Projeto de história do português paulista II subprojeto formaçÃo de corpus do português paulista coordenação: Prof. Dr. José da Silva Simões atas de vereança de mogi das cruzes



Baixar 2.09 Mb.
Página1/25
Encontro28.07.2016
Tamanho2.09 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   25





PROJETO DE HISTÓRIA DO PORTUGUÊS PAULISTA II

SUBPROJETO FORMAÇÃO DE CORPUS DO PORTUGUÊS PAULISTA

Coordenação: Prof. Dr. José da Silva Simões

ATAS DE VEREANÇA DE MOGI DAS CRUZES

Edição semidiplomática: Andréa Hitos Ferreira (2007)



Revisão da Edição semidiplomática:

Kathlin Carlas de Morais (2015)

Orientação: Profa. Dra. Verena Kewitz


São Paulo

2015



Sumário




Pág.

Apresentação ........................................................................................................................

2

1. Procedimentos da revisão das Atas de Vereança de Mogi das Cruzes .......................

3

1.1 Normas de edição semidiplomática (Mattos e Silva 2001 Org.) .....................................

3

1.2 Adaptações realizadas .....................................................................................................

4

2. Referências Bibliográficas ...............................................................................................

5

3. Índice das Atas de Vereança de Mogi das Cruzes .........................................................

5

4. Edição revisada das Atas de Vereança de Mogi das Cruzes .........................................

7

1º. Caderno das Atas de Vereança de Mogi das Cruzes ................................................

8

2º. Caderno das Atas de Vereança de Mogi das Cruzes ................................................

61


Apresentação
As Atas de Vereança de Mogi das Cruzes do século XVII foram editadas por Ferreira (2007) em sua dissertação de mestrado em Filologia e Língua Portuguesa, sob orientação do Prof. Dr. Heitor Megale (USP). A autora da edição foi consultada pelo coordenador do subprojeto Formação de Corpus do Português Paulista, Prof. Dr. José da Silva Simões (USP), sobre a possibilidade de disponibilizar a edição por ela realizada para compor os corpora do Projeto Temático de Equipe História do Português Paulista II (Fapesp, Proc. N.º 11/51787-5). A autora aceitou que seu trabalho fosse incorporado ao conjunto de documentos no site do projeto (www.phpp.fflch.usp.br/corpus) sob a condição de se fazer uma revisão técnica da edição, cotejando-a às imagens microfilmadas disponibilizadas pelo Prof. Dr. Sílvio de Almeida Toledo Neto (USP).

Essa tarefa foi realizada pela aluna Kathlin Carla de Morais, como parte das atividades desenvolvidas em sua pesquisa de Iniciação Científica, intitulada Tradições Discursivas nas Atas de Câmara: estudo comparativo de documentos de Jundiaí e de Mogi das Cruzes do século XVII (RUSP, 2014-2015). A edição semidiplomática das Atas da Câmara de Jundiaí foi feita por Morais (2014), como resultado de outro projeto de Iniciação Científica da mesma aluna (RUSP 2013-2014).



1. Procedimentos da revisão das Atas de Vereança de Mogi das Cruzes
A revisão técnica do documento que aqui se apresenta consistiu em comparar a edição semidiplomática de Ferreira (2007) às imagens microfilmadas de cada fólio dos dois primeiros cadernos, que datam de 1612 a 16461. A revisão levou em conta a leitura paleográfica das atas e a aplicação e adaptação das normas de edição semidiplomática adotadas pelo Projeto de História do Português Paulista II, publicadas em Mattos e Silva (2001 Org.), reproduzidas abaixo.



1.1 Normas de edição semidiplomática (Mattos e Silva 2001 Org.)

1. A transcrição será conservadora.

2. As abreviaturas, alfabéticas ou não, serão desenvolvidas, marcando-se, em itálico, as letras omitidas na abreviatura, obedecendo os seguintes critérios:

a) respeitar, sempre que possível, a grafia do manuscrito, ainda que manifeste idiossincrasias ortográficas do escriba, como no caso da ocorrência “munto”, que leva a abreviatura m.to a ser transcrita “munto”;

b) no caso de variação no próprio manuscrito ou em coetâneos, a opção será para a forma atual ou a mais próxima da atual, como no caso de ocorrências “Deos” e “Deus”, que levam a abreviatura D.s a ser transcrita “Deus”.

3. Não será estabelecida fronteira de palavras que venham escritas juntas, nem se introduzirá hífen ou apóstofro onde não houver. Exemplos: epor ser; aellas; daPiedade; omninino; dosertaõ; mostrandoselhe; achandose; sesegue.

4. A acentuação original será rigorosamente mantida, não se permitindo qualquer alteração. Exemplos: aRepublica; docommercio; edemarcando tambem lugar; Rey D.Jose; oRio Pirahý; oexercicio; hé m.to conveniente.

5. Será respeitado o emprego de maiúscula e minúscula como se apresentam no original. No caso de alguma variação física dos sinais gráficos resultar de fatores cursivos, não será considerada relevante. Assim, a comparação do traçado da mesma letra deve propiciar a melhor solução.

6. Eventuais erros do escriba ou do copista serão remetidos para nota de rodapé, onde se deixará registrada a lição por sua respectiva correção. Exemplo: nota 1. Pirassocunda por Pirassonunga; nota 2. deligoncia por deligencia; nota 3. adverdinto por advertindo.

7. Inserções do escriba ou do copista na entrelinha ou nas margens superior, laterais, ou inferior entram na edição entre os sinais < >, na localização indicada. Exemplo: .

8. Supressões feitas pelo escriba ou pelo copista no original serão tachadas. Exemplo: todos ninguem dospresentes assignarom; sahiram sahiram aspressas para oadro. No caso de repetição que o escriba ou o copista não suprimiu, passa a ser suprimida pelo editor que a coloca entre colchetes duplos. Exemplo: fugi[[gi]]ram correndo [[correndo]] emdireçaõ opaço.

9. Letra ou palavra não legível por deterioração justificam intervenção do editor na forma do item anterior, com a indicação entre colchetes [ilegível].

10. A mudança de fólio receberá a marcação com o respectivo número na sequência de duas barras verticais: ||1v.|| ||2r.|| ||2v.|| ||3r.||.

11. Na edição, as linhas serão numeradas de cinco em cinco a partir da quinta. Essa numeração será encontrada à margem direita da mancha, à esquerda do leitor. Será feita de maneira contínua por documento.

12. As assinaturas simples ou as rubricas do punho de quem assina serão sublinhadas. Os sinais públicos serão indicados entre colchetes. Exemplos: assinatura simples: Bernardo Jose de Lorena; sinal público: [Bernardo Jose de Lorena].
1.2 Adaptações realizadas
A) As linhas da edição de Ferreira (2007) foram separadas por barras verticais ( | ) e as páginas por barras duplas verticais ( || ). Na revisão, as barras foram eliminadas, preferindo-se a disposição justalinear de acordo com os originais (imagens microfilmadas). A numeração das linhas de 5 em 5 é sequencial a cada caderno, diferentemente de como se vê em Ferreira (2007)2, ao passo que a numeração dos fólios foi mantida.
B) Não foram marcadas com colchetes duplos [[ ]] as repetições de palavras e sílabas dos escribas das atas.
C) Todas as notas de rodapé de Ferreira (2007) foram mantidas, exceto a nota 12 (2º. Caderno, fl. 2r., pág. 64 do presente arquivo), inserida nesta versão revisada.


A revisão técnica da edição de Ferreira (2007) foi realizada por meio da comparação da transcrição feita pela autora às imagens microfilmadas. Essa tarefa não pôde ser cumprida de maneira totalmente satisfatória, pois muitas das imagens estavam muito claras ou muito escuras, prejudicando a leitura. O único acesso aos originais dos dois primeiros cadernos foi através dessas imagens em microfilme e não em imagens digitais em alta resolução.

Foi elaborado um índice para a presente revisão técnica a partir do quadro de distribuição dos documentos editados por Ferreira (2007: 17-19), apresentado na seção 3 adiante.
2. Referências Bibliográficas

FERREIRA, Andréa H. (2007) Atas da vereança de Mogi das Cruzes do século XVII (1612 a 1692): edição semidiplomática, glossário e descrição dos manuscritos. Dissertação de Mestrado, FFLCH-USP, inédita.

MATTOS E SILVA, Rosa Virgínia (2001 Org.) Para a História do Português Brasileiro. Vol. 2, Tomo II, pp. 531-555 (Subsídios para fixação de Normas de Transcrição e Normas estabelecidas, por César N. Cambraia, Heitor Megale, Sílvio de A. Toledo Neto).

MORAIS, Kathlin Carla (2015) Tradições Discursivas nas Atas de Câmara: estudo comparativo de documentos de Jundiaí e de Mogi das Cruzes do século XVII”. São Paulo, Pesquisa de Iniciação Científica, FFLCH, USP, bolsa RUSP 2014-2015.



MORAIS, Kathlin Carla de (2014) Edição semidiplomática do Primeiro Livro de Atas da Câmara de Jundiaí. Pesquisa de Iniciação Científica, FFLCH, USP, bolsa RUSP 2013-2014.
3. Índice das Atas de Vereança de Mogi das Cruzes


N.º

Localização

Data

Autor

Tipologia

Pág.

1º. Caderno de Atas de Vereança de Mogi das Cruzes

1

1r

Sem data

João de Almeida

Ata3

9

2

1r

22-07-1612

João de Almeida

Ata

9

3

1v

13-10-1612

João de Almeida

Ata

10

4

2r

24-12-1612

João de Almeida

Ata

11

5

2v

19-01-1613

João de Almeida

Ata

12

6

2v – 3r

04-05-1613

Antonio Gonsalves

Ata

12

7

3v

27-07-1613

Antonio Gonsalves

Ata

14

8

3v- 4v

05-01-1614

Antonio Gonsalves

Traslado de Despacho

14

9

4v

09-02-1615

Antonio Gonsalves

Ata

16

10

5r

30-06-1615

Antonio Gonsalves

Ata

17

11

5v

05-07-1616

Gaspar dos Reis

Ata

18

12

5v- 6r

21-01-1617

Gaspar dos Reis

Ata

18

13

6r

20-03-1617

Gaspar dos Reis

Ata

19

14

6v

03-06-1617

Gaspar dos Reis

Ata

20

15

6v

23-12-1617

Gaspar dos Reis

Ata

20

16

7r

1618

Jeronimo Rodriguez

Ata – Termo de Eleição

21

17

7v

03-02-1618

Jeronimo Rodriguez

Ata

22

18

7v – 8r

06-08-1618

Jeronimo Rodriguez

Ata

22

19

8r – 9r

24-12-1618

Jeronimo Rodriguez

Ata

23

20

9r - 9v

19-01-1619

Jeronimo Rodriguez

Ata

25

21

9v

02-05-1622

Jeronimo Rodriguez

Ata

26

22

10r

13-05-1622

Antonio Fernandez

Ata

27

23

10v

06-06-1622

Jeronimo Rodriguez

Ata

28

24

10v

26-06-1622

Antonio Fernadez

Ata

28

25

11r

08-08-1622

Antonio Fernadez

Ata

29

26

11v

03-10-1622

Antonio Fernadez

Ata

30

27

12r – 12v

02-12-1622

Jeronimo Rodriguez

Ata

31

28

12v – 13r

02-01-1623

Jeronimo Rodriguez

Ata

32

29

13r - 13v

08-03-1625

Jeronimo Rodriguez

Ata

33

30

14r – 14v

15-03-1624

Jeronimo Rodriguez

Ata

35

31

14v - 15v

31-03-1624

Jeronimo Rodriguez

Ata

36

32

15v – 16r

12-05-1624

Jeronimo Rodriguez

Ata

38

33

16v

30-06-1624

Jeronimo Rodriguez

Ata

40

34

17r

21-07-1624

Jeronimo Rodriguez

Ata

41

35

17r – 17v

12-08-1624

Jeronimo Rodriguez

Ata

41

36

17v

01-09-1624

Jeronimo Rodriguez

Ata

42

37

18r

06-10-1624

Jeronimo Rodriguez

Ata

43

38

18v

01-11-1624

Jeronimo Rodriguez

Ata

44

39

19r

02-12-1624

Jeronimo Rodriguez

Ata

45

40

19r – 19v

24-12-1624

Jeronimo Rodriguez

Ata

45

41

19v – 20r

06-01-1625

Jeronimo Rodriguez

Ata

46

42

20r

10-08-1624

Jeronimo Rodriguez

Ata

Catálogo: sites -> phpp.fflch.usp.br -> files
files -> Carta 389 Estado/Cidade
files -> Projeto Nacional phpb-equipe Regional de São Paulo
files -> De jornais paulistas dos séculos XIX e XX: contribuição para o Projeto de História do Português Paulista
files -> De jornais paulistas dos séculos XIX e XX: contribuição para o Projeto de História do Português Paulista
files -> De jornais paulistas dos séculos XIX e XX: contribuição para o Projeto de História do Português Paulista
files -> Fundação da Capitania deS. Amaro no tempo do Governo de Pedro Lopes de Souza, contendas que houverão sobre os seus limites, ecomo passou para a Coroa
files -> Costa, Renata Ferreira (2007). Edição semidiplomática de
files -> Universidade de são paulo faculdade de filosofia, letras e ciências humanas departamento de letras clássicas e vernáculas programa filologia e língua portuguesa sintaticizaçÃO
files -> Chamada de publicação Projeto História do Português Paulista Série Estudos, vol. V
files -> Projeto Para a História do Português Brasileiro Equipe de São Paulo Edição das Cartas Paulistas da bnrj século XIX


Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   25


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal