Paulo Renato Souza



Baixar 9.67 Kb.
Encontro26.07.2016
Tamanho9.67 Kb.
PROJETO DE LEI Nº 664 , DE 2011

Dá denominação de "Paulo Renato Souza" a estabelecimento de ensino.





A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SÃO PAULO DECRETA:

Artigo 1º - Passa a denominar “Paulo Renato Souza”, a Universidade de São Paulo (USP LESTE), em Ermelino Matarazzo, no município de São Paulo.


Artigo 2º - Está lei entra em vigor na data de sua publicação.

JUSTIFICATIVA


O homenageado, Paulo Renato Costa Souza, nasceu em Porto Alegre em 10 de setembro de 1945, e faleceu em São Roque, no dia 25 de junho de 2011, aos 65 anos.

Ocupou vários cargos públicos e executivos no Brasil e no exterior, incluindo o de gerente de operações do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) em Washington, o de secretário da Educação de Estado de São Paulo, no governo Franco Montoro e o de Reitor da Universidade Estadual de Campinas, durante o governo Quércia.
Durante os anos 1970, serviu à Organização Internacional do Trabalho (OIT) COMO DIRETOR ASSOCIADO DO Programa Regional do Emprego para a América Latina e o Caribe, e outras agências da ONU. Formado em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, obteve o seu mestrado na Universidade do Chile e doutorado na UNICAMP- na qual também tornou- se professor titular de Economia.
Foi um dos fundadores do PSDB em 1988, e foi Ministro da Educação durante o governo Fernando Henrique Cardoso de 1 de janeiro de 1995 a 31 de dezembro de 2002.Dentre as suas maiores realizações à frente do Ministério da Educação, estão a Universalização do acesso no Ensino Fundamental, o ENEM e o SAEB e a universalização do Bolsa Escola, beneficiando milhões de famílias.
Em 2006 foi eleito Deputado Federal pelo PSDB paulista. No dia 27 de março de 2009 licenciou-se do mandato de Deputado Federal para assumir a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo no governo José Serra (PSDB), substituindo Maria Helena Guimarães de Castro.
Em 16 de dezembro de 2010, pediu demissão do cargo de Secretário de Educação de São Paulo com a justificativa da demora do então governador eleito Geraldo Alckmin definir o nome de secretário de tal pasta, sendo que o nome dele, segundo boatos, estaria sendo cotado pela permanência da secretaria.
Em seu lugar, entrou o secretário-adjunto de Paulo Renato, Fernando Padula, que permaneceu apenas duas semanas no comando até Geraldo Alckmin ser empossado governador do Estado e o novo Secretário da Educação assumir a pasta, que é de Herman Voorwald.
Paulo Renato também fez parte do Conselho Consultivo da Fundação Santillana, uma instituição espanhola com atuação também na América Latina.
Faleceu devido a infarto fulminante enquanto dançava com uma amiga, durante o feriado de Corpus Christi, na cidade de São Roque, interior de São Paulo. Estava em um Resort quando, durante a dança, começou a passar mal. Foi levado as pressas ao Hospital Unimed no Bairro de Lourdes em São Roque, mas já havia falecido.
Paulo Renato deixou três filhos e seis netos.

Diante de todo exposto, pela importância de Paulo Renato Souza, para o Estado de São Paulo e todo Brasil, peço aos meus nobres Pares todo o apoio para a aprovação deste projeto de lei.




Sala das Sessões, em 28-6-2011


  1. Orlando Morando - PSDB





©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal