Plano de ensino I – identificaçÃo curso



Baixar 32.06 Kb.
Encontro27.07.2016
Tamanho32.06 Kb.



UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO

PLANO DE ENSINO


I – IDENTIFICAÇÃO


Curso:

Pedagogia

Disciplina:

História da Educação Brasileira

Carga Horária:

75 h

Nome do Professor:

Rosalda Ivone Oliveira Custódio




EMENTA

Educação brasileira nos quadros do antigo sistema colonial, reinol e imperial. Modificações no sistema educacional com a implantação da República. As principais mudanças educacionais durante o governo de Getúlio Vargas. Estado Militar e a educação brasileira. As perspectivas atuais da educação no sistema político vigente.





OBJETIVOS



  • Analisar a história da educação brasileira como uma construção histórica de uma sociedade dividida em classes sociais.

  • Compreender que as relações existentes no sistema social brasileiro demandam um modelo de educação elitista.

  • Analisar como o caráter ideológico influenciou as diversas fases da educação no país.

  • Analisar a interferência do sistema político-econômico no sistema educacional.

  • Repensar a educação na atualidade.



CONTEÚDO



I – A EDUCAÇÃO NO BRASIL: DA COLÔNIA À INDEPENDÊNCIA POLÍTICA (1500-1822)
1.1 O Projeto político - pedagógico desenvolvido pelos Jesuítas no Brasil-Colônia e a gênese do fenômeno do analfabetismo da população brasileira.

1.2 A Reforma da instrução instituída por Marques de Pombal, a invenção da escola pública.

1.3 A educação aristocrata, superior e profissionalizante no governo de D. João VI.

II – A EDUCAÇÃO ELITISTA NO BRASIL IMPÉRIO (1823 – 1889)


    1. A implantação do império e a manutenção do modelo agrário – exportador.

2.2. A Constituição Imperial e a Educação.

      1. Januário da Cunha e o projeto de ensino público integral.

    1. A questão de formação de professores – a fragilidade das Escolas Normais.

    2. A descentralização da educação no Ato Adicional de 1834.

2.4.1. O Colégio Pedro II.

    1. Os cursos jurídicos e o ensino técnico no Império.


III A EDUCAÇÃO NA 1ª REPÚBLICA (1889 – 1930)


    1. A formação e consolidação da República oligárquica e a estrutura sócio-política e econômica resultante do liberalismo e do positivismo.

    2. Educação: luta pela difusão do ensino elementar no final da 1ª República.

3.2.1. Liga Brasileira Contra o Analfabetismo, a criação da Associação Brasileira de Educação decorrente das reformas estaduais.

      1. Nacionalismo e educação: Entusiasmo pela Educação e Otimismo Pedagógico.

      2. A importância das reformas educativas a ação dos profissionais da educação.


IV – GETÚLIO VARGAS E A EDUCAÇÃO BRASILEIRA (1930 – 1945)


    1. A Revolução de 1930, o Golpe de 1937 e o Estado Novo.

    2. Educação: os condicionantes políticos, econômicos e sociais da Reforma Francisco Campos.

4.2.1. Conflitos: A questão ideológica entre católicos e os profissionais da escola; as principais reivindicações do Manifesto dos pioneiros da nova Escola.

4.2.2. Educação no Estado Novo: ensino industrial, secundário, comercial, primário, normal, agrícola, superior e educação para adultos.
V – A EDUCAÇÃO NO PERÍODO POPULISTA – DESENVOLVIMENTALISTA (1945 – 1964)


    1. Educação como instrumento de adequar a educação ao propósito desenvolvimentista.

5.2.1. O fortalecimento do setor privado: a 1ª LDB – Lei 4.024/61
VI – O ESTADO MILITAR E A EDUCAÇÃO BRASILEIRA (1964 – 1985)



    1. A Crise política e econômica dos anos 1960 e o golpe de Estado de 1964.

    2. A política educacional do estado Militar.

6.2.1. A política universitária de 1968: o contexto histórico e a “restauração e renovação”.

6.2.2. A reforma do ensino de 1º e 2º graus – o contexto histórico e o fracasso da profissionalização.

VII – A POLÍTICA EDUCACIONAL NO CONTEXTO DO NOVO REGIME DEMOCRÁTICO
7.1 Uma nova LDB e as perspectivas de uma educação democrática

7.2 A atuação dos Movimentos Sociais



METODOLOGIA / RECURSOS AUXILIARES DE ENSINO

As unidades do conteúdo programático da disciplina serão abordadas com base na perspectiva dialética de modo a incentivar a aprendizagem e a prática de pesquisa acadêmica do aluno em direção à construção do conhecimento teórico e crítico que permitirá a compreensão dos determinantes políticos, econômicos e sociais da educação brasileira. Tal metodologia será abordada por meio das seguintes abordagens pedagógicas:




  • Aulas expositivas dialogadas

  • Leituras de textos que garantam a discussão e análise, o questionamento e a reflexão da educação brasileira

  • Pesquisas bibliográficas sobre as diversas unidades do conteúdo da disciplina

  • Observação do processo da educação brasileira no contexto sócio, político e econômico

  • Atividade em grupo e individual que possibilitem o posicionamento crítico, criativo e reflexivo dos acadêmicos

  • Elaboração de textos que expressem a compreensão sobre o processo educacional brasileiro



AVALIAÇÃO

Na dinâmica da abordagem da disciplina, a avaliação é parte integrante do processo de ensino e da aprendizagem, assim sendo, se constitui num movimento contínuo e dinâmico no qual professora e alunos são envolvidos na abordagem dos conteúdos e na produção da construção do conhecimento. Desse modo é consideramos no processo de avaliação os seguintes aspectos:




  • Registros escritos de atividades desenvolvidas em sala de aula.

  • Produção escrita sobre leituras recomendadas.

  • Participação nas atividades de sala de aula.

  • Trabalho escrito com forma e conteúdo a serem estabelecidos através de discussão com os alunos.



BIBLIOGRAFIA




  1. BÁSICA



  • FREIRE, Ana Maria Araújo. Analfabetismo no Brasil: da ideologia da interdição do corpo à ideologia nacionalista, ou como deixar sem ler e escrever desde as Catarinas (Paragaçu), Filipas, Madalenas, Anas Genebras, Apolônias e Grácias até os Severinos. 3. ed., São Paulo: Cortez, 2000.



  • GERMANO, José Willington. Estado Militar e Educação no Brasil (1964 – 1985), 3. ed., São Paulo, Cortez, 2000.



  • NEVES, Maria Luiza Wanderley. Educação e política no Brasil de hoje. 3. ed., São Paulo: Cortez, 2002.



  • XAVIER, Maria Elizabete Sampaio Prado, RIBEIRO, Maria Luisa Santos, NORONHA, Olinda Maria. História da Educação: a escola no Brasil. São Paulo: FTD, 1994.

  1. COMPLEMENTAR




  • ARANHA, Maria Lúcia Arruda. História da educação. São Paulo: Moderna, 1996.



  • FAZENDA, Ivani Catarina Arantes. Educação no Brasil: anos 60. São Paulo: Cortez, 1997



  • ROMANELI, Otaíza de Oliveira. História da educação no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1978.



  • RIBEIRO, História da educação brasileira: a organização escolar. 13. ed. Campinas: Autores Associados, 1993.



  • STEPHANOU, Maria; BASTOS, Maria Helena Camara (Orgs.). Histórias e memórias da educação no Brasil. (Org.). Petrópolis: Vozes, 2005.




Catálogo: pedagogia -> files -> 2009
pedagogia -> A brincadeira infantil na perspectiva de gilles brougèRE: recurso didático ou fim em si mesmo? Resumo
pedagogia -> Pedagogia waldorf (Diversos textos retirados de sites diferentes) Introdução V. W. Setzer
pedagogia -> Uma discussão acerca das relaçÕes entre antropologia e educaçÃo na prática escolar resumo
pedagogia -> Antropologia e Educação: Considerações sobre os saberes e as práticas de professoras das séries iniciais do ensino fundamental de Alagoas
pedagogia -> AvaliaçÃO, currículo e precarizaçÃo do trabalho docente: algumas contribuiçÕes no desenvolvimento do fracasso escolar
pedagogia -> A interdisciplinaridade do pedagogo: consideraçÕes sobre a pedagogia empresarial resumo
pedagogia -> DIÁlogo: uma questão primordial da didática resumo
2009 -> Universidade federal do amapá
files -> Universidade federal do pampa


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal