Planejamento 2013 geografia



Baixar 72.1 Kb.
Encontro21.07.2016
Tamanho72.1 Kb.

planejamento 2013

GEOGRAFIA


Bira





OBJETIVOS EDUCACIONAIS – LDB
O Ensino Médio é a etapa final de uma educação de caráter geral, afinado com a contemporaneidade, com a construção de competências básicas, que situem o educando como sujeito produtor de conhecimento e participante do mundo do trabalho, e como desenvolvimento da pessoa como cidadão. Na 1ª e 2ª Séries do Ensino Médio as atividades e conteúdos desenvolvidos deverão capacitar os alunos a:


  1. consolidar e aprofundar os conhecimentos adquiridos no Ensino Fundamental, possibilitando o prosseguimento dos estudos;

  2. garantir a preparação básica para o trabalho e a cidadania, para continuar aprendendo, de modo a ser capaz de se adaptar com flexibilidade às novas condições de ocupação ou aperfeiçoamento posteriores;

  3. aprimorar-se como pessoa humana, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico, condições necessárias para a construção de novas relações no mundo;

  4. compreender os fundamentos científico-tecnológicos dos processos produtivos relacionando a teoria com a prática no estudo de cada disciplina;

  5. buscar dar significado ao conhecimento escolar mediante a contextualização, e desenvolver a capacidade de interpretar e intervir no mundo que os cerca;

  6. desenvolver a proposta de interdisciplinaridade estabelecendo ligações de complementaridade, convergência, interconexões e passagens entre os conhecimentos.



COMPETÊNCIAS E HABILIDADES PARA CIÊNCIAS HUMANAS

E SUAS TECNOLOGIAS
Compreender os elementos cognitivos, afetivos, sociais e culturais que constituem a identidade própria e a dos outros.


  • Compreender a sociedade, sua gênese e transformação, e os múltiplos fatores que nela intervêm, como agente social; e os processos sociais como orientadores da dinâmica dos diferentes grupos de indivíduos.

  • Compreender o desenvolvimento da sociedade como processo de ocupação de espaços físicos e as relações da vida humana com a paisagem, em seus desdobramentos político-sociais, culturais, econômicos e humanos.

  • Compreender a produção e o papel histórico das instituições sociais, políticas e econômicas, associando-se às práticas dos diferentes grupos e atores sociais, aos princípios que regulam a convivência em sociedade, aos direitos e deveres da cidadania à justiça e à distribuição dos benefícios econômicos.

  • Traduzir os conhecimentos sobre a pessoa, a sociedade, a economia, as práticas sociais e culturais em conduta de indagação, análise, problematização e protagonismo diante de situações novas, problemas ou questões da vida pessoal, social, política, econômica e cultural.

  • Entender os princípios das tecnologias associadas ao conhecimento do indivíduo, da sociedade e da cultura, entre as quais a de planejamento, organização, gestão, trabalho de equipe, e associá-las aos problemas que se propõem a resolver.

  • Entender o impacto das tecnologias associadas às Ciências Humanas sobre sua vida pessoal, os processos de produção, o desenvolvimento do conhecimento e a vida social.

  • Entender a importância das tecnologias contemporâneas de comunicação e informação para o Planejamento, gestão, organização, fortalecimento do trabalho de equipe.

  • Aplicar as tecnologias das Ciências Humanas e Sociais na escola, no trabalho e em outros contextos relevantes para sua vida.

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DA GEOGRAFIA
Ler, analisar e interpretar os códigos específicos de Geografia (mapas, gráficos, tabelas etc.), considerando-os como elementos de representação de fatos e fenômenos especiais especializados.

  • Reconhecer e aplicar o uso das escalas cartográficas e geográficas como formas de organizar e conhecer a localização, a distribuição e a frequência dos fenômenos naturais e humanos.

  • Reconhecer os fenômenos espaciais a partir da seleção, comparação e interpretação, identificando as singularidades ou generalidades de cada lugar, paisagem e território.

  • Selecionar e elaborar esquemas de investigação que desenvolvam a observação dos processos de formação e transformação dos territórios, tendo em vista as relações de trabalho, a incorporação de técnicas e tecnologias e o estabelecimento de redes sociais.

  • Analisar e comparar, interdisciplinarmente, as relações entre preservação e degradação da vida no planeta, tendo em vista o conhecimento de sua dinâmica a mundialização dos fenômenos culturais, econômicos, tecnológicos e políticos que incidem sobre a natureza, nas diferentes escalas – local, regional, nacional e global.

  • Reconhecer na aparência das formas visíveis e concretas do espaço geográfico atual a sua essência, ou seja, os processos históricos constituídos de diferentes tempos e os processos contemporâneos, conjuntos de práticas dos diferentes agentes, que resultam em profundas mudanças na organização e no conteúdo do espaço.

  • Compreender e aplicar no cotidiano os conceitos básicos da Geografia.

  • Identificar e analisar o impacto das transformações naturais, sociais, econômicas, culturais e políticas do seu “lugar no mundo”, comparando, analisando e sintetizando a densidade das relações e transformações que tornaram a realidade concreta e vivida.







QUADRO GERAL DOS CONTEÚDOS

UNIDADE I

CONTEÚDOS

  1. A natureza do espaço geográfico: leituras, interpretações e análises geoambientais.

  • O espaço geográfico e suas categorias de análise: lugar, paisagem, região e território.

  • As escolas do pensamento geográfico do século XIX, Determinismo e Possibilismo Geográfico.

  • Linhas imaginárias, sistema de coordenadas geográficas e sua importância para a localização sobre a superfície terrestre.

  • Os macromovimentos terrestres (Rotação e Translação) e sua estrutura geo-orbital.

  • O sistema de Fuso Horário, gênese histórica e sua importância para a dinâmica da sociedade globalizada.

  • Escalas cartográficas: funcionamento e aplicabilidade.

  • Projeções Cartográficas: tipos, aplicabilidade e implicações geopolíticas.

INDICADORES DE APRENDIZAGEM (COMPETÊNCIAS / HABILIDADES, CONCEITOS, PROCEDIMENTOS E ATITUDES)

O(a) professor(a) verificará se o(a) aluno(a):

1.1. Lê, analisa e interpreta o espaço geográfico a partir das suas categorias (paisagem, lugar, território e região).

1.2. Interpreta e analisa o papel do sistema capitalista de produção no processo de configuração e estruturação do Espaço Geográfico.

1.3. Compreende os aspectos conceituais do Pensamento Geográfico produzido a partir do século XIX (Determinismo e Possibilismo).

1.4. Compreende o papel político-ideológico das Escolas Geográficas do século XIX e suas implicações na dinâmica e Organização dos Estados dominantes.

1.5. Discute, analisa e compreende as raízes histórico-geográficas do pensamento geopolítico.

1.6. Lê e interpreta os códigos específicos da Geografia (mapas, cartas, coordenadas, gráficos, tabelas etc.), considerando-os como elementos da análise dos fenômenos espaciais.

1.7. Compreende e operacionaliza o sistema de coordenadas geográficas.

1.8. Identifica e compreende os macromovimentos do planeta Terra, estudando, também, a sua dinâmica e estrutura orbital.

1.9. Interpreta e compreende as principais consequências da dinâmica orbital da Terra (precessão dos equinócios e do eixo terrestre) a exemplo das eras glaciais.

1.10. Compreende o sistema de fusos horários como uma demanda socioeconômica de localização.

1.11. Opera e compreende a dinâmica aritmética do sistema de fuso horário.

1.12. Interpreta e operacionaliza os códigos numéricos das escalas.

1.13. Percebe as escalas como um importante instrumento de apreensão dos fenômenos geo-históricos.

1.14. Interpreta, analisa e compreende os fenômenos geo-históricos a partir das dimensões espaciais variadas, correlacionando, na medida do possível, as instâncias locais, regionais e globais.

1.15. Interpreta os códigos cartográficos, percebendo-os como instrumentos indispensáveis à compreensão do espaço geográfico.

Relação interdisciplinar

História:
O processo histórico-geográfico de formação dos Estados Nacionais. Este conteúdo favorece à compreensão das categorias de análise do espaço geográfico.
Literatura:
Estudos acerca do quinhentismo e a dualidade: TEOCENTRISMO X ANTROPOCENTRISMO, como forma de compreensão da produção científica do período das Grandes Navegações.
Matemática:
Os estudos de proporcionalidade, contribuem muito para a compreensão dos conteúdos de fuso horário e escalas.
Filosofia:
Os estudos acerca das principais correntes filosóficas do século XIX, a exemplo do positivismo e o Darwinismo Social, favorecem a um diálogo mais qualificado sobre as bases conceituais do processo de estudo do espaço geográfico, como objeto de estudo da Geografia.
Redação:
As abordagens de temáticas da contemporaneidade, associadas à realização de oficinas conjuntas de produção textual, irão contribuir sobremaneira para o melhor desenvolvimento da escrita crítica, argumentativa e reflexiva, por parte do alunado.

PROCEDIMENTO DIDÁTICO-METODOLÓGICO
As sequências de práticas sugeridas para desenvolver o processo de ensino e aprendizagem deverão ter como enfoque as competências e habilidades a serem desenvolvidas pelos (as) alunos (as) no Ensino Médio.

Procedimento – didático-metodológico
Aulas expositivas participadas.
• Textos de extrapolação.

• Pesquisas dirigidas.

• Discussões e debates.

• Exposição de slides.

• Exposição de vídeos (filmes e documentários); forma de estimular a interpretação e o debate, a partir da análise dos filmes.

• Poesias e músicas como motivadores ou ainda detonadores de uma dada temática.

• Recursos tecnológicos, como: data show, transparências etc.
Orientação de estudo / Fluxograma de estudo

Orientação de estudos (leitura de textos e resolução de exercícios).

• Leitura e interpretação de textos do livro didático.

• Pesquisa orientada na INTERNET, revistas e jornais, para fins de extrapolação do conteúdo discutido e debatido em sala de aula.



UNIDADE II

CONTEÚDOS

  1. Estrutura e dinâmica do geossistema climatobotânico e suas multi-relações no processo de interpretação, compreensão e produção do espaço geográfico.




  • Gênese, estrutura e dinâmica da atmosfera terrestre.

  • Os elementos e fatores do clima.

  • Domínios climatobotânicos nacionais e globais.

INDICADORES DE APRENDIZAGEM (COMPETÊNCIAS / HABILIDADES, CONCEITOS, PROCEDIMENTOS E ATITUDES)

2.1. Sabe inferir as percepções de projeção cartográfica a participação das sociedades como agentes de poder político-econômico.

2.2. Compreende, criticamente, que o processo de confecção cartográfica é sempre o reflexo de demandas específicas de poder e/ou domínio, seja na esfera pública ou privada.

2.3. Compreende os processos físico-químicos que deram origem à atmosfera terrestre.

2.4. Percebe e interpreta a estrutura físico-química da atmosfera terrestre.

2.5. Avalia e analisa a interface homem/natureza a partir dos principais fenômenos atmosféricos (chuva ácida, efeito estufa, ilhas de Calor, inversão térmica, El niño e La niña).

2.6. Discute e analisa as interferências do modo de produção capitalista no geossistema atmosférico, percebendo suas implicações no cotidiano social.

2.7. Compreende, tecnicamente, os conceitos climatológicos de tempo e clima.

2.8. Percebe elementos físico-químicos específicos (umidade, temperatura e pressão) como agentes fundamentais na estruturação do clima no globo.

2.9. Entende os diferentes fatores que influenciam na formatação e padronização climática (vegetação, relevo, massas de ar, correntes marinhas, urbanização, latitude, as massas continentais e oceânicas e a estrutura e dinâmica orbital da Terra).

2.10. Compreende, interpreta e estabelece elos entre os diferentes tipos climatobotânicos no Brasil e no mundo.

2.11. Identifica os principais tipos climatobotânicos do território brasileiro.

2.12. Compreende a estrutura e a dinâmica climática, discute, criticamente, o planejamento urbano e a preservação ambiental no Brasil.

2.13. Compreende a gênese, estrutura e dinâmica das massas de ar como agentes importantes de definição climática no Brasil e no mundo.



RELAÇÃO INTERDISCIPLINAR

Literatura:

Há um conjunto expressivo de obras literárias fundamentadas na relação dialética entre o homem e o meio sócio-natural. Na literatura brasileira, por exemplo, pode-se citar a obra de Graciliano Ramos, Vidas Secas. Uma outra obra importante neste gênero é Grande Sertão: Veredas do escritor mineiro, Guimarães Rosa.



Química:

Os estudos acerca das características, dinâmica e mecanismos da atmosfera exigem uma boa compreensão sobre os princípios do comportamento dos gases e os processos de reação química.



Física:

Os estudos físicos sobre calorimetria e termologia também são preciosos no auxílio à compreensão do comportamento climático.




UNIDADE III

CONTEÚDOS

  1. Os geossistemas litosférico e hidrosférico e suas implicações na biosfera terrestre.

  • A estrutura interna da Terra.

  • Os agentes endógenos na formação do relevo terrestre (tectonismo ou diastrofismo, vulcanismo e abalo sísmico).

  • Rochas e minerais.

  • As formas de relevo.

  • A orografia brasileira: gênese, estrutura e classificação.

  • Solos.

INDICADORES E APRENDIZAGEM (COMPETÊNCIAS/HABILIDADES, CONCEITOS, PROCEDIMENTOS E ATITUDES).

3.1. Entende a gênese e estrutura endógena da Terra, discutindo o conceito de tempo geológico e sua dinâmica (as eras e os períodos geológicos).

3.2. Compreende, interpreta e analisa a estrutura e dinâmica dos agentes endógenos, considerando seus impactos no cotidiano humano.

3.3. Relaciona a dinâmica e consequências de abalos sísmicos e vulcanismos, considerando os níveis de desenvolvimento socioeconômico das sociedades inferidas.

3.4. Compreende a gênese e a importância socioeconômicas das rochas e minerais, analisando as principais áreas de extrativismo no Brasil.

3.5. Percebe e identifica as principais formas do relevo terrestre, identificando as possíveis áreas de potencial hidrelétrico e mineral.

3.6. Identifica a gênese geológica das principais unidades orográficas brasileiras.

3.7. Identifica e analisa as diferentes formas de classificação do relevo brasileiro (Aroldo de Azevedo, Aziz Ab’saber e Jurandyr Ross), estabelecendo comparações críticas entre as diferentes teorias.

3.8. Entende a gênese e os processos de formação dos solos, considerando seus principais tipos no Brasil e no mundo e seu potencial agropecuário.
ENDEREÇOS ELETRÔNICOS PARA PESQUISA

1. ASSOCIAÇÃO de Geógrafos Brasileiros (AGB). Disponível em: .

2. ASSOCIAÇÃO de Professores de Geografia (Portugal). Disponível em:

3. BANCO Mundial. Disponível em:

4. BASE de Dados Tropical. Disponível em: .

5. BIBLIOTECA Virtual de Saúde Reprodutiva. Disponível em: .

6. CADÊ Ciência e tecnologia – geografia: Disponível em:

www.cade.com.br/ciencia/cigeogra.shtm>.

7. CENTRO de Ciências da Educação. Disponível em:.

8. CENTRO de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos. Disponível em: .

9. CIÊNCIA hoje. Disponível em: ou .

10. CORREIO Braziliense. Disponível em: .

11. DEPARTAMENTO de Geografia da UERJ. Disponível em: .

12. DEPARTAMENTO de Geografia da UERJ. Disponível em: .

13. DEPARTAMENTO Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (DIEESE). Disponível em: .

14. DISCOVERY Channel School. Disponível em:



.

15. ECOGUIA. Disponível em:

16. EMPRESA Brasileira de Turismo (Embratur). Disponível em: .

17. EMPRESA Metropolitana de Planejamento da Grande São Paulo (Emplasa). Disponível em: .

18. ESCOLA do Futuro – USP. Disponível em: .

19. ESCOLANET. Disponível em: .

20. FOLHA de S. Paulo. Disponível em: .

21. FORBES. Disponível em: .

22. FORTUNE. Disponível em: .

23. FUNDAÇÃO Abrinq. Disponível em: .

24. FUNDAÇÃO de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Disponível em:

25. FUNDAÇÃO Nacional do Índio (Funai). Disponível em:



.

26. FUNDAÇÃO Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade). Disponível em: .

27. FUNDAÇÃO SOS Mata Atlântica. Disponível em: .

28. FUNDO Mundial para a Natureza (WWF). Disponível em: .

29. GEOGRAFIA on-line. Disponível em: .

30. GOVERNO da República Federativa do Brasil. Disponível em: .

31. GREENPEACE. Disponível em: .

32. INSTITUTO Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Disponível em: .

33. INSTITUTO Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Disponível em: .

34. INSTITUTO de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam). Disponível em: .

35. INSTITUTO de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Disponível em: .

36. INSTITUTO do Patrimônio Histórico e Arquitetônico Nacional (Iphan). Disponível em: .

37. INSTITUTO Nacional de Meteorologia. Disponível em: .

38. INSTITUTO Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Disponível em: .

39. INSTITUTO Socioambiental. Disponível em: www.socioambiental.org>.

40. ISTOÉ. Disponível em: .

41. JORNAL do Brasil. Disponível em: .

42. LABORATÓRIO de Climatologia e Biogeografia da FFLCH-USP. Disponível em: .

43. LABORATÓRIO de Geoprocessamento da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Disponível em: .

44. MERCOSUL (site oficial). Disponível em: .

45. MINISTÉRIO da Agricultura. Disponível em: .

46. MINISTÉRIO da Ciência e Tecnologia. Disponível em: .

47. MINISTÉRIO do Meio Ambiente. Disponível em: .

48. MUSEU do Índio. Disponível em: .

49. NATIONAL Geographic. Disponível em: .

50. NOSSA Terra. Disponível em: .

51. NOVA Escola. Disponível em: .

52. O ESTADO de S. Paulo. Disponível em: .

53. O GLOBO. Disponível em: .

54. ONGs da Bahia. Disponível em: .

55. ORGANIZAÇÃO das Nações Unidas (ONU). Disponível em: .

56. ORGANIZAÇÃO das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO). Disponível em: .

57. ORGANIZAÇÃO da Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Disponível em: .

58. ORGANIZAÇÃO do Tratado do Atlântico Norte (Otan). Disponível em: .

59. ORGANIZAÇÃO Educacional, Científica e Cultural das Nações Unidas (Unesco). Disponível em: .

60. ORGANIZAÇÃO Internacional do Trabalho (OIT). Disponível em: .

61. ORGANIZAÇÃO Meteorológica Mundial (OMM). Disponível em: .

62. ORGANIZAÇÃO Mundial do Comércio (OMC). Disponível em: .

63. ÓRGÃOS de Defesa do Consumidor. Disponível em: .

64. PETROBRAS. Disponível em: .

65. PROJETO Vida. Disponível em: .

66. SENADO Federal. Disponível em: .

67. SOCIEDADE Brasileira para o Progresso da Ciência. Disponível em: .

68. TRANSPARÊNCIA Brasil. Disponível em: .

69. TV Cultura. Disponível em: .

70. UNIVERSIDADE de São Paulo (USP). Disponível em: .

71. UNIVERSIDADE Estadual Paulista (Unesp). Disponível em: .

72. VEJA. Disponível em: .








©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal