Peça Oficina de Teatro Personagens



Baixar 20.74 Kb.
Encontro31.07.2016
Tamanho20.74 Kb.
Peça Oficina de Teatro
Personagens

O Contador de Histórias ( Adulto)

O Filho Nordestino ( Adulto)

A Turma do Livro (crianças)

A mulher da moeda (criança)

A moeda perdida (criança)

O pastor (adulto)

A ovelha fujona (criança)

O homem do tesouro perdido ( Adulto)

O baú do tesouro perdido ( criança)

Zaqueu (Adulto)
Materiais

Um baú de tesouro (grande)

Bexigas

Fitas coloridas



Música ( site)

Figurino para cada personagem de acordo com a criatividade


Introdução da Peça - Pais e Filhos
Contador (saindo de dentro do baú) - Olá crianças! Hum.. me parece que vocês trouxeram convidados, hã?! Muito bem! Epa! espere um pouco... mas esses convidados não me são estranhos....
O contador nesse momento interage com as crianças e diz:


  • Afinal de contas criançada, quem são eles?

As crianças alvoraças respondem com a ajuda dos monitores?




  • São os nossos pais!!!!!!


Contador - Mas é claro, como não me lembrei!!?? Sejam bem-vindos, Papais e Mamães. É um privilégio tê-los conosco nesse dia tão especial. Reservamos esse espaço para as nossas crianças e queremos que todos vocês sejam bem-vindos.
Logo após as boas-vindas aos Pais, o Narrador vira-se para todos e diz:
Contador- Eu conheço amigos que viajam pelo mundo todo. E a cada lugar que eles passam, eles aprendem histórias diferentes. Por isso, hoje eu quero lhes apresentar uma história emocionante. É a história de um menino que saiu de sua cidade, deixou toda sua família para se divertir na cidade grande.

E com vocês...( depois de apresentar o contador volta para o Baú).


Entra o filho pródigo- ( com sotaque nordestino) Pois é minha gente. Aqui estou eu, depois da minha vida ter passado por um perrengue só! Aliás vocês se lembram o que aconteceu comigo? Eita mininu. Pensa num lugar frio. Pensou? Eita, na minha terra não é assim não. Lá é muito quente, sabe!? Quente memo!

(Começa uma música com o ritmo nordestino) Oxi! O que está acontecendo aqui, dá pra stopá a música aí dj?!

Bem, bom dia a todos! Não sei se vocês reparam, mas eu cresci um pouco, é...eu voltei pra casa num sabe?! Aiai ( suspira) é tão bom voltar pra casa da gente, né?!! (fica distraído)
Entram os outros personagens (crianças caracterizadas): A mulher da moeda perdida junto com a sua moeda ( uma criança vestida de moeda), o Pai do filho perdido, o homem do tesouro escondido ( junto com seu baú do tesouro, que também deverá ser uma criança caracterizada de baú), o Pastor mais a sua ovelha fujona e Zaqueu ( segurando uma árvore bem pequena na mão - todas falando ao mesmo tempo, ao fundo um som que represente uma multidão conversando).
Filho Perdido – Silêncioooooooo!Oxi, mas o que está acontecendo aqui, meu povo? Eita..quanta gente? Quem são vocês?
Mulher da Moeda Perdida – Nós? Bom, eu sou a Palestina, vim de muuuuito longe!
Ovelha Fujona- Méééé! Eu sou a ovelha fujona...ops... agora eu fui achada, não sou mais fujona..mééé
O homem do tesouro - Oras, eu sou o homem que escondeu o tesouro no campo.
O baú do tesouro – E eu sou o tesouro que foi escondido, por isso que estou sujinho assim...estava debaixo da terra... hehe
Filho Perdido – Bom, eu vim pra cá, para contar uma história, oxente!
Todos falam juntos – Nós também viemos pra contar uma história!
Filho Perdido – Ié? Pois olhe deve haver algum engano aqui, como é que todo mundo vai contar a história?
A moeda – Ah, mas eu não sei não! Só sei q vim de longe, bem lonjão mesmo pra contar uma história para umas crianças muito lindas – (vira se para a platéia e solta um sorriso simpático).
Homem do tesouro – Ora, mas eu também vim de longe para...
(De forma bagunçada todos começam a falar juntos)
Ovelha – Mééé! Eu também!
Pastor – E eu também...
Filho Perdido- Chegaaaaaaaa, Oxente minha gente, mas vamô colocar ordem nesse curral! Alguma coisa aconteceu de errado por aqui.
Pastor – Mas, oxente meu filho, e o que foi que aconteceu, então?
Filho – Eu não sei meu Pai.
Mulher – Ah! Mais eu sei?
Todos juntos – SABEEEEE?
Mulher – Seeeei, sim!
Filho – Mas então diga muié.
Mulher – É a tal da desorganização. Alguém combinou... e...
(Com um tom humorístico a Moeda diz...)


  • Mas, olha quem fala, você se esqueceu que me perdestes lá em casa, um dia desses?

(A Mulher com uma vergonha engraçada diz...)


Hehe! Eu me lembro sim, mas foi só uma desorganizaçãozinha de nada.
(Todos falam ao mesmo tempo)

Pastor - Ora, mas eu não sei não. Está muito estranho tudo isso aqui! Alguém pode explicar o que está acontecendo?


(E todos inquietos - de forma engraçada - iniciam um novo burburinho - Congela imagem um olhando para o outro no momento em que estão todos discutindo a respeito - Coloca uma música que representa alguém andando devagar – Zaqueu - que pode ser representado por uma criança desinibida, ou um adulto vestido de criança - que já estava junto na multidão, sai detrás de um dos personagens)
Zaqueu – Olá, Pessoal... Hum... mas o que temos aqui ( faz olhar de questionamento). Acho que os nossos amiguinhos esqueceram de onde vieram e o que vieram fazer aqui... Vejamos quem nós temos aqui... O filho perdido, A ovelha fujona, a moeda perdida... todas estas histórias destacam o mesmo ponto. Cada uma delas destaca o sentimento de perda, fala da redescoberta e termina com muita alegria e muita festa. Na minha vida não foi diferente. Eu me sentia sozinho... e não era para menos, né? Ninguém gostava de mim pelo fato de ser chefe dos cobradores de impostos... quem iria me aceitar... havia feito tanta coisa errada. Mas foi então que, num belo dia, um tesouro apareceu na minha casa. Na verdade, ele se convidou. O queeeeeê? Na minha casa? Ir jantar? Mas onde já viu viu uma coisa dessas...! - isso é o que muitos, com certeza, pensaram. Mas, eu aceitei o convite que ele fez de ir na minha casa... hehehe Contei tudo a ele sabe, tudo mesmo... e até confessei que se de alguém roubei alguma coisa, devolveria quatro vezes mais. Ei, Pessoal, sabe o que isso significou??? Eu fui achado... Jesus trouxe salvação em minha casa.... que coisa boa ( fala com muito entusiasmo)

(Zaqueu faz o apelo) Você não pode ficar fora dessa, não é mesmo turma... Imediatamente coloca-se a música Por que me amou tanto assim? - CD Quem é Jesus ( Crianças Diante do Trono) e todos os personagens começam a comemorar (sugiro que montem uma coreografia com as crianças no início da EBF).



(No mesmo instante o contador sai de dentro do baú e começa a comemorar junto com todos)
* Não esqueçam de deixar tudo muto colorido, use bexigas ( pode comemorar com as bexigas na mão), fitas coloridas para quando estiver comemorando tudo faça parte como uma bela decoração.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal