Segurança do trabalho com defensivos agricolas 1- historico



Baixar 23.09 Kb.
Encontro05.08.2016
Tamanho23.09 Kb.
SEGURANÇA DO TRABALHO COM DEFENSIVOS AGRICOLAS

1- HISTORICO:
Há milênios de anos atrás o veneno era extraído da natureza e seu antídoto também. Com o passar dos anos surgiram como ARMAS QUIMICAS feitas para matar pessoas nas GUERRAS MUNDIAIS.
1915 – Primeira Guerra Mundial (Alemanha ataca a Bélgica com gás cloro) 5.000 pessoas mortas e 10.000 pessoas feridas.
1925- Contra ataque com ácido prussico e cianeto: resultado final 100.000

mortos


ONU proíbe o uso de Armas Químicas em combates
1939- Aparece o DDT para matar mosquito (organoclorado)
Em 1948 inventaram outro tipo de veneno químico para usar como gás na Segunda Guerra Mundial; era o OMPA, um organofosforado ! Depois disso aumentou loucamente os tipos de veneno; inventaram os Carbamatos, Piretroides, Acaricidas; Fungicidas, Raticidas e finalmente os Herbicidas.
Primeiramente teve o impacto negativo dos defensivos agrícolas que tinham o uso exclusivamente para matar pessoas. Logo após surgiram os interesses para a Agricultura com objetivo de matar pragas e doenças.
Hoje existe um arsenal de produtos químicos para diversas naturezas e é preciso que tenhamos muito conhecimento para manuseá-los corretamente.
2- PRINCIPIO ATIVO

Acaba sendo um assunto um tanto quanto complicado, porque atualmente existem aproximadamente 4.500 marcas para 400 princípios ativos.

O que são esses agrotóxicos ? São produtos que matam! O consumo tem aumentado nos últimos 10 anos acompanhando a “modernização” e o desenvolvimento da agricultura e industria.

Exemplo de marca X principio ativo



DITHANE

02 Marcas diferentes com um mesmo principio ativo

MANZATE


MANCOZEB

E cada um age de forma e em lugares diferentes ou .... cada caso é um caso.

Hoje há perigo no ar, na água e nos alimentos que compramos.


PRECISAMOS PRODUZIR, MAS TAMBÉM PRECISAMOS VIVER ! E ISSO SÓ É POSSIVEL SE CADA UM DE NÓS ASSUMIR SUAS RESPONSABILIDADES, USANDO CORRETAMENTE O DEFENSIVO AGRICOLA !!

3- CLASSE TOXICOLOGICA

CLASSE ou GRAU do VENENO: Um veneno pode ser mais fraco ou mais forte conforme a concentração dela; ou seja, o grau é definido pela quantidade de veneno que precisa entrar no corpo para matar. (esta quantidade é chamada de “ DOSE LETAL” ou “ DOSE MORTAL” DL)
O quadro a seguir mostra como é definido a classe ou grau toxicológica

VERMELHO – ALTAMENTE TÓXICO

Dose Letal: algumas gotas a 01 colher de chá

AMARELO – MEDIAMENTE TÓXICO

Dose Letal: 01 colher de chá a 02 colheres de sopa

AZUL – POUCO TÓXICO

Dose Letal: 02 colheres de sopa a 01 copo

VERDE – LEVEMENTE TÓXICO

Dose Letal: 02 copos a 01 litro

4- MEIOS DE ABSORÇÃO E TIPOS DE INTOXICAÇÃO


  1. Absorção:

Cutânea

Oral


Respiratória

  1. Intoxicação aguda: é aquela que acontece no ato do manuseio e ou contato com produtos químicos, podendo levar a morte, deixar seqüelas, etc...

  2. Intoxicação crônica: é aquela que acontece no decorrer do período em que se tem contato com produtos químicos, tendo efeito acumulativo, podendo ser percebido depois de muitos anos. E ai pode ser irreversível.



5- SINTOMAS DE UMA INTOXICAÇÃO
Os mais comuns são: Surdorese, fraqueza, ânsia, dores de cabeça, opressão no peito.[


  1. O QUE FAZER COM UMA PESSOA INTOXICADA

A primeira coisa a fazer é retirar a pessoa do local contaminado e logo após retirar a roupa contaminada também.


Procure imediatamente o médico e leve junto a embalagem ou bula do veneno que estava sendo utilizado.
Somente lendo o rotulo ou bula do veneno é que sabemos se podemos ou não provocar vômito. Vale lembrar que essa medida só é necessária se o veneno foi ingerido acidentalmente.
Há muito tempo atrás as pessoas comentavam que o melhor remédio para uma intoxicação era o leite. Hoje sabemos que o leite poderá acelerar um processo de intoxicação, pois o mesmo tem gordura e aliado a um produto que tenha em sua formulação alguma substancia oleosa poderá complicar a situação.
Não existe nada contra tomar leite antes das pulverizações, isso até é bom pois deixa a pessoa alimentada para o trabalho.
È muito importante conhecer os rótulos dos produtos químicos e saber quais são as regras de segurança que cada fabricante recomenda.



  1. EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL – NRR-04

O Aplicador de defensivos agrícolas deve trabalhar protegido contras as nevoas, poeiras e gases dos produtos. Para isso torna-se necessário o uso dos seguintes Equipamentos de Proteção Individual:


    1. touca árabe de algodão impermeável

    2. óculos ou viseira

    3. mascara semi-facial com filtros para gases,nevoas e vapores orgânicos

    4. conjunto de calça e camisa de algodão impermeável

    5. luvas de nitrila

    6. botas impermeáveis

Todos os Equipamentos de Proteção Individual deverá ter numero de CA (certificado de aprovação) aprovado pelo Ministério do Trabalho;


A limpeza e higiene com o Equipamento de Segurança é muito importante para garantir sempre a proteção adequada do mesmo.



  1. REGRAS DE SEGURANÇA QUE SERVEM PARA TODOS OS TIPOS DE VENENO

    1. Tomar cuidado sempre!! Seja Prudente. Proteção antes de qualquer coisa.

    2. Estar bem alimentado antes das pulverizações , porque aumenta a resistência da pessoa;

    3. Nunca dar de beber para pessoas inconscientes. Quando a pessoa esta inconsciente ela não tem condições de fazer o processo de ingestão de líquidos e acaba entrando no pulmão podendo ocorrer um afogamento.

    4. Não pulverizar quando estiver doente: a pessoa fica com a resistência baixa e pode ser perigoso.É importante avaliar a condições de saúde de uma pessoa antes de coloca-la para pulverizar.

    5. Não permita outras pessoas no local da pulverização: Peça para que as pessoas saiam do local do preparo da calda e da aplicação.

    6. Respeite o tempo de reentrada na cultura após as pulverizações: A maioria dos produtos químicos não constam período de reentrada. É importante deixar o produto secar antes de entrar no local que foi pulverizado e nunca entrar antes de 2 horas após as pulverizações;



          1. G)Fumar, beber ou comer somente antes ou após as pulverizações, nunca durante.

h) Tome banho frio após as pulverizações e coloque roupa limpa;




  1. Ter maior cuidado ainda no momento do preparo da calda. Você estará mexendo com o produto concentrado;

  2. É proibido deixar produtos químicos com livre acesso. Os depósitos devem ser trancados a chave e não permitir outros materiais guardados no mesmo local de veneno.

  3. Utilizar todos os Equipamentos de Proteção Individual




  1. TRIPLICE LAVAGEM DAS EMBALAGENS DE DEFENSIVOS



METODOLOGIA PARA A TRIPLICE LAVAGEM

A tríplice lavagem, é o procedimento que implica em enxaguar três vezes as embalagens vazias, de vidro, plástico ou metálicas, antes de serem descartadas.


Este procedimento deverá ser executado IMEDIATAMENTE APÓS O ESVAZIAMENTO DA EMBALAGEM, durante o PREPARO DA CALDA, porque os restos de produto poderão secar dentro das embalagens e dificultarão ou até poderão impedir a sua retirada.
APÓS A UTILIZAÇÃO DO PRODUTO, REALIZAR A TRIPLICE LAVAGEM DA EMBALAGEM:


    1. Virar o frasco sobre o pulverizador para que o produto seja reutilizado até o fim.

2- Coloque ¼ de água na embalagem

3- Agite o frasco por 30 segundos para lavar todo o seu interior

4- Esvazie o liquido do frasco no tanque ou caixa de pulverização




REPITA A OPERAÇÃO ACIMA POR 03 VEZES
5- Perfure a embalagem para evitar a reutilização da mesma e guarde dentro dos tambores com tampa.


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal