RelaçÕes solo-litologia numa sequência de solos desenvolvidos de rochas efusivas do planalto catarinense1



Baixar 6.55 Kb.
Encontro19.07.2016
Tamanho6.55 Kb.
RELAÇÕES SOLO-LITOLOGIA NUMA SEQUÊNCIA DE SOLOS

DESENVOLVIDOS DE ROCHAS EFUSIVAS DO PLANALTO CATARINENSE1
Jaime Antonio de Almeida2, Andrey Hofer3, Rodrigo Teske4, Antonio Lunardi5
Palavras-chaves: Solo - Litologia - Serra Geral.
O presente trabalho objetivou estudar as variações nas características do solo e do material de origem ocorrentes numa toposequência no sentido Sudeste-Noroeste, desde a localidade de São Sebastião do Arvoredo (São Joaquim), até a localidade de São Jorge (Coxilha Rica, Lages), passando pela calha do rio Lava – Tudo. Foram descritos e coletados 7 (sete) perfis de solo e frações sãs das rochas subjacentes. Foram realizadas análises para quantificação da fertilidade química, morfologia e granulometria. Nas regiões de maiores altitudes tanto em Lages como São Joaquim foram constatados Cambissolos Húmicos e nas cotas altimétricas menores, nas proximidades do Rio Lava – Tudo, os solos foram classificados como Nitossolos Vermelhos. Os valores médios de CTC (Capacidade de Troca de Cátions) e V% (Saturação por Bases) do horizonte Bi de Cambissolos foram 15,38 cmolc kg-1 e 3% , respectivamente. Os valores de fertilidade natural destes solos são extremamente baixos devido aos materiais de origem serem de natureza mais ácida conciliado ao clima predominantemente úmido, assim lixiviando as bases e favorecendo os processos de intemperismo. Já os Nitossolos também apresentam altos teores de Al trocável, porém a quantidade de Ca e Mg trocáveis são maiores proporcionando um V% médio para horizonte Bt igual a 13% e CTC pH 7,0 igual a 18 cmolc kg-1. O material de origem destes solos é de natureza mais básica, e embora os fatores climáticos sejam semelhantes, estes solos recebem contribuição mais intensa de material coluvial e erosão hídrica, resultando em solos com menor intemperismo, e natureza mais jovem.

1 Projeto de Pesquisa CAV/UDESC.

2 Orientador, Professor do Departamento de Solos – Centro de Ciências Agroveterinárias –

Av. Luiz de Camões, 2090 – CEP 88520-000 – Lages – SC.

3 Acadêmico do Curso de Agronomia - CAV/UDESC, Bolsista de Iniciação Científica, PROBIC/ UDESC.

4 Acadêmico do Curso de Mestrado em Ciência do Solo – CAV/UDESC.



5 Doutorando do PPG em Manejo do Solo, Centro de Ciências Agroveterinárias,

Universidade do Estado de Santa Catarina.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal