Perfil histórico da educaçÃo teológica batista no brasil zaqueu Moreira de Oliveira associaçÃo brasileira de instituiçÕes batistas de educaçÃo teológica (abibet)



Baixar 256.9 Kb.
Página4/4
Encontro29.07.2016
Tamanho256.9 Kb.
1   2   3   4

Atas e Relatórios

ANDRADE, Alberto Mazoni. Demissão dos Diretores. Atas, Relatórios e Pareceres da Convenção Batista Brasileira, 1941. Rio de Janeiro: Casa Publicadora Batista, 1941, p.39.



ATAS. Convenção Batista Brasileira, 1918. Rio de Janeiro: CBB, 1918, p.18.

CANNADA, W. H. Report of W. H. Cannada. Annual of the Southern Baptist Convention, 1906. Nashville, Tenn.: Marshall & Bruce Company, 1906, p.99-100.

GINSBURG, Salomão L. Fifty-sixth annual report of the Foreign Mission Board – Report of the Pernambuco Mission. Annual of the Southern Baptist Convention, 1901. Nashville, Tenn.: Marshall & Bruce Company, 1901, p.70-74.

JUNTA Administrativa do Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil. Convenção Batista Brasileira, 1998. Rio de Janeiro: CBB, 1998, p.370-392.

SHEPARD, J. W. Rio Baptist College and Seminary. Annual of the Southern Baptist Convention, 1916. Nashville, Tenn.: Marshall Bruce Company, 1916, p.182-83.

TAYLOR, W. C. Seventy-third Annual Report of the Foreign Mission Board – North Brazil Mission. Annual of the Southern Baptist Convention, 1918. Nashville, Tenn.: Marshall & Bruce Company, 1918, p.214-224.

TOGNINI, Enéas. Colégio Batista Brasileiro de São Paulo: Relatório do Diretor referente ao ano de 1959. In: ATAS. Convenção Batista Brasileira, 1961. Rio de Janeiro: CBB, 1961, p.78.



Trabalhos Inéditos

DORTA, Antônio Marques Lisboa. O Jubileu do Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil, 1902-1952: Ligeiro escorço histórico. In: Comemorações do Cinquentenário do Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil, 1902-1952. Recife: STBNB, 1952, p.16-40. Trabalho inédito datilografado.

KEY, Jerry S. The Rise and Development of Baptist Theological Education in Brazil, 1881-1963: A historical and interpretive survey. Fort Worth, Tx.: Southwestern Baptist Theological Seminary (SWBTS), 1965. Tese. (Doutorado em Teologia)

OLIVEIRA, Zaqueu Moreira de. Factors Contributing to Baptist Growth in Pernambuco. Orientador: Robert A. Baker. Fort Worth, Tx.: SWBTS, 1968. Dissertação. (Mestrado em História – Th.M.)



REGA, Lourenço Stelio. Primórdios da Educação Teológica Batista no Brasil. Trabalho inédito digitado disponível na INTERNET via correio eletrônico: jeitinho@etica.pro.br. Arquivo consultado em 31/08/2000.

1 Jerry S. KEY. The Rise and Development of Baptist Theological Education in Brazil, 1881-1963: A historical and interpretive survey. Fort Worth, Tx.: Southwestern Baptist Theological Seminary (SWBTS), 1965. Tese. (Doutorado em Teologia)

2 Zacarias C. TAYLOR. Gracious Blessing. The Foreign Mission Journal, XXVI, n.10, mai. 1895, p.305. Este e outros textos escritos originalmente em inglês neste trabalho foram traduzidos pelo autor.

3 A. R. CRABTREE. Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil. O Jornal Batista, XL, n.1-2, 4/11 jan. 1940, p.46. Ver também Jerry S. KEY. Educação Teológica. In: David MEIN, coord. O Que Deus Tem Feito. Rio de Janeiro: JUERP, 1982, p.117.

4 Salomão L. Ginsburg. Missionary Adventure. Nashville, Tenn.: Baptist Sunday School Board, Southern Baptist Convention, s.d., p.118-19.

5 KEY, Theological Education in Brazil, p.20.

6 KEY, Ibid., p.13-14.

7 W. C. TAYLOR. Baptist Theological Education in South America. Quarterly Review, XVIII, n.3, jul./set. 1958, p.61.

8 Naquele tempo, principalmente para as missões batistas de Richmond, o Brasil estava dividido apenas em duas regiões, Norte e Sul, pelo que o Seminário organizado em Recife (Nordeste) passou mais tarde a ser conhecido como do Norte e o do Rio (Sudeste) como do Sul.

9 Salomão L. GINSBURG. Earnest Words. The Foreign Mission Journal, XLIX, n.9, mar. 1899, p.329.

10 Salomão L. GINSBURG. From Brazil. The Foreign Mission Journal, L, n.3, set. 1899, p.108-09.

11 Salomão L. GINSBURG. Letter from Bro. Ginsburg. The Foreign Mission Journal, XXXII, n.1, jul. 1900, p.15-16.

12 Salomão L. GINSBURG. Fifty-sixth annual report of the Foreign Mission Board – Report of the Pernambuco Mission. Annual of the Southern Baptist Convention, 1901. Nashville, Tenn.: Marshall & Bruce Company, 1901, p.73.

13 Salomão L. GINSBURG. Good News from Pernambuco. The Foreign Mission Journal, XXXIII, n.9, mar. 1902, p.289.

14 Emilio W. KERR. Acta da Installação do Seminário Baptista em Pernambuco. O Jornal Baptista, II, n.16, 25/04/1902, p.3.

15 KEY, Theological Education in Brazil, p.29.

16 A. R. CRABTREE. Historia dos Baptistas do Brasil: Até o anno de 1906. Vol. I. Rio de Janeiro: Casa Publicadora Baptista, 1937, p.223-24.

17 DEATH of Brother J. E. Hamilton. The Foreign Mission Journal, LV, n.7, jan. 1905, p.228. Ver também Salomão L. GINSBURG. A Tribute. The Foreign Mission Journal, LV, n.7, jan. 1905, p.242-43; E. A. NELSON. Dedication of Para Church – A Man Wanted Immediately. The Foreign Mission Journal, LV, n.11, mai. 1905, p.378-79.

18 REUNIÃO Missionária. O Jornal Baptista, II, n.37, 03/10/1902, p.3-4.

19 W. H. CANNADA. Report of W. H. Cannada. Annual of the Southern Baptist Convention, 1906. Nashville, Tenn.: Marshall & Bruce Company, 1906, p.99.

20 W. H. Cannada. Extracts from Letters of Our Missionaries. The Foreign Mission Journal, LIV, n.7, jan. 1904, p.232.

21 W. H. CANNADA. Theological Training Need. The Foreign Mission Journal, LIII, n.9, mar. 1903, p.281.

22 Salomão L. GINSBURG. Notícias Nortistas. O Jornal Baptista, IV, n.14, 30/05/1904, p.8.

23 W. H. CANNADA. Missão Baptista Pernambucana. O Jornal Baptista, V, n. 26, 30/11/1906, p.7.

24 Ler sobre o assunto Zaqueu Moreira de OLIVEIRA. Perseguidos, Mas Não Desamparados, Rio de Janeiro: JUERP, 1999, p.106-112.

25 W. C. TAYLOR. O Seminário do Norte. Revista Teológica, Rio de Janeiro: STBSB, II, n.3, jan. 1951, p.33.

26 Antônio Marques Lisboa DORTA. O Jubileu do Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil, 1902-1952: Ligeiro escorço histórico. In: Comemorações do Cinquentenário do Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil, 1902-1952. Recife: STBNB, 1952, p.24. Trabalho inédito datilografado.

27 KEY, Theological Education in Brazil, p.34-35.

28 W. C. TAYLOR, Seminário do Norte, p.33-34.

29 DORTA, op.cit., p.24.

30 Ibid., p.25.

31 João Teixeira de MORAES. Convenção Batista Brasileira. O Jornal Baptista. XIII, n.3, 16/01/1913, p.6.

32 David MEIN. Esboço Histórico do Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil: 1902-1977. Recife: STBNB, 1977, p.7.

33 Ibid., apud O Jornal Batista, LXIV, n.46, 22/11/1964, p.1.

34 KEY, Theological Education in Brazil, p.88.

35 Antonio Neves de MESQUITA. Historia dos Baptistas do Brasil: De 1907 a 1935. Vol. II. Rio de Janeiro: Casa Publicadora Batista, 1940, p.100.

36 Além do magistério exercido por estes pastores e líderes, Tertuliano Cerqueira foi pastor por muitos anos da Primeira Igreja Batista de São Paulo; Mesquita atuou por anos como executivo da Junta de Beneficência da CBB, tendo também servido uma vez como primeiro secretário da CBB, além de ser prolífico escritor; Munguba Sobrinho foi pastor da Primeira Igreja de Manaus e da Igreja da Capunga, em Recife, atuou como diretor do STBNB por dois anos, serviu por quatro vezes como presidente da CBB e duas como orador oficial, sendo também apreciado escritor.

37 A. R. CRABTREE. Baptists in Brazil. Rio de Janeiro: Casa Publicadora Batista, 1953, p.121.

38 Ibid., p.65.

39 Ibid., p.128.

40 L. M. BRATCHER. Francisco Fulgencio Soren: Christ’s Interpreter to Many Lands. Nashville: Broadman Press, 1954, p.50.

41 MESQUITA, op.cit., p.25.

42 Ibid., p.25-26.

43 J. W. Shepard. Característicos Gerais do Seminário. O Jornal Baptista. VII, n.44, 12/12/1907, p.3.

44 MESQUITA, op.cit., p.27.

45 J. W. Shepard. The College and Seminary at Rio. The Foreign Mission Journal, LIX, n.2, ag. 1908, p.51-52.

46 J. W. SHEPARD. Trabalho Teológico e Seminário. O Jornal Baptista. VIII, n.4, p.3. Ver também THE RIO College and Seminary. The Foreign Mission Journal, LIX, n.9, mar. 1909, p.268.

47 J. W. SHEPARD. Baptist Education Society of Brazil. The Foreign Mission Journal, LIX, n.12, jun. 1909, p.363-64.

48 KEY, Theological Education in Brazil, p.47.

49 J. W. Shepard. Rio Baptist College and Seminary. Annual of the Southern Baptist Convention, 1916. Nashville, Tenn.: Marshall Bruce Company, 1916, p.182-83.

50 ATUALIDADES. O Jornal Baptista. XIX, n.49, 04/12/1919, p.1.

51 Ver ATAS. Convenção Batista Brasileira, 1918. Rio de Janeiro: CBB, 1918, p.18.

52 Zaqueu Moreira de OLIVEIRA, Factors Contributing to Baptist Growth in Pernambuco. Orientador: Robert A. Baker. Fort Worth, Tx.: SWBTS, 1968, p.46. Dissertação. (Mestrado em História – Th.M.)

53 Zaqueu Moreira de OLIVEIRA e João Virgílio RAMOS ANDRÉ. Panorama Batista em Pernambuco. Recife: Departamento de Educação Religiosa da Junta Evangelizadora Batista de Pernambuco, 1964, p.27-28. Alfredo Freyre, pai do sociológico Gilberto Freyre, era professor do Colégio Americano Batista, e passou a ensinar no Seminário as disciplinas Latim Eclesiástico, Leitura Expressiva da Bíblia e Filosofia da Religião Cristã. O próprio Gilberto Freyre foi membro da Primeira Igreja Batista do Recife e apreciado pregador leigo, pelo que recebeu uma bolsa dos americanos para estudar na Universidade de Baylor, no Texas. Ver Mário R. MARTINS. Gilberto Freyre, o Ex-Protestante. Uma Contribuição Biográfica. Recife: Aliança Bíblica Universitária do Brasil, 1973.

54 Carlos BARBOSA. Colégio Americano Batista. Correio Doutrinal. Recife, III, n.45, 29/01/1926, p.4.

55 W. C. TAYLOR. O Relator e o Leitor Conversam Sôbre o Seminário. Correio Doutrinal. Recife, I, n.7-8, 22/06-06/07/1923, p.2.

56 DORTA, op.cit., p.30.

57 O movimento resultou em sérias divisões, quando muitos pastores e missionários, inclusive W. C. Taylor, foram eliminados das igrejas. Contudo, algumas das mais importantes igrejas de Pernambuco surgiram como resultado destas divisões, tais como Capunga, Afogados, Concórdia, Água Fria e outras. A antiga Convenção Regional ficou com os “radicais”, que em 1925 organizaram a Associação Batista Brasileira, com 55 igrejas de Pernambuco e Bahia. Os americanos e seus adeptos, que foram chamados “construtivos”, organizaram a Convenção Batista Pernambucana. O jornal O Batista Pernambucano, que já existia, ficou com os radicais, enquanto os construtivos criaram o Correio Doutrinal. Ler sobre o assunto, OLIVEIRA e RAMOS ANDRÉ, op.cit., p.27-41; José dos Reis PEREIRA. História dos Batistas no Brasil: 1882-1982. Rio de Janeiro: JUERP, 1982, p.113-121; Mário R. MARTINS. História das Idéias Radicais no Brasil: Entre os Batistas. Recife: Acácia Publicações, 1974.

58 KEY, Theological Education in Brazil, p.92-94. Ver também A. E. HAYES. Algumas Notas Sobre Educação no Norte. O Jornal Baptista. XXXIV, n.43, 25/10/1934, p.8.

59 John MEIN. O Seminário e a Causa. Correio Doutrinal, Recife, XI, n.19, 28/09/1933, p.1.

60 Ver documento em MESQUITA, op.cit., p.353-58.

61 As Bases de Cooperação foram aprovadas pela Junta de Richmond em 1925, e pela CBB em 1926. Dentre outros itens, as juntas da CBB deveriam ser compostas de brasileiros e americanos, na proporção de um terço para brasileiros e dois terços para americanos.

62 Zaqueu Moreira de OLIVEIRA. Breve História dos Batistas em Pernambuco, Recife: Acácia Publicações, 1973, p.43.

63 Ibid., p.45.

64 OLIVEIRA e RAMOS ANDRÉ, op.cit., p.50.

65 Alberto Mazoni ANDRADE. Demissão dos Diretores. Atas, Relatórios e Pareceres da Convenção Batista Brasileira, 1941. Rio de Janeiro: Casa Publicadora Batista, 1941, p.39.

66 Zaqueu Moreira de OLIVEIRA. Editorial. Reflexão e Fé, I, n.1, ag. 1999, p.5.

67 MEIN, Esboço Histórico, p.28.

68 KEY, Educação Teológica, p.129.

69 Djalma CUNHA. Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil. O Jornal Baptista, XXXVI, n.4, 29/10/1936, p.3; Manoel Avelino de SOUZA. O Dia do Seminário. O Jornal Baptista, XXXVII, n.42, 21/10/1937, p.5.

70 Alberto Mazoni ANDRADE. Decisões da Convenção Batista Brasileira. O Jornal Batista, LXI, n.19, 08/05/1941, p.3.

71 RESUMO Histórico do Seminário Desde Sua Independência do Colégio Batista do Rio, 1937-1941. O Jornal Batista, XLI, n.44, 30/10/1941, p.4.

72 KEY, Theological Education in Brazil, p.127-130.

73 Alberto AUGUSTO. Seminário do Sul: A sua situação econômica. O Jornal Batista, XLIX, n.6, 10/02/1949, p.4.

74 A. R. CRABTREE. Apresentação. Revista Teológica, I, n.1, jan. 1950, p.4.

75 Gene H. WISE. Passo Importante Dado Pelo Plano Cooperativo. O Jornal Batista, LIX, n.41, 08/10/1959, p.2.

76 Lourenço Stelio REGA. Primórdios da Educação Teológica Batista no Brasil. Trabalho inédito digitado disponível na INTERNET via correio eletrônico: jeitinho@etica.pro.br. Arquivo consultado em 31/08/2000.

77 Ebenézer Soares FERREIRA. A História da Associação Brasileira de Instituições Batistas de Ensino Teológico (ABIBET). Rio de Janeiro, 1996, p.20.

78 OLIVEIRA e RAMOS ANDRÉ, op.cit., p.28.

79 Theodoro R. TEIXEIRA. Uma Visita à Bahia. O Jornal Baptista, XXV, n.8, 30/04/1935, p.3.

80 Ibid., p.50.

81 Jonathas BRAGA. O Seminário Batista Brasileiro. O Jornal Batista, LIII, n.5, 29/01/1953, p.7.

82 José de Miranda PINTO. Escola Bíblica e Teológica do Méier. O Jornal Batista, XL, n.16, 18/04/1940, p.10.

83 KEY, Theological Education in Brazil, p.193-94.

84 Mildred Cox MEIN. Casa Formosa, Recife: Gráfica Editora Santa Cruz Ltda., 1966, p.18.

85 W. C. TAYLOR. Seventy-third Annual Report of the Foreign Mission Board – North Brazil Mission. Annual of the Southern Baptist Convention, 1918. Nashville, Tenn.: Marshall & Bruce Company, 1918, p.223.

86 Maxie Crawford KIRK. União Feminina Missionária. In: David MEIN, coord. O Que Deus Tem Feito. Rio de Janeiro: JUERP, 1982, p.165.

87 Ibid., p.164-167.

88 SEMINÁRIO Teológico Batista do Nordeste: Mensagem inaugural. O Jornal Batista, LIX, n.34, 20/08/1959, p.4.

89 KEY, Educação Teológica, p.138.

90 Ibid., p.132-133.

91 F. A. R. MORGAN. O Centro Batista Paulistano. Batista Paulistano, XLII, ed. Especial, jul. 1949, p.8; Olavo Guimarães FEIJÓ. Nossas Despedidas ao Casal Morgan. O Jornal Batista, LI, n.19, 10/05/1951, p.5.

92 INSTITUTO Teológico Batista. Batista Paulistano, XLI, n.7, jul. 1948, p.1.

93 Enéas TOGNINI. Colégio Batista Brasileiro de São Paulo: Relatório do Diretor referente ao ano de 1959. In: ATAS. Convenção Batista Brasileira, 1961. Rio de Janeiro: CBB, 1961, p.78.

94 KEY, Educação Teológica, p.134.

95 Helcias R. CÂMARA. Instituto Teológico Batista de Carolina. O Jornal Batista, XLIV, n.46, 16/11/1944, p.4; David GOMES. A Junta de Missões Nacionais Informa. O Jornal Batista, LXIV, n.3, 18/01/1964, p.6.

96 KEY, Educação Teológica, p.136.

97 KEY, Theological Education in Brazil, p.235.

98 A. R. CRABTREE. O Seminário e a Nova Época do Cristianismo. O Jornal Batista, XLVII, n.37, 11/09/1947, p.2.

99 David MEIN. A Propósito de um Parecer. O Jornal Batista, LXII, n.18, 03/05/1962, p.8.

100 JUNTA Administrativa do Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil. Convenção Batista Brasileira, 1998. Rio de Janeiro: CBB, 1998, p.379-380.

101 KEY, Theological Education in Brazil, p.240.

102 Hugh HARTSHORNE e Milton C. FROYD. Theological Education in the Northern Baptist Convention. Philadelphia: The Board of Education of the Northern Baptist Convention, 1945, p.168.

103 David MEIN. Há Crise de Vocações? Voz do Seminário, XIX, n.2, ab. 1961, p.3-4.

104 KEY, Theological Education in Brazil, p.274-75.

1   2   3   4


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal