Processo seletivo contínuo-psc 2005 3ª etapa língua portuguesa



Baixar 118.25 Kb.
Encontro31.07.2016
Tamanho118.25 Kb.

PROCESSO SELETIVO CONTÍNUO-PSC 2005 3ª ETAPA

LÍNGUA PORTUGUESA


  1. Assinale o item em que haja oração coordenada ao mesmo tempo principal em relação a outra:




      1. Pedi-lhe que se calasse, embora achasse que tinha razão.

      2. Como estudas e trabalhas, creio que realizarás teus sonhos.

      3. Ordenou-lhe o sogro que cultivasse as terras ou as vendesse.

      4. Vives mentindo; logo, não podes exigir que te dêem crédito.

      5. Aonde ia sempre levava o acordeão e quem o tocasse.




  1. Assinale o item em que todas as palavras são formadas pelo processo da redução ou abreviação:




  1. resgate, recuo, vôo

  2. pernalta, fidalgo, planalto

  3. pólio, vídeo, analfa

  4. rodovia, girassol, vaivém

  5. ilegal, irregular, decompor




  1. Atentando para a correspondência entre os elementos da comunicação e as funções da linguagem, numere e assinale o item correto:

( ) função expressiva (1) ênfase na mensagem

( ) função poética (2) ênfase no contato

( ) função conativa (3) ênfase no código

( ) função metalingüística (4) ênfase no emissor

( ) função fática (5) ênfase no receptor


a) 2 – 4 – 5 – 3 – 1 b) 5 – 2 – 3 – 1 – 4

c) 3 – 2 – 5 – 4 – 1 d) 1 – 3 – 2 – 4 – 5

e) 4 – 1 – 5 – 3 – 2


  1. Assinale a opção em que as palavras se encontram grafadas segundo pronúncias errôneas:




  1. carangueijo, degladiar, dignatário

  2. prazeroso, freada, apropriado

  3. empecilho, frustração, infligir

  4. meteorológico, asterisco, aleijar

  5. bugiganga, caramanchão, cônjuge




  1. Assinale a opção em que os versos reproduzidos são eneassílabos:

a) Erguido em negro mármor luzidio,

Portas fechadas, num mistério enorme,

Numa terra de reis, mudo e sombrio,

Sono de lendas um palácio dorme.

(Alberto de Oliveira)

b) Cavaleiro, quem és? o remorso?

Do corcel te debruças no dorso...

E galopas do vale através...

(Álvares de Azevedo)

c) Os cavalinhos correndo,

E nós, cavalões, comendo...

Tua beleza, Esmeralda,

Acabou me enlouquecendo.

(Manuel Bandeira)

d) onde queres revólver sou coqueiro

e onde queres dinheiro sou paixão

onde queres descanso sou desejo

e onde sou só desejo queres não

(Caetano Veloso)

e) Quando eu morrer batam em latas,

Rompam aos saltos e aos pinotes,

Façam estalar no ar chicotes,

Chamem palhaços e acrobatas!

(Mário de Sá-Carneiro)


  1. Assinale o item constante de oração adjetiva que tem valor adverbial:




  1. O velho, que tanto deu à empresa, ficou na dissolução com a menor parte.

  2. A mãe, que a tudo assistia, nada disse.

  3. Machado de Assis, que foi o primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras, retratou muito bem, em sua obra, a sociedade brasileira de sua época.

  4. Gostaria de ir à Ponta Negra, que é a melhor praia de Manaus.

  5. Manaus, que fica à margem esquerda do rio Negro, também nasceu de um forte.


LITERATURA


  1. Leia as alternativas abaixo, que se referem ao romance Dom Casmurro, de Machado de Assis.




  1. Não se tem certeza se Capitu de fato traiu Bentinho, principalmente se levarmos em conta que tudo é narrado do ponto de vista deste personagem, que é um ciumento extremado e possui uma natureza imaginativa ao extremo.

  2. O autor-personagem é um cinqüentão solitário que reproduz, no Engenho Novo, a casa em que se criara na antiga rua de Mata-Cavalos, com o intuito de restaurar a adolescência na velhice.

  3. No estilo narrativo do romance observa-se a técnica dos capítulos quase sempre curtos e, dentro deles, as apóstrofes ao leitor e as digressões ora graves ora humorísticas.

  4. A humilde Capitu revela-se esperta e cativante, insinuando-se vitoriosamente no pequeno mundo de D. Glória, a mãe viúva de Bentinho, vindo a casar-se, posteriormente, com seu companheiro de meninice.

Estão corretas ou são admissíveis:


a) Somente II e III b) Somente I e III

c) Somente I e IV d) Somente I, II e IV

e) Todas as alternativas


  1. Um dos enunciados abaixo, feitos a propósito do romance Dois Irmãos, de Milton Hatoum, NÃO está correto. Assinale-o:




  1. Omar, o Caçula, foge com uma mulher chamada Pau-Mulato e sua mãe, inconformada, persegue o casal até fazer o filho retornar à casa paterna.

  2. Antenor Laval, mestre no Liceu Rui Barbosa, apelidado de Galinheiro dos Vândalos, foi morto em abril de 1964, logo após o golpe militar.

  3. Para conquistar Lívia, Yaqub passou a freqüentar o restaurante Biblos, de propriedade do viúvo Galib, pai da moça.

  4. Domingas, uma índia do rio Negro que servia como empregada na casa de Halim e Zana, é a mãe de Nael, o narrador do romance.

  5. A rivalidade entre os gêmeos fica bem expressa no episódio em que Omar faz uma cicatriz no rosto de Yaqub.




  1. A respeito do Surrealismo, um dos movimentos de vanguarda relacionados ao Modernismo brasileiro, pode-se afirmar:




  1. Pierre Garnier, que o sistematizou, declarava que as profundezas de nosso espírito abrigam forças capazes de superar o aparente equilíbrio da superfície.

  2. Sua história se confunde com a de seu líder, Marinetti, que, em 1909, lançou em Paris o manifesto do movimento.

  3. Teve como líder o romeno Tristan Tzara, que privilegiava a exploração do inconsciente, as narrações dos sonhos, as experiências hipnóticas.

  4. Tendo como referência o pintor Picasso, seus adeptos pregavam a deformação dos objetos naturais, privilegiando a subjetividade do artista.

  5. André Breton, que lançou o manifesto do movimento em 1924, considerava o racionalismo absoluto como algo absolutamente desprezível.




  1. Leia o fragmento abaixo, que constitui o início da “Ode triunfal”, famoso poema de caráter futurista:

À dolorosa luz das grandes lâmpadas elétricas da fábrica

Tenho febre e escrevo.

Escrevo rangendo os dentes, fera para a beleza disto,

Para a beleza disto totalmente desconhecida dos antigos.
Ó rodas, ó engrenagens, r-r-r-r-r-r-r eterno!

Forte espasmo retido dos maquinismos em fúria!

Em fúria fora e dentro de mim,

Por todos os meus nervos dissecados fora,

Por todas as papilas fora de tudo com que eu sinto!
A louvação da tecnologia e o estilo frenético do texto mostram que seu autor é:


  1. Mário de Sá-Carneiro.

  2. Álvaro de Campos, heterônimo de Fernando Pessoa.

  3. Oswald de Andrade.

  4. Mário de Andrade.

  5. Carlos Drummond de Andrade.




  1. Em um determinado poema de estrutura épico-dramática que é um verdadeiro documento do primitivismo, Raul Bopp narra as aventuras de um jovem na selva amazônica. Considerado a obra-prima da Antropofagia, esse poema se intitula:


a) Cobra Norato b) Martim-Cererê

c) Putirum d) Urucungo

e) Mafuá do malungo


  1. Assinale o item cujo enunciado NÃO está correto em relação à obra de João Guimarães Rosa:




  1. O que distingue Rosa dos narradores regionalistas que o precederam é a função por ele atribuída à linguagem, que ele reinventou tanto no plano lexical quanto no sintático.

  2. Seus personagens, que representam tipos fundamentais da condição humana, são estilizados e contrapostos em heróis ou covardes, bons ou maus, mas em todos eles o sexo reivindica sua função de mola propulsora do homem.

  3. O narrador de Grande sertão: veredas, sua obra-prima, é Riobaldo, que relata a um doutor forasteiro, dentre outras aventuras, as lutas que travara como jagunço no bando de Joca Ramiro.

  4. Ao livro Primeiras estórias pertence o conto “A Terceira margem do rio”, parábola do Pai que se afasta da família para andar por lugar nenhum, sempre dentro de uma canoa.

  5. O espaço das narrativas rosianas não é o verdadeiro sertão de Minas, mas um sertão reinventado, salpicado de buritizais, beatos e bandidos, palmilhado por homens transitórios.


LÍNGUA ESTRANGEIRA INGLÊS
A Brief History of Charles Darwin
Charles Robert Darwin was born February 12, 1809 in Shrewsbury, England. His family was of the newly emerged, newly wealthy, provincial professional class. Early in his youth he demonstrated predilections for hunting, natural history, and scientific experimentation. In 1825, after public school education locally, he enrolled in Edinburgh University. His intention, or at least that of his father, was to follow his father and older brother in the practice of medicine. But the delights of the cosmopolitan city of Edinburgh, as well as the lure of new fields for his natural history explorations, distracted him from his medical studies - which he found distasteful in any case.

Two years later Darwin enrolled in Christ's College, Cambridge to study theology - a subject which he didn't enjoy either, with the intention of a career in the Church of England. As at Edinburgh, the lures of natural history and conviviality were great and he often neglected his classical studies. In spite of this neglect he managed to pass his examinations in 1831 and left Cambridge.




  1. Accord to the text above, choose the right alternative:




  1. Two years later Darwin enrolled in Christ's College, Cambridge to study psychology.

  2. Two years later Darwin enrolled in Christ's College, Cambridge to study Chemisty.

  3. Two years later Darwin enrolled in Christ's College, Cambridge to study theology

  4. Two years later Darwin enrolled in Christ's College, Cambridge to study pharmacy.

  5. Two years later Darwin enrolled in Christ's College, Cambridge to study sociology.




  1. Choose the right alternative:




  1. They need ___ old man to play the part of Harry.

  2. She wants to become ____ astronaut.

  3. Margaret is _____ good-natured person.

  4. They keep ____ few hunting rifles in stock.

a) an, an, a, a b) an, a , an, a c) a, an, an, a

d) a, an, a, an e) an, a, a, an



  1. Choose the right alternative:




  1. There is _________waiting for you at the snak-bar.

  2. Does ________here speak German?

  3. ________ there could give me the answer.

Whene I finally arrived at the restaurant, ________ had left.


  1. everybody, anybody, nobody, somebody.

  2. anybody, somebody, nobody, everybody.

  3. somebody, anybody, everybody, nobody.

  4. somebody, anybody, nobody, everybody.

  5. somebody, nobody, anybody, everybody.




  1. Choose the alternative with the right answer:




  1. Lunch will be served _______ 1 o'clock.

  2. Tony and Sandra were married _____ May.

  3. The children go to school ____ the morning.

  4. He has an appointment with the cardiologist ______ the eighth.




  1. at, in, on, in.

  2. at, on, in, in.

  3. on, in, in, at.

  4. in, at, in, on.

  5. at, in, in, on.




  1. Choose the right alternative:




  1. The baby is _________ at the moment.

  2. Sally is ___________ in the park now.

  3. Fred is _________a course on computer programmin this semester.

  4. We're __________Cancun nex week.




  1. visiting, walking, taking, sleeping.

  2. sleeping, walking, taking, visiting.

  3. walking, sleeping, taking, visiting.

  4. sleeping, walking, visiting, taking.

  5. sleeping, taking, walking, visiting.




  1. Choose the alternative that complets, correctly, the words below: neither, not only, either, both.

1. You can ..... stay, or leave, I don’t care.

2. .............. his wallet nor his credit car were found.

3. He ………..behaved badly, but also answered the teacher roughly.

4. …......... the boy and his mother were rescued.


    1. not only, either, neither, both.

    2. neither, either, not only, both.

    3. either, neither, not only, both.

    4. both, either, neither, not only.

    5. either, both, not only, neither.


ESPANHOL


01

02

03

04



05

06

B


07

08

09



10

11

12



13

14

15



16

17

18



19

20

21



22

23

24



25

26

27



28

29

30



31

32

33



34

35

36



37

38

39



40

41
ello en su fealdad, el Bulldog es un excelente representante de los caninos. Es robusto y de patas cortas (no supera los 35-40 cm de altura), pesa entre 22 y 25 kilos. Destaca su cabeza maciza y desproporcionada respecto al cuerpo, con un hocico corto (braquicéfalo), una mandíbula inferior que sobresale de la superior (prognato). La piel que recubre el cráneo, frente y hocico debe ser muy floja y arrugada. El labio superior cae completamente sobre el inferior. Sus orejas son pequeñas y delgadas, sus ojos oscuros y redondos, distantes entre sí. El cuello arqueado y con papada. Su pelaje es suave, corto y fino.

Es de origen inglés, convertido en símbolo del Campeonato Mundial de Fútbol en 1966. Es pariente del Mastín y del Boxer. Se usó en Gran Bretaña para luchar con los romanos cuando intentaron invadir las islas británicas; luego en el imperio romano para luchar contra los cristianos en las arenas; así también contra osos, leones, e incluso los toros. De hecho, Bulldog significa “perro para el toro”.

A pesar de su aspecto hostil, su carácter sanguinario de antaño ha sido reemplazado, gracias a una exhaustiva selección, por un animal bonachón, extremadamente cariñoso, que gusta de las siestas y la comodidad del hogar. Le agradan los niños y debido a su gran inteligencia comprende y acata sin problema las órdenes.

Las características anatómicas de la raza lo hacen ser dependiente del ser humano al momento del apareamiento (inseminación artificial, o asistencia en la monta) y al parto (cesáreas). No son aptos para climas calurosos ya que se alteran respiratoria y cardíacamente. Además, acostumbran roncar y es común en ellos la displasia de cadera.

Es limpio, fácil de asear, y gusta de buenos cepillados. No necesita de mucho espacio, pero le gustan las caminatas con su amo.


Lorena Aguilar

Médico Veterinaria




    1. Según el texto, el animal descrito es:

1. un cachorro inglés

2. un perro llamado Bulldog

3. un can Mastín

4. un perro Bulldog
Es correcta la alternativa:
a) 3 b) 2 – 1 c) 4 d) 1 – 4 e) 1


    1. La expresión “de hecho” (línea 22) puede ser sustituida, sin alterar su significado, por:

a) efectivamente b) de acuerdo

c) en conformidad d) de pronto

e) sin embargo




    1. Según el texto, la alternativa correcta que corresponde a la caracterización física del Bulldog es:




  1. la piel de la cabeza es firme y arrugada

  2. cuello ancho

  3. hocico prominente

  4. cabeza fuerte

  5. ojos pequeños y separados

    1. Marca la alternativa que indica 2 características que no tiene el Bulldog:




          1. feo, independiente

          2. obediente, dormilón

          3. hostil, feo

          4. dormilón, obediente

          5. independiente, hostil




    1. El verbo “acostumbran” (línea 37), en el texto puede también significar:

a) pueden b) suelen c) deben

d) persisten e) temen


    1. La conjunción “e” (línea 21) está en el lugar de:

a) u b) o c) y d) i e) el


FRANCÊS
Texte: Un petit matin à la campagne

Le matin s’annonçait beau. Les trottoirs de pierre séchaient l’humidité de la nuit aux premiers rayons du soleil. On entendait sonner sur les pierres les talons des chaussures du prêtre. Les ouvriers passaient, se rendant au travail ; le boulanger portant un sac sur les dos ; la blanchisseuse tenant son paquet de linge sale en équilibre sur la tête ; des négresses Minas criaient : « Bouille de maïs ! » ; les esclaves descendaient vers la boucherie, le panier aux commissions passé au bras ;des fermes arrivaient les marchands des quatre-saisons avec leurs plateaux remplis de salades et de l´gumes. Et tous saluaient respectueusement le chanoine et celui-ci répondait à tous « Salut ! » Quelques enfants, en route pour l’école, allaient, le béret à la main, lui baiser l’anneau.


D’après Aluízio Azevedo

Versão: Albert Audubert


Questões:


  1. “On entendait sonner sur les pierres les talons des chaussures du prêtre ». Significa :




    1. Ouvem-se tinir nas pedras os saltos das sandálias do padre.

    2. Ouvia-se tilintar nas pedras os saltos das sandálias do padre.

    3. Ouviam-se tinir nas pedras os saltos dos sapatos do padre.

    4. Ouviram-se tinir nas pedras os saltos dos sapatos do padre.

    5. Ouviram-se tilintar nas pedras os saltos dos sapatos do padre.




  1. A frase: “Quelques enfants, em route pour l’école, allaient, le béret à la main, lui baiser l’anneau », corresponde a:




      1. Algumas crianças, em caminho da escola, iam, de boné na mão, beijar-lhe o anel.

      2. Algumas crianças, em direção à escola, iam de chapéu na mão, olhar o anel.

      3. Alguns meninos, em caminho da escola, iam, de boné na mão, beijar-lhe o anel.

      4. Alguns filhos, em caminho da escola, iam, de chapéu na mão, olhar o anel.

      5. Algumas crianças caminhavam em direção à escola, iam, de boné na mão, ver o anel.




  1. Complete: “ Au bord ____ route, battue ____ le soleil et par ____ pluie”.




        1. de le – pour – le

        2. de la – pour – la

        3. de le – par – la

        4. de la – par – la

        5. de la – par – le




  1. Complete: «Quand j’_____ commencé ____ écrire ______.portugais».

a) as – à – le b) ai – a – le

c) as – à – lê d) ai – a – le

e) ai – à – lê




  1. A expressão : « Et tous saluaient respectueusement le chanoine et celui-ci répondait à tous ‘Salut’ ».




            1. E a todos cumprimentava carinhosamente o cônego, e ele a todos saudava ‘Viva’.

            2. E todos cumprimentavam respeitosamente o cônego, e ele a todos respondia ‘Viva’.

            3. E todos cumprimentavam respeitosamente o bispo, e ele a todos dizia ‘Viva’.

            4. E todos cumprimentavam carinhosamente o bispo, e ele a todos respondia ‘Viva’.

            5. E todos cumprimentavam respeitosamente o bispo, e ele gritava a todos ‘Viva’.




  1. Complete: “ Elle........très belle .....charmante comme ......”.

a) est – est – moi b) est – et – toi

c) est – et – moi d) est – et – soi

e) est – est – soi


HISTÕRIA


  1. Segundo Fernando Novais, o Tratado de Tordesilhas foi um acordo político num mundo onde a diplomacia não existia, tornando-se o precursor das relações internacionais. Assinale a alternativa que, segundo este acordo diplomático, indica a situação geopolítica da região ocupada pelo atual Estado do Amazonas:




  1. Pertencia a Portugal.

  2. Pertencia à Espanha.

  3. Foi dividida entre Portugal e Espanha.

  4. Ficou de fora da partilha.

  5. Permaneceu sob domínio indígena.




  1. Povos e povos indígenas desapareceram da face da terra como conseqüência do que hoje se chama, num eufemismo envergonhado, ‘o encontro’ de sociedades do Antigo e do Novo Mundo. Esse morticínio nunca visto foi fruto de um processo complexo (..). que se convencionou chamar o capitalismo mercantil. Motivos mesquinhos (...) conseguiram esse resultado espantoso de reduzir uma população que estava na casa dos milhões em 1500 aos parcos 200 mil índios que hoje habitam o Brasil(CUNHA, Manuela C. Introdução a uma História Indígena. In História dos Índios no Brasil. p.12)

Sobre os agentes da depopulação indígena referida no contexto acima, é correto afirmar que:




    1. As epidemias são normalmente tidas como o principal agente da depopulação indígena.

    2. A política de aldeamentos foi decisiva para a morte cultural do índio, mas o preservava fisicamente.

    3. Devido à necessidade de mão-de-obra, a escravidão, pouco contribuiu para o colapso populacional.

    4. A economia nômade contribuiu para a depopulação porque impedia auto-reprodução numerosa.

    5. Guerras e fome generalizadas, comprovadamente, foram fortes agentes que já atuavam antes de 1500.




  1. Assinale a única alternativa que não foi fator preponderante para o domínio português na região amazônica:




    1. Coleta de drogas do sertão.

    2. Ação missionária.

    3. Busca de escravo indígena.

    4. Expansão da fronteira pecuária.

    5. Implantação de fortificações.




  1. A produção de borracha na Amazônia:




    1. Favoreceu a ascensão social do seringueiro.

    2. Propiciou o aparecimento do regatão.

    3. Instituiu o barracão como unidade produtiva.

    4. Incentivou o acúmulo de capital e do mercado interno.

    5. Consolidou o sistema de aviamento.




  1. Enquanto restrito à crítica de grupos econômicos localizados (...) a greve dos estivadores poderia ser tolerada e até mesmo incentivada por certos setores da sociedade (...) [mas] o vigor com que entabulavam suas reivindicações e a capacidade de articulação interna demonstrada pelos trabalhadores, ensejava receios de uma ampliação desmedida do movimento paredista que, suscitando apoios e solidariedades de outras categorias e mostrando-se um caminho alternativo dos trabalhadores para a conquista de melhorias efetivas, poderia por em xeque a própria estrutura social. (PINHEIRO, Maria Luiza U. A cidade sobre os ombros: trabalho e conflito no Porto de Manaus -1889-1925. pp.163/4)

A autora se refere à greve dos estivadores de Manaus, deflagrada em 1889. A relação entre a situação descrita no texto e fatos ocorridos na época, é expressa corretamente por:




    1. A mecanização dos portos e a queda vertiginosa no crescimento da indústria de pneumáticos reduziram a necessidade dos estivadores, que foram dispensados e reivindicaram suas recontratações.

    2. Os estivadores articulavam-se para combater a concorrência de mão-de-obra com os migrantes nordestinos que, ao chegarem a Manaus, em vez de seguirem para os seringais, empregavam-se nos serviços de estiva.

    3. A principal reivindicação dos grevistas era o reajuste do pagamento de suas diárias, depreciadas pelo aumento da jornada de trabalho, não sendo portanto suficientes para acompanhar a alta do custo de vida.

    4. A Associação Comercial do Amazonas deu apoio incondicional aos estivadores temendo que uma greve prolongada pusesse seus negócios em risco.

    5. Atos de repressão violenta levaram à greve geral e à radicalização do movimento dos estivadores que receberam o apoio do Sindicato dos Carroceiros e da Federação Marítima.




  1. Para Tenório Telles, “o discurso renovador dos intelectuais e artistas da geração Madrugada tinha na transgressão sua marca.” Foi característica do Clube da Madrugada, criado na década de 50:




    1. O ataque noturno a jornais clandestinos que criticavam sua produção literária.

    2. A intenção de reviver o parnasianismo como forma de composição poética.

    3. As reuniões habituais ao ar livre na Praça do Congresso.

    4. A preocupação com problemas sociais como a Cidade Flutuante.

    5. O rompimento com a literatura modernista devido à sua ideologia imobilista.


GEOGRAFIA


  1. A Amazônia Ocidental engloba os seguintes Estados:




    1. Amazonas, Rondônia, Roraima e Acre.

    2. Roraima e Amazonas.

    3. Pará e Amapá.

    4. Amapá. Pará e Tocantins.

    5. Amazonas, Pará e Roraima.




  1. As serras Imeri e Tapirapecó, estendendo-se ao norte do Estado do Amazonas, situam-se:




    1. nos planaltos residuais da Amazônia Meridional.

    2. na depressão marginal norte-amazônica.

    3. no planalto da Amazônia Oriental.

    4. nos planaltos e chapadas dos Parecis.

    5. nos planaltos residuais norte-amazônicos.




  1. Na Amazônia, os rios que carregam muito húmus são denominados de:

a) rios verdes b) rios brancos

c) rios negros d) rios amarelos

e) rios de águas claras




  1. O município que se limita à oeste com o município de Manaus é:

a) Presidente Figueiredo b) Novo Airão

c) Rio Preto da Eva d) Itacoatiara

e) Barcelos




  1. O sítio urbano de Manaus se ergue sobre uma feição geomorfológica chamada de:

a) foz b) depressão c) chapada

d) planalto e) planície


  1. As indústrias instaladas na Zona Franca de Manaus são em grande parte do setor:

a) petroquímico b) alimentício

c) têxtil d) siderúrgico

e) eletroeletrônico


BIOLOGIA


  1. muito tempo, os cientistas vêm buscando uma forma de classificação que possa ser usada para qualquer ser vivo por pesquisadores do mundo todo. De acordo com o Sistema de Classificação Universal como as categorias taxonômicas estão ordenadas:




  1. reino, filo, classe, ordem, gênero, família, espécie.

  2. reino, classe, filo , ordem, família, gênero, espécie.

  3. reino, filo, ordem, classe, família, gênero, espécie.

  4. reino, filo, classe, ordem, família, gênero, espécie.

  5. reino, filo, classe, família, ordem, gênero, espécie.




  1. O reino Fungi é freqüentemente dividido em dois filos: Eumycota (fungos verdadeiros) e Mixomycota (fungos gelatinosos). O filo Eumycota é o que possui maior variedades de espécies, distribuídas em quatro classes. Identifique nas alternativas abaixo quais são essas classes:




  1. Phycomicetos; Phaeophyta; Basidiomycetos; Deuteromycetos.

  2. Clorophyta; Ascomycetos; Basidiomycetos; Deuteromycetos.

  3. Phycomicetos; Ascomycetos; Basidiomycetos; Deuteromycetos.

  4. Phycomicetos; Ascomycetos; Chrysophyta; Deuteromycetos.

  5. Phycomicetos; Ascomycetos; Basidiomycetos; Euglenophyta.




  1. A organização bastante simples de algumas plantas que possuem tecidos diferenciados reproduzem-se geralmente por reprodução assexuada, por divisão binária e por fragmentação. Em que tipo de organismos unicelulares ocorrem essas formas de reprodução:

a) anelídeos b) algas c) insetos

d) vírus e) Bactérias


  1. Na hipótese heterotrófica da origem da vida ocorre o mecanismo de fermentação realizada por algumas bactérias e fungos. Um dos tipos bem conhecido é a fermentação alcoólica da glicose. Pergunta-se, qual o produto final dessa reação:

a) 1C6H12O6 2C2H5OH + 2 CO2 + ENERGIA

(glicose)

b) 1C6H12O6 3C2H5OH + 2 CO2 + ENERGIA

(glicose)

c) 1C6H12O6 4C2H5OH + 2 CO2 + ENERGIA

(glicose)

d) 1C6H12O6 2C2H5OH + CO2 + ENERGIA

(glicose)

e) 1C6H12O6 2C2H5 + 2 CO2 + ENERGIA

(glicose)


  1. Na representação de uma pirâmide de energia, o formato decorre do fato de cada nível trófico conter menos energia do que o anterior. Observando com a figura abaixo relacione cada nível de acordo com as alternativas propostas.

4

3



2

1



  1. 3produtores; 2 consumidores primários; 1 consumidores secundários; 4 consumidores terciários.

  2. 1produtores; 3 consumidores primários; 2 consumidores secundários; 4 consumidores terciários.

  3. 1produtores; 4 consumidores primários; 3 consumidores secundários; 2 consumidores terciários.

  4. 4produtores; 3 consumidores primários; 2 consumidores secundários; 1 consumidores terciários.

  5. 1produtores; 2 consumidores primários; 3 consumidores secundários; 4 consumidores terciários.




  1. Nas comunidades biológicas os indivíduos das diferentes espécies interagem entre si e com o biótopo. Essas interações são denominadas de:

a) ecológica ou relações b) bioma c) habitat



d) biodiversidade e) biosfera


QUÍMICA


  1. Um polímero famoso por sua alta resistência térmica e mecânica, é conhecido comercialmente pelo nome de Kevlar. Sua obtenção se dá pela reação de desidratação/condensação de duas substâncias A e B, resultando no polímero e água, conforme reação abaixo. O nome dessas substâncias são, respectivamente:





  1. para-diaminobenzeno e ácido para-benzenodióico

  2. orto-diaminobenzeno e ácido para-benzóico

  3. para-anilina e ácido para-benzenodióico

  4. amino-benzeno e benzenal

  5. para-diaminobenzeno e ácido benzóico




  1. No Brasil a legislação normatiza um teor aproximado de 26% de álcool na gasolina, acima disso o combustível é considerado adulterado, o que gera perda de arrecadação e possíveis danos ao motor automotivo. Um teste simples para obter o teor de álcool na gasolina consiste em misturar 50 mL da amostra de gasolina e 50 mL de uma fraca solução aquosa de hidróxido de sódio e agita-las em uma proveta com tampa. A mistura é imiscível. Após a agitação, percebe-se que o volume da amostra de gasolina diminui e da solução de hidróxido aumenta, o que possibilita calcular a percentagem de álcool existente no hidrocarboneto. Esta diferença de volume, que torna o teste possível, se deve ao fato:




  1. Da agitação promover a elevação da curva de polaridade, o que leva a uma diferença de volume, possibilitando calcular o teor de álcool, que é composto de moléculas parcialmente polares.

  2. Das moléculas da base só reagirem com álcoois, formando sais básicos, que são insolúveis em gasolina.

  3. Da polaridade da gasolina ser superior ao do álcool, levando as moléculas de álcool a migrar para a solução básica.

  4. Das moléculas de gasolina serem apolares que as levam a migrar para solução de hidrocarbonetos, enquanto as do álcool são polares e imiscíveis com soluções básicas.

  5. Da molécula de álcool ser polarizada, o que a leva a migrar para solução básica polar, enquanto as da gasolina são apolares e imiscíveis com substâncias polares.




  1. Os compostos abaixo pertencem, respectivamente, às funções:





  1. Fenol, álcool, álcool e ácido carboxílico

  2. Álcool, hidrocarboneto aromático, álcool e cetona

  3. Fenol, álcool, enol e ácido carboxílico

  4. Álcool aromático, álcool, álcool insaturado e aldeído

  5. Álcool aromático, álcool, álcool insaturado e ácido carboxílico




  1. A oxidação branda de um hidrocarboneto insaturado resultou no 2-metil-1,2,3,4-butanotetrol. O hidrocarboneto referido é o:




  1. 1-metil-1,3-buteno

  2. 1-metil-1,3-butadieno

  3. 2-metil-1,4-butadieno

  4. 2-metil-1,3-butadieno

  5. 2-metil-1,2-butatrieno



  1. Dois isômeros de fórmula molecular C4H8 são submetidos a uma oxidação branda com reativo de Baeyer. Um dos isômeros descorou o reativo. O outro isômero deve, portanto, ser o:

a) Ciclobuteno b) Ciclobutano

c) Buteno d) Butadieno

e) 1-metil-ciclopropeno




  1. Os orbitais p, abaixo representados, permitem que só haja entre dois átomos de carbono, ligação do tipo:




  1. sigma antiligante do tipo pp

  2. sigma ligante do tipo pp

  3. pi ligante

  4. sigma e pi ligantes do tipo sp

  5. ligação não-ligante


FÍSICA


  1. Se todos os outros fatores são mantidos constantes, a resistência elétrica de um fio de seção transversal uniforme:




    1. Aumenta se o comprimento do fio diminuir.

    2. Diminui se a área da seção transversal do fio diminuir.

    3. Aumenta se a área da seção transversal do fio diminuir.

    4. Diminui se o comprimento do fio aumentar.

    5. Não varia se o comprimento do fio aumentar.




  1. Três lâmpadas, L1, L2 e L3, com potências de e respectivamente, são conectadas em série através de uma bateria de . Podemos afirmar que a voltagem na lâmpada L2 vale:

a) b) c) d) e)




  1. Medindo-se a corrente elétrica que flui num fio condutor, chegou-se ao gráfico representado na figura, onde a corrente I é medida em Ampères (A) e o tempo t, em segundos (s). Podemos afirmar que a quantidade de carga elétrica, medida em Coulombs (C), que passa por uma seção transversal desse fio, nos 2 segundos iniciais vale:

a
) b) c) d) e)


  1. Um fio homogêneo de cobre de comprimento L e de seção transversal uniforme é cortado em dois pedaços de comprimentos e . Quando estes dois pedaços de fio são conectados em série e submetidos a uma dada diferença de potencial V, observa-se que o sistema dissipa uma potência elétrica de . Qual será a potência dissipada por um sistema formado por estes dois pedaços de fio ligados em paralelos e submetidos à mesma diferença de potencial V?

a) b) c)

d) e)


  1. Duas esferas condutoras idênticas, A e B, estão carregadas com a mesma carga elétrica de maneira que, quando colocadas a uma distância d (muito grande comparada com seus raios) aparece uma força de repulsão de módulo F entre elas. Então, uma terceira esfera C, idêntica às duas primeiras, inicialmente descarregada, é tocada pela esfera A e, logo depois, pela esfera B. Em seguida, sem a presença da esfera C, colocam-se as duas esferas A e B à mesma distância d anterior e verifica-se que agora o módulo da força de repulsão vale . Podemos afirmar que:

a) b) c)

d) e)


  1. A figura (a) representa um ímã permanente em forma de U, onde N e S indicam os pólos norte e sul, respectivamente. Suponha que este ímã seja cortado e os pedaços AB e CD, retirados [figura (b)] e colocados lado a lado [figura (c)]. Sobre os pedaços AB e CD mostrados na figura (c), é correto afirmar que:




    1. AB não atrairá, nem repelirá CD.


    2. AB atrairá CD, pois A é pólo sul e C é pólo norte.

    3. AB atrairá CD, pois A é pólo norte e C é pólo sul.

    4. AB repelirá CD, pois A é pólo norte e C é pólo sul.

    5. AB repelirá CD, pois A é pólo sul e C é pólo norte.


MATEMÁTICA


  1. Se z = cos 9° + i.sen 9°, então z10 é igual a:

a) 9 +9i b) 9i c) i d) 1 + i e) -1 + i





  1. Os pontos A= (4, 0) e B= (0, 6) são extremos de um diâmetro da circunferência. Então a equação da circunferência é:




  1. x² + y² - 6x – 4x = 0

  2. x² + y² - 4x – 6y = 0

  3. x² + y² + 4x – 6y = 0

  4. x² + y² + 4x + 6y = 0

  5. x² + y² - 6x + 4y = 0




  1. O número complexo 1 + i é raiz do polinômio p(x)= x³ + ax² + bx + 1, em que a e b são números reais. Então é igual a:

a) (1 – i) b) (1 + i) c) (1 – i)

d) (1 + i) e) - (1 + i)




  1. Sejam a, b e c as raízes da equação x³ - 4x² - 5x + 8 =0. A soma é igual a:

a) b) c) d) 1 e)


  1. O valor da potência é:

a) + i b) (1 + i) c)

d) . i e) - (1 + i)




  1. As retas dadas pelas equações x + 5y = 5 e 3x + y = 1 se interceptam:




  1. Em nenhum ponto

  2. Num ponto da reta y = 0

  3. Num ponto da reta x = 0

  4. No ponto (1, 0)

  5. No ponto (5, 0)







CÁLCULO








©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal