Regimento escolar da rede municipal de ensino de nova friburgo



Baixar 0.88 Mb.
Página1/9
Encontro07.08.2016
Tamanho0.88 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9




Prefeitura Municipal de Nova Friburgo

Secretaria Municipal de Educação

REGIMENTO ESCOLAR DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE NOVA FRIBURGO

2013


TÍTULO I - DA IDENTIFICAÇÃO DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO 3

Capítulo I - Da Natureza 3

Capítulo II - Dos Níveis e das Modalidades da Educação 4

TÍTULO II - DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL – ADMINISTRATIVA 5

Capítulo I - Da Estrutura Básica 5

Capítulo II - Da Composição da Gestão Escolar 5

Seção I – Do Diretor 5

Seção II – Do Diretor Adjunto/Dirigente 7

Seção III - Do Setor Técnico-Administrativo 9

Capítulo III - Dos Profissionais da Educação 9

Seção I - Da Coordenação Pedagógica 9

Seção II - Dos Professores 13

Seção III - Da Equipe De Apoio 16

Capítulo IV - Das Sanções Administrativas 19

Seção I - Da Gestão Escolar 19

Seção II: Dos Profissionais da Educação e do Setor Técnico Administrativo 20

Capítulo V - Do Corpo Discente 22

Seção I – Dos Direitos Dos Estudantes 22

Seção III – Do Grêmio Estudantil 24

Seção IV - Do Conselho de Representantes de Turma 25

Capítulo VI - Dos Órgãos Representativos 25

Seção I – Da Associação de Apoio à Escola 25

Seção II – Do Conselho Escolar 26

Capítulo VII - Do Compromisso Da Família 27

Seção I – Dos Direitos da Família 27

Seção II – Dos Deveres da Família 28

TÍTULO III - DO REGIME ESCOLAR 28

Capítulo I - Da Matrícula 28

Capítulo II - Da Transferência 30

Capítulo III - Da Classificação e Reclassificação 31

Capítulo IV - Da Adaptação 33

Capítulo V - Da Disciplina Escolar 33

Capítulo VI - Do Calendário Escolar 34

Capítulo VII - Da Complementação Curricular 34

Capítulo VIII - Da Frequência 35

Capitulo IX - Da Avaliação 36

Seção I – Da Educação Infantil 36

Seção II – Do Ensino Fundamental 36

Seção III – Da Educação de Jovens e Adultos 38

Seção IV - Da Educação Especial 38

Capítulo X - Da Recuperação 39

Capítulo XI - Da Progressão Parcial 39

Capítulo XII - Do Conselho de Classe e de Promoção 40

TÍTULO IV – Da ESTRUTURA DIDÁTICO-PEDAGÓGICA 42

Capítulo I - Da Educação Infantil 42

Seção I - Dos Princípios 42

Seção II - Da Composição 43

Seção - III - Da Organização Curricular 43

Capítulo II - Do Ensino Fundamental 43

Seção I - Dos Princípios 44

Seção II - Da Composição 44

Seção III – Da Organização Curricular 45

Capitulo III - Da Educação de Jovens e Adultos 45

Seção I – Da Composição 46

Seção II – Da Organização Curricular 46

Seção I - Da Especificidade da Modalidade 46

Seção II - Da Identificação das Necessidades Educacionais Especiais 47

Seção III - Da Organização Curricular 47

Capítulo V - Da Educação Integral 48

TÍTULO V - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS E TRANSITÓRIAS 48

Anexos 49


TÍTULO I - DA IDENTIFICAÇÃO DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO

Capítulo I - Da Natureza
Art. 1º As Unidades Escolares do Sistema Municipal de Ensino são mantidas pela Prefeitura Municipal de Nova Friburgo e administradas pela Secretaria Municipal de Educação, de acordo com as Legislações Federais, Estaduais e Municipais, em vigor.

Parágrafo único. A Escola Municipal é pública, gratuita, de direito da população e de dever do poder público, a serviço das necessidades e peculiaridades do processo de desenvolvimento e aprendizagem dos estudantes, independente de gênero, etnia, situação sócio-econômica, credo religioso, político e livre de quaisquer preconceitos ou discriminações.



Art. 2º O presente Regimento Escolar é o documento legal da Secretaria Municipal de Educação fixando a organização administrativa, didático-pedagógica e disciplinar das Unidades Escolares.

§ 1º É responsabilidade de cada Unidade Escolar a construção de seu Projeto Político-Pedagógico e Regimento Interno devendo ambos respeitarem a legislação vigente e se adequarem ao presente documento, com a anuência e diretrizes da Secretaria Municipal de Educação com periodicidade anual.

§ 2º É facultada às Escolas Técnicas e às Unidades Escolares Conveniadas, a alternância regular de períodos de estudos e grupos não-seriados quando garantido em convênio firmado com a Prefeitura Municipal de Nova Friburgo, observando o disposto no Art. 23 da LDB 9394/96.
Capítulo II - Dos Níveis e das Modalidades da Educação
Art. 3º A Educação Básica da Rede Pública Municipal é composta por diferentes níveis e modalidades de ensino, de acordo com o atendimento a que se destina, conforme discriminado abaixo:

I - Níveis:



  1. Educação Infantil;

  2. Ensino Fundamental.

II - Modalidades:

  1. Educação de Jovens e Adultos;

  2. Educação Especial;

  3. Educação Profissional Técnica.

Parágrafo único. É facultado ao Sistema Municipal de Ensino oferecer cursos especiais de qualificação, programas e projetos de acordo com a legislação em vigor.

TÍTULO II - DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL – ADMINISTRATIVA

Capítulo I - Da Estrutura Básica
Art. 4º As Unidades Escolares da Rede Municipal de Ensino têm sua estrutura organizacional definida de acordo com anexo II do presente Regimento.

Capítulo II - Da Composição da Gestão Escolar


Art. 5º A Rede Municipal de Ensino organiza-se administrativamente pautada no princípio constitucional da Gestão Democrática do Ensino Público.

Art. 6º A composição administrativa da Unidade Escolar é constituída pelo Diretor e Diretor-Adjunto/Dirigente que compõem a equipe de Gestão Escolar.

Parágrafo único. O Setor Técnico-Administrativo está vinculado diretamente à gestão escolar, nos moldes do anexo II.


Seção I – Do Diretor
Art. 7º O Diretor da Unidade Escolar da Rede Municipal de Ensino será um profissional do magistério, concursado, habilitado nos moldes da legislação vigente.

Art. 8º São atribuições do Diretor:

I - a responsabilidade pela gestão pedagógica, administrativa e política da Unidade Escolar;

II - cumprir e fazer cumprir as leis de ensino e as determinações legais, bem como o presente Regimento;

III - requisitar material e mantimentos, quando necessário à manutenção da Unidade Escolar;

IV - receber e armazenar os gêneros alimentícios, de acordo com normas e instruções estabelecidas, atendendo aos requisitos de conservação e higiene, organizando e divulgando o cardápio escolar;

V - convocar e presidir reuniões que se fizerem necessárias ao interesse da Unidade Escolar;

VI - representar oficialmente a Unidade Escolar;

VII - comparecer as reuniões e convocações da Secretaria Municipal de Educação;

VIII - zelar pelo cumprimento das normas disciplinares;

IX - assinar toda a documentação escolar juntamente com o secretário escolar ou, na falta deste, com o secretário lotado na Secretaria Municipal de Educação e responsabilizar-se pela guarda da documentação dos estudantes;

X - apresentar toda documentação escolar exigida pelas autoridades competentes, no prazo estipulado;

XI - coordenar a elaboração do Projeto Político-Pedagógico da Unidade Escolar garantido sua execução, avaliação e atualização;

XII - incentivar atividades curriculares e ou extracurriculares buscando meios que possam minimizar a incidência de reprovação e evasão escolar;

XIII - promover e articular atitudes positivas com a Comunidade Escolar, Secretaria de Educação, Conselho Tutelar, ONGs e Ministério Público na busca de parcerias para a solução de problemas e desenvolvimento de projetos que visem à inclusão dos alunos com necessidades educacionais especiais;

XIV - trabalhar coletivamente com a Associação de Apoio à Escola, Conselho Escolar, Associação de Moradores, pedagogos, professores e demais funcionários, buscando procedimentos que efetivem as ações educacionais e administrativas da Unidade Escolar;

XV - organizar o quadro de horário dos servidores para o exercício nas diferentes funções da Unidade Escolar;

XVI - recorrer à Secretaria Municipal de Educação quando as alternativas para a solução de um problema ultrapassar a sua competência;

XVII - solicitar aos órgãos competentes os recursos para o bom funcionamento da Unidade Escolar, quando não houver disponibilidade de supri-lo com recursos próprios;

XVIII - comunicar à Secretaria Municipal de Educação a falta ou excesso de pessoal em exercício na Unidade Escolar, para que sejam tomadas as providências necessárias;

XIX - garantir o funcionamento e o fortalecimento da Associação de Apoio à Escola e do Conselho Escolar;

XX - desenvolver ações de integração da Unidade Escolar com a comunidade;

XXI - zelar pela segurança dos estudantes, providenciando atendimento imediato àquele que adoecer ou for acidentado, comunicando simultaneamente o fato aos pais ou responsáveis e, na sua falta, ao Conselho Tutelar.

XXII - divulgar para a Comunidade Escolar documentos, publicações e decisões da Associação de Apoio à Escola e do Conselho Escolar;

XXIII – divulgar, em tempo hábil, os comunicados enviados pela Secretaria Municipal de Educação;

XXIV - zelar pelo patrimônio, sob a guarda da Unidade Escolar, providenciando todas as medidas necessárias ao uso apropriado das instalações, mobiliário, equipamentos e materiais, bem como a segurança e a preservação das boas condições físicas e de usabilidade dos bens patrimoniais;

XXV - estimular, divulgar e apoiar o aperfeiçoamento profissional e a formação continuada dos servidores sob sua gestão;

XXVI - participar dos Conselhos de Classe e de Promoção para apontar estratégias que favoreçam o desenvolvimento do processo de ensino e de aprendizagem em consonância com o Projeto Político Pedagógico da Unidade Escolar, atentando para questões relacionadas à frequência e evasão escolar;

XXVII - encaminhar à Secretaria Municipal de Educação a prestação de contas do movimento financeiro da Unidade Escolar sempre que for necessário;

XXVIII - responsabilizar-se pela correta aplicação dos recursos financeiros destinados à escola, bem como prestar conta dos mesmos à Unidade Escolar e aos órgãos competentes;

XXIX - controlar a frequência diária dos servidores, através de registro em documento próprio e público e atestar a frequência mensal, bem como encaminhá-la, pontualmente, à Secretaria Municipal de Educação;

XXX - organizar e fazer cumprir o horário de funcionamento da Unidade Escolar, conforme as orientações da Secretaria Municipal de Educação;

XXXI - garantir a plena gratuidade de todos os serviços e atividades oferecidos pela Unidade Escolar;

XXXII - oferecer às autoridades competentes as informações pertinentes às inspeções;

XXXIII - conhecer, divulgar e assegurar o acesso a este Regimento, bem como garantir o cumprimento das normas nele contidas;

XXXIV – Dinamizar o Grêmio Escolar.

XXXV - em relação aos estudantes, comunicar ao Conselho Tutelar os casos de:



    1. reiteração de faltas injustificadas, conforme FICAI (Ficha de Aluno Infrequente) ou similar, de evasão escolar e repetência;

    2. maus tratos, negligência, exploração, abusos diversos, crueldade e opressão, ocorridos nos ambientes escolar e doméstico.

    3. transgressões disciplinares graves.

XXXVI - cumprir o Projeto de Gestão elaborado para exercício do cargo, considerando a participação efetiva da Comunidade Escolar.

XXXVII – quaisquer comunicações de ocorrência ao Conselho Tutelar, à Promotoria da Infância e Juventude do Ministério Público, Delegacia de Polícia e outros órgãos afins deverão ser previamente informadas à Secretaria Municipal de Educação;

XXXVIII - - articular as atividades administrativo - pedagógicas em consonância com as orientações da Secretaria Municipal de Educação.

Art. 9º A substituição temporária intempestiva do Diretor da Unidade Escolar será feita automaticamente pelo Diretor Adjunto indicado pelo Diretor e, na ausência e/ou impedimento legal do Diretor Adjunto, por profissional do magistério indicado pela Secretaria Municipal de Educação, respeitados, quando couber, os critérios previstos na LM 3.989/2011.

Seção II – Do Diretor Adjunto/Dirigente


Art. 10. O Diretor Adjunto da Unidade Escolar da Rede Municipal de Ensino será um profissional do magistério, concursado e habilitado nos moldes da legislação vigente.

Art. 11. São atribuições do Diretor Adjunto:

I - trabalhar em parceria com o Diretor;

II - assessorar e substituir o Diretor em suas ausências e em seus impedimentos;

III – dinamizar junto à Comunidade Escolar o Projeto Político Pedagógico, o Regimento Escolar, os programas e os projetos da Unidade Escolar, e outros autorizados e encaminhados pela Secretaria Municipal de Educação;

IV - articular junto à equipe de Gestão Escolar as ações entre os turnos de funcionamento da Unidade Escolar;

V - articular as atividades administrativo - pedagógicas em consonância com as orientações da Secretaria Municipal de Educação;

VI - viabilizar a utilização do ambiente escolar, visando ao desempenho das atividades educacionais e comunitárias;

VII - cumprir e fazer cumprir as leis de ensino e as determinações legais, bem como o presente Regimento; em parceria com o diretor;

VIII - auxiliar o Diretor no planejamento, coordenação e gerenciamento dos serviços de apoio administrativo das atividades da escola, supervisionando os responsáveis pelos encargos e serviços gerais;

IX - distribuir e supervisionar, em parceria com o diretor, as tarefas executadas pelos servidores da Unidade Escolar, bem como o material administrativo e pedagógico necessário, de acordo com o Regimento;

X - participar da elaboração do plano de aplicação dos recursos financeiros para avaliação e aprovação, em consonância com as decisões da Comunidade Escolar;

XI - propor ações e parcerias que visem à melhoria da qualidade dos serviços prestados;

XII - participar de programas de formação propostos pela Secretaria Municipal de Educação;

XIII - substituir o professor regente, quando não houver professor substituto, seguindo o planejamento pedagógico do mesmo ou oferecendo atividades pedagógicas, com o devido registro de frequência e conteúdo no Diário de Classe.

XIV - coordenar a rotina, acompanhando os estudantes na entrada e saída de turnos e no recreio e intervalos, bem como em todo o período escolar;

XV - quando em substituição ao Diretor da Unidade Escolar ou quando designado pelo mesmo, receber e armazenar os gêneros alimentícios, de acordo com normas e instruções estabelecidas, atendendo aos requisitos de conservação e higiene, organizando e divulgando o cardápio escolar.


Seção III - Do Setor Técnico-Administrativo
Art. 12. O Secretário Escolar é funcionário concursado e habilitado que compõe o setor técnico-administrativo.

Art. 13. São atribuições do Secretário Escolar:

I - coordenar a secretaria escolar, bem como distribuir e supervisionar as atividades entre os auxiliares de secretaria;

II - planejar e organizar suas atividades;

III - verificar a autenticidade de toda a documentação expedida e recebida;

IV - expedir correspondência de sua competência;

V - manter atualizados livros, fichas, termos e documentos relativos à vida escolar dos estudantes, bem como zelar pela segurança e conservação dos arquivos e documentos;

VI - lavrar as atas de resultados escolares;

VII - preparar e expedir históricos, certificados, fichas individuais, relatórios de resultados e controle de frequência, documentos relativos à transferência, declarações, atestados e outros;

VIII - participar do Conselho de Classe e Promoção;

IX - manter atualizada a documentação dos funcionários da Unidade Escolar;

X - comunicar à equipe de Gestão Escolar, para tomar as providências cabíveis, os casos de estudantes que necessitam regularizar sua vida escolar;

XI - proceder e organizar a efetivação de matrículas de acordo com as normas emanadas da Secretaria Municipal de Educação;

XII - organizar e distribuir os diários de classe;

XIII - disponibilizar dados estatísticos sempre que necessário;

XIV – zelar, juntamente com o diretor, pelo fiel e irrestrito cumprimento dos prazos estabelecidos pela Secretaria Municipal de Educação.
Capítulo III - Dos Profissionais da Educação

Seção I - Da Coordenação Pedagógica


Art. 14. São profissionais constituintes da Coordenação Pedagógica: o Orientador Pedagógico e o Orientador Educacional.

Art. 15. A Coordenação Pedagógica é exercida por um profissional concursado e habilitado de acordo com a legislação em vigor.

Parágrafo único. Cabe ao Orientador Pedagógico e Educacional colaborar com a Gestão Escolar e promover o processo integrador e articulador das ações pedagógicas e didáticas desenvolvidas na Unidade Escolar, de acordo com as diretrizes da política educacional do Sistema Municipal de Ensino.

Art. 16. São atribuições do Orientador Pedagógico:

I - participar, com a direção, da elaboração do projeto político-pedagógico da Unidade Escolar;

II - promover a articulação das matrizes curriculares entre as diversas etapas de ensino, com vistas a preservar a unidade no processo de aprendizagem;

III - assessorar o diretor da Unidade Escolar em todas as ações pedagógicas;

IV - estar atento às relações entre corpo docente, discente e administrativo, assim como às relações entre a escola e a comunidade e, quando necessário, sugerir alternativas de aprimoramento das mesmas;

V - planejar o estudo, a execução e o controle das normas didáticas de maneira que haja um bom rendimento escolar;

VI - estabelecer linhas de comunicação de forma que a Unidade Escolar tome conhecimento do andamento de todas as atividades da escola;

VII - promover a atualização contínua do corpo docente, tanto por ações próprias da Unidade Escolar, quanto por ações integradas com a Secretaria Municipal de Educação;

VIII - elaborar, em parceria com toda a equipe da Unidade Escolar, o seu calendário e horário escolar, de acordo com a legislação vigente;

IX - promover reuniões pedagógicas com os professores da Unidade Escolar a fim de analisar, discutir e dar continuidade aos planejamentos, em consonância com o projeto político-pedagógico;

X - coordenar a elaboração dos planos anuais de ensino, assegurando a plena observância às normas e orientações específicas aplicáveis, emanadas da Secretaria Municipal de Educação;

XI - orientar os professores e demais funcionários da Unidade Escolar quanto à elaboração coletiva, consecução e avaliação do Projeto Político - Pedagógico, auxiliando e acompanhando sua execução;

XII - coordenar os Conselhos de Classe e de Promoção, sugerindo estratégias e propostas metodológicas, com o objetivo de aprimorar o processo educacional;

XIII - coordenar e avaliar os projetos pedagógicos da Unidade Escolar com base nas orientações e diretrizes da Secretaria Municipal de Educação;

XIV - coordenar a organização e o acompanhamento de turmas e/ou grupos, ouvido o Conselho de Classe, sempre que possível;

XV - acompanhar e avaliar, junto com os profissionais da educação, o processo de ensino e de aprendizagem, visando à melhoria da qualidade de ensino;

XVI - coordenar e orientar as ações extracurriculares;

XVII - incentivar as atividades curriculares buscando meios que possam minimizar a incidência de reprovação e evasão escolar;

XVIII - interagir com os profissionais das Salas de Recurso e programas que existam no espaço escolar de forma a estabelecer a unidade nas ações;

XIX - coordenar a ação pedagógica do corpo docente, articulando os diferentes turnos existentes na Unidade Escolar;

XX - analisar, junto com os professores e equipe de Gestão Escolar, a situação de estudantes egressos de outros estabelecimentos e/ou de outros sistemas de ensino, visando a sua adaptação e adequação ao ano de escolaridade em que forem matriculados, possibilitando a Classificação ou Reclassificação, caso necessário;

XXI - articular e elaborar o planejamento das atividades referentes ao regime de Progressão Parcial em conjunto com os professores e equipe de Gestão Escolar;

XXII - colaborar com a divulgação do Regimento Escolar conhecendo, fazendo conhecer e atendendo às determinações dele emanadas;

XXIII - analisar e acompanhar, de forma articulada com os demais membros da equipe de Gestão Escolar e de Coordenação Pedagógica, a execução das estratégias a serem utilizadas pelos professores nos estudos de recuperação e progressão parcial, registrando e arquivando esses procedimentos;

XXIV - participar de reuniões, cursos, seminários, palestras, formação continuada e encontros promovidos pela Unidade Escolar ou pela Secretaria Municipal de Educação, visando ao aperfeiçoamento da prática profissional;

XXV - articular, junto à equipe da Unidade Escolar e as equipes da Secretaria Municipal de Educação, a implementação dos projetos propostos;

XXVI - dinamizar em conjunto com os demais membros da equipe de Gestão Escolar e Coordenação Pedagógica, no mínimo bimestralmente, reuniões de pais/responsáveis informando-os sobre a frequência e rendimento dos alunos.

Art. 17. São atribuições do Orientador Educacional:

I - coordenar e avaliar os projetos pedagógicos da Unidade Escolar, com base nas orientações e diretrizes da Secretaria Municipal de Educação;

II - viabilizar o processo de integração escola-família-comunidade, a fim de criar um espaço educativo harmônico, de troca e crescimento recíproco, com vistas à melhoria da qualidade de ensino e de aprendizagem;

III - participar e coordenar os Conselhos de Classe e de Promoção, sugerindo estratégias e propostas metodológicas, com o objetivo de melhorar o processo educacional;

IV - incentivar as atividades curriculares buscando meios que possam minimizar a incidência de reprovação e evasão escolar;

V - orientar os professores e demais funcionários da Unidade Escolar quanto à elaboração coletiva, consecução e avaliação do Projeto Político-Pedagógico, auxiliando e acompanhando sua execução;

VI - elaborar, coordenar, participar e avaliar propostas e projetos de seu campo de atuação e em consonância com os demais setores da Unidade Escolar;

VII - promover a integração entre corpo docente, discente, administrativo, pais/ responsáveis contribuindo para a melhoria da ação educativa;

VIII - dinamizar em conjunto com os demais membros da equipe de Gestão Escolar e Coordenação Pedagógica, no mínimo bimestralmente, reuniões de pais/responsáveis informando-os sobre a frequência e rendimento dos alunos;

IX - tomar as providências cabíveis e/ou previstas em lei em relação ao aluno com baixa frequência junto à Direção da Unidade Escolar, pais/responsáveis e Conselho Tutelar;

X - subsidiar a equipe escolar com informações relativas às características da comunidade em que a escola está inserida, colaborando para a organização e adequação do currículo;

XI - viabilizar, junto aos demais integrantes da equipe de Gestão Escolar e Coordenação Pedagógica, atualização do corpo docente, através de grupos de estudos periódicos, visando à fundamentação teórico-prática do processo de ensino e de aprendizagem, inclusive no horário de planejamento;

XII - colaborar com a divulgação do Regimento Escolar conhecendo, fazendo conhecer e atendendo às determinações dele emanadas;

XIII - acompanhar os estudantes encaminhados pelos docentes que apresentem dificuldades de aprendizagem, de socialização e outras;

XIV - encaminhar aos serviços de apoio especializado os estudantes que apresentarem dificuldades e condições específicas que impeçam ou dificultem o seu desenvolvimento cognitivo e/ou social, visando maior aproveitamento dos mesmos no processo de aprendizagem;

XV - participar da organização e do acompanhamento de turmas e/ou grupos, ouvido o Conselho de Classe, sempre que possível;

XVI - desenvolver procedimentos que contribuam para o conhecimento da relação professor-estudante em situações escolares específicas, colaborando na implementação de metodologia de ensino que favoreça a aprendizagem e o desenvolvimento;

XVII - desenvolver projetos educacionais integrados com instituições afins que visem o bem-estar biopsicossocial dos membros da Comunidade Escolar, articulados com a equipe de Gestão Escolar e Coordenação Pedagógica;

XVIII - promover atividades de orientação para o trabalho, tendo como princípio a relação trabalho-conhecimento vinculada à prática social;

XIX - participar de reuniões, cursos, seminários, palestras, formação continuada e encontros promovidos pela Unidade Escolar ou pela Secretaria Municipal de Educação visando ao aperfeiçoamento da prática profissional;

XX - identificar possíveis influências do ambiente familiar e social que possam prejudicar o desempenho do estudante na escola e atuar sobre elas;

XXI - estimular o estudante a analisar, discutir, vivenciar e desenvolver valores, atitudes e comportamentos fundamentados em princípios humanistas;

XXII - desenvolver ações visando ampliar no estudante a consciência de liberdade, o respeito pelas diferenças individuais, o sentimento de responsabilidade e confiança nos meios pacíficos para o encaminhamento e solução dos problemas humanos.
Seção II - Dos Professores




Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal