RÁdio taquara am zyu – 22. A era orlando krummenauer1



Baixar 54.15 Kb.
Encontro24.07.2016
Tamanho54.15 Kb.


RÁDIO TAQUARA AM ZYU – 22. A ERA ORLANDO KRUMMENAUER1

Leonardo Müller2


RESUMO:

O texto retrata a história da emissora Rádio Taquara AM ZYU-22 situada na cidade de Taquara-RS, atualmente com sintonia AM 1490, desde sua fundação ate o fim da administração em 1974 do fundador da emissora, Orlando Krummenauer. Criada em 1950 com ajuda de Mauricio Sirotsky Sobrinho3, a Radio Taquara teve importante influência na vida dos moradores na região do Vale do Paranhana, onde era possível sintonizar a emissora.

O presente trabalho enfoca os programas, histórias e radialistas que fizeram parte desse meio de comunicação, que nos anos de 1950 a 1974 foi para muitos ouvintes à oportunidade de conhecer a cultura, a moda, a musica e a política do estado e do país em que viviam através de um aparelho de rádio. Também destaca o crescimento e a importância que teve essa pequena emissora de rádio no decorrer dos anos.

Palavras-chave:Orlando Krummenauer – Rádio AM – Taquara – Ouvinte.



1 SURGIMENTO DO RÁDIO NO RIO GRANDE DO SUL


A primeira Emissora de Rádio regular no Brasil surgiu em 1923, no Rio de Janeiro, com o nome de Rádio Sociedade Rio de Janeiro. Em 1925 surgiu à primeira emissora instalada no estado do Rio Grande do Sul, a Rádio Pelotense, na cidade de Pelotas. Na época

a cidade abrigava as famílias de grandes fortunas e poder político, além de morar as pessoas de maior nível cultural.

Não demorou muito para que emissoras de rádio se instalassem na capital do Rio Grande do Sul e em 1927 entrou no ar a Rádio Sociedade Gaúcha. Mais tarde apareceriam a Rádio Difusora, que antes era uma emissora amadora, e a Rádio Farroupilha que foi a primeira emissora que nascia como empresa comercial; já que o governo só permitira os anúncios de propagandas e publicidades nas rádios no ano de 1931. Antes os rádios se mantinham com contribuições de ouvintes.
Assim como na capital, o interior se abrangia de estações de rádios em cidades como Santa Maria, Rio Grande, Caxias do Sul, Passo Fundo, Santa Cruz, São Gabriel, Erechim, São Leopoldo, já tinham suas próprias emissoras, que serviram de grande base para locutores e cantores do Rio Grande do Sul atingirem o sucesso a nível nacional. Assim como essas cidades, a cidade de Taquara teria sua própria emissora de Rádio, a Rádio Taquara AM ZYU-22, fundada em 1950 pelo comerciante Orlando Krummenauer e pelo empresário Leonardo Altmeyer que era mais conhecido pelos moradores da cidade como “Seu Léo”.
2 A CIDADE DE TAQUARA

Fundada em 07/09/1846 por imigrantes alemães, a cidade de Taquara era na época, e continua sendo nos dias atuais, ponto obrigatório de passagem para quem pretende ir à serra gaúcha. No início dos anos 50, época de fundação da Rádio Taquara, a cidade era economicamente forte na área de calçados, já que as cidades de Igrejinha e Três Coroas que tinham a economia voltada para o calçado como ainda hoje, faziam ainda parte de Taquara. Na época da fundação da Rádio o prefeito era o Dr. Lauro Hampe Muller, que esteve presente na solenidade de abertura da Rádio Taquara em 25/11/1950.


A cidade atualmente está localizada na região do Vale do Paranhana (formado pelas cidades de Parobé, Taquara, Igrejinha e Três Coroas) com 58 mil habitantes, e está a 40 Km de Novo Hamburgo.
3 ORLANDO KRUMMENAUER

O Idealizador da Rádio Taquara, Orlando Krummenauer, possuía um armazém na cidade de Taquara chamado de OK, que significava suas inicias de nome e sobrenome. Era um homem de grande visão de negócios e se mostrava muito interessado e empolgado com os sucessos das rádios que começavam a se instalar na capital, em especial as rádios Gaúcha, Farroupilha e Difusora. Junto com Leonardo Altmeyer, que possuía um serviço de alto falantes na cidade e fora convidado por ele a ser sócio da emissora, fundou a Radio Taquara em 25/11/1950, e administrou a emissora até 1974, quando resolveu vendê-la.

Orlando, assim como Leonardo, nunca chegou a trabalhar como radialista na emissora, pois Orlando gostava mesmo de administrar a empresa e seus funcionários extremamente bem. Eldo Ivo Klain e Harald Alberto Bauer, que foram radialistas da Radio Taquara na época de Orlando , e que tive a oportunidade de entrevistar sobre a história da emissora, referiram-se a ele como um homem amigável e que procurava ajudar a todos.“O Orlando era um cara muito legal dentro e fora da rádio; ajudava quem precisava”, disse Klain. “Era uma pessoa com tratamento igual para todos”, disse Bauer.
Trabalhando na rádio Taquara ou no seu armazém, Orlando sempre priorizou o seu lado social com a comunidade que necessitava de ajuda. Junto com sua esposa, a Senhora Marta Noemia Krummenauer, todos os sábados pela manhã, organizava uma distribuição de alimentos de seu próprio armazém para as pessoas necessitadas. Todo sábado era certo a distribuição de alimentos. Sua irmã, Vilma Isolda Vargas, que também trabalhou na rádio, declarou que Orlando era uma pessoa neutra e sempre procurava olhar e escutar os dois lados das notícias. Segundo Isolda, ele nunca publicava algo sem ter certeza, para não magoar ninguém que gostava e muito menos falar algo que não fosse verdade. “Ele fazia rádio por gosto e não pelo dinheiro de publicar qualquer coisa sem ser verdade”, disse Isolda.

Orlando Krummenauer veio a falecer em 07/02/1990.


4 O SURGIMENTO DA RÁDIO TAQUARA AM ZYU 22

Foi com o próprio dinheiro, e ajuda de alguns familiares, que Orlando e Leonardo conseguiram juntar fundos para abrir uma rádio na cidade de Taquara. Na época nenhum comerciante ou empresário ousou colaborar com os dois, pois era um investimento sem perspectiva de retorno, já que as rádios estavam em sua maioria instaladas nas grandes cidades e na capital. Alias muitos moradores da cidade se quer tinham um aparelho de radio em suas casas.


Na parte burocrática, para conseguir a liberação para fundar uma emissora de rádio, Orlando e Leonardo tiveram a ajuda de dois grandes nomes da comunicação: Mauricio Sirotsk Sobrinho (Fundador da RBS em 1957) e Hernani Behs (Ator e galã de rádio novelas). Tanto Sirotsky como Behs tinham muita influência e respeito em todos os meios de comunicação no Rio Grande do Sul na época. Orlando inúmeras vezes viajou até Porto Alegre para trabalhar na liberação da estação da rádio que pretendia abrir em Taquara e para acompanhar Sirotsky e Behs em suas negociações.

Criada em 1950, para intermediar e facilitar a publicidade de empresas e indústrias de elevado poder econômico nas rádios do interior, a Rádio Publicidade, assim chamada, intermediou várias negociações para que empresários investissem suas propagandas na rádio que estava sendo criada em Taquara. A Cônsul e a Aviação Cruzeiro foram umas das empresas que fizeram comercias na Rádio Taquara. A Aviação Cruzeiro, inclusive, pagou seus comercias com passagens aéreas, que acabariam não sendo utilizadas por ninguém da rádio.


Assim, com persistência e dedicação de Orlando e Leonardo e a colaboração de Mauricio Sirotsky e Ernani Behs, que se tornou sócio anos mais tarde da emissora, a Rádio Taquara foi fundada em 25/11/1950 com a freqüência AM ZYU 22.
4.1 SOLENIDADE DE INAUGURAÇÃO DA RÁDIO TAQUARA AM ZYU 22

Na inauguração da Rádio Taquara, no dia 25/11/1950, vários moradores de Taquara estiveram presentes para prestigiar a novidade que estava instalando-se na cidade. Com grande festa e presenças de autoridades, como o prefeito da época Dr. Lauro Hampe Muller, o padre da cidade e as presenças de dois grandes nomes da comunicação: Mauricio Sirotsky e Hernani Behs, que já faziam parte da emissora por ajudar na legalização dela, a Rádio Taquara começava a sua historia que mudaria a cidade e a cultura de seus ouvintes.




Figura 1


A festa de inauguração teve a presença de Mauricício Sirotsky e Ernani Behs (sentados).

Figura 2


Orlando Krummenauer (esquerda), fundador da Rádio.

4.2 A RÁDIO TAQUARA AM ZYU 22

Orlando Krummenauer esteve na administração da rádio no ano 1950 até 1974, acompanhado do seu sócio Leonardo Altmeyer que veio a falecer no início dos anos 50 e mais tarde por Ernani Behs e Gilberto Lehnen, que se associaram a Radio Taquara. Nesse período a rádio continha programas de diversos tipos e níveis de cultura. Na sua programação podiam-se ouvir aulas de alemão, rádio novela, poesias e até dedicatórias dos ouvintes. Vilma Isolda Vargas, irmã de Orlando e funcionaria da rádio, afirmou que ele fazia uma programação para todos os tipos culturais e sociais da região. “Orlando abria a rádio para todos, sem restrições a ninguém”, disse Isolda.


A programação da rádio começava às 8 horas da manhã e se estendia até às 23 horas da noite. As interações dos ouvintes com os radialistas eram constantes, apesar da maioria dos moradores não terem telefone. A comunicação ouvinte e radialista se davam através de cartas e principalmente os ouvintes indo pessoalmente na rádio para dar seu recado ou fazer algum pedido musical. A rádio, além de servir como atrativo informativo, cultural e musical, servia também para que pessoas pudessem mandar um recado para seus parentes e amigos de outras cidades que não tinham condições de visitá-los.
Os principais programas da Rádio Taquara, nos anos de 1950 a 1974, foram o noticioso “Taquara em revista” e o programa “Alma Brasileira” que era campeão de cartas recebidas. A sua programação e seus radialistas nesses 24 anos em que o fundador da rádio Taquara esteve presente, se deteve nesse programas:
Uma Janela Aberta para Vida: Programa de crônicas do cotidiano muito bem aceitada e respeitada pelos ouvintes, que era transmitido todas as terças e quintas-feiras. José Madureira, Élio Cardoso e Fernando Yung, foram os apresentadores desse programa.

Rádio Novela: Todos os sábados a rádio novela ia ao ar com imenso número de ouvintes e telespectadores que iam a rádio para ver os capítulos da novela. A novela durava cerca de 50 minutos e seu primeiro nome foi “Atire a primeira pedra”. As histórias eram compradas de outras rádios e autores de Porto Alegre.
Participavam da rádio novela, ÉIio Cardoso, Emilio Guilherme Honselval, Celestino Huserbusque, Almiro Morais; esses todos funcionários da rádio e Hernani Behs (sócio da rádio), que veio se tornar conhecido no Rio Grande do Sul como “galã de radio novelas”. Behs, com todo seu sucesso nas rádios, chegou a trabalhar na Tv Tupi.
Aula de Alemão: Alem das aulas sobre a língua alemã, o programa tinha musicas e curiosidades sobre país. Obtinha grande aceitação entre os ouvintes, pois a grande maioria dos moradores de Taquara e da região do Vale do Paranhana era de origem alemã. Era apresentado pelo professor Fredirch Tempel.
Cantores Mirins: Era um programa de auditório com cantores que estavam começando a carreira. Victor Hugo, que nasceu em Taquara e hoje é cantor tradicionalista de sucesso regional atualmente, começou a carreira nesse programa da Rádio Taquara. O apresentador chamava-se Sabino Cidade.
Ave Maria: Apresentado pelo Professor Alberto Valentini e mais tarde por Élio Cardoso. Programa de orações e reflexões que era apresentado sempre às seis horas da tarde.
Hora Evangélica: Programa da Igreja Luterana. Com passagens bíblicas e orações.
Beneméritos da Terra: Apresentado por Élio Cardoso e organizado por Gesse Madureira Coelho e Emílio Guilherme Honselval,, o programa era dedicado a homenagens ente os moradores que se destacavam de algum modo na região do Vale do Paranhana. Além das homenagens era narrada a vida da pessoa. O primeiro homenageado foi Lauro de Freitas, fundador do CTG “O Fogão Gaúcho” de Taquara.
Taquara em Revista: Principal noticioso da Rádio Taquara. Tinha uma sintonia enorme, pois os principais fatos da cidade e da região eram relatados no Taquara em Revista. Seus apresentadores foram Fernando Yung, Celestino Huserbusque, e Alberto Bauer.
Alvorada Sertaneja: Era o primeiro programa da programação. Dedicado ao povo da colônia que estava se preparando para trabalhar no campo. Eram tocadas músicas e dados recados.
Programa de Auditório: Sucesso da rádio. Músicas, brincadeiras, show de calouros e muita diversidade. Na época do carnaval a rádio fazia programas especiais com músicas carnavalescas que faziam pessoas de fora da cidade virem participar dos programas no auditório que ficava na própria emissora, aonde cabiam 60 pessoas sentadas. Era apresentado por Emilio Guilherme Honselval, e Celestino Huserbusque.

Tangos e Fantasias, Carrossel de Poesias e Ronda Sentimental: Todos esses programas eram apresentados pelo poeta Eldo Ivo Klain. Poesias e músicas românticas eram o principal atrativo. Os programas obtinham grande sintonia.
Alma Brasileira: Junto com o noticioso Taquara em Revista, o Alma Brasileira era o programa mais ouvido da Rádio Taquara. O Alma Brasileira obtinha uma grande relação com os ouvintes, pois o programa era campeão de recebimento de cartas. Nessas cartas, além de pedidos de músicas e de ajuda para comprar remédios, havia inúmeras quadrinhas que ouvintes escreviam para participar do concurso que o Poeta Eldo Ivo Klain, apresentador do programa, fazia no Alma Brasileira. Alem do concurso de Quadrinhas que Eldo Ivo Klain realizava, o programa tinha espaço para poesias, trovas e música brasileira.
Dedicatórias: Era o principal rendimento financeiro da rádio Taquara, pois a comunidade inteira mandava seus recados para seus amigos e familiares através da rádio. Na época muitos ouvintes não tinham telefone e condições de viajar; e o rádio era o único jeito de comunicação entre essas pessoas. Os principais ouvintes que usavam desse serviço eram as prostitutas, que passavam o dia inteiro mandando dedicatórias. Vilma Isolda Vargas, irmã de Orlando Krummenauer, era responsável pela as dedicatórias, e relatou que muitas vezes era preciso ocupar a hora dos intervalos durante três dias consecutivos, só para mandar os recados das prostitutas. “Apesar da fama, eram as nossas clientes principais”, disse Isolda. A Rádio Taquara tinha pessoas encarregadas em toda a região para vender os espaços de dedicatórias na programação. Cada vendedor ganhava 20% de comissão de cada dedicatória vendida.

Esportes: A Rádio Taquara cobria todos os jogos do Sport Clube Taquarense, time da cidade de Taquara, que na época de 1950 a 1974 possuía um bom time. O Taquarense disputava os campeonatos: Gaúcho, Metropolitano e Amador. Na época o time do Taquarense teve a oportunidade de enfrentar a dupla Grenal em seu estádio. Contra o Internacional a equipe da cidade de Taquara foi ganhadora, mas contra o Grêmio o Taquarense acabou perdendo. Os responsáveis pelo setor de esporte da rádio eram Emílio Guilherme Honselval, e Júlio Osterman.

Música: A música era um dos pontos fortes que sintonizava o ouvinte na Rádio Taquara. Os músicos e as duplas que mais faziam sucesso e que eram campeões de pedidos para serem tocadas na época eram: Pedro Raimundo, Nelson Gonçalves, Sílvio Caldas, Teixeirinha, Tonico e Tinoco e os Irmãos Bertuci, da cidade de São Francisco de Paula - RS.


5 AS ESTRELAS

Com a abertura de várias rádios no interior do estado do Rio Grande Sul a oportunidade de descobrir novos talentos para música aumentava, já que não era preciso o cantor se dirigir até a capital para poder cantar na rádio e nos programas de auditórios. A Rádio Taquara em sua programação sempre destinou um espaço para novos cantores, fazendo programas de auditórios e show de calouros.


Teixeirinha e Gildo de Freitas, que são considerados os maiores cantores de músicas tradicionalistas do Rio Grande do Sul, começaram sua carreira musical na Rádio Taquara. Mas o maior orgulho da Rádio e da cidade de Taquara é o cantor de músicas gauchescas Victor Hugo, que nasceu na cidade e cantou suas primeiras músicas na emissora.
5.1 ELIS REGINA E O ROMANCE POR UM JOVEM LOCUTOR DA RÁDIO TAQUARA

A rádio Taquara tinha um locutor chamado Marcos Amaral, que fora criado numa família muito pobre e que Orlando tinha um carinho muito especial por ele, pois se tratava de uma pessoa de grande talento e que passava certa necessidade em casa. Em muitas ocasiões Orlando o ajudava com alimentos de seu próprio armazém para levar para sua família. Marcos tinha dezenove anos quando recebeu uma bela proposta de emprego da Radio Gaúcha. Marcos não teve dúvida e aceitou, mas, lamentou muito ter que deixar a Rádio Taquara onde tinha grande admiração e ajuda de Orlando, portanto a proposta de ir trabalhar numa rádio que já nos anos 50 fazia grande sucesso e se encaminha para ser umas das melhores emissora de rádio do Brasil era extraordinária. O próprio Orlando apoiou a decisão de Marcos, sabendo que era o melhorar para ele.


Em Porto Alegre, na Rádio Gaúcha, Marcos teve a oportunidade de conhecer uma cantora de 13 anos que estava começando sua carreira; ela se chamava Elis Regina. Os dois foram se conhecendo melhor na rádio, pois Elis era umas das cantoras mais requisitas pelos ouvintes e vivia na emissora. Depois de algumas de conversas e paqueras os dois acabariam se tornando namorados. Marcos sentiu-se na obrigação de dar um presente de namoro a Elis, mas mesmo trabalhando na Rádio Gaúcha ainda não tinha condições de dar um belo presente para ela e retornou a cidade de Taquara para pedir ajuda ao seu antigo chefe.
Orlando emprestou dinheiro para que Marcos pudesse comprar um belo anel para Elis. Marta Noemia Krummenauer, esposa de Orlando, lembra muito bem no dia em que Marcos foi pedir dinheiro a ele. “Orlando emprestou o dinheiro para Marcos, pois, gostava muito dele e de ajudar as pessoas, mesmo sabendo que nunca Marcos teria condições de pagá-lo.”
Mesmo amando e agradando muito Elis Regina, ela o abandonou deixando-o completamente desolado e sem motivo para continuar vivendo. Marcos passou o resto da sua vida em bares bebendo para esquecer seu amor, e conseqüentemente acabou sua carreira de locutor que tinha tudo para ser um sucesso nacional.

Apesar do pequeno tempo de namorando entre os dois a Rádio Taquara teve oportunidade, através do Marcos, de poder contar com um show realizado por Elis Regina apresentado no Cinema Central (casa de cinema da cidade de Taquara em 1956), referente ao aniversario da Rádio no ano de 1957. Além de Elis, a cantora Lurdes Rodrigues também se apresentou. As festas de aniversário da rádio eram tradição na cidade e sempre contava com muitos ouvintes de toda a região que vinham prestigiar a emissora e os cantores.


5.2 UM POETA NA RÁDIO

Nascido no município de Rolante no Rio Grande do Sul e depois migrado com seus pais para Taquara, Eldo Ivo Klain trabalhou na rádio Taquara nos anos de 1952 a 1968. Antes de trabalhar na rádio ele serviu o exército em Cruz Alta e também trabalhou como radialista na rádio “Poste”, que existia dentro do quartel. Ficou sabendo, pela sua irmã, que morava em Taquara, que havia inaugurado uma rádio na cidade e estavam selecionando pessoas para trabalhar. Como Klein gostava muito de falar, declarar e escrever não teve duvidas e veio a Taquara para conseguir fazer o que gostava.


Chegando na rádio, fez um teste e não passou, pois disseram que ele lia o texto muito “cansado” e não servia para trabalhar como radialista. Klein não desistiu e foi falar com uns dos sócios da rádio, o Leonardo Altmeyer. Klein pediu a ele se não poderia fazer um estágio não remunerado para que ele pudesse mostrar que tinha condições para trabalhar com radialista. Leonardo aceitou e Klein trabalhou como estagiário durante 5 meses e depois foi contratado como auxiliar de programação. “O meu curso de telegrafia ajudou muito para que eu conseguisse entrar na rádio”, diz Klein. Assim começava a grande carreira de um poeta na rádio Taquara.
Eldo Ivo Klein foi o pioneiro da região do vale do paranhana a transformar palavras em poesias, quadrinhas e trovas. Com os seus programas que apresentava na rádio ele levava uma nova cultura aos moradores da região. Segundo Klein, “um poeta não era muito acreditado, ainda mais numa cidade do interior” disse. Mas aos poucos ele conseguiria fazer que com os ouvintes gostassem dessa cultura de rimar palavras e até a escreverem suas próprias poesias, quadrinhas e trovas. Com muito esforço e inteligência ele conseguiu transformar o Alma Brasileira, programa que apresentava na rádio, a ser campeã de recebimentos de cartas de ouvintes, aonde pediam para que lessem as poesias, quadrinhas e trovas que tinham escrito.
As quadrinhas eram a preferência dos ouvintes, onde até pessoas de Caxias do Sul, cerca de 220 Km de Taquara, chegavam a enviar cartas com quadrinhas de sua própria autoria para a rádio Taquara. Em seus programas Klein fazia concurso de quadrinhas, e as classificadas eram lidas.
Num documento datilografado por Klein (pág 14), ele descreve com imensa felicidade e satisfação a participação dos ouvintes no programa; ele relata o numero de cartas que havia recibo até 1961. Eram 839 cartas e 5.511 quadrinhas recebidas de pessoas de todo o Rio Grande do Sul. No documento ele ainda se refere que os temas das quadrinhas são mais sentimentais do que tradicionalistas e que 90% das cartas enviadas eram de homens.
Eldo Ivo Klein esteve à frente de vários programas na rádio Taquara: Rádio Teatro, Carrossel de Poesias, Ronda Sentimental, Revelações Matinais, Tango e Fantasias, Alma Brasileira e participou na redação do noticioso Taquara em Revista. Eldo Ivo Klein é formado no curso de Filosofia (Licenciatura plena) pela Unisinos, foi premiado em vários concursos, com 1º e 2º lugares, menções honrosas e honra ao mérito. Tem trabalhos publicados nos jornais A Hora (Porto Alegre), Correio do Povo, Diário de Noticias, A Notícia, O Independente e o Panorama. Publicou um livro de poesias sobre a cidade de Taquara em 2001. É cidadão Taquarense por deferência da câmera municipal, conforme decreto legislativo nº 15 de 12/10/1997. Atualmente esta com 73 anos.

Figura 3

*Documento datilografado por Eldo Ivo Klain referente a participação dos ouvintes no concurso de quadrinhos (1961).

Figura 4


Quadrinha escrita por Eldo Ivo Klain (em 11 de abril de 1955 em papel oficial da rádio Taquara)

6 O FIM DA ERA ORLANDO KRUMMENAUER

Orlando venderia a rádio Taquara em 1974 a Emílio Guilherme Honselval,, que já trabalhava na Rádio Taquara e era responsável pelo setor de esportes, por um preço bem acessível. O motivo da venda está relacionado ao seu estado de saúde, pois não tinha mais o pique para agüentar o dia-dia de uma emissora de rádio e por querer se aposentar. Alem disso os seus sócios não quiseram dar continuidade à rádio e seu filho, Ronald Krummenauer, que tinha apenas 13 anos na época e já morava em Porto Alegre, não tinha condições de seguir a carreira de pai em frente a Rádio Taquara.

Emílio, já com um ano de emissora quis vendê-la, segundo “Dona Marta”, ele não tinha capacidade suficiente para administrar uma rádio. “Ele não tinha aquele espírito do Orlando”. Em 1975 Emílio acabaria vendendo a Rádio Taquara para Olavo Carlos Wagner.
Assim, durante 24 anos, Orlando Krummenauer, seus sócios, familiares, empregados e ouvintes, fizeram com suas forças e idéias, a Rádio Taquara AM ZYU 22 ter credibilidade e respeito com os ouvintes e entre todas as emissoras de comunicação. Não é exagero disser que a Rádio Taquara nesse período entre 1950 e 1974, foi para muitos ouvintes a oportunidade de conhecer assuntos que jamais teriam a oportunidade de ver ou sentir e de levar ao conhecimento de todos a cultura a política, a música, o esporte e a moda do Rio Grande do Sul e do Brasil, através de um aparelho de rádio.
7 A RÁDIO TAQUARA NOS DIAS ATUAIS

A Radio Taquara, hoje esta na freqüência AM 1490, sendo a única emissora AM na Região do Vale do Paranhana e é administrada por Olavo Carlos Wagner, que comprou a Rádio Taquara de Emílio Guilherme Honselval, em 1975. Junto das dependências da Rádio, que esta localizada na Rua Rio Branco, nº 1006, funciona o Jornal Panorama, também de Olavo, que foi fundado em 27 de novembro de 1975. O Jornal circula por toda a região do Vale do Paranhana. A programação da Rádio Taquara se detém as músicas sertanejas, esportes, jornalismo local e regional e programas religiosos.


O principal radialista da rádio se chama Luis Carlos Masutti que trabalhou em emissoras de rádio como: América, da cidade de Montenegro, Rádio Descanso, da cidade de São Miguel do Oeste, em Santa Catarina, Farroupilha, de Porto Alegre; e esta à 15 anos na Rádio Taquara. Masutti comanda os dois programas de maior audiência e credibilidade entre os ouvintes da rádio, o Corresponde Faccat (Faculdades de Taquara, patrocinadora do programa) que contém os principais fatos ocorridos da região e o Painel 1490.
O programa painel 1490 contém entrevistas com secretários, prefeitos, vereadores da região, discussão com os ouvintes dos problemas da cidade, e conversas amigáveis entre o locutor e os ouvintes. O painel 1490 é realmente a oportunidade dos moradores poderem opinar sobre o que está certo ou errado na cidade. Masutti declara bem em uma frase a importância desse estilo programa na região: “É mais fácil conseguir um conserto de luz ou esgoto ligando para cá, do que ligar para prefeitura. Aqui eu entro em contato com os secretários e exponho as dificuldades dos moradores. O último recurso dos moradores é a rádio”, disse.
Fazendo uma comparação entre a rádio de Orlando Krummenauer e a de Olavo Carlos Wagner, podemos ver que o objetivo da rádio continua o mesmo. O de ajudar e a informar o ouvinte com programas abertos ao público. Na época de Orlando os principais programas eram o Taquara em Revista, e o Alma Brasileira e hoje são o Corresponde Faccat e o Painel 1490, com características muito semelhantes ou programas na época de Orlando Krummenauer.

7.1 RÁDIO TAQUARA E O MUNDO

A Rádio Taquara atualmente pode ser ouvida por pessoas do mundo inteiro. Através de uma parceria feita com a Faccat (Faculdades de Taquara) que participa de um projeto chamado Calaboratorium, que une diversas instituições de ensino e a Secretaria do Estado da Ciência e Tecnologia, a Rádio Taquara poder ser escutada através da Internet. A novidade coincidiu com seu 54º aniversario comemorado no dia 25/11/ 2004.

Com essa parceria a Rádio Taquara, entra para grupo “Top” de emissoras de comunicação, que possuem alcance mundial.

BIBLIOGRAFIA

FERRARETTO, Luiz Arthur. Rádio: O veículo, a história e a técnica. 2.ed. Porto Alegre: Sagra Luzzatto, 2001.


KLAIN, Eldo Ivo. Um canto de amor a Taquara. 1.ed. Taquara: Faccat, 2001.
THOMÉ, Luis Touguinha. Na onda do Progresso: o papel do rádio no desenvolvimento do Rio Grande do Sul. 1.ed. Porto Alegre: Alternativa Consultoria, 2001.
BAUER, Harald Alberto. Radio Taquara 1950-1975. 12 Nov. 2004. Entrevista concedida a Leonardo Müller
KLAIN, Eldo Ivo. Radio Taquara 1950-1975. 20 Nov. 2005. Entrevista concedida a Leonardo Müller.
KRUMMENAUER, Marta Noemia. Radio Taquara 1950-1975. 11 Nov. 2005. Entrevista concedida a Leonardo Müller.
KRUMMENAUER, Ronald. Radio Taquara 1950-1975. 30 Nov. 2005. Entrevista concedida a Leonardo Müller.
MASUTTI, Luis Carlos. Radio Taquara Am 1490, Atualmente. 15 Jan. 2005. Entrevista concedida a Leonardo Müller.
VARGAS, Vilda Isolda. Radio Taquara 1950-1975. 11 Nov. 2005. Entrevista concedida a Leonardo Müller.

1Trabalho de iniciação científica sob orientação da prof. Neusa Ribeiro –Feevale.


2 Acadêmico do curso de comunicação social (Habilitação em jornalismo) do Centro Universitário FEEVALE em Novo Hamburgo - RS


3 Mauricio Sirotsky Sobrinho , fundador da RBS-TV em 1957.



©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal