Ricardo Nicotra/2002 Índice Introdução 5 Capítulo I o dízimo na Bíblia 6



Baixar 412 Kb.
Página13/21
Encontro18.07.2016
Tamanho412 Kb.
1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   ...   21

Como Funcionam as Auditorias?


Vimos que o dízimo enviado para a Associação/Missão é utilizado de várias formas. Não sabemos quanto é destinado, de fato, aos níveis hierárquicos superiores, aos colégios, aos pastores distritais, aos pastores administradores, aos funcionários de Associação, à manutenção física dos prédios das Associações, Uniões e Divisões, às despesas operacionais e outras saídas. Quando eu era ancião de uma igreja em São Paulo, um grupo de irmãos solicitou transparência financeira para a Associação na forma de um relatório de entradas e saídas detalhado. Infelizmente não fomos atendidos. Não tivemos acesso a estas informações, mas as evidências comprovam que há algo muito errado. Basta observar a condição das igrejas: Enviam consideráveis remessas mensais e recebem pouca ou quase nenhuma assistência.

Como saber se há má fé, corrupção, incompetência administrativa ou simplesmente uma estrutura pouco enxuta e ineficiente?

A única forma de saber exatamente o que acontece com o dízimo é fazendo auditorias. O que é auditoria?

Auditoria é o método para realizar a constatação da integridade contábil de determinada instituição. O objetivo é validar as demonstrações contábeis a fim de transparecer a realidade econômica e financeira da empresa, para todos os que têm relacionamento com ela: associados, funcionários, governo, acionistas, bancos, etc... Na auditoria é feita uma análise dos relatórios contábeis da organização. Todo dinheiro que entra e todo dinheiro que sai deve ser comprovado através de um documento de valor contábil (notas fiscais, recibos, faturas, etc.)

As grandes empresas de capital aberto (que têm ações sendo negociadas nas Bolsas de Valores) contratam empresas externas de auditoria para analisar suas contas e publicar o balanço com o parecer dos auditores. Isto é feito para prestar contas aos acionistas (investidores que colocam dinheiro na instituição e desejam saber como este dinheiro está sendo administrado). Este procedimento é realizado periodicamente por força da legislação e por exigências dos acionistas. Se você desejar investir em uma determinada empresa de capital aberto, você poderá comprar ações e estará se tornando um sócio da empresa e, portanto, terá o direito de auditar suas contas. Você tem o direito de saber exatamente o que está acontecendo com o dinheiro aplicado nesta instituição. Isto é lei. Lei dos homens para evitar fraudes e garantir a confiança em todas as direções.

Como membro da Igreja Adventista do Sétimo Dia você deveria ter o direito de entrar na Associação, pedir um relatório detalhado de todas as entradas e saídas de dízimos e outros fundos. No entanto, na prática, você não tem este direito. Alguns dizem que temos este direito, mas até agora nenhum membro leigo conseguiu ter acesso a relatórios de movimentação financeira detalhados. Seria muito interessante analisar um relatório deste tipo, emitido pelas Uniões. Elas recebem mensalmente milhões e milhões de reais, isto mesmo, vários milhões de reais por mês. Como este dinheiro é gasto? Quantos pastores trabalham na União? Os pastores distritais não são pagos pela União, mas pelas Associações.

Os acionistas investem nas empresas e têm o direito de realizar auditorias. Mas você, como membro da igreja, não tem o mesmo direito. Isto é, no mínimo, injusto. Até o injusto mundo corporativo das empresas seculares é mais justo que o nosso sistema de administração eclesiástica injusto.

Você deve estar se perguntando: Mas não existem auditorias periódicas em todos os níveis da organização? A resposta é sim. O único problema é que as auditorias realizadas nas Instituições da Corporação Adventista são realizadas no sentido inverso. Em vez do gerador do recurso auditar o receptor, o receptor dos dízimos faz questão de auditar o gerador dos recursos - isso em todos os níveis. O objetivo é constatar que está recebendo tudo o que manda a praxe. Isto significa que a Associação Geral audita as Divisões, cada Divisão audita suas Uniões, cada União audita as Associações/Missões, e estas, por sua vez, auditam os tesoureiros das igrejas e, finalmente, os tesoureiros auditam os membros e preparam um relatório dos não dizimistas para a comissão de nomeações. Isto é um verdadeiro absurdo! Seria equivalente à empresa auditar os acionistas que investem nela. Esta falta de transparência nem sempre é notada pelos membros leigos, mas as conseqüências da falta de transparência são sentidas no momento em que se analisa o tipo de serviço e o tipo de assistência que a Associação/Missão tem dado às igrejas locais.

Esta forma de auditar vai contra o bom senso; é um insulto à inteligência de um ser racional. Repito o que já havia afirmado: Os administradores da Corporação Adventista não terão que prestar contas com Deus apenas por apropriarem-se dos recursos devidos à Igreja. Eles responderão também por blasfêmia, pois afirmam que este modelo de administração foi estabelecido por Deus e, pior, há quem acredite que Deus está por trás deste sistema administrativo!

“Uma página após outra poderia ser escrita com relação a estas coisas. Associações inteiras estão se tornando levedadas com os mesmos princípios pervertidos. ‘Porque os seus ricos estão cheios de violência, e os seus habitantes falam mentiras; e a sua língua é enganosa na sua boca.’ O Senhor operará para purificar a sua igreja. Digo-vos com verdade que o Senhor está prestes a virar e transtornar as instituições chamadas pelo Seu nome.” - Ellen G. White em Testemunhos para Ministros, pág. 373. Escrito em 1897.



Capítulo IV - Estamos Cumprindo a Missão?

O objetivo deste capítulo é fazer uma análise de como a Igreja Adventista do Sétimo Dia tem cumprido sua missão de pregar a mensagem que lhe foi divinamente confiada. Veremos também quais os obstáculos que têm impedido o cumprimento desta obra.

Como adventistas, cremos que a volta de Cristo está intimamente relacionada com o cumprimento da comissão evangélica deixada por Jesus aos seus discípulos. O evangelho do reino deve ser levado a todo o mundo para que então venha o fim (Mat. 24:14). É por esta razão que consideramos esta análise de importância vital.

Será que estamos cumprindo a missão que Cristo nos deixou? Freqüentemente temos ouvido que Igreja Adventista é uma das que mais cresce em no mundo. Isto é verdade?


1   ...   9   10   11   12   13   14   15   16   ...   21


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal