Ricardo Nicotra/2002 Índice Introdução 5 Capítulo I o dízimo na Bíblia 6



Baixar 412 Kb.
Página1/21
Encontro18.07.2016
Tamanho412 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   21

O Dízimo


E Seu Emprego na Corporação Adventista
Ricardo Nicotra/2002

Índice



Introdução 5

Capítulo I - O Dízimo na Bíblia 6



Dízimo: Lei Moral ou Lei Cerimonial? 6

O Dízimo No Velho Testamento 7

Abrão, Melquisedeque e as Ordens Sacerdotais (Gên. 14) 7

O Voto de Jacó (Gên. 28) 7

O Dízimo no Deserto (Lev. 27) 7

Dízimo Pelo Serviço (Núm. 18) 8

O Dízimo em Canaã (Deut. 12) 8

O Segundo Dízimo (Deut. 14) 9

Outras Citações no Velho Testamento 9



O Dízimo no Novo Testamento 10

Jesus e o Dízimo 10

O Novo Sacerdócio (Hebreus 7) 10

Onde Fica a Casa do Tesouro? 12

Capítulo II - O Dízimo e os Pioneiros da IASD 13



Fase 1 - Manutenção Própria 13

Fase 2 - Beneficência Sistemática 14

Fase 3 - Sistema do Dízimo 14

O Espírito de Profecia e a Aplicação dos Dízimos 14

Como Ellen G. White dizimava? 15

As Vias Regulares 17

O Que Ellen White Escreveu Sobre o Emprego do Dízimo? 18

Capítulo III - Como a Corporação Usa os Dízimos? 20



Tradição de Homens 20

Quantos Funcionários Tem a Organização? 22

O Livro de Praxes 24

O DRF - Dízimo Retido na Fonte 24

Alugando a Casa Própria Para Si Mesmo 25

Dízimo para a Colportagem e Acampamento de Jovens 26



Quanto Ganha um Pastor Adventista? 26

Variáveis Determinantes 26

Salário Base 26

Benefícios Mensais 27

Auxílio de Aluguel 27

Compensação de IR Sobre Aluguel 27

Ajuda de Quilometragem 28

Seguro de Veículos 28

Assistência Médica 28

Plano de Previdência 28

Ajuda para Aulas de Música 28

Ajuda Por Filhos 28

IPTU e Condomínio 29

Bolsas Educacionais 29

Auxílios Anuais e Esporádicos 29

Seguro de Vida e contra Acidentes 30

Despesas Odontológicas 30

Outros benefícios 30

Mudança de Residência 30

Despesas Fúnebres 30

Concílios 30

Considerações Finais 31

Como Funcionam as Auditorias? 31

Capítulo IV - Estamos Cumprindo a Missão? 34



Uma Ilustração Moderna 34

Nossa Missão: 36

Muitas Apostasias e Evangelismo Deficiente. Por quê? 36

Falta de Pastores 37

Falta de Treinamento 39

Por que a Assistência Pastoral é Fraca? 39

O Tamanho dos Distritos 40

Por Que os Distritos São Tão Grandes? 41

Características do Problema 41

Capítulo V - Ação dos Leigos e Reação da Corporação 43



Parar de Dizimar 43

Ignorar o Problema 44

Falar Com Os Líderes Competentes 44

Aplicar Seu Dízimo em Evangelismo 45

O Ministério de Obreiros 46

Lavagem Cerebral 46

Lavagem de Todo Tipo 47

Lavagem Simples 47

Lavagem Cerebral para Pastores 48

Lavagem Completa 48

Criação de Comunidades Independentes 49

Apêndice 51

Apêndice A - Carta ao Irmão Watson 51

Apêndice B - Conflitos Dentro da Igreja 52

Exemplos na Palavra de Deus 52

Origem do Conflito 52

A Atitude do Povo 52

Quem Estava ao Lado de Cristo? 53

A Atitude dos Altos Líderes Judeus 54

Promessas para o Futuro 55

Apêndice C - Os Mordomos e a Prestação de Contas com Deus 57

“Não é meu problema” 57

Prestação de contas. Para quem e quando? 57

Quem é o legítimo proprietário do dízimo? 58



Introdução

O objetivo deste material é fazer algumas considerações sobre o dízimo e como ele tem sido utilizado pela Corporação Adventista. Usaremos o termo “Corporação Adventista” para designar a entidade jurídico-legal da Associação Geral (em inglês “General Conference Corporation”). A Corporação Adventista é a pessoa jurídica detentora da marca registrada “IASD - Igreja Adventista do Sétimo Dia”. Fazem parte da Corporação as Associações, Missões, Uniões, Divisões, Conferência Geral, Casas Publicadoras, Hospitais, Clínicas e Retiros de Recuperação de Saúde, Fábricas de Alimentos e outras empresas ligadas ao grupo econômico adventista.

Usaremos o termo “Igreja Adventista” para designar as igrejas locais ou o conjunto destas. A distinção entre “Corporação Adventista” e “Igreja Adventista” é de fundamental importância para a correta compreensão dos temas delicados que serão abordados nas próximas páginas.

No capítulo I será apresentado um estudo bíblico sobre o dízimo. É um estudo com uma abordagem diferente da comumente adotada por pastores, pregadores e instrutores bíblicos. Versos bíblicos que até então têm sido ignorados por pastores e pregadores serão trazidos à tona e certamente despertarão profunda reflexão no leitor.

No capítulo II apresentaremos um pouco da história da manutenção do ministério evangélico dentro da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Ainda neste segundo capítulo relembraremos o que o Senhor revelou à Sua serva sobre o dízimo e sua correta utilização.

No capítulo III apresentaremos o “desconhecido” Livro de Regulamentos Eclesiástico-Administrativos da DSA (Divisão Sul Americana da IASD), também chamado de livro de Praxes. Conheceremos algumas regras elaboradas pela Corporação com respeito à utilização do dízimo. Também faremos menção sobre as regras que estabelecem o pacote de auxílios e benefícios de pastores e obreiros vinculados à Corporação.

No capítulo IV faremos uma análise dos problemas que estão afetando a Igreja no cumprimento de sua missão e tentaremos apresentar as causas.

No capítulo V discutiremos algumas das possíveis reações dos leigos diante dos fatos apresentados nesta material. As possíveis reações dos líderes da Corporação também serão analisadas.

Finalmente, no apêndice, adicionamos um interessante material de referência. No apêndice A incluímos a íntegra da famosa Carta ao Pr. Watson, escrita por Ellen G. White em 1905 para o presidente da Associação do Colorado. Nesta carta Ellen G. White comunica ao Pr. Watson as razões que a levaram a não mais enviar os dízimos para a Associação, mas dar a eles um destino alternativo visando cumprir a missão evangelística. No apêndice B incluímos um estudo baseado na Bíblia e no Espírito de Profecia sobre a perseguição dentro da igreja contra os que clamam por reformas espirituais e administrativas. Prepare-se, pois este estudo pode estar intimamente relacionado com você e com o seu futuro dentro da igreja adventista. No apêndice C apresentaremos uma contra-argumentação com base bíblica para refutar a idéia de que nossa obrigação é sempre devolver o dízimo para a Associação e se eles usarem mal prestarão contas com Deus. Isto é verdade? A resposta está no apêndice C.

É de fundamental importância que as informações e fatos descritos neste volume cheguem ao conhecimento dos membros bem estruturados na fé uma vez que o cumprimento da obra de Deus nesta terra depende da correta aplicação dos recursos que Deus confiou aos seus mordomos.

Convém ressaltar que este material não constitui uma crítica a igreja, mas é um compêndio de fatos reais que podem ser comprovados por qualquer membro através da observação e pesquisa.

Oro a Deus para que todos aqueles que analisarem as informações contidas neste volume sintam sua responsabilidade individual e intransferível para com Deus e tomem decisões que sejam para o benefício e avanço de Sua Obra. Que Deus abençoe a todos.

Ricardo Nicotra

  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   21


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal