Plantas medicinais cultivadas no viveiro municipal de vitória critério de uso, preparo e indicaçÕES



Baixar 32.65 Kb.
Encontro07.08.2016
Tamanho32.65 Kb.
PLANTAS MEDICINAIS CULTIVADAS NO VIVEIRO MUNICIPAL DE VITÓRIA
CRITÉRIO DE USO, PREPARO E INDICAÇÕES

Orientação sobre preparo e doses

INFUSÃO OU ABAFADO


Utiliza-se este modo de preparo para as partes delicadas das plantas (flores e folhas). Picar com a própria mão pedaços bem pequenos e colocar num recipiente preferencialmente de vidro, ágata ou barro. Ferver 1 xícara de água filtrada e jogar sobre as partes picadas ( 1 colher de sopa da planta verde picada ou 1 colher de chá da planta seca triturada).Tampar e deixar descansar por 10 a 15 minutos. Coar e beber morno. Não adoçar.

DECOCÇÃO OU FERVURA


Usa-se para raízes, caules, sementes ou cascas. Deixar ferver por 5 a 10 minutos do mesmo modo da infusão. Apenas acrescente mais ½ copo de água à fervura.

XAROPES
Geralmente utilizado popularmente para tratar crianças nos casos de tosse e dores de garganta Faz-se de diversas maneiras. A mais correta é fazer o chá e depois adicionar mel de abelhas ou calda de açúcar.

Quando fervemos por muito tempo as plantas perdemos muito de seus princípios ativos e conseqüentemente não obteremos o resultado esperado.

Receita caseira:


2 xícaras de açúcar + 2 xícaras de água.
Após a calda pronta e o fogo desligado, adicionar 2 xícaras de folhas picadas.
Abafar por 20 minutos.
Coar as folhas.
Guardar em recipiente seco e esterilizado.

DOSES USUAIS E INFORMAÇÕES ESSENCIAIS

ADULTO
DOSE DO CHÁ
Até 80 kg, : 1 xícara das de chá 3 a 4 vezes ao dia.
Com mais de 80 Kg: 1 xícara + ¼ .
Com mais de 100kg: 1 xícara + ½.

DOSE DO XAROPE


1 colher das de sopa (10 ml ) 3 a 4 vezes ao dia.

CRIANÇAS E LACTENTES


Deve se ter muito cuidado e não aconselho a oferta de medicamentos fitoterápicos para bebês com menos de seis meses de vida sem antes ter a avaliação de um médico pediatra. As doses devem ser adequadas de acordo com a idade.

DOSE DO CHÁ


De 6 a 12 meses dar 1/10 da dose do adulto, ou seja, 15ml do infuso preparado de cada vez.
De 1 a 6 anos dar 1/3 da dose de adulto, ou seja, 50ml de cada vez.
De 7 a 12 anos dar a metade da dose do adulto, ou seja, ½ xícara das de chá, 3 a 4 vezes ao dia.

DOSE DO XAROPE


De 6 a 12 meses dar 1 ml do xarope ,3 a 4 vezes ao dia.
De 1 a 6 anos dar 3 ml do xarope , 3 a 4 vezes ao dia.
De 7 a 12 anos dar a metade da dose do adulto, ou seja, 5 ml do xarope, 3 a 4 vezes ao dia.

IDOSOS
Acima de 60 anos devemos ter o cuidado em reduzir a dose para 3/4 da dose de adulto, pois na terceira idade o metabolismo é mais lento. Acima de 70 anos dar a metade da dose de adulto.

CUIDADOS:
GRAVIDEZ
Durante os primeiros três meses da gravidez não se deve ingerir chás para tratamentos sem acompanhamento médico. Somente em caso de essencial necessidade se deve ingerir medicamentos neste período. Sempre deve ser consultado um médico ginecologista antes!

USO ASSOCIADO COM OUTROS MEDICAMENTOS


Algumas ervas possuem constituintes químicos que interagem entre si e também com medicamentos sintéticos.

É importante que ao utilizar algum medicamento sintético se informe com um profissional habilitado antes de se automedicar e associar um medicamento fitoterápico.



ORIENTAÇÕES SOBRE O USO

NOME POPULAR

NOME CIENTÍFICO

INDICAÇÕES DE USO

MODO DE PREPARO

1-ALECRIM

Rosmarinus officinalis

Gases, azia, cólicas gastrointestinais

Infusão

2-ALFAVACA

Ocimum gratissimum

Expectorante, gripes, antisséptico bucal

Infusão ou xarope

3-AMORA

Morus nigra

Calores da menopausa

Infusão

4-ANADOR

Justicia pectoralis

Gripes e tosses

Infusão ou xarope

5- AROEIRA

Schinus terebinthifolius

Anti-inflamatório , antisséptico e cicatrizante de uso externo

Infusão

6-ARNICA

Eupathorium maximillianii

Anti-inflamatório de uso externo

Infusão

7-ASSA-PEIXE

Vernonia polyanthes

Expectorante

Infusão ou xarope

8-BABOSA

Aloe vera

Cicatrizante, queimaduras

Gel in natura

9-BOLDO

Plectranthus barbatus

Azia, má digestão

Macerado ou infusão

10-CAPIM CIDREIRA

Cymbopogon citratus

Calmante, cólicas uterinas e intestinais

Infusão

11-CARQUEJA

Baccharis genistelloides

Azia, náuseas, hepatoprotetora

Infusão

12-CAVALINHA

Equisetum arvense

Diurético e cistites leves

Infusão

13-CONFREI

Symphytum officinale

Cicatrizante de uso externo

Infusão

14-ERVA BALEEIRA

Cordia verbenacea

Anti-inflamatório

Infusão

15-ERVA CIDREIRA

Lippia geminata

Calmante, cólicas uterinas e intestinais

Infusão

16-GUACO

Mikania glomerata

Expectorante e antitussígeno nas tosses gripais e alérgicas

Infusão e xarope

17-HORTELÃ-RASTEIRA

Mentha x villosa

Cólicas intestinais

Infusão

18-HORTELÃ-PIMENTA

Coleus amboinicus

Antisséptico bucal, tosse e irritação da boca e garganta

Infusão e xarope

19-MANJERICÃO

Ocimum basilicum

Azia, náusea, flatulências e cólicas intestinais

Infusão

FONTE: Livro Plantas que Dão Vida: Benefícios das Plantas Medicinais para a Saúde, de Henriqueta Tereza do Sacramento


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal