Recomendações para a Avaliação Final do Internato Complementar prova de avaliaçÃo curricular



Baixar 29.77 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho29.77 Kb.
Recomendações para a Avaliação Final do Internato Complementar

PROVA DE AVALIAÇÃO CURRICULAR

Parâmetro

Classificação

máxima

a) Descrição e análise da evolução da formação ao longo do Internato

9 valores

b) Descrição e análise do contributo do trabalho do candidato para os Serviços e seu funcionamento

2 valores

c) Frequência e/ou classificação de acções de formação ( cursos, congressos, jornadas ou outros ), cujo programa de formação seja de interesse para a área profissional e se enquadrem na fase de formação em que foram efectuados

2 valores

d) Publicação ou apresentação pública de trabalhos

3,5 valores

e) Trabalhos escritos ou comunicados no âmbito dos Serviços e da área profissional

2,5 valores

f) Participação dentro da área de especialização na formação de outros profissionais

0,5 valores

g) Actividades cumpridas no âmbito de programas doutorais em investigação clínica (art 27º do RIM )

0,5 valores

Sugere-se que em cada um dos parâmetros enunciados, se inclua a apreciação da discussão respectiva, nomeadamente:

  1. Qualidade da argumentação do candidato, tendo em conta a sua capacidade de síntese e de comunicação

  1. Organização e capacidade de estruturação do currículo

A valorização apresentada deve ser entendida exclusivamente como recomendação desta Direcção do Colégio, não pretendendo interferir com a competência de avaliação dos respectivos Júris.

Atendendo à actual fase de transição ( em que os Internos em fase de realização de provas de Avaliação Final iniciaram e realizaram grande parte do respectivo Internato sob um diferente sob um diferente Regulamento ) , recomenda-se, também, que a classificação final das diferentes alíneas, contemple a nota de avaliação resultante da prévia avaliação contínua.



Alínea c) - A valorização das acções de formação será feita por ordem decrescente:

  1. Acções de formação realizadas por organismos com reconhecida idoneidade, onde se verificou avaliação de conhecimentos

  1. Acções de formação organizadas por organismos com reconhecida idoneidade, onde se verificou controlo de presenças

  1. Participações em Jornadas, Congressos ou outros.

Alínea d) - A valorização da publicação ou apresentação pública de trabalhos, para além de privilegiar a qualidade, deverá obedecer aos seguintes critérios por ordem decrescente:

  1. Publicação numa revista nacional ou estrangeira de reconhecido mérito, como primeiro autor.

  1. Participação activa em projectos de investigação de reconhecido mérito no âmbito da Radioterapia.

  1. Publicação numa revista nacional ou estrangeira de reconhecido mérito, como co-autor.

  1. Comunicação em reunião científica de âmbito nacional ou internacional, como primeiro autor.

  1. Comunicação em reunião científica de âmbito nacional ou internacional, como co-autor.

  1. Outras publicações ou comunicações.

Alínea e) - A valorização dos trabalhos efectuados no âmbito dos Serviços, para além de privilegiar a qualidade e o seu interesse para a melhoria da qualidade assistencial do Serviço, deverá obedecer aos seguintes critérios, por ordem decrescente:

  1. Apresentação de trabalhos de casuística

  1. Colaboração na elaboração de protocolos de actuação clínica

  1. Apresentação de casos clínicos.

  1. Trabalhos de revisão teórica.

  1. Participação em clubes de leitura.

PROVA PRÁTICA

Os elementos a valorizar e a cotação a atribuir deverão ser os seguintes:



Parâmetro

Classificação

máxima

Qualidade de anamnese e observação

2,5 valores

Qualidade da história clínica, incluindo clareza de linguagem; capacidade de síntese, formulação dos problemas, hipóteses diagnosticas e discussão

5 valores

Pedido de exames complementares e sua justificação

2,5 valores

Relatório final, com diagnóstico mais provável, plano terapêutico, prognóstico e plano de seguimento

5 valores

Argumentação na discussão dos relatórios

5 valores


PROVA TEÓRICA

Os elementos a valorizar e a cotação a atribuir deverão ser os seguintes:



Parâmetro

Classificação

máxima

Nível de conhecimento e rigor científico nas diferentes áreas

12 valores

Integração de conhecimentos e grau de senso clínico

6 valores

Capacidade de síntese e expressão

2 valores


Classificações:

As classificações em cada Prova devem permitir distinguir cinco grupos de candidatos:



Parâmetro

Classificações

Não aprovados

Menos de 10 valores

Com qualidade suficiente para o exercício da especialidade

10-13 valores

Com boas qualidades para o exercício da especialidade

14-17 valores

Com muito boas qualidades para o exercício da especialidade

18-19 valores

De nível excepcional

Superior a 19 valores


Compartilhe com seus amigos:


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal