Reconstruindo conceitos através da arte



Baixar 9.76 Kb.
Encontro02.08.2016
Tamanho9.76 Kb.
Reconstruindo conceitos através da arte.
Cristiane Diogo(crispedago07.yahoo.com.br)

Karina Fernandes(nhynahfernandes@gmail.com)

Simone Anadon (orientadora)
1 Introdução

A intervenção descrita neste texto aconteceu no Centro de Educação Infantil Assis Brasil, localizado na cidade de Rio Grande, com as turmas do maternal II e III, espaço em que foi realizado o nosso estágio curricular. A atividade narrada é parte constituinte de nossa proposta pedagógica para as respectivas turmas que procurou de maneira integrada promover o desenvolvimento das crianças através de uma perspectiva lúdica e estética com o intuito de valorizar a percepção das crianças em suas ações. Sendo assim, a arte foi o caminho para a descoberta e a investigação.


2 Metodologia

O processo desenvolvido ao longo do estágio privilegiou a ação exploratória desencadeada a partir da contação de histórias. Percebia-se um leque de oportunidades para desenvolver a proposta baseada no livro “Iniciação a arte para crianças pequenas” de Maryann Khol. O intuito era o de construir, transgredir, sentir e vivenciar novas sensações, pondo sempre as crianças como protagonista, uma vez que trabalhar com crianças pequenas é privilegiar por uma rotina onde a flexibilidade é o destaque. Como nos diz Goldschmied & Jackson (2006):

“As crianças de 0 a 2 anos já possuem controle do corpo e grande habilidade de manipular objetos, estão começando a tomar consciência das normas e explicações que fazem parte da convivência em grupo, elas precisam ser respeitadas e valorizadas para entender o que os adultos esperam delas, sempre que possível devemos deixá-las livres para fazer suas próprias escolhas e tomar suas decisões”. (p.161)

Dessa forma trabalhamos com os mais variados materiais de tintas variadas há retalhos de tecido e lantejoulas o que permitiu que as crianças mais que explorar os materiais desenvolvessem noções de cor, de textura, de quantidade e de formas através do prazer de recontar o mundo a partir da sua visão Esse mundo novo cheio de sensações que engloba cores, cheiros, sons e sabores permite a criança construir significados cada vez mais elaborados a cerca de si mesmas e do mundo, nesse ir e vir de sensações e percepções elas constroem conceitos e se reconhecem através de sua obra.



3 Resultados e Discussões

O diálogo da arte com a rotina das turmas ampliou o nosso olhar acerca do trabalho com crianças pequenas. Foi interessante perceber o quanto eles se apropriaram do desejo de ser artistas, de suas obras serem reconhecidas como arte. Isso permite o desenvolvimento da autonomia não só na construção dos seus trabalhos, mas também, na arrumação do espaço onde iam trabalhar. Conforme OSTETTO (2004):

“crianças são percebidas como sujeitos ativos em seu processo de criação, autoria, construção de conhecimento. A ampliação de seu repertório faz parte dessa construção (...) Ao produzir cultura, ao deixar suas marcas, falar de si e do outro, reescrevem a história, e a história reescrita será sempre uma outra, diferente, pessoal, com significação própria.” (p.34)
4 Considerações Finais

A experiência proporcionou a ressignificação de conceitos acerca do papel do professor de educação infantil. Percebemos que colocar a criança como foco principal nesse processo é romper com uma visão adultocêntrica, é assumir uma nova postura que redefine o papel do professor como sujeito com uma visão ampla e consciente do universo infantil, essa postura privilegia e cria condições para o desenvolvimento não só das crianças, mas da educação infantil em uma perspectiva educacional que promove a qualidade nas ações com crianças pequenas.



5 Palavras-Chaves:Arte,educação infantil e qualidade.

6 Referências Bibliográficas

GOLDSCHMIED, Elionor &JACKSON Sonia. Educação de 0 a 3 anos:o atendimento em creche-2ªed.Porto Alegre;Artmed,2006.



OSTETTO, Luciana.Arte,infância e formação de professores:Autoria e transgressão. SP;Papirus,2004.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal