Psicologia b resumo do Tema: Processos Cognitivos: Aprendizagem d Aprendizagem



Baixar 43.5 Kb.
Encontro07.08.2016
Tamanho43.5 Kb.
e
Psicologia B

Resumo do Tema: Processos Cognitivos: Aprendizagem
d

Aprendizagem

Aquisição ou mudança relativamente estável e duradoira do comportamento e/ou do conhecimento, devido à experiência, ao treino ou ao estudo e com uma função adaptativa relativamente ao meio e às suas mudanças


Processos de Aprendizagem


  • Aprendizagem por habituação

- Consiste na diminuição da tendência para responder a estímulos que se tornam familiares, devido à exposição sucessiva aos mesmos;

- Aprendemos a ignorar estímulos conhecidos, não portadores de informação nova, o que aumenta a nossa capacidade de adaptação a outras aprendizagens que possam surgir.


  • Aprendizagem associativa




  • Condicionamento Clássico ou Respondente

- Defendido por Ivan Palov, que afirmava que a aprendizagem resulta de associações entre estímulos e respostas;




Estimulo

- Qualquer elemento do meio que produz efeito sobre o organismo;

- Provoca uma reação, uma alteração no comportamento.



Resposta

- Qualquer atividade do organismo que se segue ao estimulo;

- Pode ser um movimento, uma secreção glandular, um pensamento, uma emoção.


- Conceitos desenvolvidos por Palov




Estimulo Neutro

- Estimulo que, antes do condicionamento, não produz a resposta desejada.

Ex. o som da campainha



Estimulo não condicionado ou Incondicionado

- Estimulo que desencadeia uma resposta não aprendida.

Ex. a carne



Resposta Incondicionada

- Resposta inata, não aprendida.

Ex. salivar com o cheiro da carne



Estimulo Condicionado

- Estimulo neutro que, associado ao estímulo incondicionado, passa a provocar uma resposta semelhante à desencadeada pelo estímulo incondicionado.
Ex. o som, depois de associado à carne, passa por si só a provocar a salivação

Resposta Condicionada

- Resposta que, depois do condicionamento, se segue ao estimulo que antes era neutro.
Ex. salivar quando ouve o som da campainha

  • Condicionamento Operante ou Instrumental

- Estudado por Thorndike e Skinner, que vão afirmar a existência de uma aprendizagem mais complexa.


- Na sequência das suas experiências Thorndike enunciou a Lei do Efeito: uma resposta seguida de um reforço positivo tem mais probabilidade de ocorrer.
- Conceitos:


Reforço

- Estimulo que, por trazer consequências positivas, aumenta a probabilidade de uma resposta ocorrer.
- O reforço pode ser positivo ou negativo.

Reforço Positivo

- Estimulo que tem consequências positivas e agradáveis e que se segue a um dado comportamento.
- O animal faz alguma coisa com a finalidade de obter algo agradável

Reforço Negativo

- O sujeito evita uma situação dolorosa se se comportar de determinado modo.
- É a eliminação do estímulo que permite evitara situação dolorosa.
- O animal faz alguma coisa para evitar algo desagradável

Ambos os tipos de reforço tem como objetivo fortalecer e aumentar a ocorrência de um comportamento.

Ambos aumentam a probabilidade de a resposta ocorrer.




DIFERENÇAS ENTRE O CONDICIONAMENTO CLASSICO E OPERANTE


Condicionamento Clássico

Tipo de aprendizagem em que um organismo aprende a responder a um estímulo neutro que antes não produzia essa resposta. Resulta da associação de dois estímulos.

Condicionamento Operante

Tipo de aprendizagem que ocorre quando o organismo aprende a associar o comportamento com as consequências que resultam desse comportamento.







Condicionamento Clássico

Condicionamento Operante

Estímulos

Associação entre estímulos neutros e incondicionados

O comportamento é acompanhado de consequências positivas

Natureza / Tipo de Resposta

Reflexos, respostas automáticas e involuntárias

Comportamentos aprendidos, adquiridos

Respostas voluntárias



Papel do Sujeito

Passivo

O comportamento do sujeito é mecânico



Ativo

O sujeito opera para obter satisfação e evitar a dor



Tipo de aprendizagem

A aprendizagem faz-se por associação de estímulos

A aprendizagem faz-se por reforço

Relação entre resposta e reforço

O reforço precede a resposta

Reforço independente da resposta



O reforço segue a resposta

Reforço dependente da resposta



PRINCIPIOS INERENTES AO CONDICIONAMENTO CLASSICO E OPERANTE


Aquisição

Processo pelo qual a resposta condicionada é aprendida pela associação entre o estímulo condicionado e o estimulo incondicionado.

Extinção

Fenómeno que consiste na eliminação da resposta condicionada quando o estimulo condicionado é repetidamente apresentado sem o estimulo incondicionado.

Recuperação Espontânea

Fenómeno que consiste no aparecimento temporário de uma resposta que tinha sido extinta, após um período de tempo.

Generalização do Estimulo

Processo de alargamento da resposta aprendida a novos estímulos que se assemelham ao estimulo inicialmente usado no treino.

Discriminação

Processo que consiste em responder diferencialmente a estímulos que apresentam certo grau de semelhança entre si.




  • Aprendizagem por observação e imitação

- A aprendizagem por observação e por imitação, também designada por aprendizagem social ou aprendizagem por modelação, foi estudada pelo investigador Albert Bandura.


- Bandura constatou que a experiência dos outros poderia conduzir à aquisição de novos comportamentos, que eram assim adquiridos a partir da observação e imitação de um modelo.
- Bandura sublinha a importância do reforço, distinguindo reforço direto e reforço vicariante:
* Reforço direto – a seguir ao comportamento desejado o sujeito é reforçado

Ex. A criança pega bem no lápis e quando começa a escrever ouve um elogio, está a ser reforçada;

* Reforço vicariante ou indireto – o reforço é recebido pelo modelo

Ex. A criança observa que uma outra pessoa por ter determinado comportamento é elogiada, é recompensada, então este facto estimula-a a imitar esse comportamento.


- Fatores que influenciam a aprendizagem social:


  • Características do modelo:

- Proximidade afetiva do modelo

- O género, idade e o estatuto




  • Atenção: a aprendizagem por modelação depende do nível de concentração e de atenção com que o comportamento do modelo observado.





FATORES DE APRENDIZAGEM
Motivação

- A aprendizagem é mais clara e mais eficaz quando estamos interessados por um determinado assunto ou tema.

Os conhecimentos anteriores

- Os conhecimentos anteriores servem de base a novas aprendizagens;

- São facilitadores de novas aprendizagens



A quantidade de informação

- A nossa capacidade de aprender novas informações é limitada, por isso é necessários proceder a uma seleção da informação relevante, organizando-a de modo a poder ser gerida em termos de aprendizagem.

A diversidade das atividades

- Quanto mais diversificadas forem as abordagens a um tema, quanto mais diferenciadas forem as tarefas, maior é a motivação e a concentração e melhor decorre a aprendizagem.
A planificação e a organização

- A definição clara de objetivos, a seleção de estratégias, é essencial para uma aprendizagem bem – sucedida.

- A planificação e organização promovem o controlo dos processos de aprendizagem.


A cooperação

- Determinados tipos de aprendizagem são mais bem resolvidos e a aprendizagem é mais eficaz se trabalharmos de forma cooperativa.

- A cooperação possibilita a resolução de problemas complexos de forma mais eficaz.
Importância da aprendizagem

- É a aprendizagem que nos permite adquirir os diversos modos de agir e de reagir e de alterar os nossos comportamentos para nos adaptarmos a novas circunstancias que, inevitavelmente, enfrentamos num mundo em constante mutuação;


- É processo cognitivo de nos permite adquirir o estatuto de verdadeiros seres humanos;
- Pela aprendizagem adquirimos saberes, saber fazer, saber estar, saber ser.
- É a aprendizagem que determina o nosso pensamento, a nossa linguagem, as motivações e as atitudes, a personalidade.


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal