Projeto Nacional phpb-equipe Regional de São Paulo



Baixar 1.56 Mb.
Página2/18
Encontro18.07.2016
Tamanho1.56 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   18

Projeto Nacional PHPB-Equipe Regional de São Paulo

Século XIX - Documento Oficial / Ofício

Edição: GARCIA, Rosicleide R.
1. Modalidade: Língua Escrita
2. Tipo de Texto: Ofício de Fernando Paes de Barros a José Carlos Pereira de Almeida Torres
3. Assunto: Requerimento para permissão oficial de rondas aos domingos e dias santos.
4. Data do documento: 24 de dezembro de 1829.
5. Local de origem do documento: Freguesia de Capivari
6. Local de depósito do documento: Arquivo do Estado de São Paulo – São Paulo – CO0980, caixa 185, pasta 1, documento 03
7. Identificação do autor: Fernando Paes de Barros / brasileiro / Juiz de Paz
8. Número de palavras: 292
9. Informações Levantadas: Documento escrito em almaço de folhas duplas com presença de filigranas invertidas em ambas as páginas: no fólio 1r, há a marca d’água com o brasão da Gior Magnani, representado por uma águia sobre o castelo; no fólio 2r, apenas o nome al masso, ambos ao centro. O papel, que possui algumas manchas de água na margem esquerda, é grosso e possui poucas deteriorações, apenas nas pontas laterais ocasionadas pela ação do tempo e forma de arquivamento. O fólio mede 314 mm de altura e 218 mm de largura, tendo a margem esquerda 51 mm, a margem superior 50mm e inferior, 51 mm. O carimbo do arquivo está no canto direito inferior, acima da rubrica. Aqui vemos a organização da cidade e a preocupação com a segurança, demonstrando a vida na freguesia antes de sua ascensão à vila.
10. Editor do documento: GARCIA, R. R. Para o estudo da formação e expansão do dialeto caipira em Capivari. 2009. 667 p. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa. Área de concentração: Filologia). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.
Illustrissimo e Excellentissimo Senhor

Achase esta Freguizia emsuma nesesidade de rondas nos domingos,

edias Santos, naõ so pela multidaõ de escravos, que nella ha como

por abundar dehomens proletarios, ecapazes defazerem desor =

dens: fis por tanto, que hovesem rondas, dando disso parte, ao Excellentissimo

Vise Prezidente, que aprovou este meo procedimento em officio de 27

de Maio do corrente. Acontecendo porem, que eu estivese por impe –

dimentos fora do exercicio demeo imprego algum tempo,

affroxose oouzo das rondas, eagora, querendo repetirse ouzo

tanto mais, que agora he elle muito mais nesesario, ethe urgenti =

ssimo, por que tem avido desordens frequentes, rezultado do nehum

medo, eda impunidade, acontese que aquelles, que costumaraõ fazer

esse serviso, recuzaõ se, edesobedessem, preteirtando anessesidade

deserem pago a desse tempo, que nisso seempregam. Como omal

insta, enaõ permite esperarse adecizaõ de Vossa Excellencia, eu officio

ao Comandante das Ordenanças, para elle dar agente perciza para as ditas

rondas, aquem tambem officiarei, seapezar desua ordem ainda

os nomeados serecuzarem, edesobedecerem, para elle os ponir

correcionalmente, pois persoadome que naõ tendo o Iuis dePas força

asua ordem, deve deprecar aforça armada do lugar, que aqui

ha aOrdenança cujos menbros podem ser punidos por seos superi =

ores, visto estaren entodo o vigor as leis, e Ordens, que regulavaõ,

eainda regulaõ este corpo. Detodo orezultado darei emidia =

tamente parte aVossa Excellencia, aquem rogo mede suas respeitaveis or =

dens arespeito deste negocio, que he desuma importancia, pois delle

depende aordem publica, sempre ameasada, e agora ainda mais

sobre tudo dos escravos, que the ja aparecem armados. Deos guarde aVossa Excellencia

por muitos annos. Freguezia deCapivari 24 dedezembro de 1829

Illustrissimo e Excellentissimo Senhor Ioze Carlos Pereira de Almeida Torres

Prizidente desta Provincia

Fernando Paes deBarros

Iuis de Pas




Projeto Nacional PHPB-Equipe Regional de São Paulo

Século XIX - Documento oficial / Ofício

Edição: GARCIA, Rosicleide R.
1. Modalidade: Língua Escrita
2. Tipo de Texto: Ofício de Fernando Paes de Barros ao Presidente Rafael Tobias de Aguiar
3. Assunto: Requerimento de oficiais para Guarda Nacional em Capivari.
4. Data do documento: 07 de julho de 1832.
5. Local de origem do documento: Freguesia de Capivari
6. Local de depósito do documento: Arquivo do Estado de São Paulo – São Paulo – CO0981, caixa 186, pasta 5, documento sem numeração.
7. Identificação do autor: Fernando Paes de Barros / brasileiro / Juiz de Paz
8. Número de palavras: 208
9. Informações Levantadas: Documento escrito em folhas duplas de almaço com medidas de 216 mm de largura e 317 mm de altura. A margem esquerda mede 58 mm, a superior, 65 mm e a inferior, 129 mm. Há filigranas e elas estão no centro de cada página em espécie de marca d’água: no fólio 2r temos o brasão com a águia coroada e a inscrição Gior Magnani logo abaixo, enquanto que na 1v há

o registro al masso. Há a intervenção de terceiros na parte superior, à margem esquerda, feita a lápis:


Guarde respondido o Comandante da secçaõ

de Cavalaria a quem cumpre auxi –

lio com a força de sua com –

panhia todas as vezes que for re =

quizetada pelo Iuiz de Paz
O carimbo do arquivo está na parte mediana do fólio, ao lado direito, logo após o corpo do ofício. Não há reclames. Este documento pertence ao ano de fundação da cidade, entretanto, segundo Campos (1952, p. 96-97), a Guarda Nacional foi instituída em 1831, e "(...) ficara, no que se referia a Capivari, incluída na seção de Porto Feliz, dada a proximidade das vilas. (...). Os guardas nacionais desempenhavam funções

policias e estavam subordinados ao juiz de paz, que os convocava para prestação de serviços, quando necessário".


10. Editor do documento: GARCIA, R. R. Para o estudo da formação e expansão do dialeto caipira em Capivari. 2009. 667 p. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa. Área de concentração: Filologia). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Illustrissimo e Excellentissimo Senhor

Tendo eu denesseçitar muitas vezes deforsa desta Freguizia

enaõ rezidindo napovoaçaõ damesma Fregu[e]zia nenhum dos

Offiçiais da Goarda Naçional antes longe della, officiei ao =

Comandante daSecçam da Cavallaria, para que mecomonicaçe quem

fazia suas vezes na ditta povoaçaõ para eu requizitar forsa quando

fosse nessessario, como vera Vossa Excellencia do officio junto por copia, aque teve

aresposta, que remeto aVossa Excellencia em oreginal. Avista della he manifes =

to, que o Comandante ou se evade ao serviço, aque affecta estar promto, ou

naõ reconheçe aminha notoridade, apezar dos artigos 5. 6. e 7 da Leis

das Guardas Naçionais, bem como que eu naõ posso responder pe =

lla tranqualidade publica, epella pollicia, sem ter forsa, deque

uze. Naõ querendo emtretanto no prencipio desta Instituição

uzar de meios repreçivos, queme possa ministrar a Leis contra o ditto

Comandante, partissipo tudo aVossa Excellencia, que espero dara as providençias

para que as Leis sepossam executar, atranquilidade publica manter se

enaõ cressa avansse esse esperito delutta,e aversam da Força Arma

da contra a Aotoridade Civil Deos guarde aVossa Excellencia por muitos annos Freguizia

de Capivari 7 de Iulho de1832.

Illustrissimo e Excellentissimo Senhor Rafael Tobias

de Aguiar Prezidente da Provincia

Fernando Paes de Barros

Iuiz de Paz



Projeto Nacional PHPB-Equipe Regional de São Paulo

Século XIX - Documento oficial / Ata

Edição: GARCIA, Rosicleide R.
1. Modalidade: Língua Escrita
2. Tipo de Texto: Ata de criação da Vila de São João de Capivari enviada ao Presidente da Província Rafael Tobias de Aguiar
3. Assunto: Cópia da Ata de criação da Vila.
4. Data do documento: 25 de julho de 1833.
5. Local de origem do documento: Freguesia de Capivari
6. Local de depósito do documento: Arquivo do Estado de São Paulo – São Paulo – CO0980, caixa 185, pasta 1, documento 8.
7. Identificação do autor: Manuel de Campos Penteado Melo / brasileiro / Secretário Interino
8. Número de palavras: 628
9. Informações Levantadas: O almaço do fólio 1r é constituído por folhas duplas, sendo utilizado somente a primeira e onde consta a filigrana como marca d’água no centro: um brasão com linhas horizontais no interior e as iniciais GM logo abaixo do desenho que está invertido em relação ao uso do papel. Neste fólio estão registrados a lápis: a palavra “inteirada” no canto esquerdo superior; e, a lápis de cor azul, há um C na parte central superior. O carimbo do arquivo está à direita, na parte medial, acima das assinaturas. O documento mede 215 mm de largura, 308 mm de altura; a margem esquerda tem 70 mm; a superior possui 59 mm e a inferior 57 mm a partir da assinatura. O segundo almaço utilizado mede 514 mm de largura e 310 mm de altura, cuja filigrana é uma marca d’água representada por um brasão com uma águia sobre o castelo em seu interior; abaixo do desenho está a inscrição Gior Magnani no fólio 3r, e no 2v há escrito al masso, ambos nos centros das folhas. O fólio 2r possui 340 mm de margem esquerda, 250 mm de margem direita, 190 mm na superior e 80 mm na inferior. As intervenções que aparecem são: a palavra copia registrada no canto superior esquerdo com a mesma tinta utilizada no documento; a lápis, no canto superior direito o número 31, além de algumas anotações visivelmente apagadas; no centro superior, aparece a letra U escrita a lápis de cor azul. O carimbo do arquivo está no lado direito, no meio do fólio. O fólio 2v do mesmo almaço possui 210 mm de margem esquerda, 340 mm de margem direita, 190 mm na superior e 40 mm na inferior. Não há intervenções e consta o reclame de. O fólio 3r possui 330 mm de margem esquerda, 230 mm de margem direita, 220 mm na superior e 100 mm na inferior. Como intervenção de terceiro, há apenas o carimbo na mesma posição citada no 2r. O 3v possui 330 mm de margem esquerda, 300 mm de margem direita, 230 mm de margem superior e 198 mm na inferior. Há a autenticação do documento feita com tinta castanho escuro, diferente da utilizada nos fólios, e escrita por outra mão; logo após, no centro, aparece a lápis:

maço 31

Capivari, sala 9, pasta 1

documento 4

Em relação à caligrafia utilizada nos documentos, nota-se que a escrita utilizada no fólio 1r se difere das da ata. Quanto às assinaturas, todos os presentes assinaram o fólio 1r, e também há a de Manuel de Campos Penteado de Mello, que conferiu a ata reproduzida no fólio 3v, estando centralizada logo após o texto. Há diversas correções praticadas pelo escrivão, além de borrões provocados pelo excesso de tinta utilizada durante a escrita do documento. Nesta ata, vemos delimitadas as fronteiras da cidade e o trabalho da Nova Câmara Municipal.


10. Editor do documento: GARCIA, R. R. Para o estudo da formação e expansão do dialeto caipira em Capivari. 2009. 667 p. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa. Área de concentração: Filologia). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.


[Fól. 1r]

Illustrissimo e Excellentissimo Senhor

A Camara Municipal desta Villa deS

Ioaõ de Capivarÿ,= leva a Prezença de Vossa Excellencia

por copia á Acta da creaçaõ desta Villa do qual

consta que á 25 do corrente més de Iulho foi a mesma,

empossada. Deos guarde a Vossa Excellencia. Capivary em =

Sesaõ de 30 de Iulho de 1833

Illustrissimo e Excellentissimo Senhor Prizidente

desta Provinçia

Martins deMello Taques

Prezidente

Ioaõ Dias de Aguiar

Manoel Ferras deSampayo

Saturnino Paes Leite

Antonio Pires d’Almeida

Ioze Ferras deArruda

Felippe deCampos Bueno


[fól. 2r]

Auto de instalaçaõ da Villa d’Saõ

Ioaõ de Capivary contendo o Decreto

de sua creaçaõ, adesignaçaõ de seus lemites,

Iuramento, eposse dos Vereadores da =

nova Camara Municipal domesmo =

Anno do Nacimento de nosso senhor

Iesus Christo de mil oito centos etrinta

e tres aos vinte cinco dias do mez de Iu

lho do dito anno, nesta Freguezia de S

Ioaõ d’Capivary em caza de morada

do Iuiz de Paz Estanislao de Campos

e Arruda, aonde foi vindo Ioaquim

Correa Leite Presidente da Camara

Municipal da Villa de Porto Feliz

commigo Secretario da mesma adiante

no meado, etomando assento no

topo de uma meza fesse aleitura do –

Decreto da Regencia de treze de No =

vembro de mil oito cento etrinta edous,

e da Rosoluçaõ da Assemblea Geral

legislativa tomada sobre outra do =

Conselho geral da Provincia de Saõ

Paulo e Artigo premeiro = Ficaõ ere =

cta em Villas Freguezias de Santo

Amaro do Termo d’esta Cidade; de S

Ioaõ de Capivary; do de Porto Feliz;


[fól. 2v]

de Saõ Bento de Araraquara do termo

da Villa da Constituiçaõ; de Santa Iza –

bel do de Mogi das Cruses; de Santo

Antonio da Parahibuna do de Iacarahi;

de Saõ Roque do de Parnahiba; do

Bananal do de Areas. Artigo segundo =

o Presidente em Conselho lhes marcara

Destrictos, e dará todas as demais pro

videncias para suas erecçaõ, e para crea

çaõ das authoridades Iustiças, e em =

pregados proprios das Villas. Artigo

terceiro = Ficaõ revogadas todas as =

desposiçoes legislativas em contrario.

Ioze Lino Coutinho do Conselho

do mesmo Imperador, e Menistro, e =

Secretario do Estado dos negocios

do Imperio otinha assim intendido,

efaça executar. Palacio do Rio de

Ianeiro em dés de Iulho de mil oito

cento etrinta edous, um decima da In

dependencia do Imperio = Francisco

de Lima eSilva = Ioze da Costa

Carvalho = Ioaõ Brasilio Muniz =

Ioze Lino Coutinho = Lerse taõ

bem o officio do Excellentissimo Pre

sidente da Provincia de desoito de =
[fól. 3r]

de Maio de mil oito centos etrinta e =

tres, em que declarava, que competin

do ao Conselho do Governo a designa =

çaõ dos limites da nova Villa este sedi

signou entirinamente as mesmas que actu –

almente tem como Freguezia, the que a =

vista das necessarias informaçoes lhe

marque, os que defenitivamente lhe de =

vaõ pertencer. Depois do que passan –

do-se adar Iuramento, eposse anova

Camara, procedeuse a chamada dos

Vereadores Muitos estiveraõ prezen =

tes os Senhores Sargento mor Mar –

tins de Mello Taques Gois e Aranha,

Antonio Pires de Almeida Saturnino

Paes Leite Ioze Ferras de Arruda,

Ioaõ Dias de Aguiar, Manoel Fer

ras de Spaio, Felipe de Campos Bue

no, os quaes sendo reconhecidos legeti =

mos prestaraõ Iuramento, etomaraõ pos –

se do Cargo de Vereadores; para cons –

tar mandou o Presidente lavrar este auto

em que seassignaõ os novos Vereadores; Eu

Manoel Pereira d’Almeida Secretario

o Escrevi = Ioaquim Corrêa Leite, Mar

tins de Mello Taques, = Antonio Pires
[fól. 3v]

de Almeida, = Saturnino Paes Leite =

Ioze Ferras de Arruda = Ioaõ

Dias de Aguiar, = Manoel Fer

ras de Saõpaio = Felipe d’Cam =

pos Bueno. =

Esta conforme.

Manuel deCampos Penteado Mello

Secretario Jntirino

Projeto Nacional PHPB-Equipe Regional de São Paulo

Século XIX - Documento oficial / Ofício

Edição: GARCIA, Rosicleide R.
1. Modalidade: Língua Escrita
2. Tipo de Texto: Ofício da Câmara ao Presidente da Província Rafael Tobias de Aguiar
3. Assunto: Petição de adiamento para estipêndio de tributo sobre prédios urbanos.
4. Data do documento: 13 de maio de 1834.
5. Local de origem do documento: Capivari
6. Local de depósito do documento: Arquivo do Estado de São Paulo – São Paulo – CO0980, caixa 185, pasta 1, documento 35.
7. Identificação do autor: Câmara Municipal de Capivari
8. Número de palavras: 209
9. Informações Levantadas: Documento escrito em almaço de folhas duplas, com a presença de filigrana como brasão e inscrições Giovanni Checchi e AlMasso em marca d’água nos centros dos fólios. O papel mede 215 mm de largura por 310 mm de altura, sendo que no 1r possui 60 mm de margem esquerda, 70 mm na superior e 120 na inferior, enquanto que o 1v possui 370 mm na margem esquerda, 500 mm na direita, 198 mm na inferior e 68 mm na superior. Ainda no 1r, há o carimbo do arquivo na parte superior direita, sobre a palavra “municipal”. Ao lado do texto, há uma chave feita a lápis de cor azul, indo da linha 1 a 14. No canto superior, temos uma inscrição feita a lápis na qual lê-se

Guarde inteirada quantas cazas

existem dentro do a –

linhamento da Villa.”

Em relação ao reclame, há apenas um no 1r: mar. No fólio verifica-se a descrição da cidade em formação. Segundo Campos (1952, p. 101), no ano de 1834 houve a primeira designação oficial das ruas de Capivari: "A nomenclatura visava, entre outros, facilitar o lançamento do imposto chamado ‘predial urbano’. Mas a Câmara visando que esse tributo viria embaraçar o movimento das construções urbanas, solicitou ao Presidente a sustentação de tal cobrança". Mesmo com a solicitação, o imposto foi cobrado.


10. Editor do documento: GARCIA, R. R. Para o estudo da formação e expansão do dialeto caipira em Capivari. 2009. 667 p. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa. Área de concentração: Filologia). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

[fól.1r]

A Camara Municipal da Villa deCa

pivari, conhecendo seo dever sobre as demarca –

çoens dos Predios Urbannos, inda mais avi –

ventada com dous Officios do Collector geral

das Rendas Nacionais desta Villa, de 25 de Abril

e 7 de Maio do corrente onde pede as demarca –

çoens dos predios Urbannos para poder fazer

seo lançamento. A Camara Excellentissimo Senhor vendo

o estado da Villa esua pequenhês, tendo

nella somente oito ou dez cazas acabadas, eisto

mesmo paredes demaõs, ealgumaz em Obras

eoutras cazinhas depobrezas; pois seacha bas –

tante fervor nos Povos desta Villa atirarem terre

nos para fabricarem cazas, por tanto parece

ainda sedo para vir este tributo, afim denaõ

desgostar os Povos, epor isso esta Camara naõ

dá passo algum sem que Vossa Excellencia responda a

justa suplica que esta Camara leva aprezença

de Vossa Excellencia; afim de que dispençe nesta Villa o

refferido tributo pelo prazo aomenos de dés

annos do que a Camara espera que pelo Patriotis –

mo comque Vossa Excellencia tem governado esta

Provincia annuirá aSua Suplica. Deos guarde

a Vossa Excellencia Capivari 13 de Maio de 1834

Illustrissimo eExcellentissimo Senhor Prezidente da Provincia de SPaulo.



Mar
[fól. 1v]

Martim deMello Taques Prezidente

Antonio Pires de’Almeida

Ioze Ferras deArruda

Saturnino Paes Leite

Manoel Ferras deSampayo




Projeto Nacional PHPB-Equipe Regional de São Paulo

Século XIX - Documento oficial / Ofício

Edição: GARCIA, Rosicleide R.
1. Modalidade: Língua Escrita
2. Tipo de Texto: Ofício da Câmara Municipal ao Presidente da Província de São Paulo
3. Assunto: Parecer de números casas existentes na vila.
4. Data do documento: 2 de junho de 1834.
5. Local de origem do documento: Capivari
6. Local de depósito do documento: Arquivo do Estado de São Paulo – São Paulo – CO0980, caixa 185, pasta 1, documento 37.
7. Identificação do autor: Câmara Municipal de Capivari
8. Número de palavras: 109
9. Informações Levantadas: Documento escrito em almaço de folhas duplas sob identificação Gior Magnani, cujas filigranas são marcas d’água presentes no centro dos fólios, no 1v descriminando al masso, e no 2r o brasão com a águia coroada sobre um castelo e o nome citado. O papel mede 215 mm de largura por 311 mm de altura, sendo que a margem do texto do 1r possui 55 mm no lado esquerdo, 90 mm na superior e 30 mm na inferior. No lado esquerdo do corpo do documento, há uma chave feita a lápis de cor azul (intervenção de terceiro). Na parte superior, enxerga-se uma codificação apagada, feita a lápis. Este fólio complementa a descrição da cidade feita no ofício de solicitação de adiamento para pagamento de tributo sobre prédios urbanos também de 1834, afirmando que a vila possui 123 casas, o que ratifica a informação dada por Campos (1952, p. 101). Ao contrário do outro documento, não há citação de pobreza, apenas cita as casas inacabadas.
10. Editor do documento: GARCIA, R. R. Para o estudo da formação e expansão do dialeto caipira em Capivari. 2009. 667 p. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa. Área de concentração: Filologia). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Illustrissimo e Excellentissimo Senhor

A Camara Municipal desta Villa de Ca –

pivari acuza arecepçaõ do Officio deVossa Excellencia de vinte

tres de Maio do corrente anno, emque determina

que a Camara informe aVossa Excellencia o numero decazas

que existem dentro do alinhamento desta Villa; esta

Camara prossedendo huma exata contaje

axou centro trinta etres cazas habitadas, sen –

do que nem todas estaõ acabadas, pois apenas

seraõ oito oudez cazas acabadas.

Deos guarde aVossa Excellencia Capivari 23 de Iunho d’1834

Illustrissimo eExcellentissimo Prezidente da Provincia deSPaulo

Martim deMello Taques Prezidente

Iozé Ferras deArruda

Antonio Pires d’Almeida

Ioaõ Diaz de Aguiar

Saturnino Paes Leite

Felippe deCampos Bueno

Manoel Ferras deSampaio


1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   18


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal