Plinio edmundo muller, prefeito municipal de salvador do sul, estado do rio grande do sul



Baixar 14.44 Kb.
Encontro19.07.2016
Tamanho14.44 Kb.
PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR DO SUL, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, ETC...

LEI N.º 271 DE 07 DE FEVEREIRO DE 1969.



CRIA A CONTRIBUIÇÃO DE MELHORIA DE CONSERVAÇÃO DE ESTRADAS E PONTES E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

PLINIO EDMUNDO MULLER, PREFEITO MUNICIPAL DE SALVADOR DO SUL, ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL,

FAÇO saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte:


LEI


Artigo 1º - É criada a CONTRIBUIÇÃO DE MELHORIA DE CONSERVAÇÃO DE ESTRADAS E PONTES, que tem como fato gerador a prestação de serviços da conservação de estradas, pontes, pontilhões e outros necessários a melhoria das vias de comunicação rural do Município.


Artigo 2º - A contribuição criada por esta Lei recai sobre todas as propriedades rurais cujos proprietários ou ocupantes se beneficiam direta ou indiretamente, com os serviços de conservação prestados ou postos a sua disposição, sejam elas marginais às estradas ou acessível a estas em virtude de servidão ou passagem forçada.
Artigo 3º - A contribuição de que tratam os artigos 1º e 2º desta Lei, será cobrada de todos os proprietários ou ocupantes de imóveis situados na zona rural anualmente, nos meses de janeiro a 30 (trinta) de junho com base no valor correspondente em dias de trabalho, a razão de NCR$ 4,00 (quatro cruzeiros novos), por dia, na forma e proporcionalidade estabelecida que regula o valor da cobrança de acordo Dom a seguinte tabela:

Até 1 (hum) há ............................................................1 dia de trabalho

De mais de 1 à 2 Has.................................................2 dias de trabalho

De mais de 2 à 5 Has.................................................3 dias de trabalho

De mais de 5 à 10 Has...............................................5 dias de trabalho

De mais de 10 à 20 Has.............................................6 dias de trabalho

De mais de 20 à 30 Has.............................................7 dias de trabalho

De mais de 30 à 50 Has.............................................8 dias de trabalho

De mais de 50 à 100 Has..........................................10 dias de trabalho

De mais de 100 à 300 Has........................................15 dias de trabalho

De mais de 300 à 500 Has........................................20 dias de trabalho

De mais de 500 à 1.000 Has.....................................30 dias de trabalho


§ Único - Os ocupantes de gleba rural, que não forem proprietários, tais como, agregados, varões, varões solteiros, inquilinos, enfim, todo aquele que possuir economia própria, ficam sujeitos a prestação de dois dias de serviços nas estradas do Município, ou pagamento em dinheiro, que pelo valor correspondente, fixado no art. 3º desta Lei.
Artigo 4º - É facultado o pagamento em dias de trabalho nas rodovias do Município aqueles que assim o desejarem.
Artigo 5º - Os proprietários de mais de uma gleba de terras, ou imóvel no mesmo distrito ou que abranjam ou sejam situados em outros distritos ou localidades do Município cumprirão nesta Lei, sobre o total de hectares possuídos na circunscrição administrativa de seu domicílio.
Artigo 6º - Os contribuintes da Contribuição de Melhoria de Conservação de Estradas e Pontes, que não efetuarem o pagamento ou prestarem, voluntariamente os dias de trabalho a que estão sujeitos, na conformidade da tabela do art. 3º, § único e art. 4º, desta Lei, nos prazos previstos sujeitam-se a multa de 10% e mais juros de mora de 1% ao mês ou fração.
Artigo 7º - O serviço que será prestado nas estradas municipais que servem a propriedade do contribuinte ou das que em escoamento aos produtos de sua lavoura, constará de:

  1. Roçadas

  2. Abertura e limpeza de valetas

  3. Terraplanagem

  4. Empedramento, ensaibramento e encalhamento

  5. Construção ou reconstrução de pontes, pontilhões e bueiros.

Artigo 8º - A renda proveniente desta contribuição a que se refere esta Lei será escriturada na receita Extraordinária do Município.


Artigo 9º - Os proprietários que tiverem terras improdutivas, como campos de pastagem pobres ou áreas rochosas, poderão obter imediatamente requerimento devidamente informado, um abatimento de 10% a 20% da contribuição devida, uma vez requerida, obtenham parecer favorável do órgão competente.
Artigo 10º - Os proprietários residentes dentro do perímetro urbano ou suburbano das vias distritais e sede do Município, desde que possuam terras em continuação na zona rural, é concedido o abatimento de 50% na Contribuição de Melhoria de Conservação de Estradas e Pontes.
Artigo 11º - Os proprietários de imóveis rurais são obrigados a efetuarem a inscrição dos mesmos no cadastro de valores Imobiliários do Município, preenchendo para este fim questionários impressos.
§ 1º - O Município intimará, por edital, os proprietários dos imóveis rurais a apresentar os elementos do cadastro constante deste artigo.
§ 2º - O não fornecimento dos elementos, no prazo de 30 (trinta) dias contados da data de publicação do Edital autoriza o Município a proceder o levantamento sumário da área, cabendo recurso de lançamento feito nestas condições no prazo de 60 (sessenta) dias de notificação.
§ 3º - No caso previsto no §2º desta Lei, o proprietário do imóvel está sujeito a multa de uma quarta parte do salário mínimo local.
Artigo 12º - A Contribuição de Melhoria de Conservação de Estradas e Pontes continuará a ser cobrada em nome do proprietário ou responsável cadastrado, até que seja comunicada a transferência, em caso de cessão, venda, promessa de venda ou transferência a qualquer título.
§ Único - Em caso de falecimento do proprietário do imóvel rural o inventariante comunicará à Diretoria da fazenda Municipal, essa ocorrência, bem como o nome dos herdeiros respectivos, para fins de lançamento dos mesmos.
GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL DE SALVADOR DO SUL, 07 de Fevereiro de 1969.

___________________________


Plínio Edmundo Muller


Prefeito Municipal

Registre-se e Publique-se


__________________________



SECRETÁRIO
Catálogo: docs -> leis
docs -> A contribuição do fse para o desenvolvimento dos sistemas de dupla certificação em Portugal Introdução
docs -> Instrução n o 6/2013
docs -> Avisos do Banco de Portugal Aviso do Banco de Portugal nº 11/2012
docs -> Aposentadoria por Tempo de Contribuição Quem tem direito?
docs -> Nome completo do aluno
docs -> Luis antonio flora
docs -> Palavras-chave: Política Educacional. Fontes. Legislação. História das reformas
leis -> Lei nº 983/2014, 27 de março de 2014. Dispõe sobre a cobrança de Contribuição de Melhoria na execução de obra pública. Maurício Kunrath
leis -> Autoriza o executivo municipal a celebrar convênio com a fundaçÃo movimento brasileiro de alfabetizaçÃO
leis -> Lei nº 3255, de 19 de abril de 2016. Estabelece normas complementares às Diretrizes curriculares Nacionais para a inclusão da Educação das Relações Étnico-Raciais


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal