Rede bibliodata



Baixar 0.51 Mb.
Página1/7
Encontro21.07.2016
Tamanho0.51 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7


FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS
DIVISÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
REDE BIBLIODATA

MANUAL DE CABEÇALHOS DE ASSUNTO:

NORMAS E PROCEDIMENTOS

VERSÃO 1.0

RIO DE JANEIRO

1995




Coordenação:
Sonia Maria Guerreiro Pacheco

Colaboração:


Eugenio L. C. Decourt
Luis Fernando Cysneiros

Consultoria:


Beatriz A. Boselli Decourt

Equipe técnica:
Ella Gabriela de Oliveira (Biblioteca Nacional)
Márcia Cristína Fonseca de Cacella (PUC / RJ)
Maria Celia dos Santos Bou Maroun (IBGE)
Maria de Lourdes Terezinha Pacheco Neves (IBGE)
Selma Coimbra Rodrigues Seraine (Fundação Getulio Vargas)



AGRADECIMENTOS

A elaboração deste Manual deve se à colaboração dos participantes da Rede BIBLIODATA, especialmente os representantes da Biblioteca Nacional, Fundação Instituto Brasileiro de Geografia Estatística, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, sob a coordenação da Fundação Getulio Vargas, e patrocínio da VITAE - Apoio à Cultura, Educação e Promoção Social.






Sumário

1 Introdução

2 Política de indexação

3 Terminologia

3.1 Princípios básicos

3. 1. 1 Forma dos cabeçalhos

3. 1.1.1 Cabeçalhos simples

3.1.1.2 Cabeçalhos compostos

3.1.1.2.1 Cabeçalhos invertidos

3.1.1.2.2 Cabeçalhos constituídos por expressões a) Adjetivas

b) Prepositivas

c) Conjuntivas

3.1.1.2.3 Cabeçalhos com qualificador entre parênteses

3.1.1,2.4 Cabeçalhos subdivididos

3.2 Normas gerais

3.2.1 Língua

3.2.2 Termos sinônimos

3.2.2.1 Termos populares e/ou científicos

3.2.2.2 Nomes comuns e marcas comerciais

3.2.2.3 Termos obsoletos

3.2.2.4 Termos atuais e/ou antigos

4




3.2.2.5 Grafias variantes

3.2.2.6 Homônimos

3.2.3 Singular e plural

3.2.3.1 Singular

3.2.3.2 Plural

3.2.4 Numerais

3.2.5 Nomes de pessoas e entidades

3.2.6 Nomes geográficos

3.3 Normas específicas

3.3.1 Animais

3.3.2 Áreas subdesenvolvidas

3.3.3 Cidades antigas

3.3.4 Comércio

3.3.5 Constituições

3.3.6 Contos

3.3.7 Criação

3.3.8 Culinária

3.3.9 Cultivo

3.3.10 Direito constitucional

3.3.11 Doenças

3.3.12 Emendas constitucionais

3.3.13 Enfermagem

3.3.14 Estado



3.3.15 Estatuto legal, leis, etc.

3.3.16 Flores

3.3.17 Folclore

3.3.18 Frutas

3.3.19 Indústria

3.3.20 Intercâmbio

3.3.21 Legislação

3.3.22 Máquinas


3.3.23 Marcas, produtos, etc.

3.3.24 Matemática

3.3.25 Métodos

3.3.26 Microorganismos

3.3.27 Música

3.3.28 Obras psicografadas

3.3.29 Pesquisa

3.3.30 Plantas

3.3.31 Política governamental

3.3.32 Presidentes e chefes de Estado

3.3.33 Sistemas

3.3.34 Teorias

3.3.35 Vacinas

3.3.36 Vírus

3.4 Normas para entradas de nomes geográficos

3.4.1 Fontes e critérios para normalização de nomes geográficos


6

3.4.2 Grafia adotada para padronização de nomes geográficos

3.4.3 Regras gerais para nomes geográficos

3.4.3.1 Pontuação

3.4.3.2 Qualificador geográfico

3.4.3.2.1 Regra geral para uso do qualificador geográfico

3.4.3.2.2 Antártida

3.4.3.3 Categoria administrativa como parte integrante do nome do topônimo

3.4.3.4 Nomes geográficos com adjetivos que indicam direções ou partes

3.4.4 Nomes geográficos com categoria administrativa

3.4.4.1 Topônimos brasileiros

3.4.4.1.1 Grafia adotada para topônimos brasileiros

3.4.4.1.2 Unidades da federação

3.4.4.1.3 Municípios

3.4.4.1.4 Lugares em cidades

3.4.4.1.5 Comarcas, arraiais, paróquias

3.4.4.2 Topônimos estrangeiros

3.4.4.2.1 Língua e grafia adotadas para topônimos estrangeiros
3.4.4.2.2 Países, possessões territoriais, dependências, etc.

3.4.4.2.3 Grã  Bretanha

3.4.4.2.4 Iugoslávia
3.4.4.2.5 Estados, províncias, cidades, etc.

3.4.4.2.6 Localidades homônimas

3.4.4.2.7 Lugares em cidades

7





3.4.5 Regiões

3.4.5. 1 Regra geral para regiões

3.4.5.2 Regiões metropolitanas

3.4.5.3 Regiões de cidades

3.4.5.4 Regiões com nomes específicos

3.4.5.5 Mesos e microrregíões brasileiras

3.4.6 Acidentes geográficos

3.4.6.1 Regra geral para acidentes geográficos

3.4.6.1.2 Língua e grafia adotadas para acidentes geográficos

3.4.6.1.3 Uso do qualificador geográfico para acidentes geográficos

3.4.6.2 Rios

3.4.6.2.1 Uso do qualificador geográfico para rios

3.4.6.3 Áreas associadas com rios

3.4.6.3.1 Uso do qualificador geográfico para áreas associadas com rios

3.4.6.4 Regiões de acidentes geográficos

3.4.6.5 Ilhas


3.4.7 Parques, reservas, monumentos nacionais, etc.
3.4.7.1 Língua e grafia adotadas para parques, reservas, monumentos nacionais, etc.

3.4.7.2 Parques nacionais

3.4.7.3 Parques em cidades

3.4.8 Ruas e estradas

3.4.8.1 Regra geral para ruas e estradas

3.4.8.2 Estradas fora das cidades

3.4.8.3 Ruas e estradas dentro das cidades
8

3.4.9 Cidades extintas e sítios arqueológicos

3.4.9.1 Cidades extintas

3.4.9.2 Sítios arqueológicos

3.4. 10 Fontes de referência para nomes geográficos

3.4.10.1 Fontes de referência para nomes geográficos brasileiros

3.4.10.2 Fontes de referência para nomes geográficos estrangeiros

4 Estrutura e caracterização da linguagem documental

4.1 Lista de Cabeçalhos de Assunto da Rede

4.2 Estrutura da Lista de Cabeçalhos de Assunto da Rede

4.2.1 Cabeçalhos tópicos

4.2.2 Remissivas e referências

4.2.2.1 Remissivas

4.2.2.2 Referência hierárquica e associativa

4.2.3 Termos LC

4.2.4 Notas de escopo

4.2.5 Número de CA

4.2.6 Sigla da biblioteca

4.2.7 Subdivisões

4.2.7.1 Assunto

4.2.7.2 Forma

4.2.7.3 Geográfica

4.2.7.4 Cronológica

5. Ordem de citação dos termos



6 Procedimentos a serem considerados para determinação de cabeçalho de assunto

6.1 Rotina de pesquisa na Lista de Cabeçalhos de Assunto da Rede Bibliodata

6.1.1 Cabeçalho de assunto não subdividido

6.1.2 Cabeçalho de assunto subdividido

6.2 Rotina de pesquisa na Lista da LC

6.2.1 Cabeçalho de assunto não subdividido

6.2.2 Cabeçalho de assunto subdividido

6.3 Autorização do cabeçalho de assunto

6.4 Autorização do cabeçalho de assunto no caso de duplicidade de termos

7 Informações básicas para a compreensão e utilização da Lista da LC

7.1 Subdivisões controladas por pattern headings

7.2 Subdivisões free floating

8. Bibliografia

9. Índice









Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal