Projeto Nacional phpb-equipe Regional de São Paulo



Baixar 1.56 Mb.
Página5/18
Encontro18.07.2016
Tamanho1.56 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   18

[fól. 1r]

Illustrissimo e Excellentissimo Senhor

A Camara Municipal desta Villa leva ao conhe =

cimento de Vossa Excellencia o contheudo do officio jun –

to do encarregado da abertura e mediçaõ

da picada para a nova estrada, que segue

desta Villa para a Freguezia de = Agua Choca = a

ganhar a quem vem da Villa da Constituiçaõ

a Jundiahy e dahi a essa Capital, a San =

tos. E do referido contheudo do mesmo

vera Vossa Excellencia as vantagens ponderadas, e

mencionadas no mesmo; bem como a

despeza feita pella referida Camara com

dita exploraçam tudo em conformidade

a Portaria de Vossa Excellencia.

[espaço] Deos guarde a Vossa

Excellencia muitos annos Villa de Capivary em Sessaõ

extraordinaria de 15 de Outubro de 1838

Illustrissimo e Excellentissimo Senhor Doutor Venacio Joze Lisboa

Prezidente desta Provincia

Jozé de Arruda Leite Penteado Prezidente

Salvador Martinz Bonilha


[fól. 1v]

Ioze de Almeida Barros

Joze Correa daSilva

Jozé deCampos Arruda Botelho

Andre d Mello Almada.
[fól. 2r]

Mandando medir a estençaõ do caminho donde

parou a mediçaõ de Joze de Marino na porteira

de meu pasto a esta Freguezia avançou com tres mil

cento e quarenta braças a saber = 700 por se fazer =

300 em pastos, = 2140 de caminho feito, e que actualmente serve.

cresce mais a necessidade da factura d’huma ponte no

ribeiraõ de meo pasto. He o que a participar-lhe

para seo governo, e inteligencia Capivary de cima 10 de outubro

de 1838.


Illustrissimo Senhor Capitam Iose Correa Leite Ioaõ deAguira

Camargo


[fól. 4r]

Illustrissimo Senhores

Tendose concluido apicada desta villa para Fozguezia da

Agua xoca para aestrada que deve seguir como ramificaçaõ

do caminho de Santos, que sahi naestrada que vem da Cons

tituiçaõ, e dahi segue aVilla de Jundiahy. Tendo Vossa Senhoria me

nomeado para deriguir dito servisso; emcarreguei ao cidadam

Jose de Marins Peixoto como bom Piloto ehomem probo para

faser dita picada emedir com as declaraçoins necessarias

segundo acopia de officio do Excellentissimo Prezidente que Vossas Senhorias envia

raõ me Pela relaçaõ que medeo dito Piloto viraõ Vossas Senhorias que do

Patio desta Villa ao Patio de Agua xoca tem 8:810 braças

faltando 170 braças para 3 legoas, eofim taõ bem manda –

raõ Vossas Senhorias satisfaser aquantias de 46$ reis despezas que se fes

com apicada emediçaõ como veraõ darelaçaõ junta / aestrada

ja feita 1:750 que sedeve fazer 9:720 ede Gramado the aporteira

do Capitaõ Joaõ de Aguirra 200 braças vem aser 5:670 medida

pelo Piloto Marinz, edahi para diante Vossas Senhorias veraõ oofficio do

Capitam Joaõ de Aguirra Camargo quemandou medir desda

Porteira the oPatio doArraial de Agoa xoca. As vantagens

que julgo infor aVossas Senhorias saõ as seguintes alem das referidas

nomeo officio quando perito dedita Estrada, he que com

pequenos aterrados fica aestrada propria para carro –

com um ranxo entre a Freguezia de Agoa xoca, eJundiahy

seraõ abrigados os tropeiros the Saõ Paulo. Deos guarde aVossas Senhorias

Capivarÿ 13 de outubro de 1838

Illustrissimo Senhor Presidente e Membros

da Camara Municipal

Joze Correa Leite
[fól. 5r]

Dizpezas


2, Picadores a 480 em dés dias - 9$600

1,, Baliza em dés dias a 320 . . 3$200

1,, Cargueiro dés dias a 320 . . 3$200

1,, Cuzinheiro, dés dias a 320. . 3$200

. Dispezas com mantimentos . . 1$520

10 dias domeo Servo . . 2$reis . 20$000

2 Dias mais na mediçam. a 2$ reis . 4$000

2 Camaradas, por dia á 320 . 1$280

46$000

Capivary 4 de outubro de1838



Iozé de Marins Peixoto = Esta

conforme ooriginal. Capivari

em Sessaõ extraordinaria de 15 de outubro

de1838


OSecretario

Manoel Ancelmo deSouza




Projeto Nacional PHPB-Equipe Regional de São Paulo

Século XIX - Documento oficial / Ofício

Edição: GARCIA, Rosicleide R.
1. Modalidade: Língua Escrita
2. Tipo de Texto: Ofício de Pedro Domingues Paes Leme ao Presidente da Província Venâncio José Lisboa
3. Assunto: Informação sobre a construção da ponte do rio Capivari e declaração do inspetor.
4. Data do documento: 2 de fevereiro de 1839.
5. Local de origem do documento: Capivari
6. Local de depósito do documento: Arquivo do Estado de São Paulo – São Paulo – CO0980, caixa 185, pasta 2, documento 84.
7. Identificação do autor: Pedro Dumingues Paes Leme / brasileiro / presidente da província
8. Número de palavras: 202
9. Informações Levantadas: Ofício escrito em almaço de folhas duplas, cuja filigrana está no canto superior esquerdo representada em alto relevo com um desenho de coroa no meio de um círculo oval em que circunda o nome Perfil London. O papel mede 214 mm de largura e 262 mm de altura. A margem esquerda possui 53 mm, a superior 57 mm e a inferior 35 mm. O carimbo está na parte inferior, à frente da assinatura. Acima da saudação, há uma codificação apagada. Não há outras interferências. Este documento auxilia a compreensão acerca da construção da ponte sobre o Rio Capivari.
10. Editor do documento: GARCIA, R. R. Para o estudo da formação e expansão do dialeto caipira em Capivari. 2009. 667 p. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa. Área de concentração: Filologia). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Illustrissimo e Excellentissimo Senhor

Tendo eu sido elleito pella Camara Municipal des

ta Villa para Jnspector da nova ponte, que tem de ser

feita no Rio Capivarÿ por Antonio Vieira da Sil –

va Bueno, e sendo-me ordenado pella referida Ca

mara que mensalmente levasse ao conhecimento

de Vossa Excellencia o estado e adiantamento de dita obra

na freguezia por Vossa Excellencia determinada, passei imediatamente

a dar os passos necessarios aeste respeito, e naõ existindo

principio algum de obra em que possa empre =

gar inspecçaõ, exigi do mesmo, por officio que lhe diriji, esclare =

cimentos a tal respeito para meo governo, e em respos =

ta dirigio me o officio cuja copia transmitto a Vossa Excellencia

e della vera Vossa Excellencia a convicção em que omesmo esta de dezone =

rado, emais allegaçoens do mesmo atal respeito. Avista

do que levo isto ao conhecimento de Vossa Excellencia afim de que

naõ me ache em falta orespeito das participaçoens

e domais que me cumpria sobre dita obra, e Vossa Excellencia de

terminara aque for servido Deos guarde a Vossa Excellencia muitos annos

Capivarÿ 2 de Fevereiro de 1839.

Illustrissimo e Excellentissimo Senhor Venancio Joze Lisboa

Prezidente d’esta Provincia

Pedro Dumingues Paes Leme



Projeto Nacional PHPB-Equipe Regional de São Paulo

Século XIX - Documento oficial / Ofício

Edição: GARCIA, Rosicleide R.
1. Modalidade: Língua Escrita
2. Tipo de Texto: Ofício da Câmara Municipal ao Presidente da Província Manoel Machado Nunes
3. Assunto: Carta de recepção de Portaria e de Atos Legislativos da Assembleia.
4. Data do documento: 10 de outubro de 1839.
5. Local de origem do documento: Capivari
6. Local de depósito do documento: Arquivo do Estado de São Paulo – São Paulo – CO0980, caixa 185, pasta 2, documento 95.
7. Identificação do autor: Câmara Municipal de Capivari
8. Número de palavras: 118
9. Informações Levantadas: O papel mede 205 mm de largura e 250 mm de altura. A margem esquerda tem 50 mm, a superior, 58 mm e a inferior 75 mm, excetuando-se a saudação e a assinatura. Escrito em almaço de folhas duplas cujas páginas estão em branco, e não traz filigranas expressas. Há quatro intervenções no documento: o carimbo na parte inferior do ofício, acima das rubricas; há uma codificação a lápis de arquivamento que foi apagada; a lápis, no canto superior esquerdo, temos uma prescrição para quem encaminhar o documento, o qual segue

Ao Senhor Dantas

e datações feitas à tinta , após o registro a lápis, ao lado do endereçamento.



1838 – 1839 -
10. Editor do documento: GARCIA, R. R. Para o estudo da formação e expansão do dialeto caipira em Capivari. 2009. 667 p. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa. Área de concentração: Filologia). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Illustrissimo e Excellentissimo Senhor

A Camara Municipal daVilla deCapi

varÿ accuza orecebimento da Portaria de Vossa Excellencia dac

tada de 24 de Setembro passado proximo, eincluzivel hum exem

plar dos actos Legislativos da Assemblêa ge

ral de numeros 65 a 75 dos Decretos e Regulamentos

do Governo Geral de Numero 32 a 36, edas Dessizoes

do mesmo Governo de Numeros 130, a 150 pertencentes a

Colleçaõ do Corrente anno de 1839.

Deos guarde aVossa Excellencia muitos annos Villa deCapivarÿ

emSessaõ Ordinaria de 10 de Outubro de1839

Illustrissimo e Excellentissimo Senhor Manoel Machado

Nunes. Prezidente d’esta Provincia

Iozé de Arruda Leite Penteado Prezidente

Joze Correa daSilva

Joaquim Joze deOliveira

Jozé deCampos Arruda Botelho

Luciano Françisco Pacheco

André dMello Almada



Projeto Nacional PHPB-Equipe Regional de São Paulo

Século XIX - Documento oficial / Ofício

Edição: GARCIA, Rosicleide R.
1. Modalidade: Língua Escrita
2. Tipo de Texto: Ofício da Câmara Municipal ao Coronel Rafael Tobias de Aguiar
3. Assunto: Informação sobre as condições das estradas e ligações entre as freguesias e vilas próximas.
4. Data do documento: 11 de novembro de 1840.
5. Local de origem do documento: Capivari
6. Local de depósito do documento: Arquivo do Estado de São Paulo – São Paulo – CO0980, caixa 185, pasta 2, documento 95.
7. Identificação do autor: Câmara Municipal de Capivari
8. Número de palavras: 485
9. Informações Levantadas: Trata-se de fólios escritos em almaço de folha dupla, comum e sem a presença de filigranas. O papel mede 249 mm de altura e 205 mm de largura. Por ser um papel fino e ter uma caligrafia pesada, nota-se a passagem da tinta do verso de cada fólio, mas não há prejuízos na leitura. Também se nota que o módulo da letra deste documento é mais estreita que as demais estudadas. Quanto à medicação da mancha e as intervenções, temos: Fólio 1r: a mancha mede 44 mm de margem esquerda, 55 mm da superior e 4 mm da inferior. Quanto a intervenções, o carimbo está na parte superior central do documento, entre a saudação e o corpo do texto. A lápis, no topo esquerdo ao lado da saudação, há a inscrição

Relatorio –” .

Fólio 1v: não há interferências de terceiros. A margem direita possui 42 mm, a superior 62 mm e a inferior, 3 mm. Fólio 2r: na parte inferior, próximo às rubricas, temos o carimbo do arquivo. A margem esquerda tem 43 mm, a superior, 62 mm e a inferior, a partir das assinaturas, 16 mm. Não há presenças de reclames. Este relatório dará início a uma fase de abertura de picadas e caminhos novos para a estrada de Santos, ligando Capivari a outras localidades e facilitando a passagem de mercadorias e a comunicação com a capital.
10. Editor do documento: GARCIA, R. R. Para o estudo da formação e expansão do dialeto caipira em Capivari. 2009. 667 p. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa. Área de concentração: Filologia). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

[fól. 1r]

Illustrissimo e Excellentissimo Senhor

Temos ahonra deresponder a Respeitavel Porta

ria de Vossa Excellencia dactada de 28 de Setembro d’este anno, dan –

do as seguintes informaçoins. Tendo já contempor an –

teriores determinado o Governo da Provincia, que inda

gasse, eexaminasse qual aestradageral / para os Portos

demoér / mais conveniente aeste Municipio, pas =

sou-se aesses exames, eficou provado, que era amais

conveniente aque saindo d’esta Villa se dirigisse

por Agoachoca, aestrada daVilla da Constituiçaõ

para Iundiahÿ. Orezultado d’esses exames foi re

metido ao Governo, nos quais já segastaraõ aquantia de

46$000 reis da Fazenda Publica. Hé pois ain

da hoje nossa opiniaõ amesma, Excellentissimo Senhor essa es =

trada, naõ só fica mais curta algumás lego

as, como passa por bõns terrenos, etem só afazer –

se aparte que fica entre esta Villa eadita estrada

da Constituiçaõ, eagora torna-se mais necessa

rio visto que a estrada que dirigia d’esta para a Freguesia

da Agoachoca foi trancada pello Capitam Ioaõ

de Aguirra Camargo. Quanto aestradas =

Municipais, fazendo-se éssa fica feita aco –

monicaçaõ desta Villa com Agoachoca, e Iundi –

ahÿ. Deve=se taõ bem remedear, emelhorar

aque vae a Constituiçaõ, equanto a que vae a Itú,

tem se já atempos tentado fazer alguns a =
[fól. 1v]

atalhos, aque setem oposto os Proprietarios alle =

gando, que sendo muito grandes osprejuizos que

lhe accuzaõ, saõ muito pequenas as vantageins

Hé pois nossa openiaõ aeste respeito, que para fic

car mais curta, emelhor aestrada deItu de

vese abrir huma picada desde aPonte do Sal

to daquella Villa thé esta, esobre esta mira

fazer-se aestrada, embora offeinda a Proprie

tarios, pois suppo-mos seria de utilidade

publica, por muito mais curta, e talvés por melhor ter

reno. Quanto aestrada d’esta para Portofelis oterreno

hé bom, esó falta beneficio naparte que toca

aquella Villa, visto que aquelle Municipio a

branje grande terreno, que devia pertencér aesta

Villa, demaneira que distando esta quatro

legoas daquella só pertence aeste Municipio

tres quartos, etendo isto acontese por faltas

de devizas, pelas quais tem esta Camara mais

dehuma ves reclamado. Assim taobem

julga esta Camara debastante necessidade

a abertura dehuma estrada désta para a

Freguesia da Agoaxoca digo Freguesia de Pirapora

do Municipio de Portofelis, naõ só para a co

monicaçaõ désta com aquella Freguesia, com

tambem com as Villas do Súl, que ficando


[Fól. 2r]

Por força mais perto, muito pode intereçar aesta Villa

Saõ pois estas as informaçoens, que podemos

dár aVossa Excellencia emvirtude desuas ordens, acrescen

tando, que tais informaçoes só podem ser ex

actas, ecompletas sealguns homens proffessio

nais, depois derepetidas observaçoes asprestas

sem. Hé oque temos a honra deresponder a

Vossa Excellencia aquem Deos guarde por muitos annos. Capivari em Ses =

saõ ordinaria de 11 de Novembro de 1840

Illustrissimo e Excellentissimo Senhor Coronel Rafael

Thobias deAguiar Prezidente d’esta Provincia

Iozé deArruda Leite Penteado Prezidente

Salvador Martinz Bonilha

Ioze de Almeida Barros

Jozé deCampos Arruda Botelho

Iozé Correa da Silva


Projeto Nacional PHPB-Equipe Regional de São Paulo

Século XIX - Documento oficial / Ofício

Edição: GARCIA, Rosicleide R.
1. Modalidade: Língua Escrita
2. Tipo de Texto: Ofício do agente da coletoria Joaquim de Almeida Sales aos vereadores da Câmara Municipal de Capivari
3. Assunto: Informação sobre a passagem de uma nova estrada nas terras de Capivari.
4. Data do documento: 07 de setembro de 1841.
5. Local de origem do documento: Capivari
6. Local de depósito do documento: Arquivo do Estado de São Paulo – São Paulo – CO0980, caixa 185, pasta 3, documento 51.
7. Identificação do autor: Joaquim de Almeida Sales / brasileiro / agente da coletoria
8. Número de palavras: 1459
9. Informações Levantadas: Os fólios estão um pouco deteriorados nas margens superiores, provavelmente provocada pela ação de água. Os escritos, nessa região, estão mais claros e o papel mais escuro. Também há um rasgo no lado esquerdo, mas que felizmente não obstrui a leitura. Foi utilizado um par de almaços, um envolvendo o outro, formando, assim, um caderno. Como houve essa utilização, a numeração dos fólios respeitará esse emprego. Após este esclarecimento, pode-se informar que ambos almaços possuem filigranas nos centros das páginas com o brasão da águia coroada e os inscritos Gior Magnani abaixo do desenho, estando nos fólios 2r e 4r, e al masso, no 1r e 3r. No caso dos 2r e 3r, as imagens estão invertidas em relação ao uso do papel. As folhas do almaço exterior medem 312 mm de altura e 215 mm de largura. As do interior medem 317 mm de altura e 215 mm de largura. Os carimbos do arquivo estão sempre nos rectos, postos na margem esquerda, no centrosuperior das folhas, ao lado do corpo do texto; somente no 4r o carimbo aparece na parte inferior da folha, ao lado esquerdo das assinaturas. Também possui reclames a cada término do fólio, sendo eles: seu (f. 1r), igoalmente (f. 1v), direito (f. 2r), caldeiroes (f. 2v), com (f. 3r), nos (f. 3v). Após ter-se feito a abertura de uma nova picada, vemos, nestes manuscritos, um descontentamento e reclamações por parte dos moradores. Além de demonstrar tal informação, ele ainda descreve as localizações das pontes de Capivari e a quem pertencia, dando-nos uma ideia geral da geografia da cidade naquela ocasião.
10. Editor do documento: GARCIA, R. R. Para o estudo da formação e expansão do dialeto caipira em Capivari. 2009. 667 p. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa. Área de concentração: Filologia). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.

[fól. 1r]

Illustrissimo Senhor Prezidentes mais Vereadores

Pelo titulo 3° artigo 66 desde oparagrapho premei

ro ate o oitavo da Carta de Ley de 1° de Outubro de

1828 está mui pozitivamente encarregado a Es –

tes Corpos Collectivos Municipais a conservasaõ,

promosaõ de todo bem ser prezente, efuturo

de seus Municipios; nas poucas, e mui eispres –

sivas palavras, que preenchem a doutrina, e de –

cretto do paragrapho sexto, à a cima Citado –

promescuamente naõ resta duvida sobre –

a excluziva attrebuisaõ das Camaras Muni

cipais a Cerca das facturas, reparos, e conserva –

saõ das estradas, e Caminhos. [espaço] He pois Senhores

o artigo estradas, e Caminhos, que ouzo como –

Cidadaõ morador neste Municipio, autho

rizado pelo paragrapho 30 do titulo 8° das dis

pozisoes gerais da Constituisaõ do Estado;

tam bem Como agente interino da Colle

ctoria das rendas Publicas deste Muni –

cipio, trazer aoConhecimento, e recordasaõ

desta Illustre Corporasaõ as reflexoes

seguintes que ameu ver saõ uteis; emesmo –

de nececidade indespensavel, que seponhaõ –

quanto antes em pratica como vou mos –

trar, apelando desde ja emqualquer Cazo –

de duvida para o vosso proprio testemunho.

Muita bulha setem feito, par tidos se tem

Creado; e inimizades duradoras, tem tido

o infilis rezultado de uma plano de nova

estrada desta Villa a de Itu Cortando –

talvez pelos Centros predios importantes, que

a travessados de estradas perdem muito do seu
[fól. 1v]

Seu merecimento, mormente entre nossos

agentes das tropas de bestas Conductoras

da nossa exportasaõ, e inporta saõ des –

to saõ os Canaveais Com muito mais dezemba -

raço do que os mesmos do nos, e hé tanto a

ssim, que os Engenheiros, que soffrem es tra

dos por suas lavoiras se exforsaõ aplan

tar mais alguns quartos do que precizaõ para

o Compúto de arrobas de assucar, que pre –

tendem dando ja o desconto a destruisaõ

annual feita pelos tropeiros desde que

a Cana apresentasse descoberta de palmo

até ser moida; a bem disto muitas vezes os tro –

peiros soltaõ a tropa apoizar onde lhes

paresse nas terras das lavouras; e quando –

oproprietario saba em Capivarÿ do dan –

no das bestas do tropeiro morador na –

borda do Campo, Cutia et cetera ja o dan –

no he irremediavel, sendo precizo deman –

dar o perpetrador a vinte, emais legoas;

e outrora esperaõ as horas do descanso, e

introduzem a tropa toda na pequena

pastagem do Engenheiro, que Com poucas –

agresoes desta gente menos moregi

rada, que só naõ disfructa Contravonta

de dos donos, o que de todo não pode, Com –

excepsoes muito raras, vem aperder ama

nutensaõ do sustento dos bois, e bastar –

do laboratorio das Fabricas; e avista des –

tes descontos Senhores que voz naõ saõ –

ocultos, e de muitos outros, que igoalmente


[fól. 2r]

Igoalmente sabeis, fica atoda prova demos

trado, quanto soffrem os proprietarios;

Cujos predios saõ varados de estradas; e he

porisso mesmo, que em minha fraca o –

peniaõ axo invistidor de sufficiente –

razaõ ao Tenente Fernando Pais, e Donna An

dreza, Como proprietarios de Fabricas

da lavoira de Canas, a exforsarem se Como

se tem exforçado em obstar a realizasaõ

da estrada projectada por seus terrenos;

pois estes ficaõ quazi perdidos, e os veajores,

que tem como meio de vida as Condusoes

Com algua pequena volta fazem amesma

marxa, sem perder mais estado da jor –

nada, que alguas horas; logo hé claro, e con –

vencido por doutrina, que o menor deve ceder

ao maior. [espaço] Porem Senhores as estradas, e Ca

menhos saõ tam necessarios, e indispençaveis,

que sem estas vias acabadas estavaõ as rela

soes precizas e Com ellas toda a sociedade,

o que não he dado nem lembrar. Esta Villa

porem naõ tem uma so estrada que no vi –

gor da Concepsaõ possa meresser este nome,

hé mister que ajaõ, sem que se falte na repar

tisaõ dos direitos de atensaõ a nem um –

dos Cidadaõs proprietarios uma vez atten

didos como tem sido o Tenente Fernando e

Donna Andreza, e outros pelos justos motivos

que ficaõ ponderados; e Como a estrada de

que tracto hé a desta Villa a de Jtu, e desta –

a muitas outras, e os Capitaes do Jmperio, e Pro –

vincia, tratarej primeiro de igoaldade de direito,

1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   18


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal