Roteiro santo amaro bahia



Baixar 16.27 Kb.
Encontro26.07.2016
Tamanho16.27 Kb.
ROTEIRO – SANTO AMARO – BAHIA

DATA: 14 de setembro

INAUGURAÇÃO DO SOLAR SUBAÉ

CENTRO DE REFERÊNCIA DO SAMBA DE RODA DO RECÔNCAVO BAIANO

INAUGURAÇÃO DA CASA DO SAMBA DE SANTO AMARO

Centro de Referência do Samba de Roda do Recôncavo Baiano
O Solar Araújo Pinho, também conhecido como Solar Subaé, localizado em Santo Amaro da Purificação – BA, é um dos edifícios mais belos e mais importantes do ponto de vista histórico e arquitetônico dessa cidade localizada no Recôncavo baiano. Tombado pelo Iphan, o imóvel foi totalmente restaurado com o apoio do Ministério da Cultura para abrigar a Casa do Samba de Santo Amaro – um centro de referência, pesquisa, treinamento, transmissão e vivência de uma das manifestações culturais mais importantes da região e do Brasil: o samba de roda. Na casa de Santo Amaro será também implantado um “Pontão de Cultura” voltado para a articulação e o apoio a uma rede de outros equipamentos semelhantes a serem instalados, por adesão, nos demais municípios da região onde essa forma de expressão é cultivada.

Para a inauguração e entrega desse primeiro centro de referência aos sambadores e admiradores do samba na Bahia, um evento festivo será realizado, no dia 14/09/07, abrangendo a abertura de uma exposição permanente sobre o samba de roda; uma apresentação de grupos de sambas tradicionais de várias partes do país, acompanhada da exibição de vídeos documentários sobre o tema e, no dia seguinte, no Teatro D. Canô, um seminário com especialistas brasileiros e estrangeiros sobre o mapeamento, a valorização e as influências e apropriações dessas formas de expressão no cenário musical e político brasileiro.




ROTEIRO DA INAUGURAÇÃO E SEMINÁRIO




Dia 14/09/07



17 h. – Inauguração das obras de restauração do Solar Araújo Pinho e de instalação da Casa do Samba de Santo Amaro.
Autoridades presentes:

Ministro da Cultura

Governador do Estado da Bahia

Prefeito de Santo Amaro

Secretário Executivo do MinC

Presidente do Iphan

Secretário de Estado da Cultura da Bahia

Diretor Geral do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac)

Diretor Geral da Fundação Cultural do Estado da Bahia
18 h – Abertura da Exposição Permanente “Samba de Roda: memória e vida” e lançamentos da segunda edição do CD Samba de Roda Patrimônio da Humanidade e do livro Dossiê Iphan 4 “Samba de Roda do Recôncavo Baiano”.
19 h. – Apresentação, na praça da matriz ou na rua em frente ao Solar Subaé, de grupos tradicionais de batuques e sambas de várias partes do país e exibição nos intervalos de vídeos documentários sobre essas formas de expressão.
03 grupos de samba de roda de Santo Amaro e do recôncavo

01 grupo de tambor de crioula do Maranhão

01 grupo de Jongo

01 grupo de partido alto

01 grupo de côco

01 grupo de samba rural paulista.




Dia 15/09/07


Local: Teatro D. Canô - Santo Amaro

Seminário “Os sambas brasileiros: diversidade, apropriações e salvaguarda”

Evento aberto ao público voltado para a divulgação da diversidade do universo do samba no Brasil – envolvendo suas origens, características e contribuições para a criação musical e cênica no Brasil e no mundo –, para a discussão das iniciativas contemporâneas de salvaguarda dessas formas de expressão, bem como para o exame de suas apropriações, históricas e contemporâneas, no universo musical, cultural e político do país. O seminário será composto de palestras seguidas de debates sobre esses temas, proferidas por especialistas em políticas culturais, artistas e pesquisadores brasileiros e estrangeiros.


10 h. Abertura

Mesa de autoridades

Fala do Ministro da Cultura sobre diversidade cultural e valorização da diversidade das expressões culturais musicais.


10h45min - Cafezinho
11h Mesa 1 – Patrimonialização e salvaguarda de expressões culturais musicais, poéticas e cênicas
Presidente do Iphan: A política nacional de reconhecimento e valorização do patrimônio cultural imaterial

Diretora do Departamento de Patrimônio Imaterial do Iphan: O plano de salvaguarda do samba de roda

Diretora do Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular: Registro e salvaguarda do jongo no Sudeste
12h Mesa 2– As “origens” do samba
Nei Lopes – Da tradição africana – falta confirmar.

Fábio Gomes – O samba indígena – confirmado.

Sergio Cabral – Deixa Falar, o samba e a escola – falta confirmar.

José Ramos Tinhorão – Samba carioca, o samba brasileiro – falta confirmar.




13h – Intervalo para almoço
14h30min – Mesa 3: Batuques e sambas de umbigada
Carlos Sandroni – O coco no Nordeste – confirmado.

Sergio Ferreti – O tambor de Crioula do Maranhão – falta confirmar.

Roberto Mendes – Os sambas na Bahia – falta confirmar.

Ralph Waddey – Os acervos e as pesquisas sobre o samba de roda – confirmado.

Marcelo Manzatti – O samba rural paulista – falta confirmar.
16h – Cafezinho
16h15min – Mesa 4: Samba, nação e MPB
Hermano Vianna – Samba e construção da nacionalidade – confirmador.

José Miguel Wisnik – As criações musicais e as noções de nacional e popular no Brasil – confirmado.



Hermínio Bello de Carvalho – Samba e MPB – confirmado.

Caetano Veloso – Samba, bossa nova e vanguardas musicais – confirmado.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal