RenovaçÃo carismática católica secretaria ágape manual de Evangelização da Família introduçÃo projeto da Ofensiva Nacional para a Família Coord. Nacional



Baixar 240.82 Kb.
Página3/6
Encontro19.07.2016
Tamanho240.82 Kb.
1   2   3   4   5   6



Diante do que vimos até aqui, podemos perceber o quão sábio é o Apóstolo da Família, representante de Jesus, o Papa João Paulo II, quando exorta a Igreja a pastorear a família! Quando diz aos bispos do Brasil:

" Faz anos recordava aos Bispos do Brasil essa prioridade e centralidade da Pastoral Familiar, com umas palavras que hoje têm uma maior atualidade e uma mais pungente necessidade de se pôr em prática: Em cada Diocese – vasta ou pequena, rica ou pobre, dotada ou não de clero – o Bispo estará agindo com sabedoria pastoral, estará fazendo “investimento” altamente compensador, estará construindo, a médio prazo, a sua Igreja particular, à medida que der o máximo apoio a uma Pastoral Familiar efetiva” (Diretrizes aos Bispos do Brasil, n.5) A Pastoral Familiar – a nível paroquial, diocesano e nacional – deve considerar-se, não apenas uma opção entre outras, mas uma premente necessidade que virá a ser como foco irradiador dos valores cristãos da nova evangelização, no próprio âmago da sociedade onde a família está radicada; é ela que dará estabilidade ao longo do tempo do esforço evangelizador.
O evangelizador da família necessita ter encontrado Jesus, estar caminhando com Ele e dia a dia aderindo ao Seu projeto. O principal elemento do evangelizador da família é o seu testemunho de vida de conversão. Mas, se o testemunha mostra uma pessoa perfeita não ajuda, porque não é verdadeiro e o trabalho na messe não se faz com mentira. Por outro lado, se não temos algo a testemunhar, não estamos crescendo, e cego não guia cego! É o caso de verificar se estamos ligados ao tronco da videira. Ver (Jo 15).

  • Ser pastor.

Já lemos e poderíamos ler outra vez o texto de (Atos 20, 28). O pastor tem que cuidar de si. Tem que amar-se e valorizar-se, não pelo que tem, pelo que faz, pelo que sabe, mas, simplesmente porque se reconhece imagem de Deus! Por reconhecer que cada ser humano foi criado por Deus, é imagem de Deus, o evangelizador, ao longo de sua conversão há que aprender dialogar sem qualquer superioridade com a mais humilde das criaturas humanas.

Vai aprendendo o grande valor da escuta ativa e interessada. Vai aprendendo a não julgar as pessoas. Vai exercitando o perdão e até amar o inimigo. Estes são valores para qualquer cristão e são requisitos para se evangelizar a própria família e também para responder ao chamado da Igreja para a evangelização Familiar. A pastoral, cujo eixo são os relacionamentos cristãos. Ninguém de nós pode esperar estar pronto para começar trabalhar, pois, nunca vamos estar prontos! Basta estar a caminho.

  • Ser Corpo de Cristo.

Sendo a evangelização Familiar um serviço centrado no relacionamento evangélico entre as pessoas, ninguém pode exercê-la de modo isolado. Já mencionamos a exigência de trabalhar os relacionamentos no próprio lar. Mas não é só isto! Existe em nossa Igreja uma gritante necessidade de entendimento, de cooperação, de diálogo, de unidade no Espírito, conforme quer Jesus e rogou ao Pai! Ver (Jo 17, 20-23). Esta responsabilidade é de todo cristão batizado, mas, é maior ainda para a Pastoral Familiar cuja “coluna vertebral” são o relacionamento. Trata-se de fazer e não apenas falar de pastoral orgânica. Esta interação não é apenas com as pastorais! Deve ir aos movimentos e serviços da Igreja e mais ainda, as articulações devem ir além das fronteiras da Igreja. Isto não deve nos amedrontar. Temos que aprender a ser dialogadores em contínuo aprendizado. Temos um Mestre!




  • Responder ao chamado de Jesus.

Renove sempre seu SIM a Jesus que o escolheu, o chama de amigo e o envia. Leia (Jo 15, 15-17). Não desanime quando se deparar com problemas impossíveis. Lembre-se: você nunca estará só! Contigo está Aquele que é fiel ao que promete e Ele disse:



Então Jesus se aproximou e lhes disse: “Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra.19 Ide, pois, fazei discípulos meus todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo , 20 ensinando-os a observar tudo quanto vos mandei. Eis que eu estou convosco, todos os dias, até o fim do mundo”.

As grandes dificuldades serão suas maiores oportunidades de ver que não está só. Na companhia do Senhor, o Deus do impossível, você pode. Coragem! E o Senhor abençoe você, sua família e seu apostolado.



LEITURAS RECOMENDADAS PARA APROFUNDAMENTO


  1. RICHES, Valerie. O sexo e a transformação da sociedade. Edições Loyola. 1994.




  1. BENNETT, Willian. A verdade sobre a educação sexual. Discurso proferido

em Washington e publicado na National Review. Julho de 1987.


  1. SIECUS, Sex Information and Education Council of the U.S. Guia de orientação sexual nas escolas. Casa do Psicólogo Livraria e Editora Ltda. 1994.




  1. KISSINGER, Henri. Implications of worldwide population growth for

U.S. security and over seas interests. Relatório NSSM 200. Dezembro de

1974. Associação Próvida. Brasília. 1992.




  1. LITCHHFIELD, Michael & KENTISH, Susan. Bebês para queimar - a indústria

do aborto na Inglaterra. Ed. Paulinas. 1985.


  1. UNFPA. Inventory of population projects in developing countries araund

the world - 90/91”. Relatório da Associação Pró-vida de Brasília.


  1. VIEIRA, Humberto L. Grupo parlamentar a serviço do imperialismo

contraceptivo.”. Comunicação da Associação Pró-Vida de Brasília. 1994.


  1. GESELLSCHAFT, Society. Ünited Nations programm of action to control global

population growth”. Deutschland. Número 6. Dezembro de 1994.


  1. Catálogo: menu -> download
    menu -> Teoria contabilidade
    menu -> Participação do Investidor Individual: a democratização para o Desenvolvimento do Mercado de Capitais e da Nação
    menu -> Departamento de psicologia mestrado em psicologia
    menu -> Interbits – SuperPro ® Web 1
    menu -> Comitê de pronunciamentos contábeis pronunciamento técnico cpc 03 (R2) Demonstração dos Fluxos de Caixa Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade – ias 7
    menu -> Comitê de pronunciamentos contábeis pronunciamento técnico cpc 21 (R1) Demonstração Intermediária Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade – ias 34
    menu -> Comitê de pronunciamentos contábeis interpretaçÃo técnica icpc 13 Direitos a Participações Decorrentes de Fundos de Desativação, Restauração e Reabilitação Ambiental Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade – ifric 5
    download -> O concílio vaticano II: etapa preparatória
    download -> RenovaçÃo carismática católica no estado de goiás anexo 1 ao plano de evangelizaçÃo estadual seminário de vida no espírito santo
    download -> Latim a arte de Raciocinar Naôr Rocha Guimarães Todos os direitos reservados


    Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6


©principo.org 2019
enviar mensagem

    Página principal