Primeiro dia



Baixar 45.66 Kb.
Encontro31.07.2016
Tamanho45.66 Kb.

N*O*V*E*N*A




Santa Beatriz da Silva
Fundadora da

Ordem da Imaculada Conceição



PRIMEIRO DIA
ORAÇÃO INICIAL

Senhor, eis aqui a vossos pés os devotos de Santa Beatriz, cuja valiosa intercessão sempre experimentaram. De novo, animados de confiança, voltam para pedir as graças de que necessitam. Assim como ela sempre honrou a Imaculada Conceição e dedicou-se ao serviço de vosso Filho, concedei-nos a graça que por seu intermédio vos pedimos através dessa novena. Colocamo-nos inteiramente à disposição de vossos desígnios, Senhor. Mas, se for de vossa vontade e para o nosso bem, concedei-nos o favor que vos pedimos, através de vossa serva Santa Beatriz da Silva. Por Cristo nosso Senhor. Amém.



REFLEXÃO

Uma das Características que os biógrafos acentuam em Santa Beatriz é a sua doci­lidade. Ou seja, uma afinação com a vontade de Deus. Sempre atenta, procurava perceber onde se encontrava a vontade de Deus e se quanto estava realizando correspondia a esta vontade. Assim, sabia renunciar a desejos ou vontades que lhe pareciam opostas ou não conformes ao desígnio de Deus. É sempre difícil ter esta sensibilidade, mas à custa de exercício ela é conseguida. Santa Beatriz, como jovem ainda, preocupou-se com sua vocação, isto é, com o papel que Deus lhe destinara para desempenhar na história. Sou­be esperar, lutar, repelir insinuações. Mesmo convidada para servir na corte da Espanha, via ali um lugar que Deus lhe indicava, em­bora soubesse fosse cheio de perigos. Mas quem confia em Deus, pode enfrentar am­bientes hostis, usando as armas da fé: humil­dade, oração, penitência, fraternidade, amor à Eucaristia e devoção à Virgem Maria. De todos estes recursos lançou mão S. Beatriz, por isso sentia-se iluminada e caminhava com coragem por caminhos ásperos e perigosos. E apesar de tudo chegou a realizar com sucesso sua tarefa histórica: Mãe e Fundadora ...



INVOCAÇÃO

Santa Beatriz, que em vida procurastes ser dócil à voz de Deus e a discernistes em meio aos barulhos e tentações do mundo, concedei-nos a graça de termos sempre o espírito voltado para as alturas e perceber nos acontecimentos da vida a voz paterna de Deus a nos conduzir. Ajudai-nos a ver claro em nossos caminhos, para que, em toda a parte, percebamos sua santa vontade e a amemos de todo coração. Por Jesus e Maria. Amém.


V/. Rogai por nós, Santa Beatriz da Silva

R/. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
SEGUNDO DIA
ORAÇÃO INICIAL

Senhor, eis aqui a vossos pés os devotos de Santa Beatriz, cuja valiosa intercessão sempre experimentaram. De novo, animados de confiança, voltam para pedir as graças de que necessitam. Assim como ela sempre honrou a Imaculada Conceição e dedicou-se ao serviço de vosso Filho, concedei-nos a graça que por seu intermédio vos pedimos através dessa novena. Colocamo-nos inteiramente à disposição de vossos desígnios, Senhor. Mas, se for de vossa vontade e para o nosso bem, concedei-nos o favor que vos pedimos, através de vossa serva Santa Beatriz da Silva. Por Cristo nosso Senhor. Amém.


REFLEXÃO

Ser dócil significa estar à escuta, mas também estar pronto a executar o que ouvi­mos ou discernimos. S. Beatriz distinguiu-se igualmente na prontidão, isto é, na rapidez em executar aquilo que lhe parecia ser, a vontade expressa de Deus. Como a distin­guia? Em primeiro lugar, dando ouvidos à voz interior, onde Deus nos fala, através do Espírito Santo, realidade que todos experi­mentamos. No silêncio, na oração, nossos projetos maturam, novos caminhos se nos apresenta, saídas diferentes aparecem. Em segundo lugar, ouvindo o conselho de pes­soas experientes. Consta que Beatriz se dei­xou guiar, desde menina, pelos diretores es­pirituais franciscanos de sua cidade de Cam­po Maior. Expunha-lhes suas dúvidas e acei­tava seus conselhos. É sinal de humildade e de bom senso saber-se orientar e deixar-se conduzir por estas orientações. Em terceiro lugar, usando o bom senso que cada pessoa normal possui. A reflexão, a comparação, a análise das si­tuações ajudam a sair das dificuldades e a en­contrar o bom caminho que é aquele que está nos planos do Pai. Esta prontidão a ajudava a encontrar a felicidade, e felicidade é a convicção de estar na inspiração de Deus.


INVOCAÇÃO

Santa Beatriz, que sempre procurastes executar aquilo que vos parecia a von­tade de Deus e estáveis pronta a seguir a ordem dele, mesmo quando vinha através das criaturas, alcançai-nos de Deus esta pron­tidão, para que não recusemos nada ao Senhor, mas estejamos sempre prontos a fazer a sua vontade, na alegria. Por Jesus e Maria. Amém.


V/. Rogai por nós, Santa Beatriz da Silva

R/. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

TERCEIRO DIA
ORAÇÃO INICIAL

Senhor, eis aqui a vossos pés os devotos de Santa Beatriz, cuja valiosa intercessão sempre experimentaram. De novo, animados de confiança, voltam para pedir as graças de que necessitam. Assim como ela sempre honrou a Imaculada Conceição e dedicou-se ao serviço de vosso Filho, concedei-nos a graça que por seu intermédio vos pedimos através dessa novena. Colocamo-nos inteiramente à disposição de vossos desígnios, Senhor. Mas, se for de vossa vontade e para o nosso bem, concedei-nos o favor que vos pedimos, através de vossa serva Santa Beatriz da Silva. Por Cristo nosso Senhor. Amém.


REFLEXÃO

Santa Beatriz esteve muitas vezes na sua vida, diante de opções difíceis: devia escolher entre a vontade de Deus e as van­tagens humanas que lhe eram oferecidas. Sempre procurou aquilo que estava mais dentro do pensamento de Deus. Na corte, entre o luxo e a vida fácil, preferiu optar por uma vida de virtude, em contradição aos costumes vigentes. Procurou ser modesta e pura, simples e honesta. Mesmo quando presa dentro de um caixão, por ciúmes da rainha, sentia-se contente, pois ali estava por não querer ofender a Deus. Numa vida de nobreza, preferiu optar por um mosteiro e ali, com o rosto velado, entregou-se à con­templação, pois sabia que quanto menos se fixasse no criado, mais facilmente podia ver o Criador. Jovem ainda descobriu que a me­lhor coisa era servir ao Senhor e, para isso, fez-se religiosa e fundou uma Ordem, para que muitas 0utras almas, na hora da opção por Deus, tivessem um local onde viver esta consagração e uma Regra para orientar suas vidas, copiando as virtudes de Maria Imacu­lada. Sabia, pois, que havia valores eternos superiores aos terrenos e nos eternos se fi­xou, por eles lutou e por eles orientou sua vida.


INVOCAÇÃO

Santa Beatriz, que, mesmo sofrendo, ficastes fiel ao chamado do Senhor para coisas mais altas, fazei que na nossa vida nunca percamos de vista a eternidade em tudo o que fazemos, e assim não tenhamos medo dos sacri­fícios e das renúncias, pois eles nos deixarão mais próximos da vossa vontade. Por Jesus e Maria. Amém.


V/. Rogai por nós, Santa Beatriz da Silva

R/. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
QUARTO DIA
ORAÇÃO INICIAL

Senhor, eis aqui a vossos pés os devotos de Santa Beatriz, cuja valiosa intercessão sempre experimentaram. De novo, animados de confiança, voltam para pedir as graças de que necessitam. Assim como ela sempre honrou a Imaculada Conceição e dedicou-se ao serviço de vosso Filho, concedei-nos a graça que por seu intermédio vos pedimos através dessa novena. Colocamo-nos inteiramente à disposição de vossos desígnios, Senhor. Mas, se for de vossa vontade e para o nosso bem, concedei-nos o favor que vos pedimos, através de vossa serva Santa Beatriz da Silva. Por Cristo nosso Senhor. Amém.


REFLEXÃO

Quando falamos em caridade, pensamos na forma como tratamos os nossos se­melhantes. Uma das belezas da vida humana é a vida em comum, onde as pessoas podem trocar palavras e experiências, pontos de vis­ta e projetos. Sabendo que cada um é um ser individual, com suas características próprias, com facilidade os pontos de vista se contra­põem e surgem as diferenças. Caridade, exata­mente, é a capacidade de conviver com as di­ferenças do outro, de maneira a cultivar a paz, não obstante estas diferenças de caráter, de idade, de formação, de cultura. Mas para que alguém possa aceitar o outro deve ter uma razão profunda: esta razão nos é dada pela realidade de que todos somos filhos de Deus. E um deve ajudar ao outro caminhar pela história e chegar à casa do Pai. Santa Beatriz era conhecida em sua casa, como na corte e sobretudo, mais tarde, no convento como verdadeira "dama": fina, delicada, respeitosa. Sabia ouvir e responder. Esperava que a calma voltasse o outro para poder continuar. Não impunha, mas tentava per­suadir. Não ameaçava, mas discutia na cari­dade. Sabia que a verdade se constrói à base de um diálogo franco. Dedicava-se aos ou­tros na hora do sofrimento. Estava sempre junto do necessitado, sempre pronta a per­doar, sempre inclinada a desculpar as falhas. Sabia rezar por quem falha, por quem é fra­co, porque sabia que a caridade apaga multi­dões de pecados.


INVOCAÇÃO
Santa Beatriz, sabemos que sempre fostes delicada com as pessoas com quem con­vivestes e procurastes ser amável e compreen­siva. Vivemos numa fase difícil da história do homem, onde a violência tomou conta dos relacionamentos humanos. Ajudai-nos a encontrar a caridade de Cristo, para amar como ele nos amou. Por Jesus e Maria. Amém.
V/. Rogai por nós, Santa Beatriz da Silva

R/. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
QUINTO DIA
ORAÇÃO INICIAL

Senhor, eis aqui a vossos pés os devotos de Santa Beatriz, cuja valiosa intercessão sempre experimentaram. De novo, animados de confiança, voltam para pedir as graças de que necessitam. Assim como ela sempre honrou a Imaculada Conceição e dedicou-se ao serviço de vosso Filho, concedei-nos a graça que por seu intermédio vos pedimos através dessa novena. Colocamo-nos inteiramente à disposição de vossos desígnios, Senhor. Mas, se for de vossa vontade e para o nosso bem, concedei-nos o favor que vos pedimos, através de vossa serva Santa Beatriz da Silva. Por Cristo nosso Senhor. Amém.


REFLEXÃO

Quem pretende levar uma vida de relacio­namentos na caridade, deve possuir a força do perdão. Deixar que o afeto pelo outro não seja deturpado em nosso coração pela falta ou indelicadeza dele. Continuar a aju­dar uma pessoa que se mostrou ingrata. Re­ceber em casa um indivíduo que não foi gra­to aos nossos favores. Esquecer uma palavra grosseira. Todos gestos difíceis, mas reclama­dos por Cristo, o qual fez do nosso perdão paradigma pelo qual Deus se orienta para nos perdoar. S. Beatriz foi caluniada pela rainha Isabel. Sua honra ficou prejudicada. Mais que isso: a rainha a encerrou num enorme baú, para que ali morresse e não mais lhe fi­zesse sombra com sua beleza. Mas Beatriz, salva pela Imaculada Conceição, não guardou nenhum rancor da rainha. Perdoou-a de todo o coração. Mais tarde, quando a rainha esta­va em apertos espirituais, ela a recebeu no Mosteiro de Toledo e a consolou e lhe deu conselhos úteis. até referentes a negócios de Estado. Em toda a sua vida, jamais guardou rancor de alguma pessoa, pois, estava sempre preocupada em ajudar, sem deixar que ou­tros sentimentos se intrometessem no meio de seu espírito de perdão. Por isso, gozava daquela paz interior profunda que é fruto da consciência que perdoa os irmãos e se sente perdoada por Deus.


INVOCAÇÃO

Santa Beatriz, que tivestes que experimen­tar, quando em vida o ódio e a persegui­ção das pessoas, mas a todos perdoastes, fa­zei com que aprendamos esta grande virtude do perdão e tenhamos o coração sempre livre de sentimentos de vingança, de desagrado ou rejeição, para poder, assim, construir uma comunidade de irmãos. Por Jesus e Maria. Amém.


V/. Rogai por nós, Santa Beatriz da Silva

R/. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.


SEXTO DIA
ORAÇÃO INICIAL

Senhor, eis aqui a vossos pés os devotos de Santa Beatriz, cuja valiosa intercessão sempre experimentaram. De novo, animados de confiança, voltam para pedir as graças de que necessitam. Assim como ela sempre honrou a Imaculada Conceição e dedicou-se ao serviço de vosso Filho, concedei-nos a graça que por seu intermédio vos pedimos através dessa novena. Colocamo-nos inteiramente à disposição de vossos desígnios, Senhor. Mas, se for de vossa vontade e para o nosso bem, concedei-nos o favor que vos pedimos, através de vossa serva Santa Beatriz da Silva. Por Cristo nosso Senhor. Amém.



REFLEXÃO

Beatriz nasceu numa família nobre, onde o bem-estar e a riqueza estavam presentes. Mesmo quando esteve na corte da Espanha, não deixou de estar cercada de todo o luxo e opulência. Nunca, porém, dei­xou-se seduzir pelo brilho material. Temia sempre que as coisas brilhantes lhe ofuscas­sem a visão do único bem que é Deus. Soube usar as coisas sem nunca deixar-se usar por elas. Sabia que elas pertenciam ao homem e que podiam oferecer uma felicidade lícita e que­rida por Deus, quando bem usadas. Mas o menor descuido poderia levar o homem à es­cravidão, tornando-se servo e não senhor dos bens criados. Por isso, no Mosteiro de Tole­do levava uma vida muito simples, tanto no traje, como na comida e no conforto do quarto. Quando fundou a Ordem e ela mes­ma se fez religiosa, abraçou o voto de pobre­za, onde prometeu desfazer-se de qualquer posse e contentar-se com as coisas simples. Tomou como exemplo S. Francisco de Assis, que tocado por Deus, deixou tudo e fez da pobreza a sua esposa. Assim Beatriz, até a morte viveu na maior simplicidade em tudo quanto lhe era necessário, dispensando não só o supérfluo, mas também o necessário.



INVOCAÇÃO
Santa Beatriz, que fostes tão desapegada dos bens terrenos, que não só vos desfi­zestes do supérfluo, mas vos sujeitastes a ver­dadeiras necessidades, por amor a Deus, con­cedei que consigamos fazer bom uso dos bens da terra, que eliminemos a ganância de nossos projetos e tenhamos um coração generoso para partilhar nossos bens com aos mais po­bres. Por Jesus e Maria. Amém.
V/. Rogai por nós, Santa Beatriz da Silva

R/. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
SÉTIMO DIA
ORAÇÃO INICIAL

Senhor, eis aqui a vossos pés os devotos de Santa Beatriz, cuja valiosa intercessão sempre experimentaram. De novo, animados de confiança, voltam para pedir as graças de que necessitam. Assim como ela sempre honrou a Imaculada Conceição e dedicou-se ao serviço de vosso Filho, concedei-nos a graça que por seu intermédio vos pedimos através dessa novena. Colocamo-nos inteiramente à disposição de vossos desígnios, Senhor. Mas, se for de vossa vontade e para o nosso bem, concedei-nos o favor que vos pedimos, através de vossa serva Santa Beatriz da Silva. Por Cristo nosso Senhor. Amém.



REFLEXÃO

Uma das descobertas espirituais mais im­portantes de Beatriz foi a presença de Cristo na Eucaristia. Procurava comungar quantas vezes, naqueles tempos, lhe era permitido, já que não estava em uso a comunhão diária. Passava horas diante do tabernáculo, para onde levava todos os seus temo­res e preocupações e de onde saía fortificada e iluminada, com coragem de enfrentar a vida com suas realidades, por vezes cansati­vas. Quando no Mosteiro de Toledo, passava horas do dia e grande parte da noite diante Jesus Sacramentado. Todas as suas co-irmãs são unâni­mes em declarar que a piedade de Beatriz era fundamentalmente eucarística e que uma das suas maiores alegrias era falar da Jesus Eucarístico. Era, para ela, como uma antevisão do céu estar diante do tabernáculo, pois, sentia a presença real deste Cristo, pelo qual imo­lara sua vida. Na Regra que deixou para suas filhas, insiste nesta devoção, pois, toda a vida contemplativa nela se alimenta. Daí, uma das notas de sua Ordem é a devoção eucarística. Muitas almas concepcionistas encontraram sua santidade junto do tabernáculo.


INVOCAÇÃO
Santa Beatriz, que fostes tão devota da Eucaristia e junto dela passastes tantas horas da vossa vida, alcançai-nos de Maria Santíssima uma grande piedade eucarística, para que possamos sentir-nos bem junto a Jesus euca­rístico e, verdadeiramente com Ele, fiquemos muito tempo. Por Jesus e Maria. Amém.

V/. Rogai por nós, Santa Beatriz da Silva

R/. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.


OITAVO DIA
ORAÇÃO INICIAL

Senhor, eis aqui a vossos pés os devotos de Santa Beatriz, cuja valiosa intercessão sempre experimentaram. De novo, animados de confiança, voltam para pedir as graças de que necessitam. Assim como ela sempre honrou a Imaculada Conceição e dedicou-se ao serviço de vosso Filho, concedei-nos a graça que por seu intermédio vos pedimos através dessa novena. Colocamo-nos inteiramente à disposição de vossos desígnios, Senhor. Mas, se for de vossa vontade e para o nosso bem, concedei-nos o favor que vos pedimos, através de vossa serva Santa Beatriz da Silva. Por Cristo nosso Senhor. Amém.



REFLEXÃO

Desde pequena Beatriz sentiu-se atraída pela figura de Maria Santíssima, Mãe do Cristo. Educada pelos franciscanos acostu­mou-se a invocá-la sob o título de Imacula­da Conceição, isto é, aquela que foi conce­bida sem pecado original, sem pecado nas­ceu e sem pecado caminhou na história dos homens, justamente pela dignidade de ter sido escolhida para Mãe do Salvador. Quan­do estava presa no baú, no palácio real da Espanha, sentindo-se morrer, teve a visão da Imaculada que lhe aparecia com o Menino Jesus ao colo, em trajes azuis e brancos, pe­dindo-lhe que fundasse uma Ordem em hon­ra da sua Imaculada Conceição, isto 400 anos antes da proclamação do dogma pela Igreja Católica. Logo que ficou livre, foi a Toledo e ali deu início à fundação de sua Or­dem da Imaculada Conceição, ou Ordem Concepcionista, que conta hoje com mais de 500 anos. Procurou imitar esta Senhora, consagran­do-se ela mesma à vida em virgindade. Procu­rou difundir a devoção à Imaculada, para que sua presença livrasse o mundo de tantos males e os homens de tantas distorções do amor. Suas filhas ficaram, por ela, encarre­gadas de levar pelos séculos afora a devoção à Imaculada Conceição, por isso, são ainda hoje, conhecidas como Concepcionistas.


INVOCAÇÃO
Santa Beatriz, que alimentastes um tão grande amor à Virgem Imaculada e a imitastes pelo voto de virgindade, vinde em nosso socorro e ajudai-nos a encontrar o va­lor do amor humano à luz do amor de Deus, para que tenhamos puros os pensamentos e as palavras, puras nossas ações e mereçamos, assim, gozar um dia da companhia da Virgem Mãe de Cristo. Por Jesus e Maria. Amém.

V/. Rogai por nós, Santa Beatriz da Silva

R/. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
NONO DIA
ORAÇÃO INICIAL

Senhor, eis aqui a vossos pés os devotos de Santa Beatriz, cuja valiosa intercessão sempre experimentaram. De novo, animados de confiança, voltam para pedir as graças de que necessitam. Assim como ela sempre honrou a Imaculada Conceição e dedicou-se ao serviço de vosso Filho, concedei-nos a graça que por seu intermédio vos pedimos através dessa novena. Colocamo-nos inteiramente à disposição de vossos desígnios, Senhor. Mas, se for de vossa vontade e para o nosso bem, concedei-nos o favor que vos pedimos, através de vossa serva Santa Beatriz da Silva. Por Cristo nosso Senhor. Amém.



REFLEXÃO

A santidade é um dom de Deus. Mas recla­ma a colaboração do homem. O homem não é feito santo, mas é chamado à santida­de. Quando chamado deve dar uma resposta. E a resposta é trabalho, empenho, dedicação, busca, docilidade à voz de Deus, convivência com a problemática humana e com os ho­mens. Beatriz viveu na família, teve que aprender com os demais irmãos. Viveu na corte, onde experimentou os convites e as tentações de um ambiente corrupto e cor­ruptor. Viveu no convento, onde sentiu as limitações das outras irmãs, onde experimen­tou os problemas de uma administração e as dificuldades nascidas de incompreensões e ciúmes. Em todos estes momentos, porém, ela não cedeu, não entregou os pontos. Acreditou em Deus. Esperou que as promes­sas dele se realizassem e seus planos pessoais maturassem. Amou com toda a força que possuía a Deus, à Virgem Maria, à Igreja, às Irmãs à Ordem e a todos os homens. Por isso sacrificava-se por todos. Não se fechou no mosteiro para fugir da luta, mas, como numa trincheira, recebia o forte dos ataques. Mas tudo oferecia para que Deus fosse glorifica­do, a Virgem mais conhecida e a salvação distribuída aos homens todos. Por isso, a Igreja a canonizou e a colocou como exem­plo para todos e nós a podemos chamar com amor e confiança: Santa Beatriz da Silva, rogai por nós.


INVOCAÇÃO

Santa Beatriz, que estais, hoje, sobre os nossos altares como a nossa representan­te diante de Deus, fazei com que através de vossa poderosa proteção, neste último dia da novena, possamos alcançar as graças pedidas, para que, mais uma vez, fique provado vosso poder e a bondade de nosso Deus. Alcan­çai-nos, sobretudo, da parte de Maria, um esforço para que nos santifiquemos em meio ao mundo em que estamos colocados. Por Jesus e Maria. Amém.


V/. Rogai por nós, Santa Beatriz da Silva

R/. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.







Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal