Palavras Chave: Ensino, Métodos, Ditadura. IntroduçÃO



Baixar 10.2 Kb.
Encontro02.08.2016
Tamanho10.2 Kb.
O ENSINO DE HISTÓRIA E SUAS MUDANÇAS NO PERIODO PÓS- ABERTURA POLITICA

PEREIRA, Pablo Jorge G*

Emai*: pablojorgepereira@yahoo.com.br
Palavras Chave: Ensino, Métodos, Ditadura.
INTRODUÇÃO

Na presente propõem-se um estudo a cerca da reformulação dos métodos de ensino de historia no período de abertura política ou conhecido também como período pós-ditadura militar. Mas para isso e preciso fazer um estudo da disciplina de Moral e Cívica que fora imposta no período da ditadura militar para assim trabalharmos com a reformulação nos métodos de ensino período Pós-abertura política. Durante um longo período a disciplina de Historia passou por um processo de Repressão perdendo assim seu caráter reflexivo, isso ocorreu em razão da ação do Governo Militar.

O ensino da História nesse período que antecede a abertura política era precário, os alunos tinham história, entretanto uma história tradicional onde não havia reflexão, o individuo era privado de pensar a disciplina nesse período perde parte de sua essência. Isso ocorria em razão da pressão psicológica que exercida pelo governo sob os indivíduos. Pois para o governo era essencial que os cidadãos não pensassem, e isso se reflete na atualidade. Tendo em vista isto procuramos responder os seguintes questionamentos: Quais mudanças sofreram os métodos de Ensino de História a partir do período de redemocratização Pós-ditadura? Quais as diferenças dos métodos Renovados no período de Abertura Política com os métodos utilizados na Disciplina de Moral e Cívica? Qual a importância do uso dos métodos no Ensino de História?

METODOLOGIA
O método utilizado para tal analise e a analise de conteúdo, o qual será aplicado nas fontes que forem levantadas, dentre essas destacaremos algumas, Paulo Freire com a Pedagogia do Oprimido 1987, Liliana Soares Ferreira Educação & Historia 2001, Leandro Karnal História na Sala de Aula: conceitos praticas e Propostas 2005, Ensino de História e Paulo Afonso Zarth com a obra Educação de História e Educação, 2004. Para dar início a Pesquisa será feito um levantamento das fontes produzidas a cerca dos métodos no período 1983 a 1984, a fim de fazer um levantamento dos métodos utilizados no ensino de História no período de Ditadura Militar. Em um segundo momento será dado à continuidade no levantamento das fontes produzidas, porem será analisado os métodos que surgiram no período 1985 a 2005. A pesquisa propõe entrevistas com professores dos períodos em questão afim de que esses possam relatar suas experiências através da oralidade, pois através desses relatos será possível traçarmos um paralelo a cerca das diferenças metodológicas desses dois períodos.
RESULTADOS E DISCUSSÃO
A presente pesquisa encontra-se em andamento, por essa razão os resultados aqui apresentados são prévios. Depois de feita analise nas fontes que aqui foram apresentadas percebeu-se que a disciplina de História que hoje e ministrada em sala de aula, carrega sobre si ainda os resquícios da Antiga Moral e Cívica. As aulas de historia se resumem em uma mera memorização de conteúdos e datas, do mesmo modo que ocorria no Período da Ditadura Militar o que impede o questionamento que é o eixo central da disciplina. Em fim com os resultados obtidos até o momento foi possível concluir que o Ensino de História não mudou muito deste período, através dessa pesquisa podemos perceber uma infinidade de métodos novos que surgem e que podem transformar significativamente o processo de ensino Aprendizagem.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Com os primeiros resultados obtidos na pesquisa foi possível percebemos como esta o ensino de historia na atualidade, e através deles podemos apresentar algumas das novas metodologias que surgiram no campo da educação e que podem colaborar para um ensino de melhor qualidade.


Referencias Bibliográficas
AFONSO, Paulo Zarth. Ensino de história e educação. Ijuí: Ed. INIJUI, 2004.

HELFER, Nadir Emma e Tatiana Lenskji. A Memória e o Ensino de Historia. Santa Cruz do Sul: Edunisc; São Leopoldo: ANPUH/RS, 2000.



KARNAL, Leandro. História na Sala de aula: conceitos prática, e propostas. São Paulo: Contexto 2005.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 17°Ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1987.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal