Questões de revisão do conteúdo gabarito 1 – “Reze como se tudo dependesse de Deus e haja como se tudo dependesse unicamente de você”



Baixar 45.58 Kb.
Encontro30.07.2016
Tamanho45.58 Kb.

QUESTÕES DE REVISÃO DO CONTEÚDO - GABARITO


1 – “Reze como se tudo dependesse de Deus e haja como se tudo dependesse unicamente de você”

Na frase acima o trecho “haja como se tudo dependesse unicamente de você” reforça a teoria do:



  1. Determinismo

  2. Livre-arbítrio

_____________________________________________________________________________________________
2 - A questão do livre – arbítrio é a questão de saber:

(A) Até que ponto o Estado deve interferir na nossa vida.

(B) Até que ponto deve ir a nossa liberdade na relação com os outros.

(C) Se temos a possibilidade de agir de modo diferente do que agimos.

(D) Se a liberdade nos pode ser dada ou tirada.

_____________________________________________________________________________________________

3 - “Quando Édipo nasceu, seus pais, Laio e Jocasta, os reis de Tebas, foram informados de uma profecia na qual o filho mataria o pai e se casaria com a mãe. Para evitá-la, ordenaram a um criado que matasse o menino. Porém, penalizado com a sorte de Édipo, ele o entregou a um casal de camponeses que morava longe de Tebas para que o criasse. Édipo soube da profecia quando se tornou adulto. Saiu então da casa de seus pais para evitar a tragédia. Eis que, perambulando pelos caminhos da Grécia, encontrou-se com Laio e seu séquito, que, insolentemente, ordenou que saísse da estrada. Édipo reagiu e matou todos os integrantes do grupo, sem saber que entre eles estava seu verdadeiro pai. Continuou a viagem até chegar em Tebas, dominada por uma Esfinge. Ele decifrou o enigma da Esfinge, tornou-se rei de Tebas e casou-se com a rainha, Jocasta, a mãe que desconhecia”. 
No mito Édipo Rei, são dignos de destaque os temas do destino e do determinismo. Ambos são características do mito grego e abordam a relação entre liberdade humana e providência divina. A expressão filosófica que toma como pressuposta a tese do determinismo é:
(A) “Nasci para satisfazer a grande necessidade que eu tinha de mim mesmo.” (Jean Paul Sartre)   

(B) “Ter fé é assinar uma folha em branco e deixar que Deus nela escreva o que quiser.” (Santo Agostinho)   

(C) “Quem não tem medo da vida também não tem medo da morte.” (Arthur Schopenhauer)   

(D) “Não me pergunte quem sou eu e não me diga para permanecer o mesmo.” (Michel Foucault)   

(E) “O homem, em seu orgulho, criou a Deus a sua imagem e semelhança.” (Friedrich Nietzsche)   
_____________________________________________________________________________________________
4 - A teoria do determinismo expressa:
(A) Doutrina segundo a qual certos acontecimentos não são fixados previamente por uma potência exterior e superior à vontade, de maneira que se faça o que se fizer eles acontecerão infalivelmente.

(B) Doutrina segundo a qual certos acontecimentos são puro acaso e, portanto, podem ser manipulados por nós, de maneira que se faça o que se fizer eles acontecerão infalivelmente.

(C) Doutrina segundo a qual certos acontecimentos são fixados previamente por uma potência exterior e superior à vontade, de maneira que se faça o que se fizer eles acontecerão infalivelmente.

(D) Doutrina segundo a qual certos acontecimentos só acontecem com determinadas pessoas azaradas, de maneira que se faça o que se fizer eles acontecerão infalivelmente

_____________________________________________________________________________________________________________________

5 - “...se todo movimento é solidário de outro e sempre um novo sai de um antigo, segundo uma ordem determinada, se os elementos não fazem, pela sua declinação, qualquer princípio de movimento que quebre as leis do destino, de modo que as causas não se sigam perpetuamente às causas, donde vem esta liberdade que têm os seres vivos?” Lucrécio. Da natureza. In: Os pensadores. São Paulo: Abril Cultural, 1980, p. 50 (com adaptações).
Considerando o texto acima e os debates em torno dos problemas do livre-arbítrio e do determinismo, assinale a alternativa correta:
(A) O indeterminismo é a doutrina filosófica que consiste na defesa de que qualquer acontecimento é resultado de causas que o antecedem.

(B) Há um dilema em torno do determinismo: se o determinismo for verdadeiro, então ficamos privados de liberdade e de responsabilidade; se o determinismo for falso e certos acontecimentos carecem de causa, então ficamos mais uma vez privados de liberdade e de responsabilidade.

(C) Os incompatibilistas, também chamados deterministas radicais, são aqueles que consideram que a liberdade e o determinismo são compatíveis, mas as causas que antecedem todos os eventos são sempre incompatíveis.

(D) Os problemas suscitados pelo debate entre o determinismo e a liberdade não se relacionam de nenhuma forma com quaisquer questões teológicas.

(E) O indeterminismo no âmbito da ética sustenta que, da mesma forma que o ser humano não tem o poder de alterar o passado, o presente e o futuro, ele também não pode ter nenhum tipo de controle sobre suas ações e nenhuma liberdade de escolha.


Questionado por um professor: “O que você acha que vai acabar fazendo?”. John Lennon dos Beatles, quando criança, respondeu: “Vou ser cantor de rock'n'roll”.

A resposta dada por John Lennon expressa o sentido do conceito de “autodeterminação” que significa:

(A) Principio da inércia, ou seja, como manifestação do comodismo

(B) Principio das ações, ou seja, como uma manifestação da própria vontade

(C) Principio da determinação, ou seja, como determinação do destino.

(D) Principio das ações, ou seja, como manifestação externa à vontade humana.




6 -– Leia atentamente o texto que segue e marque a alternativa correta:



7 - Relacione e assinale: A – Moral B - Sujeito moral C - Ética
( ) Age bem ou mal na medida em que acata ou transgride as regras morais admitidas em determinada época ou por um grupo de pessoas.
( ) Conjunto de regras que determinam o comportamento dos indivíduos em um grupo
( ) É a reflexão sobre as noções e princípios que fundamentam a vida moral

(A) B,A,C (B) B,C,A (C) C,B,A (D) A,C,B (E) C,A,B

_____________________________________________________________________________________________
8 - Em um determinado país, sacrificar animais para pesquisas científicas pode ser ético, já em outro,esta atitude pode desrespeitar os princípios éticos estabelecidos.”

A afirmação acima indica que:

( A ) Os valores morais que determinam o que é certo ou errado não variam de sociedade para sociedade

( B ) Os códigos de ética variam de acordo com cada sociedade e cada grupo

( C ) Os princípios éticos e morais são comuns a toda e qualquer sociedade

( D ) Culturas diferentes não possuem códigos culturais diferentes

( E ) Nenhuma das alternativas acima permite a compreensão da afirmação apresentada

_____________________________________________________________________________________________


_____________________________________________________________________________________________

10 - Após o estudo dos valores e da cultura como forma de introdução ao estudo da ética e da moral podemos afirmar que o senso moral:

(A) É a maneira como avaliamos a nossa conduta e a de nossos semelhantes em relação a vida em sociedade.

(B) É quando não refletimos sobre o comportamento que temos na sociedade.

(C) Ocorre quando somente criticamos certas posturas erradas de outras pessoas.

(D) É algo que está intimamente ligado a vida individual da pessoa.

(E) N.D.A

_____________________________________________________________________________________________
11 - Os _____________________ , se referem às normas ou critérios de conduta que afetam todas as áreas da nossa atividade. Estão relacionados às relações das pessoas em sociedade.

( A ) Valores morais ( B ) Valores estéticos ( C ) Valores religiosos ( D ) Valores políticos

( E ) Valores vitais ( F ) Valores materiais

_____________________________________________________________________________________________
12 - Após o estudo sobre “valores” assinale V para as afirmações verdadeiras e F para as falas. Posteriormente assinale a alternativa que corresponde à ordenação correta:

( ) Os valores não são coisas nem simples ideias que adquirimos, mas conceitos que traduzem as nossas preferências

( ) Os valores estéticos estão relacionados às relações das pessoas em sociedade

( ) O Sagrado, Pureza, Santidade, Perfeição são exemplo de valores morais

( ) Existem valores materiais que estão ligados às nossas necessidades naturais e valores materiais que estão ligados às nossas necessidades simbólicas
( A ) F V F F ( B ) V F F V ( C ) F F F F ( D ) F F V V ( E ) V F V V ( F ) F V V V ( G) V F V V

( H ) V F F F ( I ) V V F F ( J ) V F V F ( K ) V V V V ( L ) F V F V ( M ) Nenhuma das alternativa

_____________________________________________________________________________________________
13 - O estudo da história da filosofia e as reflexões sobre o ato de filosofar se complementam ao mesmo tempo em que fazem exigências completamente diferentes. Estudar a história da filosofia é estudar paralelamente as fragmentações da história europeia. Para entendermos os filósofos de cada época e principalmente suas teorias precisamos analisa-las em seu contexto histórico. Sendo assim é fundamental a informação de que a trajetória (macro) da história da filosofia é composta pelas seguintes fases:
( A ) Filosofia Clássica, Filosofia Medieval e Filosofia Moderna

( B ) Filosofia Pré-Socrática, Filosofia Socrática, Filosofia Pós-Socrática

( C ) Filosofia Pré-Socrática, Filosofia Clássica, Filosofia Medieval, Filosofia Moderna, Filosofia Contemporânea.

( D ) Filosofia Antiga, Filosofia Medieval, Filosofia Moderna, Filosofia Contemporânea.

( E ) Nenhuma das alternativas
14 - Leia... revise e responda: Conforme já foi estudado, a filosofia surge quando um grupo de pensadores gregos, os pré-socráticos, conhecidos também como filósofos da natureza demonstram não mais contentar-se com as explicações mitológicas (cosmogonia) sobre o surgimento do universo e de todo o existente. Estes pensadores (primeiro deles Tales de Mileto) passam a buscar e refletir sobre diferentes ideias, de cunho racional (cosmologia) para dar uma explicação lógica e não mais mitológica para todas as dúvidas que o cercavam (nasce então a Filosofia). Depois dos pré-socráticos, temos (ainda na filosofia antiga) os sofistas (professores viajantes que por determinado preço vendiam seus conhecimentos, eram mestres na arte da argumentação) e os pensadores Sócrates, Platão e Aristóteles. A passagem das reflexões dos pré-socráticos para o período clássico marca uma transição onde a natureza deixa de ser o único foco de análise filosófica e a questão humana assume o eixo central (antropocentrismo). Este período é sucedido pela filosofia medieval (nesta época a igreja assume um importante papel político). Cerca de dez séculos depois temos uma transição da mentalidade medieval para a moderna. O movimento intelectual e cultural que caracterizou a transição desta mentalidade ficou conhecido como:
(A) Humanismo (B) Renascimento (C) Racionalismo (D) Teocentrismo
(E) Antropocentrismo (F)Romantismo (G) Existencialismo (H) Cristianismo (I) N.D.A

_____________________________________________________________________________________________
15 - Com o desenvolvimento da filosofia moderna a ciência e a filosofia separam-se. A principal característica que diferencia o conhecimento filosófico do conhecimento científico é que a filosofia não tem como objetivo a comprovação das respostas para suas reflexões, já a ciência busca de forma focada a verificação e comprovação dos fatos. Para ser cientificamente aceito as respostas devem ser formuladas, testadas e comprovadas. Podemos então afirmar que filosofia deu origem à ciência, mas hoje são áreas diferentes do conhecimento. Porém é importante salientar que, muitas vezes, a ciência chega à conclusões partindo, de questões filosóficas e a filosofia reflete, também, sobre questões científicas. Assim ambas contribuem para o desenvolvimento uma da outra.
A afirmativa acima está: (A) Correta (B) Incorreta

_____________________________________________________________________________________________
16 - Só se pode entender o que é a filosofia, a que ponto ela não é uma coisa abstrata – da mesma forma que um quadro ou uma obra musical não são absolutamente abstratos –, só através da história da filosofia, com a condição de concebê-la corretamente. (...) Há uma coisa que me parece certa: um filósofo não é uma pessoa que apenas contempla e também não é alguém que apenas reflete. Um filósofo é alguém que também cria. Só que ele cria um tipo de coisa muito especial, ele cria conceitos. Os conceitos não nascem prontos, não andam pelo céu, não são estrelas, não são contemplados. É preciso criá-los, fabricá-los em função dos problemas que são constituídos, problemas que o pensamento enfrenta e que têm um sentido. [Em suma,] fazer filosofia é constituir problemas que têm um sentido e criar os conceitos que nos fazem avançar na compreensão e na solução dos problemas”.

Gilles Deleuze.

Abaixo temos algumas afirmações sobre o texto de Gilles Deleuze sobre a história e o papel da filosofia. Uma destas afirmações está INCORRETA. Qual é?
(A) Para Deleuze a tarefa do filósofo também é criativa.

(B) Conforme a concepção de Deleuze cabe à filosofia constituir problemas que têm um sentido e criar os conceitos que nos fazem avançar na compreensão e na solução dos problemas

(C) Deleuze retira por completo do filósofo o direito à reflexão sobre o mundo ou sobre o que os outros filósofos da história pensaram.

(D). A filosofia é uma atividade criativa, assim como a arte, no entanto o que ela cria são conceitos

_____________________________________________________________________________________________
17 - “Mais que saber identificar a natureza das contribuições substantivas dos primeiros filósofos (os pré-socráticos) é fundamental perceber a guinada de atitude que representam. A proliferação de óticas que deixam de ser endossadas acriticamente, por força da tradição ou da ‘imposição religiosa’, é o que mais merece ser destacado entre as propriedades que definem a filosoficidade.” (OLIVA, Alberto; GUERREIRO, Mario. Pré-socráticos: a invenção da filosofia. Campinas: Papirus, 2000. p. 24.)

Assinale a alternativa que apresenta a “guinada de atitude” que o texto afirma ter sido promovida pelos primeiros filósofos.

(A) A aceitação acrítica das explicações tradicionais relativas aos acontecimentos naturais.

(B) A confiança na tradição e na “imposição religiosa” como fundamentos para o conhecimento.

(C) A busca por uma verdade única e inquestionável, que pudesse substituir definitivamente a verdade imposta pela religião.

(D) A discussão crítica das ideias e posições, que podem ser pensadas, modificadas ou reformuladas.

(E) A desconfiança na capacidade da razão em virtude da “proliferação de óticas” conflitantes entre si.

_____________________________________________________________________________________________

18 - Dentre os objetivos da história da filosofia, pode-se citar:

(A) A compreensão do discurso sobre o mundo, produzido pela reflexão filosófica

(B) A análise das ideias, desvinculadas do tempo e das sociedades nas quais surgiram

(C) A procura de semelhanças entre o pensamento lógico e os dogmas religiosos

(D) O acordo dos grandes filósofos sobre a explicação das origens do universo

(E) O reconhecimento do caráter conservador do saber e da produção dos filósofos

_____________________________________________________________________________________________


19 – Assinale V para as afirmações verdadeiras e F para as falsas, posteriormente assinale a alternativa que corresponde à ordenação correta:
( ) A filosofia é uma forma de pensar acerca de certas questões. A sua característica fundamental é o uso de argumentos lógicos e racionais

( ) Os filósofos ao longo da história da filosofia criam, analisam e clarificam conceitos

( ) O objeto de estudo da filosofia é o existente, sendo assim, os filósofos ao longo da história ocupam-se de questões acerca da origem do mundo, da religião, da política, da arte, da felicidade dentre tantas outras.

( ) Após o estudo da história da filosofia podemos concluir que hoje a filosofia é uma ciência da mesma forma que a biologia
( A ) F F F V ( B ) V V V F ( C ) F F F F ( D ) F V V V ( E ) V V F V

( F ) V V V V ( G ) V F V F ( H ) F V F V ( I ) F F V V ( J ) F V V F

( K ) Nenhuma das alternativas



©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal