Protocolo sugerido para consulta com nefrologista



Baixar 367.83 Kb.
Página2/5
Encontro29.07.2016
Tamanho367.83 Kb.
1   2   3   4   5

Angina Estável


Prazo de espera: até 30 dias (1ª consulta)

Obs: Angina Instável e Insuficiência Coronária Aguda (ICO), com suspeita de IAM, são situações que requerem avaliação de urgência em serviço de cardiologia.
5. Dor Torácica e Precordialgia

HDA – Caracterizar a Dor Precordial se típica ou atípica, de acordo com os sintomas descritos pelo paciente. Descrever a presença ou não de Diabetes Mellitus, Insuficiência Renal, Pneumopatia, obesidade, dislipidemias e tabagismo.

Exame Físico – Medida da pressão arterial + relatos importantes. Presença de dispnéia, visceromegalias importantes e edema de MMII.

Exames Complementares Necessários – Hemograma com Plaquetas, Glicemia de Jejum, Colesterol Total e frações, triglicerídeos, creatinina, uréia e potássio, Rx de tórax e ECG.

Caso tenha feito outros exames tais como, ECO, Ergométrico, Dosagem de Enzimas Cardíacas ou Cateterismo, orientar o paciente a levar ao especialista.



Prioridade para a Regulação - Dor torácica com características de Angina estável.

Prazo de espera – 07 dias para a 1ª consulta, 15 dias para o retorno.

Obs: Angina Instável Insuficiência Coronária Aguda (ICO), com suspeita de Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), são situações que requerem avaliação de urgência em serviço de cardiologia.
6. Sopros/Valvulopatias estabelecidas

HDA – Encaminha os pacientes com alterações de ausculta, excluindo causas clínicas como anemia.Encaminhar os pacientes com diagnóstico de valvulopatia pré-estabelecida.

Exame Físico – Medida da pressão arterial + relatos importantes. Presença de dispnéia, cianose e visceromegalias importantes. Informar as características do sopro.

Obs: em crianças, se o sopro for observado durante episódio febril, reavaliar após febre.

Exames Complementares Necessários – Caso tenha feito exames tais como, Rx de Tórax, ECG, ECO, orientar o paciente a levar ao especialista.

Prioridade para a Regulação - Pacientes com sinais de descompensação cardíaca.

Prazo de espera – até 30 dias para 1ª consulta, 15 dias para o retorno.

7. Parecer Cardiológico – Pré-operatório / Avaliação do Risco Cirúrgico.

Paciente com indicação cirúrgica já confirmada será avaliado pelo cardiologista, para realização do parecer.



Exames Complementares Necessários: Hemograma, coagulograma, glicemia de jejum, uréia e creatinina, TGO e TGP, ECG, e raio X de tórax. Se existirem outros exames específicos realizados (ECO, Cateterismo), orientar ao paciente a levar ao especialista.

Prioridade para a Regulação - pacientes com indicação cirúrgica eletiva e de grande porte.

Prazo de espera: até 30 dias para 1ª consulta, 15 dias para o retorno.
8. Miocardiopatias

HDA: Informar a procedência do paciente e os antecedentes mórbidos importantes e o tratamento realizado. Encaminhar os pacientes para esclarecimento diagnóstico, ou aqueles com sinais de descompensação cardíaca.

Exame Físico: Medida da pressão arterial + relatos importantes. e visceromegalias importantes. Informar as características da ausculta cardíaca.

Exames Complementares – Caso tenha feito exames tais como, raio-x de tórax, hemograma, ASLO, ECG, ECO, uréia e creatinina e potássio, sorologia para chagas, orientar o paciente a levar ao especialista.

Prioridade para a Regulação - Pacientes estáveis, sem sinais clínicos de descompensação cardíaca.

Prazo de espera: até 30 dias para a 1ª consulta, 15 dias para o retorno.

Obs: O paciente com sinais de descompensação cardíaca grave deve ser encaminhado para o serviço de Emergência Cardiológica.
9. Avaliação para atividade física

HDA – Encaminhar os pacientes que iniciarão ou que já praticam atividade física para a avaliação cardiológica uma vez por ano.

Exame Físico - Medida da pressão arterial + relatos importantes (descrever as alterações de ausculta cardíaca e respiratória, edema e visceromegalias, etc.)

Exames Complementares Necessários - Hemograma com plaquetas, glicemia de jejum, colesterol total e frações, triglicerídeos e creatinina, acido úrico, sumário de urina, uréia, sódio e potássio.

Caso tenha feito outros exames, ex: eletrocadiograma (ECG), Ecocardiograma (ECO), raio-x de tórax, espirometria, ultra-sonografia de abdômen, orientar o paciente a levar para a consulta.

O usuário deve levar a primeira consulta do especialista o ECG e RX.

Prioridade para a Regulação – pacientes com história de Hipertensão Arterial Sistêmica, Diabetes Mellitus ou idade ≥ 45 anos para homens e/ ou ≥ 50 anos para mulher.

Prazo de espera – 30 dias para 1ª. consulta, 15 dias para o retorno.
10. Arritmias

HDA – Encaminhar os pacientes com diagnostico estabelecido de arritmia cardíaca, síncope ou pré-síncope, história de marcapasso permanente.

Exame Físico - Medida da pressão arterial + relatos importantes (descrever as alterações de ausculta cardíaca e respiratória, edema e visceromegalias, etc.)

Exames Complementares Necessários - Hemograma com plaquetas, glicemia de jejum, colesterol total e frações, triglicerídeos e creatinina, acido úrico, sumário de urina, uréia, sódio e potássio.

Caso tenha feito outros exames, ex: Eletrocadiograma (ECG), Ecocardiograma (ECO), raio-x de tórax, espirometria, ultra-sonografia de abdômen, orientar o paciente a levar para a consulta.



O usuário deve levar a primeira consulta do especialista o ECG e RX.

Prioridade para a Regulação – Pacientes com diagnostico de Insuficiência Cardíaca ou Insuficiência Coronariana associada.

Prazo de espera – 15 dias para 1ª. consulta, 07 dias para o retorno.
PROTOCOLO SUGERIDO PARA CONSULTA COM ORTOPEDISTA
Motivos para o encaminhamento:

  1. Dores nas costas: cervicalgia, lombalgia;

  2. Deformidades: MMII, escoliose e cifose;

  3. Dor localizada a esclarecer: articular, tendinites;

  4. Seqüelas de fraturas.


1. Dores nas Costas: Cervicalgia , Lombalgia

HDA – Encaminhar os pacientes com queixas freqüentes e persistentes, que não melhoram após tratamento inicial, constando história clínica sucinta com queixa, localização, irradiação, duração e evolução.

Exames Complementares Necessários: Rx da área afetada em duas incidências.

Exame Físico – citar os achados significativos.

Prioridade para Regulação – pacientes com queixas crônicas.

Prazo de Espera – até 30 dias.

Contra- referência – permanecer no nível secundário.
2. Deformidades - (MMII, Cifose e Escoliose)

HDA – os casos de deformidades em crianças devem ser encaminhados ao especialista a partir de 6 meses de vida. A deformidade em progressão deve ser acompanhada pelo ortopedista. Os casos de “pé torto” ou “pé plano rígido”deverão ser encaminhados ao diagnóstico.

Exames Complementares Necessários: Rx da área afetada.

Exame Físico – descrever os achados importantes.

Prioridade para Regulação – prioridade para RN.

Prazo de Espera – até 30 dias.

Contra- referência – permanecer no nível secundário.
3. Dor Localizada a Esclarecer - (Articular, Tendinites)

HDA – Encaminhar os pacientes com queixas freqüentes e persistentes, que não melhoram após tratamento inicial, descrever presença ou não de dor ou limitação a movimentação.

Exames Complementares Necessários: Rx da área afetada em AP e perfil.

Exame Físico – descrever a localização, presença ou não de dor ou limitação a movimentação.

Prioridade para Regulação – limitação funcional

Prazo de Espera – até 30 dias

Contra- referência – permanecer no nível secundário.
4. Seqüela de Fratura

HDA – Descrever queixas, localização, duração, evolução, dor e limitação a movimentação. Relatar freqüência e intensidade das crises.

Exames Complementares Necessários: Rx da área afetada em AP e perfil.

Exame Físico – na dor articular, algias ósseas, calcaneoalgias, artrose de joelhos: descrever a localização, presença de restrição ou dor a movimentação e presença de sinais flogístico. Encaminhar com RX da articulação acometida em duas incidências.

Prioridade para Regulação – pacientes com seqüelas mais recentes.

Prazo de Espera – até 30 dias.

Contra- referência – Dependendo da avaliação o usuário poderá ser encaminhado a UBS para acompanhamento de posse de Relatório de contra-referencia.
PROTOCOLO SUGERIDO PARA CONSULTA COM NEUROLOGISTA
Motivos para o encaminhamento:

  1. Cefaléia;

  2. Epilepsia, convulsões e desmaios;

  3. Distúrbio de aprendizagem retardo psicomotor;


1. Cefaléia

HDA – História sucinta informando localização, característica, evolução e patologias associadas.

Exames Complementares Necessários: Eletroencefalograma. Orientar o paciente a levar os exames que já possuir, tais como, radiografias (crânio, seios da face), tomografia e outros.

Exame Físico – relatar achados importantes e informar pressão arterial. Caso seja realizado fundo de olho e encontrar papiledema, encaminhar sem exames para avaliação neurocirúrgica de urgência.

Prioridade para Regulação –

Prazo de Espera –

Contra- referência – retorno à UBS para acompanhamento com o relatório do especialista.

Obs: cefaléia de difícil controle associada a distúrbio do comportamento, convulsões agravando progressivo ou instalação súbita e constante, devem sempre ser encaminhadas ao neurologista.
2. Epilepsia, Convulsão e Desmaios

HDA – Relato sucinto da história informando características, evolução, doenças associadas (em especial diabetes) e possível hipoglicemia.

Exames Complementares Necessários: Eletroencefalograma. Orientar o paciente a levar os exames que já possuir, tais como, radiografias (crânio, seios da face), tomografia e outros.

Exame Físico – relatar achados importantes.

Prioridade para Regulação –

Prazo de Espera –

Contra- referência – retorno ao nível secundário, mas com acompanhamento mais freqüente na UBS com o relatório do especialista.

Obs: nos casos de convulsão febril em crianças deve se tratar o quadro de base e depois encaminhar ao neurologista. Após avaliação pelo neurologista e confirmando o diagnóstico de epilepsia, o retorno ao especialista deve ocorrer de seis em seis meses. Caso a medicação termine antes do retorno do especialista e estando o paciente sobre o controle a prescrição deverá ser mantida pelo médico da UBS até o retorno ao Neurologista. Para tanto na receita deve constar sua validade de acordo com a data de retorno ao especialista e está preenchido o relatório de contra-referência.
3. Distúrbio de Aprendizagem e Retardo Psicomotor

HDA – História sucinta especificando qual o atraso do desenvolvimento neuropsicomotor que foi observado, qual o distúrbio do comportamento, o tempo de evolução e dados sobre o parto no primeiro ano de vida.

Exames Complementares Necessários: Eletroencefalograma.

Exame Físico – relatar achados importantes.

Prioridade para Regulação –

Prazo de Espera –

Contra- referência – retorno ao nível secundário, mas com acompanhamento mais freqüente na UBS com o relatório do especialista.
Outros motivos freqüentes de encaminhamento

4. Hidrocefalia, Mielomeningocele e Crânioestenose - sempre encaminhar ao neurocirurgião e não ao neurologista. Ao encaminhar sempre relatar a história clínica e evolução, curva do Perímetro Cefálico (PC), presença de déficit neurológico e formato do crânio. Raio X de Crânio se a suspeita for crânioestenose.
5. Nervosismo

Habitualmente, não há razão para encaminhar ao neurologista, exceto quando presente sinais ou sintomas de lesão orgânica no SNC. Avaliar conforme o caso e encaminhar a saúde mental.


6. Seqüela de AVC

A prescrição e o acompanhamento de reabilitação fisioterápica devem ser feitos pelo neurologista. Mesmo a avaliação de déficit motores de seqüelas de AVC ou trauma para fins de obtenção de benefícios ou passe livre deve ser feita pelo neurologista.


7. Manifestações Psicosomáticas

Manifestações orgânicas ou queixas subjetivas que compõe síndrome depressiva ou ansiedade devem ser motivos para encaminhamento a saúde mental e não ao neurologista.



EXAMES DE ALTA COMPLEXIDADE
PROTOCOLO SUGERIDO PARA SOLICITAÇÃO DE CATETERISMO CARDIACO - CÓDIGO SIA/SUS – 021102001-0

INDICAÇÕES:

  • Identificação da natureza e a gravidade do defeito mecânico*;

  • Indicação de terapêutica cirúrgica*;

  • Visualizar as artérias coronarianas;

  • Pós-operatório em caso de sintomas residuais*;

  • Avaliar o funcionamento de prótese valvular*;

  • Avaliar lesão residual do miocárdio ventricular*;

  • Pesquisa de lesões valvares;

  • Múltiplos êmbolos pulmonares;

  • Avaliar presença de lesões potencialmente susceptíveis de curas cirúrgicas: insuficiência mitral, coronariopatia, pericardite costrictiva, estenose subaórtica hipertrófica.

  • ECG com presenças de áreas extensas de comprometimento;

  • Cintilografia com lesão isquêmica;

  • Angina após revascularização.

*Exames obrigatórios para estas indicações.
PRÉ-REQUISITOS:

  • História Clínica,

  • Exame Físico,

  • Raio-x de tórax,

  • Ecocardiograma,


PROFISSIONAIS SOLICITANTES:

  • Cardiologista,

  • Cirurgião cardiovascular


PRIORIDADES:

- Pós-operatório de revascularização do miocárdio;

- Angina instável com dor em repouso e pós infarto;

- Pós operatório e Angioplastia Trancutânea (STENT).




Catálogo: Eventos -> encontro%20de%20regulacao -> protocolos
Eventos -> Características aerogeofísicas da Folha Luz (se 23 y d V) Interpretação e dados preliminares
Eventos -> Gestão compartilhada e democrática – pratica escolar que ensina a todos: um estudo sobre o centro de educaçÃo basica da universidade estadual de feira de santana. Sandra Maria Cerqueira da Silva Mattos1 José Raimundo Oliveira lima2
Eventos -> ContribuiçÕes da psicomotricidade no desenvolvimento global das crianças do ensino fundamental
Eventos -> Ilmenita em seropédica?
protocolos -> Protocolo sugerido para solicitaçÃo de ultrassonografia de mama
protocolos -> Protocolo sugerido para ressonância magnética nuclear de crânio e encéfalo
protocolos -> Protocolo sugerido para solicitaçÃo de doppler de carótidas e vertebrais
protocolos -> Protocolo sugerido para solicitaçÃo de cintilografia do sistema cardio-vascular
protocolos -> Protocolo sugerido para solicitaçÃo de densitometria óssea
protocolos -> Ginecológica e obstétrica


Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal