Parte superior do formulário universidade federal de santa catarina



Baixar 14.26 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho14.26 Kb.
Parte superior do formulário


UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA
CAMPUS UNIVERSITÁRIO - TRINDADE - CAIXA POSTAL 476
CEP 88.010-970 - FLORIANÓPOLIS - SANTA CATARINA
Telefone - (048) 331.9000 - Telefax - (048) 234.4069

Curso de Graduação em Agronomia

Curículo 2003-2

Programa de Ensino

Disciplina: BOT5120 - MORFOLOGIA E SISTEMÁTICA VEGETAL



EMENTA: Introdução à Botânica; noções de plantas avasculares; conceitos e métodos taxonômicos; sistemas de classificação; nomenclatura botânica; morfologia e sistemática de plantas vasculares; principais táxons de interesse agronômico.

OBJETIVOS
01. Integrar os conceitos básicos da Botânica, dentro dos aspectos ecológicos e evolutivos.
02. Descrever as características básicas dos principais grupos de organismos estudados pela Botânica, bem como suas relações filogenéticas, com ênfase para pteridófitas, gimnospermas e angiospermas.
03. Discutir os princípios básicos da sistemática vegetal e os procedimentos e processos associados a esse estudo.
04. Caracterizar os principais sistemas de classificação dos vegetais.
05. Citar e utilizar as principais regras nomenclaturais.
06. Utilizar técnicas de herborização.
07. Identificar e descrever as estruturas morfológicas externas dos órgãos das plantas vasculares, interpretando suas variações e relacionando-as com adaptações ecológicas e evolutivas.
08. Classificar angiospermas até família, com base na análise morfológica e em chaves para determinação.
09. Estabelecer relações de afinidades ou diferenças entre táxons, com base em caracteres morfológicos e princípios evolutivos.
10. Citar o atual interesse e a potencialidade agrícola dos diferentes táxons.
11. Caracterizar os principais tipos de vegetação, com ênfase para o estado de Santa Catarina.

CONTEÚDO
01. Botânica: importância, histórico e divisões
02. Variabilidade vegetal; organismos estudados pela Botânica: caracterização e exemplos dos principais grupos (procariontes, algas, fungos, briófitas, pteridófitas e espermatófitas).
03. Conceitos taxonômicos; conceitos de espécie.
04. Sistema de classificação: características e exemplos, com ênfase para os filogenéticos.
05. Nomenclatura botânica.
06. Herbários e herborização.
07. Chaves analíticas de identificação: uso e confecção.
08. Morfologia, ciclos de vida e principais táxons de pteridófitas e gimnospermas.
09. Morfologia de angiospermas adaptada à sistemática: germinação, raiz, caule, folha, flor, polinização, fruto, dispersão, semente, ciclo de vida.
10. Características dos táxons de angiospermas e principais representantes de interesse agrícola.

10.1. Dicotiledôneas: Amaranthaceae, Anacardiaceae, Annonaceae, apiaceae, Apocynaceae, Asclepiadaceae, Asteraceae, Bignoniaceae, Brassicaceae, Cactaceae, Casuarinaceae, Chenopodiaceae, Convolvulaceae, Crassulaceae, Cucurbiataceae, Euphorbiaceae, Fabaceae, Lamíaceae, Lauraceae, Malvaceae, Melastomataceae, Meliaceae, Moraceae, Myrtaceae, Oxalidaceae, Passifloraceae, Piperaceae, Polygonaceae, Rosaceae, Rubiaceae, Rutaceae, Sapataceae, Solanaceae, Verbenaceae.


10.2. Monocotiledôneas: Araceae, Arecaceae, Bromeliaceae, Commelinaceae, Cyperaceae, Liliaceae, Musaceae, Orchidaceae, Poaceae.

11. Tipos de vegetação de Santa Catarina.



BIBLIOGRAFIA

01. BARROSO, G.M. 1978. Sistemática de angiospermas do Brasil. Rio de Janeiro, LTC/EDUSP. v.1, 255p. (BU).


02. _____________. 1984. Sistemática de angiospermas do Brasil. Viçosa, Impr. Univ. UFV. v.2, 377p.
03. _____________. 1985. Sistemática de angiospermas do Brasil. Viçosa, Impr. Univer. UFV. v.3. 325p.
04. BEZERRA, P. & A. FERNANDES. 1984. Fundamentos de taxonomia vegetal. Fortaleza, Ed. UFC. 100p.
05. BOLD, H.C. 1973. Morphology of planta. 3ed. New York, Harper & Row. (BU)
06. BOLD, H.C. 1975. O reino vegetal. São Paulo, Edgar Blücher. 189p. (BU)
07. BURKART, A. 1952. Las leguminosas argentinas silvestres y cultivadas. 2ed. Buenos Aires, Acme. 559p.
08. BURKART, A. 1979. Leguminosas minosoideae. Flora Ilustrada Catarinense (LEGU): 1-299.
09. DIMITRI, M.J. & L.R. PARODI ed. 1978. Enciclopédia Argentina de agricultura y jargineria. 3ed. Buenos AIres, Acme. v.1, 651p.
10. DIMITRI, M.J. & L.R. PARODI ed. 1980. Enciclopédia Argentina da agricultura y jaridinaria. 3ed. Buenos Aires, Acme. v.2, p-657-1161.
11. EAMES, A.J. 1951. Morphology of the angiosperms. New York, McGraw-Hill 518p.
12. FERRI, M.G. 1977. Botânica. Morfologia externa das plantas (organografia). 12ed. São Paulo, Melhoramentos, 149p.
12a FERRI, M.G. 1980a. Vegetação brasileira. Belo Horizonte, Itatiaia/ EDUSC. 157p.
13. FERRI, M.G. 1980b. História da botânica no Brasil. In: FERRI, M.G. & S. MOTOYAMA ed., História das ciências no Brasil. São Paulo, EDUSP/EPU. v.2, p.33-88. (BU)
14. FERRI, M.G., N.L. MENEZES & W.R. MONTEIRO-SCANAVACA. 1978. Glossário Ilustrado de Botânica. São Paulo, EBRATEC/EDUSP, 197p. (BU)
15. FONT QUER, P. 1982. Dicionario de botânica. Barcelona, Labor. 1244p. (BU)
16. FOSTER, A.S. & E.M. GIFFORD, JR. 1974. Comparativo morphology of vascular plants. 2ed. San Francisco, W.H. Freeman. p.545-734.
17. GEMTCHÜJNICOV, I.D. 1975. Manual de taxonomia vegetal. São Paulo, Cores. 358p.
18. GOLDBERG, A. & L.B. SMITH. 1975. Chave para as famílias espermatofíticas do Brasil. Flora Ilustrada Catarinense (CHAVE): 1-204.
19. GUIMARÃES, J.L. 1981. Organografia vegetal (morfologia externa relacionada com as angiospermas e gimnospermas). 2ed. Itaguaí, Impr. Univ. UFRRJ. 156p.
20. HEYWOOD, V.H. 1970. Taxonomia vegetal. São Paulo, Nacional/EDUSP. 107p.
21. INDEX KEWENSIS. 1985-1970. Comp. by B.D. JACKSON et alii. Oxford, Clarendon.
22. JEAN-PROST, P. 1970. La botânica y sua aplicacions agrícolas. Madrid, Mundi-Prensa. 534p.
23. JOLY, A.B. 1975. Botânica. Introdução à taxonomia vegetal. São Paulo, Nacional/EDUSP. 777p. (BU).
23a KLEIN, R.M. 1978. Mapa fitogeográfico do estado de Santa Catarina. Itajaí. SUDESUL/FATMA/HBR. 24p., 12 mapa.
24. LAWRENCE, G.H.M. 1973. Taxonomia das plantas vasculares. Lisboa, Fund. Calouste Gulbenkian. v.1, 295p.
25. LAWRENCE, G.H.M. 1977. Taxonomia das plantas vasculares. Lisboa, Fund. Calouste Gulbenkian. v.2, p.297.855.
26. LÓPEZ, M.L. 1978. Organografia carmofítica de espermafitas Pamplona, EUNSA. 179p.
27. MERTENS, T.R. & F.F. STEVENSON. 1978. Ciclos de vida de las plantas. México, Limusa. 160p.
28. PEREIRA, C. & F.V. AGAREZ. 1980. Botânica. Taxonomia e organografia dos Angiospermas. Chaves para identificação de famílias. Rio de Janeiro, Interamericana. 190p.
29. RADFORD, A.E. 1985. Fundamentals of plant systematics. New York, Harper & Row. 498p.
30. RADFORD, A.E. et alii. 1974. Vascular plant systematics. New York, Harper & Row. 891p.
31. RAVEN, P.H.; R.F. EVERT & H. CURTIS. 1978. Biologia vegetal. 2ed. Rio de Janeiro, Guanabara Dois. 724p. (BU)
32. RAWITSCHER, F. 1979. Elementos básicos de botânica. 8ed. São Paulo, Nacional. 382p.
33. REITZ, R. 1959. Os nomes populares das plantas de Santa Catarina. Sellowia 11(11): 9-148.
34. REITZ, R.; R.M. KLEIN & A. REIS. 1979. Madeiras do Brasil. Florianópolis, Lunardelli. 320p. (BU)
35. RIZZINI, C.T. 1981. Árvores e madeiras úteis do Brasil. Manual de dendrologia brasileira. 2ed. São Paulo, Edgar Blücher. 304p., 20est.
36. RIZZINI, C.T. & W.B. MORS, 1976. Botânica econômica brasileira. São Paulo, EPU/EDUSP. 207p., 20 est. (BU)
37. SCHULTZ, A.R.H. 1972. Estudo prático da botânica geral. 4ed. Porto Alegre, Globo. 288p.
38. SCHULTZ, A.R.H. 1975. Os nomes científicos e populares das plantas do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, PUC/EMMA. 162p.
39. SCHULTZ, A.R.H. 1980. Introdução à botânica sistemática. 5ed. Porto Alegre, EDUFRGS. v.1, 294p.
40. SCHULTZ, A.R.H. 1984. Introdução à botânica sistemática. 4ed. Porto Alegre,
EDUFRGS. v.2, 414p.
41. SEHNEM, A. s.d. Conheça os nomes das plantas. Canoas, La Salle. 64p.
42. SHIMOYA, C. 1977. Curso de botânica - Introdução à morfologia. Viçosa, Impr. Univ. UFV. 231p.
43. SINNOT, E.W. & K.S. WILSON, 1963. Botany: principles and problema. 6ed. Tokyo, McGraw-Hill/Kógakusha. 515p.
44. SMITH, G.M. 1970. Botânica criptogâmica. 2ed. Lisboa, Fund. Calouste Gulbenkian. v.2, 387p.
45. SMITH, L.B.; D.C. WASSHAUSEN & R.M. KLEIN. 1981-2. Gramíneas. Flora Ilustrada Catarinense (GRAM): 1-1407.
46. STRASBURGER, E. et alii. 1981. Tratado de botânica. 6ed. Barcelona, Marín. 798p.

Parte inferior do formulário


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal