Semana da Leitura 2007 Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos do Agrupamento de Escolas de Almodôvar



Baixar 38.3 Kb.
Encontro29.07.2016
Tamanho38.3 Kb.



Semana da Leitura 2007
Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos do Agrupamento de Escolas de Almodôvar

1º Ciclo e Pré – Escolar
BE/CRE do 1ºciclo e Pré-Escolar do Agrupamento de Escolas de Almodôvar
Programa da Semana:

Segunda-feira / 5 de Março:

- Construção com os alunos de um cartaz sobre: “ A Semana Nacional da Leitura”.


Terça-feira / 6 de Março –

- Visita com um grupo de alunos à Biblioteca Pública, com o objectivo de se

relacionarem com o espaço e ambiente da mesma, ou fazerem leitura informal.
Quarta-feira / 7 de Março –

- Actividade: “Autor da Semana na BE/CRE” – O autor escolhido: Alice Vieira

- Clube de Leitura – Selecção de uma das obras da autora.

Quinta – Feira / 8 de Março –

- Leitura de uma história, ou conto tradicional, pelo senhor Presidente da Junta de Freguesia

de Almodôvar, através da WEB Câmara instalada na BE/CRE do Agrupamento de Escolas

de Almodôvar.

As salas da sede do concelho e as escolas das freguesias, com equipamento

instalado, poderão participar desta actividade.


- Abertura de um concurso de escrita, relacionado com a actividade anterior. O prémio para o

melhor trabalho será da responsabilidade da Junta de Freguesia de Almodôvar.


Sexta - Feira / 9 de Março –

- Leitura de uma história, por um elemento da comunidade de Aldeia dos Fernandes,

freguesia do concelho de Almodôvar).

Esta actividade insere-se no Projecto que este Agrupamento desenvolve, no âmbito do Plano

Nacional de Leitura.

- Actividade intitulada:”Outras Leituras” – Visita com os alunos a uma exposição de pintura na

“Galeria de Exposições da Praça”: - “Exposição Retrospectiva” – de Raul Fernando Gonçalves.
BE/CRE do 1ºciclo e Pré-Escolar do Agrupamento de Escolas de Almodôvar
No âmbito da Semana da Leitura 2007 foi lida a história tradicional A Bela Moura, de Alice Vieira.

Após esta actividade, a BE/CRE promoveu um concurso de contos, com o mesmo título – “Concurso: A Bela Moura”.

Dos vários concorrentes a concurso, (cuja opção poderia ser individual ou em grupo) salientamos aqui os três primeiros grupos seleccionados.
A Moura Encantada1ºLugar do Concurso

O Nascimento de Portugal2º Lugar do concurso



A Moura Jacemine3º Lugar do concurso (texto)

1ºLugar em ilustração

BE/CRE do 1ºciclo e Pré-Escolar do Agrupamento de Escolas de Almodôvar

A MOURA ENCANTADA




Era uma vez um príncipe português chamado Valdemar que foi com os seu exército conquistar novas terras para um país muito longínquo.

Andaram muitos e muitos dias por terras onde só viam areia.

Depois de passados muitos dias, chegaram a uma terra que tinha um grande castelo onde vivia uma princesa muito linda. O príncipe, quando a viu, ficou logo apaixonado. Quis falar com ela mas o rei não o permitiu porque ela estava noiva de um príncipe muito rico que vivia no reino das Arábias e de quem ela não gostava nada.

O príncipe português decidiu que não ia sair daquela terra sem levar consigo a princesa.

Esperou com muita paciência e depois de planear tudo com os homens do seu exército pensou que já não podia passar mais tempo afastado da princesa.

Sempre que passava perto do castelo lá estava a princesa na janela mais alta da torre onde o pai a tinha prisioneira até ao dia do seu casamento.

Uma noite, quando todos dormiam no castelo, o príncipe atirou uma corda que foi parar à janela da princesa. Subiu e quando chegou junto dela agarrou-a pela cintura e trouxe-a até ao chão.

Depois montou-se no cavalo mais veloz que havia e fugiu com ela mas não conseguiu ir muito longe porque foi apanhado pelos soldados do rei que o prenderam. Também a princesa, por ordem do seu pai voltou a ficar prisioneira na torre do palácio.

O seu noivo, quando soube do que aconteceu, foi logo ter com uma feiticeira e obrigou-a a lançar um encantamento à princesa. Com este encantamento, a princesa, por mais que olhasse pela janela não conseguia ver nada, nem sequer o sol nem a lua até ao dia do seu casamento.

Mesmo assim ela mantinha-se sempre à janela com esperança de que por um milagre, voltasse a ver o príncipe português por quem já estava apaixonada.

Certa noite, os soldados portugueses, decidiram ir salvar o príncipe. Este, quando se apanhou em liberdade e lhe contaram o encantamento que tinha sido lançado à princesa, resolveu vingar-se de tão grande maldade.

Depois de planear tudo muito bem, o príncipe voltou a raptar a princesa e desta vez foi tão rápido que ninguém os conseguiu apanhar.

O príncipe trouxe a princesa para o seu castelo que ficava em Moura e onde havia uma feiticeira com grandes poderes mágicos que conseguiu quebrar o encantamento da princesa.

Todos os habitantes de Moura achavam que a princesa era linda e deram-lhe o nome de Moura Encantada.

O príncipe e a princesa casaram, fora muito felizes e diz-se por aí que ainda a esta hora as suas almas se encontram no castelo de Moura.


História construída a partir do conto “A Bela Moura”, de Alice Vieira – 1º Lugar no Concurso


Trabalho realizado pelos alunos:

Elisa Terlica

V. Daniel Almeida

Mara Guerreiro

Rodrigo Guerreiro
EB1 de Corte Zorrinho

BE/CRE do 1ºciclo e Pré-Escolar do Agrupamento de Escolas de Almodôvar

A Moura Encantada

(Ilustração em três dimensões)


BE/CRE do 1ºciclo e Pré-Escolar do Agrupamento de Escolas de Almodôvar

O Nascimento de Portugal


Há muitos anos atrás houve uma grande guerra entre cristãos e mouros onde morreram muitos cavaleiros. Um desses cavaleiros que era um príncipe, ficou gravemente ferido, com sangue derramado por todo o corpo.

A princesa Isabel ouviu dizer que havia muitas pessoas feridas e como era muito boa, foi ajudar. Encontrou o príncipe estendido no chão e como teve muita pena dele, levou-o para o castelo, para o ajudar. Ela tratou dele com todo o cuidado. Tratou-lhe das feridas, deu-lhe de comer e o príncipe melhorou. Depois ficaram apaixonados um pelo outro e decidiram casar.

O pai da princesa moura quando descobriu os planos deles mandou prender o príncipe nas masmorras do castelo.

Uma noite, a princesa Isabel tirou a chave da cela a um guarda e salvou o príncipe Artur. Decidiram então fugir para o deserto.

Caminharam durante muito tempo até encontrarem um oásis com águas azuis e o areal dourado. Ao caminhar tropeçaram numa lâmpada que estava no chão. Como estava muito suja, a princesa Isabel começou a limpar a lâmpada e nesse instante apareceu um génio de dentro da lâmpada. O génio da lâmpada disse-lhes para escolherem três desejos. O príncipe Artur e a princesa Isabel disseram:

- Que já não haja mais guerra entre mouros e cristãos!

- Que os territórios se unam!

- Que vivamos felizes para sempre!

O génio disse-lhes para não se preocuparem, pois os seus desejos iriam realizar -se.

Quando acabaram de descansar, foram para a terra dos mouros e qual não foi o seu espanto quando viram que as suas famílias estavam a jantar juntas.

Ao avistar os príncipes disseram-lhes que estavam a planear juntar um território chamado Portugal.

O casal concordou e escolheram então três mosqueteiros para defender esse território. Chamavam-se eles:

- David

- José Miguel

- Pedro

O príncipe Artur e a Princesa Isabel viveram finalmente em paz e muito felizes

História construída a partir do conto “A Bela Moura”, de Alice Vieira – 2º Lugar no Concurso
Trabalho elaborado por:
 David Fordham

José Miguel

 Pedro Vilelas
3º Ano E – Sala professora Goreti


BE/CRE do 1ºciclo e Pré-Escolar do Agrupamento de Escolas de Almodôvar


O Nascimento de Portugal

(ilustração)

BE/CRE do 1ºciclo e Pré-Escolar do Agrupamento de Escolas de Almodôvar


A Moura Jacemine




Era uma vez uma Moura que se chamava Jacemine.

Um dia Jacemine foi ao mar buscar água e nesse dia encontrou um príncipe que se chamava Henrique. Ela foi embora a correr porque não podia ver príncipes, senão transformava-se numa cobra mas o príncipe gostou dela e ela dele. Ela ficou com o coração a bater muito forte.

Passado algum tempo o príncipe foi ao encontro dela mas não a encontrou. A Moura Jacemine foi outra vez ao mar buscar água e o príncipe estava lá. Desta vez ela não fugiu porque o príncipe a agarrou. Ela como não podia olhar para o príncipe olhou só um pouco, mas mesmo assim transformou-se numa cobra. O príncipe deu-lhe um beijo e ela curou-se do feitiço da cobra. Deu um abraço ao príncipe e ficaram amigos.

O mundo dos Mouros e o mundo dos príncipes eram diferentes, mas como eles gostavam um do outro fugiram e os dois mundos foram à procura deles, todos juntos.

A moura Jacemine e o príncipe foram para muito longe e nunca mais ninguém os viu. Eles foram felizes para sempre.

História construída a partir do conto “A Bela Moura”, de Alice Vieira – 3º Lugar do concurso (texto)

1ºLugar em ilustração


Trabalho elaborado por:
 Beatriz Brás

Catarina Coelho

 Catarina Cordes

Lúcia Lourenço


2º Ano C – Sala professora Maria Augusta






BE/CRE do 1ºciclo e Pré-Escolar do Agrupamento de Escolas de Almodôvar



BE/CRE do 1ºciclo e Pré-Escolar do Agrupamento de Escolas de Almodôvar



BE/CRE do 1ºciclo e Pré-Escolar do Agrupamento de Escolas de Almodôvar




BE/CRE do 1ºciclo e Pré-Escolar do Agrupamento de Escolas de Almodôvar
Algumas opiniões sobre a leitura

- Eu gosto de ler porque aprendo – Jennifer Regatia – 2º Ano

- Quando eu leio viajo nas histórias – Catarina Cordes – 2º Ano

- Quando eu leio fico feliz – Alexandra Martins – 2º Ano

- A minha imaginação cresce quando leio – Alexandra Martins – 2º Ano




©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal