (::) concebemos alguma sabedoria sempre temos de saber e (::) utilizar a nossa sabedoria p’ra ganhar mais sabedoria com os outros.


Informante B – Feminino

Local de residência: Palmarejo

Ano de escolaridade: 10º ano

Data: 19-11-06

P1: Boa tarde! Tudo bem?

B1: Boa tarde! Tudo bem obrigada!

P2: Ao que parece és uma estudante!

B2: Sim sou.

P3: Então podias falar-me um pouco sobre a tua escola e a tua vida estudantil.

B3: Eu sou aluna do 10º ano, estudo na escola do Palmarejo, sou do 2º ciclo e (/) tenho muitas disciplinas e a que eu gosto mais é a disciplina do Português porque entendo mais e também porque dou melhor com a minha professora de português e que eu corre tudo bem na minha escola. Sob a organização da minha escola/ acontece alguns infracções nas normas da escola mas nesse momento está a correr tudo bem. (//) E sobre a minha vida estudantil (/) sempre eu foi boa aluna desde da EBI até 10º agora estou e (//) sempre foi apoiada em tudo pelos meus pais em termo de materiais escolar, eu não teve nenhuma dificuldade tudo que é pedido eu tenho sempre e em relação as minhas nota correu tudo bem e (//) e eu estudo pouco mas, o pouco que eu estudo serve muito bem porque eu não estudo muito mais é que na eu presto atenção (?) o que aprendo na escola que me serve melhor. (//) Dou bem com os meus colegas apesar de que eu sou mais pequena da turma porque tenho uma altura mínimo sou bem tratada porque eu sou mais baixa da turma eles me tratam bem com carinho e sou apoiada por todos. (/) Gosto muito da minha escola e (…) eu estudo na escola de Palmarejo e não tenho problemas com assiduidade porque morro perto da minha escola, não percorro muito caminho p’ra chegar aí e (…) gosto muito da minha escola (…) e de ser estudante.


Informante C – Masculino

Local de residência: Palmarejo

Escolaridade: 8º ano

Data: 20-11-06

Idade: 14 anos

P 1. Conta-me uma anedota?

C1. Havia dois compadre, dois ladrões. Eles foram roubar e um meteu o braço para roubar e o dono da casa cortou-lhe o braço e meteu o mon dentro da camisa e foi embora queto, pôr outro compadre para furtar. Então, o outro compadre meteu e também eles cortaram di novo./ Havia dois cabo-verdianos, eles foram para França, então um dissi qui sabia falar francês. E foi a um bar e dissi, garçom, traz-me um “galinhé” e “batete”. E o garçom era cabo-verdiano, trazeu galinha e batata e outro disse “sobremensé” e trazeu a conta, e dissi si eu não era “caboverdiene” comerias “merdé”.

P2. No ano passado foste passar as férias em casa dos teus avôs, na ilha do Fogo. Gostaste?

C2. Sim, porque fui jogar bola com meus colegas, fui deitar com meus colegas na ilha, fui ao vilção, fui a vila a casa do meu amigo, só isso. O que Não gostei é porqui os meus avôs não queriam que eu saio em lugar nenhum de noite.

P3. Conheceste alguma menina especial?Se sim, fala-me um pouco dela e sobre os vossos encontros.

C3. É bonita, tem um sorriso belo…

Ela disse que gosta do meu irmão porqui eu sou pequeno. E meu irmão era dois. Ele disse Manuel ou Zesinho porqui eu sou piqueno.E eu disse que amor não tem idade.



Mais meu irmão ficou a panhar azedinha na árvore e dar ela e ela colocou na boca e o irmão ficou a tomar.

P4. Conta-me o que fizeste hoje desde que levantastes?

C4. Hoje eu levantei fui recto jogar a bola, fui jogar posta no futibol fui jogar e ganhei dês a quato e com o dinheiro que nós ganhamos, nós compramos sumo, bolacha, pão de coco, comemos. Depois voltei para casa, almocei, pedi ao meu tio uma volta de bicicleta ele não mi deu e estou aqui sentado.

P5. Na tua escola há meninas e rapazes. Como as meninas se comportam?

C5. Em relação ao tempo velho, eles tem relação do comportamento muito diferente. Porqui tempo passado os pais criticavam mais, muito. Batiam… hoje os pais não façam nada disso. Os pais criam-se largados.

P6. Vês televisão?

C6. Não/ porqui meu pai diz si ele comprar televisão nós vemos novela e aprendemos coisas diferentes na novela/. Em toda casa há televisão, só aqui qui não há, quasi.

P7. Para ti qual é a importância da televisão?

C7. Há um importância porqui vimos coisas escolares, também vimos notícias qui se passa no mundo inteiro.

P15. Quais os programas que mais gostas de ver?

C15. E pica pau amarelo, e elo mais fraco, e filmes, etc. só isso. Jogo/ Jogo de Benfica também/desde pequeno.

P8. Quando estás a ver um jogo de Benfica, como é que ficas?

C8. Ansioso com o resultado. No jogo, fico até agitado/com medo de perder e:: quando minha equipa está a perder/ as meninas fica a fazer troças.
P9. Alguma vez sonhaste e ficaste muito contente, gostarias que fosse realidade. Conta-me um sonho teu?

C9. Ah/ Sonhei qui fiquei grande e foi ao Portugal, o meu pai matriculou-mi no clube do Benfica e deu grande jogador.

P10. Quando fores grande o que gostaria de ser?

C10. Eu?// Aviador. Porque tenho a curiosidade di ficar em cima a pilotar no avião/ Curiosidade. E há pequeno eu viagiei de avião.

P11. O que gostarias que se fizesse no seu bairro?

C11. Um campo desportivo, game atar, cou de diversão//E eu acho qui não será difícil, porque o governo na campanha diz qui vai fazer, mas depôs di ser vitorioso não faz nada.

P12. Quando planeias uma viagem, por exemplo para o fogo, o que é que fazes?

C12. Eu trabalho para arranjar dinheiro porqui minha mãe a vez não tem dinheiro pra me dar e também comprar algumas roupas, fazer diversas actividades. E depois chegar o dia e for.

P26. Conta-me uma traquinice que fizeste nas férias?

C26. O meu irmão qui tem nome de Manuel me bateu primeiro e nós começamos a dar outro, a tirar companheiro com pedra e a pedra foi atirar no telhado. Então descemos e ficamos a dar com pedra e havia uma Senhora qui chamava Maria, nós tiramos com pedra, e a pedra quase apanhar ela no pé.
Informante D – Masculino

Local de residência: Palmarejo

(Monte Vermelho)

Ano de escolaridade: 9º ano

Data: 04-08-06

Idade: 16 anos
P1. Vamos falar um pouco sobre a televisão. Quais são os programas que mais gostas de ver?

D1. Telijornal, jogo, e filme, etc…

P2. Na tua casa não há televisão. Porquê?

D2. Porqui o meu pai não gosta di comprar televisão porqui ele diz qui nós vermos novela por isso qui ele não compra.

P3. Estás de acordo com o teu pai?

D3. Não. Porqui devia ter televisão dentro da casa porqui nos não sabemos o qui passa lá fora ficamos sem ver outros programas e telejornal que passa na nossa país.

P4. Então, não vês televisão? Ou consegues ver em outros lugares?

D4. Consego ver em outro lugar. Nornalmente em loja Tito.

P5. No ano passado foste passar as férias com os teus avôs. Conta-me um pouco sobre o que fizeste?

D5. Fui ao mar e fui jogar bola em San Lorenço, fui ao ponto cais e fui para a vila ver meus amigos e depôs fui para casa.

P6. O que fizeste hoje, desde levantar?

D6. Hoje eu levantei, tomei o pequeno almuço e depôs fui jogar a bola e depois veio depois tomei o banho e depois fui para placa jogar.

P7. Conta-me um sonho teu de que gostaste?

D7. Eu gosto di sonhar para ir ao Estados Unidos// porqui tenho prazer di conhecer, já ouvir falar em Estados Unidos. é um pais muito rico, muito saboroso…. Porqui tem a minha irmã. Tenho muito saudade delas, quero ver o meu sobrinha, cunhado primo, primas.

P8. O que gostarias que a Câmara ou Governo fizesse aqui na tua localidade?

D8. E calcetar as ruas, fazer posto de saúde e esquadra de policia/ Porqui aqui há muito delinquentes. Em Achada Santo António fica muito longe.

P9. Quando fores grande o que gostarias de ser?

D9. Eu/ jornalista/ sim/ eu gostava de ser jornalista/ ou marinheiro/.mais priferia jornalista porqui eu acho um boa profissão(…) e eu gosto muito de ser jornalista porqui eu gosto di apresentar a actividade em televisão, di entrevistar uma pessoa.

P10. Achas que os teus colegas estão a pensar no futuro. Ou estão somente a ir para a escola?

D10. Eu acho qui ele não está a pensar no futuro… eles queriam só ir para a escola… outro não escuta.

P11. Muitos pais quando vêem que os filhos não estão a estudar, tomam atitudes não favoráveis, por exemplo põem os filhos de castigo, batem-nos… o que pensas disso?

D11. Eu não penso qui(?) o pai não deveria fazer isso porque os filhos tem a consciência do que esta a fazer. O pai não tem nada a ver/ porque escola não é pra eles/. Escola é para o filho/ Se o filho não quer.

P12. Tens 16 anos. Com certeza já vistes alguma menina de que gostaste. Como é que gostarias que ela fosse?

D13. Cabelo comprido, bonita (…) baixo e cor branco como eu//simpática/ qui sabe dançar/ enfim/lindona.

P14. Achas que está sendo fácil arranjar uma namorada hoje?

D14. Acho que não (…) as meninas de agora não está sério, porqui elas arrajem três as vez quatro.

Informante E – Masculino

Local de residência: Palmarejo

Ano de escolaridade: 10º ano

Idade: 16 anos

Data: 20 – 11- 06
- Bom Dia!

- Bom dia!

P1. Vamos falar um pouco sobre a televisão.

Quais os programas que mais gostas de ver?

E1. Jogos e assim os espaços e novela telejornal assim o que mais me agradam.

P2. Porquê?

E2. Bom porque eu gosto de ver telejornal porque/ telejornal dá-nos informações do que passa a volta do mundo e ficamos a conhecer muitos sobre cultura geral em fim essas coisas. Os jogos/ eu gosto dos jogos porque você conhece novos jogadores fica a saber mais do jogo assim/ qual a equipa// que é maior/ qual é que a equipa que eu gosto é Benfica/ porque na minha opinião é a melhor equipa do mundo. E também e // espaços infantis eu vejo p’ra / p’ra relaxar assim p’r ficar mais / mais aleviado quando acabar de estudar.

P3. Qual a tua reacção quando estás a assistir um jogo de Benfica?

E3. Bom // a minha reacção quando estou a ver um jogo Benfica é/ emocionante no é eu fico assim eu fico a:: ver jogo/ e:: também rezando que é p’ra Benfica ganhar porque é minha equipa e não gosto de que Benfica perde não é mais também se ele perdeu não faz mal porque todo mundo tem que ganhar// saber ganhar saber perder. Não é só ganhar mas tem também / tem de ser/ tem que saber perder também.

P4. Os teus familiares vêm o jogo contigo?

E4. Há/ as minhas familiares gostam de ver também o jogo comigo. Como as minhas primas todas são de Benfica/então quando a minha tia assim/ e :: e:: eu gosto de ver jogos com eles porquê eles ficam a apoiar Benfica assim/ e:: a dar Clak entre aspas então também o meu primo ele é o Porto ele e o pai dele mais/mais ele/eu faz ele :: quando o porto está a jogar em vejo que o porto perde porque não gosto que o Porto ganha né// então mais da uma forma eu gosto do porto também mais Benfica é o maior.

P5. Para ti, qual é a importância da televisão?

E5. Bom a importância para mim é grande/ grande coisa porque / com televisão você pode conhecer o mundo através de televisão não é ?/ pode conhecer os outros países que nunca foram podem ver / podem conhecer outros pessoas (?) // conhecer outro cultura e :: assim/ saber viver com eles antes de lá estás não é? Sim como por exemplo e :: algum países que não tem a mesma cultura uma cultura bem diferente e :: já vendo eles, vendo o / país, conhecendo como eles vivem sem lá / sem estar lá é através da televisão vão é então a partir da televisão você conhece muitas coisas // conhece as suas culturas/ assim conhece mais pessoas novas / novas figuras assim / novas :: (?)

P6. Já estás a estudar 11º ano. Qual o teu sonho para o futuro?

E6. Sim e :: o meu grande sonho/ é acabar o 12º (?) pré-universitário (?) o meu futuro ainda não sei e :: não sei.

P7. Conta-me lá como é que vais os teus estudos e as tuas notas?

E7. Eu sou/ eu ando no 11º ano sim estudo:: Ciências Tecnológicas CT // Acho que eu sou um bom aluno sim não é / não brinco muito / al vez em brinco sim / alvez / mais o que ele mais quero tirar o curso assim é na engenharia / não sei se é engenharia arquitecto ou :: engenharia electrónica ou Informática mais o meu curso é engenharia porque eu gosto // à os meus estudos estão indo bem/ não / gosto dos professores também acho que os professores gosta de mim estou assimilar com / com as matérias as matéria são fácil / e as notas são boas também assim / nem tudo/ estão muito boas mais maioria está. Não tenho falta de material porque as minhas familiares ajudam / minha mãe / professores todos estão por (?) positivos não é / eles me tratam bem na sala /todos/ todos professores (?) os alunos // a// disciplina que tenho mais dificuldade é física porque/ porquê/ eu acho uma disciplina assim bem difícil / mais ao mesma tempo não é muito difícil assim como as pessoas pensam porque você tem de prestar atenção / e entender.

P8. Fala um pouco do ambiente da tua escola.

E8. O ambiente na minha escola não é grande coisa nos últimos tempos/ nos últimos tempos anos pode dizer daí um dois anos ou três porque aí como estamos no mundo, agora está muitos tags né / agora os tags estão a frequentar a escola não sabemos como vamos lidar com os” tags” né / então / acho que elas / acho que eles/ que eles estão a ficar indo bem porque non eston a fazer aquelas coisas que estavam a fazer anos atrás né / nton agora o ambiente/ está / um bocadinho / mais (?) mais bem sucedido né / mais (?)
Informante F – Feminino

Local de residência: Tira Chapéu

Ano de escolaridade: 7º

Idade: 12 anos

Data: 10/12/06

P1. Bom dia!

F1. Bom dia!

P2. És aluna desta escola?

F2. Sim sou.

P3. Então fala-me um pouco da tua escola e dos teus estudos.

F3. /Estou a gostar desta escola / dos professores eles são muito simpáticos / também estou a gostar de / da matéria de liceu e // gosto de muitos professores aqui e estou a gostar de estudar / de poder estudar aqui nesse liceu e:: estou a gostar dos meu estudos / todas as vezes/ eu gosto da biblioteca daqui / todas as vezes que eu tenho um tempinho eu estudo na biblioteca.

P4. Quais as disciplinas que mais gostas?

F4. /Gosto de Português e Inglês são as minhas disciplina preferidas e Matemática também / eu gosto de português porque português sempre foi a minha disciplina desde primária / Inglês/ Inglês não foi minha desciplina no primário mas sempre gostei porque sempre a minha irmã falava comigo Inglês / eu gostava que ela falava comigo Inglês.

P5. E as tuas notas?

F5. As minhas notas são boas eu tive dezassete em, matemática depois eu baxei minha nota mais no segundo trimestre eu prometi para minha professora que eu vou estudar e:: também no primeiro trimestre em Língua Portuguesa apanhei dezoito a melhor nota da sala e no segundo trimestre eu prometo estudar / eu disse p’ra minha professora que eu queria apanhar vinte que eu vou estudar p’ra apanhar vinte.

P6. Muito bem. Agora fala (-me) do ambiente da tua escola, e dos teus colegas.

F6. (…) Os meu colega são muitos / gostam de lutar no corredor / também não há espaço p’ra passar porque os menino estavam sempre a lutar (…) (?) gostam de bater e eles sempre dentro da sala fica a falar, a professora de Português e do Home Ambiente todos os professores dizem que / que eu sou quieta mais os outro são/ alunos que fazem muito na sala/ que falam/ que não deixa a professora explicar / agora tivemos a aula de Home Ambiente a professora falou muito com eles porque eles estava só a falar e não deixam a professora explicar.

P7. Tens um bom relacionamento com os colegas da tua turma e das outras turmas?

F7. Sim / sempre tive com os meus colegas do primário e também com os do liceu e com os professores / sempre tive uma relação muito bom com os professores.
Informante: G

Idade: 13 anos

Sexo: Feminino

Ano de Escolaridade: 8º

Local de residência: Palmarejo
P1 – Olá, boa tarde!

G1 – Boa tarde!

P2 – Estamos a atravessar uma quadra festiva. Sabes de que festa se trata?

G2 – Sim é a festa do Natal.

P3 – O que significa natal para ti?

G3 – É o dia que comemoramos o nascimento de Jesus / é muito importante (…)

P4 – Como ele é festejado na tua região?

G4 – Na minha região o natal e festejado de uma forma muito simples / As família no dia vão a missa / e também vão a missa de galo de noite / o jantar é muito formal e / costumam jantar bacalhau no forno com / com nata ou cozido / nem todos porque é muito carro / em nossa terra. Eu e a minha Família passamos o natal em casa dos meus avós em Picos / lá nos unimos todos familiares / parentes / amigos / convidados e muito mais as pessoas que / que (…) // É um dia muito feliz para todos / e para mim é um dia muito especial porque é dia dos meus anos / sempre fazemos a festa aí é / é muito melhor / por isso gosto muito do natal.

P5 – E na tua escola como é festejado?

A5 – Na minha escola também é festejado o natal mais é muito diferente do natal na primária / porque na primária nós os alunos / reunimos com os professores fazemos actividade / fazemos troca de prendas damos prenda aos professores e também com os / os alunos / e:: fazemos também postais como prendas para os nossos pais / mais aqui no liceu é muito / muito diferente porque somos nós os alunos quem organizamos a festa / fazemos com o:: nosso director de turma e não fazemos assim uma festa conjunto com todos os alunos porque liceu tem vários alunos muitos / não, dá / não dá p’ra convivermos todos juntos e / também fazemos troca de prendas mas há aluno que não participam vão mas não participam / outros vão não levam a multa nem a prenda e panham / apanham e dizem que vão levar a prenda e não vão e outro aluno fica sem troca de prenda /mais já na primária é muito diferente / eu acho que muito mais diferente que no liceu.

Informante: H

Idade: 16 anos

Sexo: Feminino

Residência: Tira Chapéu

Escolaridade: 9º ano
P1 – Como é que passas os teus tempos livres?

H1 – Brinco estudo? Sempre falo com a professora e:: também quando não estou entender qualquer coisa eu peço explicação em particular e:: peço ao professor para ir ali na biblioteca para me explicar / Ainda nos meu tempo livre me cozinho / lavo passo/ faço a comida / faço tudo essas coisa.

P2 – Que religião praticas?

H2 – sou testemunha de Jeová / prego boas nova / prego a Bíblia em nome de Deus / tudo inquanto // também estudo um livro / é a Bíblia Realmente Ensina / eu tiro grande proveito deste e também apego mais a Jeová.

P3 – Na tua escola fazes algum tipo de trabalho a nível religioso?

H3 – Sim / eu faço com a Liliane / Débora / Aleida / também em casa também faço com a minha mãe / com as meus irmãs / eles vão os reunião as vezes /

P4 – Na tua zona há muita delinquência juvenil?

H4 – Sim eles fazem muita delinquência ali na nossa zona / eles praticam acto que não pode ser praticadas // fumam droga / pedra / tudo inquanto / eles bebem / fazem disparate/ ali essa zona acho que é um pouco / mexido porque eles fazem vandalismo/ / acto de vandalismo.

P5 – Mas o que é que mais adoras fazer nos teus tempos livre?

H5 – Estudar / estudar e brincar é que eu mais adoro / sempre que eu tenho T.P.C. faço na hora que chegar a casa eu almoço e depois janto / as vezes nem almoço começo fazer os T.P.C. / os trabalho de casa que a professora passa / E também gosto de ouvir história e contar anedotas.

P6 – Conta-me uma anedota que costumas ouvir?

H6 – e // havia uma mulher que tinha dois filhos/ chamava onte e hoje./ A mãe dele saiu e eles fizeram necessidade colocaram numa bolsa de plástico e atiraram para janela apanhou polícia em cima da cabeça//polícia correu e as pessoas perguntou o que é que ele tem na cabeça / polícia disse é pobreza e falta da latrina.
Informante: J

Sexo: Masculino

Idade: 13 anos

Residência: Bela Vista / Praia

Escolaridade: 8º ano
P1 – Boa tarde!

J1 – Boa tarde!

P2 – És estudante desta escola não é?

J2 – Sim / mais agora estou de féria / eu venho hoje agora tirar as minha nota / e:: passear/

P3 – O que é que fazes durante as férias?

J3 – Nas minhas féria eu costumo passar a jogar a bola vou para interior passar com a minha // avó / depois e:: ajudo ela a fazer os serviços da casa! Quando chega o mês que está véspara para a escola começar venho para casa estudo e:: revi / faço revisão do que / da aula qui// depois ajuda a minha mãe a fazer // afazeres depois sai com amigos jogar a bola / a noite quando venho assisto telenovela e?

P4 – Que significado as férias têm para ti?

J4 – Significa p’ra mim um longo de descanso de tudo que fiz na escoa / significa tempo p’ra fazer revisão das aula / p’ra estudar / e de descanso / para brincar com alguns amigo / passear/

P5 – os professores passam alguns trabalhos para serem realizados nas férias?

J5 – Sim as vez queles passam para / estarmos para saber mais / mais quase não tenha / não tenha/ não tens pessoas que me passa trabalho p’r fazer nas férias/ no liceu.

P6 – E na escola primária? Os professores passavam trabalhos para as férias?

J6 – Ah / na escola primária já passavam muito / muito trabalhos / e eu gosto de fazer os trabalho porquê é uma manera de mais rápida de estudar / porque assim posso ter mais hora de estudar / porque as vez quando não tem trabalho não gosto muito de estudar também.

Informante: L - Masculino

Idade: 12 anos

Residência: Cidade Velha

Escolaridade: 7º Ano

P1 – Olá bom dia!

L1 – Bom dia professora!

P2 – Hoje é sábado, o fim-de-semana. Onde é que passas os fins-de-semana?

L2 – No mar a tomar banho / passo a estudar as lição que os professores passa / a ovir música de muitos cantadores e:: vou as veze ver meu avó na horta / e depois brinco na horta e vou tirar cana coco e leva nha mãe p’ra casa /

P3 – Então passas os fins-de-semana muito bem. Não é?

L3 As vez não tão bem / mais dá p’ra ir /

P4 – Porquê?

L4 – Porque gosto de? De sentir melhor / ir p’ra outro lugar em fim / passar melhor que assim.

P5 – Com quem é que passas os teus fins-de-semana?

L5 – Passo com meus amigo / com // com minha mãe / só meu pai não posso com ele porque não está aqui / ele está embarcado e já não dá p’ra passar com ele / só se ele encontrar em terra de féria que eu passo com ele / depois quase que não vem p’ra eu ver ele no fim-de-semana.

P6 – Não tens outras ocupações nos fins-de-semana?

L6 – Estudar / estudar e ir a p’ra praia de mar / só isso// e:: se meu pai estava cá na terra eu vou passar com ele na praia e sair um pouco da cidade velha / mais como ele não está já não vou // não tenho onde mais ir / Mais às veze eu ajudo minha mãe no deveres / as veze eles me ajuda nos deveres de casa?

P7 – E tu não és religioso? Não vais p’ra missa?

L7 – Não não vou / Ah (…) as veze vou / vou mais / tenho pirguiça de ir missa // uma vez estava a estudar blíbia mais larguei porque não / não não dá p’ra continuar.

P8 – E qual era a religião?

L8 – (…) testemunha de Jeová / mais não gostei porque não tem interesse p’ra minha vida.

P9 – A religião não tem nenhum significado para ti?

L9 – Ora que estou interessado tem / mais quando não estou não tem nada p’ra ir lá fazer.



©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal