Por oswald wirth



Baixar 333.46 Kb.
Página1/13
Encontro06.08.2016
Tamanho333.46 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   13



O IDEAL INICIÁTICO
TAL COMO SE DEPREENDE

DOS RITOS E SÍMBOLOS



POR


OSWALD WIRTH




Proibido o uso comercial desta obra.

Exclusivamente para os membros da GLOJARS

www.glojars.org.br


Nada inculcar, mas convidar à reflexão.

...Quando existirem em Maçonaria Mestres esclarecidos capazes de ler e de escrever a língua sagrada, então nossa instituição passará do Símbolo à Realidade. Ela encarnará a Iniciação verdadeira e construirá efetivamente o Templo da Suprema Sabedoria Humana...”

  Oswald Wirth

 

Meus Irmãos,


Como se pode colher da introdução escrita pelo próprio Oswald Wirth, esta obra resulta de uma coletânea de artigos publicados a partir de janeiro de 1922. Reunidos, deram origem ao livro que, agora, é colocado à disposição de todos os Irmãos da Muito Respeitável Grande Loja Maçônica do Estado do Rio Grande do Sul. Como não foi possível encontrar o original francês, não nos restou outra alternativa senão nos utilizarmos da tradução espanhola feita por Fernando Villard, cuja cópia nos foi generosamente presenteada pelo Ir.'. João Carlos Miranda, M.'. I.'., em 28 de setembro de 2000.
Divulgar o trabalho de Oswald Wirth é objetivo prioritário do Departamento Cultural da Muito Respeitável Grande Loja Maçônica do Estado do Rio Grande do Sul que tenho a honra de dirigir. Por outro lado, esta divulgação não seria possível sem o apoio do Departamento de Informática, apoio este irrestrito que encontramos na pessoa do Ir.'. Roberto Viola, M.'. I.'., o qual se dispôs a nos ceder grande espaço no site oficial de nossa Instituição, numa iniciativa conjunta de dois Departamentos.
O pensamento wirthiano traduz-se por uma completa isenção no que respeita a crenças pessoais. Filósofo reflexivo sobretudo, incita-nos a examinar de perto nossos preconceitos e crenças, enfim, nossos metais, tudo o que trazemos conosco e que, muitas vezes, nos conduz ao erro e ao fanatismo. Ensina-nos que o erro resulta de uma falsa verdade e que esta, uma vez acreditada, dá origem ao fanatismo. Mas errar é humano e, ao combater o erro e o fanatismo, devemos começar por nós mesmos, a partir dos primeiros passos em direção ao Ideal Iniciático, tema desta obra que, esperamos, seja útil a todos os nossos Irmãos.
Pessoalmente, como titular do Departamento de Atividades Culturais da MRGLRS, é meu sincero desejo que este trabalho seja de alguma forma útil e proveitoso a todos aqueles que desejam, em espírito e verdade, prosseguir em direção ao Ideal que a Iniciação nos assina.
Fraternalmente

Ir.'. Bruno C. Carravetta, M.'. I.'.

bcarravetta@cpovo.net

Índice




  1. Introdução.......................................................04

  2. A Iniciação Maçônica......................................06

  3. As Obrigações do Iniciado..............................10

  4. A Preparação do Candidato............................15

  5. A Descida a Si Mesmo....................................18

  6. A Conquista do Céu........................................22

  7. A Posse de Si Mesmo.....................................28

  8. O Fogo Sagrado..............................................32

  9. O Cálice da Amargura.....................................36

  10. O Primeiro Dever do Iniciado..........................39

  11. A Magna Obra.................................................42

  12. Os Poderes do Iniciado...................................45

  13. Os Ensinamentos da Franco-Maçonaria.........48

  14. “Maçonismo” e Franco-Maçonaria...................51

  15. A Iniciação Feminina........................................54

  16. A Inacessível Amante......................................58

  17. Masculinidade e Feminilidade..........................62

  18. A Sabedoria Iniciática.......................................67

  19. A Força Realizadora.........................................73

  20. A Divina Beleza.................................................80





01

Introdução
A Iniciação confere tal sorte de pretexto a certos ensinamentos equívocos, mas nem sempre inofensivos, sobretudo, quando a investigação de conhecimentos anormais conduz ao desequilíbrio dos indivíduos...

Em todos os tempos, temos visto falsos profetas pregarem em tom doutoral e com absoluta boa-fé sobre o que pensavam saber. Antigamente, inspirava-os a religião e, — em sua crença de possuir a verdade graças à iluminação, — vinham nos revelar aquilo em que deveríamos crer, dando-nos precisas idéias a respeito da divindade, dos anjos e dos demônios. Em nossos tempos, costumam dá-las os Iniciados instruídos nos supremos mistérios que permanecem velados à penetração da generalidade dos homens. A Iniciação confere tal sorte de pretexto a certos ensinamentos equívocos, mas nem sempre inofensivos, sobretudo, quando a investigação de conhecimentos anormais conduz ao desequilíbrio dos indivíduos.


Em presença de tão grande número de elucubrações malsãs que preconizam o desenvolvimento de um estado alucinatório considerado erroneamente como conquista de um privilégio iniciático, não será demais formular os princípios da sã e verdadeira iniciação tradicional.
É o que tentamos numa série de artigos publicados em “Le Symbolisme” desde janeiro de 1922, artigos que reunimos neste opúsculo para maior comodidade do leitor.
Não temos, desde já, a pretensão de haver elucidado inteiramente a questão, mas o caminho que sinalamos é o verdadeiro, e todos os documentos iniciáticos concordam nesse ponto.
A pista, na verdade, fica apenas ligeiramente esboçada; algumas vezes, chega a perder-se, e é preciso que saibamos encontrá-la outra vez, fazendo uso de nossa sagacidade para orientar-nos. A Iniciação, com efeito, deve pôr em obra nossa própria iniciativa, sem impor-se jamais; é preciso descobri-la e violentá-la, se quisermos possuí-la.
Não espere, pois, o leitor encontrar nestas páginas um tratado metódico. A Iniciação deve ser adivinhada, e o autor, sinceramente iniciático, não pode fazer outra coisa senão ajudar a descobri-la.
Oswald Wirth



02

Catálogo: arquivos -> cenal -> noticias -> livros
arquivos -> Agricultura orgânica como contribuiçÃo para um meio ambiente sustentavel
arquivos -> Questões Possíveis
arquivos -> Estado de santa catarina requerimento de certidão de tempo de contribuiçÃo ctc e declaraçÃo de tempo de contribuiçÃo dtc
arquivos -> Encargos sociais: regime para empresas normais
livros -> O teísmo e o deísmo na maçonaria
livros -> Conceitos Básicos do Rito Brasileiro Histórico do Rito Brasileiro
cenal -> Da Solicitação: Recebemos do Grande Inspetor Litúrgico, Ir.’. Manif uma solicitação no sentido de ser estudada por esta Delegacia a consulta formulada pela Excelsa Loja de Perfeição Acácia de União da Vitória do Oriente do mesmo nome
livros -> O templo escocista do grau de aprendiz: características e influências apresentação


Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   13


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal