Plano de curso



Baixar 26.96 Kb.
Encontro06.08.2016
Tamanho26.96 Kb.


Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Programa de Pós Graduação em Educação




PLANO DE CURSO





Vínculo

Período




UEPB Universidade Estadual da Paraíba

2012/1




Curso

Habilitação




Programa de Mestrado em Formação de Professores


Área de concentração: Letramento e Alfabetização




Disciplina

Stat.




Série I: Fundamentos Teóricos do Letramento e da Alfabetização

Questões de linguística teórico-descritiva para a alfabetização

OBR





Professor




Luiz Antonio Gomes Senna





Créditos

C/h Sem.

Dias

Horário

Sala

Fluxo




3 (45h)

8h

TER/QUI

13:30-17:30

PRPGP
















Chaves de indexação automática

Letramento, alfabetização, teoria geral do letramento, linguística aplicada ao letramento e à alfabetização



I.Plano Formativo do Curso


Objetivo Geral de Ensino

Objetivo no âmbito do PPP

Caracterizar a natureza do problema teórico-descritivo subjacente ao estudo das produções textuais marcadas pela presença de interferências do modo narrativo do pensamento sobre a estrutura do código alfabético.

Orientar o pesquisador em formação na busca por referências teóricas que lhe possibilitem inserção no campo do letramento em contextos educativos vocacionados ao proceso de inclusão das minorias culturais, notadamente no que tange ao desenvolvimento da escrita em presença de severo custo quanto ao domínio do código alfabético.


II. Conteúdo da formação
1. Princípios gerais de linguística teórico-descritiva:

  • apresentação do campo acadêmico da linguística teórico-descritiva, sua motivação histórico-social, sua vinculação com a tradição gramatical clássica e o arranjo semiótico que resultou nos modelos gramaticais estruturalistas.

2. Sistemas pós-estruturalistas e os estudos sobre a estrutura da fala:



  • análise do conceito formal de sistema, apresentação de correntes pós-estruturalistas do pensamento moderno e o seu impacto sobre o desenvolvimento das teorias do discurso e da linguística do texto.

3. Psicolinguística e descrição gramatical – a concepção de modelos mentais:



  • o estudo da mente como determinante dos estudos gramaticais, a concepção de modelo mental em gramática, principais correntes nos estudos psicolinguísticos e sua repercussão sobre a teoria da gramática, análise das discrepências entre a concepção do sujeito mental da gramática e o sujeito social do processo de alfabetização.

4. Modelos formais e sistemas em transformação – da escrita à fala:



  • motivação e princípios dos sistemas formais em linguística, as concepções contemporâneas dos sistemas formais no campo das neurociências, problemas descritivos em face de sistemas em transformação como a fala.

5. Aspectos descritivos da língua em processo:



  • fenômenos derivacionais nos diferentes campos constituintes da gramática: caracterização da fala e da escrita como sistemas gramaticais autônomos, a partir de propriedades discursivas e estruturais, a concepção de interferência gramatical e a caracterização dos custos de alfabetização como um caso assemelhado ao bilinguismo.

6. Sistemas metafóricos e a produção escrita no processo de alfabetização:



  • as noções de sistema e categorias gramaticais metafóricas, a descrição de estados de escrita em processo de alfabetização, perspectivas de aplicação no desenvolvimento dos estudos sobre a alfabetização.


III. Bibliografia básica
CHOMSKY, Noam. O Aspecto Criador do Uso da Linguagem. In: _______Lingüística Cartesiana: Um capítulo da história do pensamento racionalista. Tradução de Francisco M. Guimarães. Petrópolis: Editora Vozes Limitada; São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1972. p. 13-41.

GODOY, E. ; SENNA, L A G (2011) Psicolinguística e letramento. 1. ed. Curitiba: IBPEX,. v. 1. 275 p.

KOCH, Ingedore (2001) “Linguística textual: Quo vadis?”. In: DELTA (17). ISSN: 0102-4450. Disp www.scielo.br.

MOLLICA, Maria Cecilia; Claudia RONCARATI (2001) Questões teórico-descritivas em Sociolinguística e Sociolinguística Aplicada e uma proposta de agenda de trabalho”. In: DELTA (17). ISSN:0102-4450. Disp. www.scielo.br.

SENNA, L A G (1994) Modelos Mentais Na Lingüística Pré-Chomskyana. Revista DELTA, PUC-SP, v. 10, n. 2, p. 339-372.

SENNA, L A G (2001) “Letramento y desarrollo humano en contextos educativos interculturales”. In: Congreso Internacional Virtual de Psicologia Educativa, Actas del. Islas Baleares: Univ. Islas Baleares. Disp. www.senna.pro.br.

SENNA, L A G (2004) “De Vygotsky a Morin – entre dois fundamentos da educação inclusiva”. In: Espaço. 53. Rio de Janeiro: INES. ISSN: 0103-7668.

SENNA, L A G (2006) “Categorias e sistemas metafóricos – um estudo sobre a pesquisa etnográfica”. In: Educação em foco. 11(1). ISSN: 0104-3293. Disp. www.senna.pro.br.

SENNA, L A G (2007) “O conceito de letramento e a teoria da gramática – uma vinculação necessária para o diáologo entre as ciências da linguagem e a educação”. In: DELTA 23(1). ISSN: 0102-4450. Disp. www.scielo.br.

SENNA, L A G (2011) Complexidade lexical e subclassificação de palavras: os verbos. Vol. 3 Coleção Complexidade lexical e teoria de classes de palavras. Curitiba: IBPEX,. v. 1. 201 p.

SENNA, L A G (2011) Teoria geral de classes de palavras. Vol. I Coleção Complexidade lexical e teoria de classes de palavras. Curitiba: IBPEX, v. 1. 205 p

SENNA, L. A. G.(2011). Derivação e produção de termos complexos: o gerundivo no português. SENNA, L. A. G. . Derivação e produção de termos complexos: o gerundivo no português. Vol. 2 Coleção Complexidade lexical e teoria de classes de palavras. Curitiba: IBPEX, v. 1. 179 p . Curitiba: IBPEX, 2011. v. 1. 179 p



TESSER, Charles D (2006) “Medicalização social (I): o epistemicídio moderno na saúde”. In: Interface: comunicação, saúde e educação. 10(19). ISSN: 1414-3283. Disp. www.scielo.br.


©
Pág. /
L A G Senna (2009) Planos de curso: letramento e alfabetização. RiodeJaneiro: UERJ: Faculdade de Educação.




Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal