Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados



Baixar 7.35 Kb.
Encontro24.07.2016
Tamanho7.35 Kb.
Senhor Presidente,

Senhoras e Senhores Deputados,

Campina Grande, como cidade cosmopolita, acolhe a todos como filhos. Difícil deixar aquela terra, após provar de sua hospitalidade, de seu clima, de sua cultura, enfim, de tudo o que a faz uma cidade ímpar e acolhedora.


Isso se deu com a querida professora Déa Cruz, uma paulista de nascimento e que há décadas fincou raízes em Campina Grande, sendo participante ativa durante esse tempo da vida social e cultural da chamada “Rainha da Borborema”.
E Déa Cruz celebra os seus 80 bem vividos anos, dando um grande presente à cidade: o livro “Campina em Crônicas”, um retrato das seis décadas vividas por ela na cidade, em que são retratados a história, as tradições, os filhos e mitos e os feitos das principais instituições de Campina Grande. O livro foi lançado no último dia 31 de julho, com as presenças de amigos e autoridades, na Fundação Sue Ellen Carolinni, naquela cidade.
Campina e sua Associação Campinense de Imprensa , da Academia de Letras, do Clube dos Dirigentes Lojistas, do Colégio Alfredo Dantas, da Casa de Carolina Zilly, da Câmara Municipal, do Cine Capitólio, do SENAC, dos açudes Velho e de Bodocongó, os bailes do Bloco da Saudade e do São João de Dona Mulata, instituições, lugares e fatos que representam a história da cidade e de seu desenvolvimento e que ganham vida através dos belos escritos de Déa Cruz.
Além de todo esse universo de pedra e cal e dos acontecimentos que os envolve, o livro traça perfis de algumas das figuras humanas mais representativas, que são confundidos com a própria história de Campina Grande, e que por isso recebem a carinhosa homenagem da autora, dentre os quais figuram Aroldo Cruz, Adalberto César, Aluísio Silva, Amaury Vasconcelos, Anália Targino, Anésio Leão, Austro França, Cássio Cunha Lima, Celso (Grupo Café Aurora), Clementino Procópio, Cônsul Joseph Noujaim, Edvaldo do Ó, Elizabeth Marinheiro, Eneida Agra Maracajá, Esaú Catão, Evaldo Cruz, Everaldo Lopes, Antonio Hamilton Fechine, Graziela Emerenciano, Hermano José, Maria Augusta, Maria Ísis da Cruz Barbosa, Maria de Félix Araújo, Maria de Jesus Freire, Nenzinha Cunha Lima, Nícia César, Família Valença, Rafael Holanda, Raymundo Asfora, Ronaldo Cunha Lima, Seu Cabral, Seu Dão, Seu Vavá, Sevy Nunes, Stênio Lopes, Sue Ellen Carolinni, Tamar Celino, Virgílio Brasileiro, Virgília Carlos, Vital do Rego, Wanda Almeida, Wilson Maux e Zélia Henriques. Também, uma grande honra e satisfação, é ter tido o meu nome como um dos “ilustres campinenses” a ter o seu perfil escrito no belo livro da Professora Déa Cruz.

Esse registro é uma homenagem e uma felicitação pela passagem dos 80 anos da Professora Déa Cruz, dos campinenses e paraibanos, que com orgulho represento nesta Casa, à mãe de família, esposa do saudoso médico Haroldo Cruz, que entre outras atividades foi colunista social, cerimonialista da Câmara Municipal de Campina Grande, quando de meus dois mandatos a frente da Casa de Félix Araújo, diretora do Teatro Municipal e educadora responsável pela formação de muitas gerações, dos que hoje fazem Campina Grande, através do seu Colégio Santa Cruz, e acima de tudo, uma grande defensora da cidade que ela adotou e que perpetua através da importante obra “Campina em Crõnicas”.


Muito Obrigado.
Deputado Rômulo Gouveia

PSDB-PB


©principo.org 2016
enviar mensagem

    Página principal